Uma chance para o amor escrita por LauRaSouZaNoLeTo


Capítulo 4
Capitulo 3


Notas iniciais do capítulo

Pesssinhasss grandes emoções nesse cap.

boa leitura! ;)



Pov. Bella

 

Lembranças... de choro , gritos, lagrimas, escuridão...Alice...Ela estava ali, na minha frente, ainda baixinha, com os cabelos curtos, sorriso encantador, elétrica, feliz, ainda estava brigando com o grandão, não liguei para mais nada, minha irmã estava ali, na minha frente , corri a pouca distancia que existia entre nós e a abracei o mais apertado possível, o cheiro dela me atingiu em cheio, doce, mas não enjoativo, ela cheirava a hortelã e rosas. Quando vi ela também me abraçava e estávamos nos duas chorando no meio do refeitório...

—Bella... você, v-você esta bem ? meu deus que saudades, me desculpa eu quis voltar, mas a minha nova família... eu... me desculpe por deixar você lá com aquele monstro, eu fiquei sem dormir por dias pensando em você eu nunca te esqueci e.. -parei ela antes que falasse algo.

—Hey, Alice, esta tudo bem, eu estou bem e você ? faz.. tanto tempo, que saudades de você garota, e a nova família? Eles te tratam bem? Por que se não tratar eu..- Fui interrompida antes de terminar a minha frase.

—O sua idiota, claro que tratamos ela bem, e você conhece ela da onde sua estranha? e vai mesmo ameaçar nós? Os cullen? Se enxerga, olha só pra você.. Alice, da onde você conhece esse projeto de gente ?-Rosalie perguntou a uma Alice vermelha, não sei se era de vergonha ou de raiva, mas logo obtive a resposta.

—Olha aqui Rose, você pode até ser minha irmã postiça, pode até ser uma cullen mas isso não lhe da o direito de falar com as pessoas assim , e para a sua informação, esse projeto de gente é minha meia irmã...- todos olharam assustado para ela, acho que ela não disse nada sobre mim para aquela família, uma parte de mim ficou magoada mas foi logo esquecida pelo fato dela me defender.

—Lizy, esta tudo bem, não precisa falar assim com a sua irmã, ela não tem culp... - Fui interrompida novamente.

—Nem termina essa frase belezura, Rose realmente passou dos limite, Rose... oque deu em você para odiá-la assim ?- Dessa vez quem me interrompeu foi o grandão, sua voz era grossa, assustadora, olhei para ele , seu rosto estava vermelho e as feições estava claramente mostrando que estava bravo. Dei um passo para tras, Alice viu e não entendeu nada até que olhou para o grandão inclinou a cabeça pro lada um tanto pensativa, arregalou os olhos e virou pra mim.

—Jaz...pega um copo de agua para mim por favor? Emmett tira a Rose daqui, Bella, olhe para mim okay? Não pense em nada... senta aqui, Edwad me ajuda aqui-Alice começou a tagarelar e começou a me puxar para longe do grandão, agradeci mentalmente. Senti um toque quente no meu braço, olhei para cima e estanquei, isso fez o dono do toque bater sem querer em mim. Olhos verdes, muito verdes, lindos, ele quem estava me arrastando junto com a Alice...

—Bella? Oh! Hihi...um... Bellaaa, eu sei que o Edward é bonito mas.. cuidado com a baba hehe- Acordei do transe corei como uma condenada e olhei brava para a Alice, eu não estava babando por ele... Estava? Claro que não, eu não babo por ninguém...iiiii começou, to falando comigo mesma.

Sentei na cadeira que o tal do Edward puxou para mim ...hum.. cavalheiro...bom...foco, bela, foco.

—Bella?- Alice me chamou, olhei para ela, a mesma me deu um copo de agua para beber, enquanto bebia ela fazia um carinho no meu cabelo. Alice sempre foi carinhosa, eu amava isso nela, eu amava ela, minha irmã...

—Esta melhor ?- uma voz perguntou, levantei o rosto e vi um garoto loiro, olhos azuis com um porte forte, não tanto quanto o grandão...

—Estou, obrigada.- respondi um tanto tímida pela preocupação dele.

—Sei que o Emmett te assustou Bella, mas, ele é um cara muito legal okay ? confia em mim-Alice falou com uma voz calma. Assenti.

—Confio em você Lizy, é só que... ele, ele , ele me lembrou e eu me assustei, desculpe eu, eu entrei em desespero , eu fui uma tola- Disse relembrando o modo como agi, idiota, era a família na minha irmã e melhor amiga.

—Ei, tudo bem , amiga, tudo bem, olha esses são Jasper Halle Cullen, meu meio irmão e namorado ele também foi adotado, na verdade todos nos fomos adotados, e esse no qual a senhorita estava quase babando é o Edward Anthony Cullen , meu meio irmão também mas ele é o irmão do Emmett aquele que a assustou, eles são legais Bellinha-ela começou a falar, eu corei quando ela falou do Edward... Que alias estava olhando pra mim e sorrindo de um jeito meio fofo.

—Prazer, suponho que você seja a novata Isabella, e a Bella da minha irmã certo ?-o Edward foi se apresentando, eu sorri pequeno assenti e segurei a sua mão estendida para mim... Choque. Puxei minha mão bruscamente e ele também, olhei para ele, porque eu levei um choque quando segurei a mão dele? Que estranho...

—Ah! Me-me-me desculpe, eu, eu....-fui me desculpando, mas ele me cortou.

—Hã.. não, tudo bem não foi nada e desculpe hã.. isso foi estranho- ele murmurou a ultima parte.

—táh- disse baixinho, ele me intimida, sua postura é forte e ele é bastante bonito, na verdade não sei porque peguei na mão dele, eu nunca peguei na mão de nenhum homem depois do que houve.
Alice me olhava estranho, mas não disse nada, ainda bem, não queria responder nenhuma pergunta dela, mas uma coisa eu queria, conversar com ela, saber sobre a família dela, e se a estava tratando bem.
o sino bateu, eu me despedi deles com um aceno e falei com a Alice sobre a conversa que queria ter com ela.

Educação física.

Oque falar dessa aula, foi horrível, descobri que não sou nada boa nisso, e o Emmett ainda era o capitão do time de futebol, então ele fez aula com a gente já que eles tinha que treinar para o jogo, que descobri ser no final do ano.Uma coisa boa? Bem o Edward também faz parte do time de futebol e foi legal ver ele correndo para lá e para cá, uma coisa ruim? Dei uma bolada na cabeça de uma garota, mas me desculpei com ela e ao que parece, ela nunca mais vai querer ver a minha cara novamente. O pior foi no final, o treinador Derek reuniu todo mundo e fez todos nós corremos, resultado : eu to com o joelho ralado e um corte na testa sem fala dos arranhões na palma da mão, no meio do treinamento ele percebeu que eu não sou boa e me mandou para a arquibancada, agradeci mentalmente , pelo menos não pagaria mais mico na frente do Edward, eu sentia de vez em quando o olhar dele em mim, e consequentemente eu corava. O intervalo passou como um borrão, eu fui para a biblioteca, o resto do dia passou igualmente rápido, quando vi estava no estacionamento esperando a Bree. Suspirei. O dia foi bom. Grandes emoções boas, uma ruins mas até que da para segurar. Suspirei de novo quando vi o carro da Bree entrar. Voltaria para o orfanato e dormiria em paz.

Pov Narrador

A garota de cabelos castanhos ruivos entrou no carro, sem saber que certo garoto de olhos verdes sorria a olhando, Mas, um pouco longe dali, em um orfanato, uma surpresa nada agradável a esperava, de tímida e delicada, se tornara assustada e com medo, traumas e lagrimas, gritos e dor voltaria a tona, e só o garoto de olhos verde a salvara daquela escuridão, de um jeito que marcara na alma da pobre garotinha machucada.



Notas finais do capítulo

*0* OMG!!!! oque acharam ???

estou aberta a sugestões...comentem jovens



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Uma chance para o amor" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.