Saint Seiya: A batalha dos deuses escrita por Eleus


Capítulo 2
O nunca hesitante cavaleiro de Áries


Notas iniciais do capítulo

Os golpes utilizado pelos personagens no decorrer da história estarão escritos da seguinte forma.
"exemplo".
Gênios são os guerreiros protetores de Hermes.



O dia estava claro no santuário. Mal sabiam os cavaleiros que mais uma terrível batalha seria iniciada. Logos os gênios de Hermes tentaram adentrar o santuário e se dirigiram a primeira das doze casas.

– Quem são vocês? O que fazem aqui? Não esperem passar por essa casa! - Disse Ícaro - Eu sou Ícaro de Áries o defensor da primeira das doze casas.

– Não nos faça rir, cavaleiro! Seu poder não é nada comparado ao nosso! Somos gênios, guerreiros de Hermes. Viemos com o objetivo de destruir o santuário e a deusa Atena!

Os gênios enviados por Hermes, segundo dizem tem o poder equivalente ao dos cavaleiros de ouro.

– Cuidarei dele! Não se preocupem. Eu, Teodore de arrepio darei um jeito nesse inútil.

– Não ache que conseguirá me derrotar facilmente. Eu sou um dos doze cavaleiros de ouro, os mais poderosos entre os oitenta e oito combatentes de Atena!

– Veremos!

A batalha então teve inicio. O primeiro a atacar foi Teodore.

“Terror Noturno!”

– Minha visão está ficando escura. Sinto como se estivesse adormecendo! Não consigo me controlar! Meu corpo está caindo. – sussurrou Ícaro

–Esta é uma consequência do meu golpe! Você dormirá para sempre cavaleiro! Em meio a inúmeros pesadelos, Sua alma nunca alcançara repouso. Você é muito fraco! Cuidem dele, meus adoráveis pesadelos! - dizendo o isso, Teodore gargalhou assustadoramente.

–Mas como? Como eu, um cavaleiro de ouro, caí num golpe desses? O que é isso? Será ilusão? Sinto meu corpo queimar nesse estranho lago. Onde está minha armadura? Quem eu sou? – Sentindo sua carne queimar num imenso lago de sangue fervente, o cavaleiro de Áries começou a gritar de dor.

–Viu? Eu disse que cuidava dele! - Vamos! Deixemos esse inútil ai e vamos ao encontro do cavaleiro da segunda casa.

–Idiotas! Dentre os 88 combatentes eu sou aquele que possui o maior poder telepático e telecinético! Seu golpe é poderoso, gênio, mas o seu erro foi tentar iludir meu cérebro com esses seu pesadelos!

– Não acredito! Esse verme saiu do meu golpe! Você irá pagar por nos ofender!

–Eu? Vocês que pagarão por adentrarem está terra sagrada com pensamentos tão maléficos.

“Extinção Estelar”

–Você chama isso de extinção? Pra mim, parece mais fogos de artifício – riu Theodore

– Passem para a próxima casa! Eu ficarei aqui!

– Não, eu não deixarei!

“Muralha de cristal”

– Não importa quanto de vocês ataquem, não conseguirão destruir essa muralha! Além disso, ela lançará todos os seus poderes de volta!

– Você realmente acha que um pedaço fino de cristal como esse será capaz de nos impedir?

“Terror noturno”

–Eu já disse! Seus golpes não podem ultrapassar essa barreira... Argh! O que está acontecendo? Por que estou adormecendo?

–Meu “terror noturno” ataca diretamente seu cérebro. Sua muralha não surte nenhum efeito contra isso! Agora que a muralha se desfez, podem ir à frente! Ficarei aqui para me certificar que ele morra!

–Não, não posso deixar que isso aconteça! Mas como posso evitar se não consigo nem me mexer?

–Darei a você o pior dos meus pesadelos! Morra!

–Não, eu não posso perder! Eu, Ícaro de Áries irei acabar com isso!

–Mas como é possível? Você escapou do meu golpe de novo? Impossível!

–Eu já falei! Eu não serei vencido! Eu sou o protetor da primeira casa! Irei destrui-lo!

–Não contaria com isso e fosse você. Seu cérebro foi danificado com o poder do meu golpe. O que ainda te mantém de pé é seu cosmo! Se usar seu poder contra mim acabará morrendo junto do seu golpe! E agora? Há-há-há

–Hum. Então é verdade. Eu já havia percebido que meu corpo não estava me respondendo como antes. Isso não é nada! Meu dever maior é proteger Atena. E é o que farei! Se esse for o meu fim, poderei partir com honra e em paz! Morra agora, Theodore! Vá para junto dos seus pesadelos!

“Revolução Estelar”

–há-há-há novamente com esses fogos? Não seja tão infantil! Argh! O que é isso? Parece uma chuva de poeira estelar! E está vindo numa velocidade incrível! Não poderei desviar! Aaaargh! Que cosmo poderoso! Nunca achei que seria derrotado por um cavaleiro de Atena! -dizendo isso Theodore caiu no chão, o golpe de Ícaro o matou.

–Ouçam-me cavaleiros de ouro das doze casas, sou eu Ícaro de Áries que fala a vocês. Hermes enviou seus gênios para destruir Atena! Preparem-se para a batalha! Perdoem-me! Só consegui vencer um deles e mesmo assim também fui vencido! Cuidem de Atena, irmãos! – Ícaro usou o resto de poder que lhe restava para mandar uma ultima mensagem para seus amigos.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Saint Seiya: A batalha dos deuses" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.