My Beloved Prince escrita por GabVamp


Capítulo 5
Rivalidade em Alta


Notas iniciais do capítulo

Como Lain-sama é educado, quem não cairia de amores por um rapaz assim? A personalidade dele é bem clichê, mas fiz com essa intenção, pois a história dele vai demorar para mostrar ainda. Quero ir mostrando bem aos poucos, mas ele ainda terá uma participação bem maior.




"Lia realmente ficou feliz de conhecer alguém forte, igual à Brenda-chan. Passar por tudo isso, e ainda ficar sozinha. Lia sentiu até um certo “gostar” de Rikku. Mesmo ele sendo um grosso, é uma pessoa decente.

Lia ia se virando para ir à diretoria, quando ela da de frente, com ninguém mais, ninguém menos, que Lain-sama!"

– Enfim te encontrei minha amedrontada donzela! – Disse o príncipe, com seus belos olhos azuis olhando fixamente para Lia.

Lia ficou estática, ela não imaginava que encontraria o seu salvador, assim, tão de repente. Ela não sabe nem o que dizer.

– Eu estava preocupado com você. Mas vejo que você é mais forte do que imaginei, pois estava cuidando de sua amiga. – Disse isso sorrindo, com as sobrancelhas um pouco torcidas de preocupação.

– Eu, e-eu, eu, eu gostaria de te agradecer decentemente, p-por... Ter, hum, bem... Me salvado daquela situação... – Lia não consegue conter a timidez.

– Minha doce donzela não tem o porquê agradecer, é dever de um cavalheiro resgatar a princesa em perigo! – Ele disse isso com um olhar mais penetrante ainda. Lia sente seu rosto corado, corado como um tomate bem maduro. Ela fica novamente sem fala.

De repente, ele coloca a mão direita no rosto de Lia, o que a surpreende.

– Então, doce princesa, eles não te machucaram né?

Lia perde a fala, ela fica imóvel, com seu lindo príncipe a olhando, e a acariciando tão suavemente. Ela sente seu coração saltar tão forte, que ela teme que ele sinta o pulsar no seu rosto corado.

– E-eu estou b-b-em... E-eu...

Lain-sama começa a se aproximar lentamente do rosto de Lia, ainda o segurando.

Ela fica surpresa e muito nervosa. – “Ele, ele quer... Me b-b-BEIJAR? O que eu faço? Eu nunca beijei ninguém... Eu não estou pronta ainda, eu...” – Ela fica pensando desesperada com ela mesma.

– Lain-sama...?

Lia ouve alguém chamando seu príncipe. Lain se afasta de Lia, e olha para trás. Lia nota quem é... Rikku.

– Hum... Estou atrapalhando... Pelo visto... – Diz Rikku desviando o olhar e cabisbaixo, já se afastando.

– Claro que não Rikku-chan, você nunca atrapalha. – O príncipe fala isso pegando rápido na mão de Rikku, e o trazendo mais para perto. – Eu estava muito preocupado com a Lia. Afinal ela passou por momentos difíceis.

– Momentos difíceis...? – Rikku perguntou triste, porém curioso.

– N-não foi nada demais... J-já esta tudo bem agora. – Lia tentou deixar o assunto de lado. Ela não queria que Rikku soubesse o que houve. E ainda por cima ele estava com uma cara amarrada. Será que Rikku notou o que estava acontecendo quando ele chegou? Que Lain-sama estava prestes a beijar Lia? Lia sabe que Rikku gosta do Lain-sama, mas... E o Lain-sama, sabe dos sentimentos de Rikku, ou pior, será que ele gosta do Rikku? Ela ficou tomada por duvidas. Lia se da conta de que a situação ficou super estranha... Ela quase é beijada pela primeira vez por seu belo príncipe. Rikku aparece, e o príncipe o trata de forma mega carinhosa. Mas Rikku fica com um olhar bem chateado.

– Bem meus caros. Tenho que partir, pois tenho treino agora à noite. Nosso time vai jogar mês que vem. Quero dar duro, para podermos trazer mais vitórias para nossa querida escola. – Dizendo isso o príncipe se despede com um sorriso, e vai embora.

Rikku fica parado, olhando para o lado, com uma cara séria. Lia não sabe o que dizer a ele. Será que tem que esclarecer as coisas? Mas... Esclarecer... O que?

– Você...

– Então você resolveu atacar? – Rikku se vira para Lia perguntando.

– Ãh? – Ela ficou sem fala.

– Não se faça de sonsa, caipira. Você entendeu muito bem. Você havia dito que não tinha o “porque” de ser minha rival. Então... Então você realmente gosta do Lain-sama? – Ele foi se aproximando de Lia, com raiva.

– E-eu não me fiz de sonsa. Eu não ataquei ninguém. Lain-sama que se aproximou de mim daquela forma. E em todo caso, que eu saiba você não tem nada a ver com isso! Você não é namorado do Lain-sama, ele é livre e desimpedido!

– Han, resolveu mostrar quem você realmente é!

– Eu não resolvi nada. – Responde ela emburrada.

– Ótimo! Vamos duelar então! Se você acha que é capaz de me ganhar, então tente! Vamos ver quem é melhor, você ou... EU! – Disse isso a encarando.

– Eu não tenho o porquê duelar com você, eu não... – Antes que terminasse Rikku a interrompe.

– “Você não” o que? Não esta apaixonada por ele, é isso? Poupe-me, acha mesmo que vou engolir? Assuma de uma vez garota! – Ele pega o braço de Lia com força. – Assuma que você ficou encantadinha por ele. Não sei o que houve entre vocês, mas os boatos são de que ele te salvou. Você deve ter encenado para que ele ficasse com peninha e a notasse! Coitada! Assuma que caiu de amores por conta disso! ASSUMA! – Ele continua segurando o braço de Lia com mais força ainda e a chacoalha.

– Me larga, eu não tenho o porquê falar sobre essas coisas com você. – Lia tenta se soltar.

– CLARO que você tem. Eu odeio gente que finge. Que quer chamar a atenção! Garotas ridículas que usam o clássico de “ah, sou uma coitada indefesa, alguém me ajude!”. Sua falsa, fingida, nojenta!

– PARA! PARA DE FALAR ASSIM DE MIM! – Berrou Lia chorando, o que deixou Rikku surpreso.

– Você não sabe de NADA, NADA sobre mim, nem o que aconteceu! E-eu, quase fui estuprada. Eu quase... AHhhhhhhhhh! – Ela começou a chorar mais, aos berros.

Rikku ficou sem saber como agir, um pouco desesperado ele solta o braço dela. Lia cai de joelhos no chão, chorando bastante ainda e dizendo aos berros. – E-eu tive t-tanto medo. A-aqueles caras nojentos m-me-me tocar... Me TOCARAM! Tocaram o meu c-corpo. QUE NOJO! E-eu rezei mentalmente, para que a-alguém me salvasse... Daí o Lain APARECEU!

Lia continuou chorando, ainda ajoelhada, colocou as mãos no rosto e se abaixou um pouco. – E-eu fiquei com tanta vergonha... Tanta... – Ela fala isso soluçando.

Rikku também se ajoelha perto dela. Lia ainda chora alto. Rikku não sabe como agir, ele fica de olhos arregalados, sabe que foi injusto, falou coisas que não devia. Bem desesperado, vendo Lia chorar daquele jeito, sem saber como agir ou o que dizer, ele simplesmente vai para cima dela, e a abraça forte.

Mesmo chorando muito, isso surpreende Lia. O abraço de Rikku, depois de dizer tantas coisas ruins dela, a abraçar tão forte assim, ainda... Ainda mais com esse cheiro, um cheiro de maçã verde, ela sente o corpo dele tão quente. O cabelo comprido encostando de leve no seu rosto. O cheiro de maçã acaba por acalmar Lia e seu choro diminui só sobrado praticamente os soluços e a respiração ofegante. Mas uma coisa deixou Lia curiosa, seu coração... O coração de Lia estava completamente disparado. Não como quando disparou por conta de Lain-sama... Agora é diferente, é mais intenso...



Notas finais do capítulo

Ahhh Rikku, como você bagunça com nossa Lia! Bem, ele quer o Lain-sama, Lia tem que ficar esperta, pois Rikku gosta de Lain ha um bom tempo, ainda quero contar a história de como Rikku se apaixonou. E um detalhe, que quem leu creio que achou estranho. A Lia tem 16 anos e é BV... Sim, ela veio do interior, lá ela não viveu muitas coisas, então é normal ela nunca ter se envolvido romanticamente com ninguém. Mas, relaxe logo mais essa história muda! Não deixe de acompanhar o próximo capitulo hein!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "My Beloved Prince" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.