Razão Ou Amor? escrita por Alison Adams


Capítulo 1
Prólogo


Notas iniciais do capítulo

Este capítulo é apenas uma introdução. A história começa mesmo a sério no próximo capítulo. Espero que gostem porque o melhor ainda está para vir!! Os próximos capítulos serão maiores, prometo ;)




Em 1997 nasceu uma menina de lindos olhos azuis que um dia herdaria a fortuna dos Vieira de Andrade, os quais possuíam um número considerável de hotéis ao longo de todo o mundo.

Durante treze anos, a família mantivera-se unida e feliz. Até à madrugada de Setembro de 2010. Helena, com apenas treze anos, ouvira os pais a discutirem na sala mas ficou caladinha por detrás da porta. Ela estava assustada e receosa pois não sabia se os pais se iriam separar. Aquela fora a primeira vez que ela ouvira os pais a discutirem e a mãe saiu de casa furiosa.

O pai veio ter com a filha e deitou-a na cama, lamentando que ela tivesse ouvido aquilo. Ficou ao seu lado até a menina adormecer, mexendo-lhe nos cabelos loiros ondulados.

Nessa tarde cinzenta a polícia veio bater à nossa porta, informando que a mãe da menina tinha tido um acidente de viação e que, infelizmente, não sobrevivera. O pai chorou amargamente. Helena não. Nem mesmo no funeral ela derramou uma única lágrima à frente de quem fosse e, de noite, fechava-se no quarto e chorava como se nada a pudesse consolar.

– Vamo-nos mudar para Londres – informou o pai, poucas semanas depois.

Helena não concordou, nem discordou. Limitou-se a ir, sem refilar.

Durante três anos seguintes, o seu pai tornara-se uma pessoa fria e muito distante. Talvez porque não suportava ter perdido a esposa. Agora, o pai teria que se mudar para França e dessa vez Helena opôs-se:

– O pai pode ir para França. Mas eu quero ir para Portugal e ficar com os tios.

Helena queria ir ter com o irmão da sua mãe de modo a sentir-se mais próxima das suas raízes. O seu pai discordou. Mas Helena estava decidida, ela queria voltar a estar com a sua família da parte da sua mãe. Contudo, não foi essa a razão que ela apresentou ao pai, por saber que ele não concordaria mas sim:

– Eu não sei francês e isso vai baixar imenso as minhas notas.

E com mais alguma persistência o pai lá concordou um pouco relutante. O irmão da sua mãe vendera a sua parte dos hotéis a ela, quando os pais deles morreram, e com o dinheiro abriu um restaurante agora reconhecido a nível internacional.

Agora, a rapariga de dezasseis anos, que após a morte da sua mãe se tornara uma pessoa fria, vai aprender o que é sentir-se amada. E irá redescobrir-se a si mesma. A sua vida tornar-se-á muito mais complicada quando ela começar a incluir sentimentos. Será ela capaz de lidar com todos os problemas?



Notas finais do capítulo

Não se esqueçam de deixar reviews!!! Não sejam leitores fantasma...



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Razão Ou Amor?" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.