New Legends - Cavaleiros do Zodíaco escrita por Phoenix Matt Marques W MWU 27


Capítulo 86
Batalha no Mundo dos Mortos!


Notas iniciais do capítulo

Agora é a vez do Cavaleiro de Dragão se defrontar com o cavaleiro de Câncer.
O embate se dá no Mundo Inferior e na quarta casa do Zodíaco, e Gustavo precisa mostrar sua destreza com mais uma técnica nova.



Os eventos deste capítulo, dos dois anteriores e do seguinte acontecem simultaneamente.



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/264005/chapter/86

Gustavo acordou deitado sobre uma terra dura e fria. Não parecia estar numa das 12 Casas. Ao longe, uma multidão se afastava.

Gustavo levantou-se e correu atrás das pessoas. Porém, ao chegar perto, ele viu aquelas pessoas sem vida, cabisbaixas, gemendo, andando no mesmo ritmo triste e fúnebre. Mais a frente, uma enorme fenda no chão – o destino daquelas pessoas – absorvia a multidão de todos os lados; as pessoas se atiravam no buraco sem esboçar qualquer mudança em suas expressões.

— Onde estou? – indagou. – O que será isso...

— Ainda não morreu? – disse alguém, e Gustavo foi arremessado longe pela mesma força que o havia deixado desacordado.

Gustavo ergueu-se e viu seu oponente, Máscara da Morte de Câncer.

— Máscara da Morte! – exclamou o jovem. – Meu mestre dizia que você foi um inimigo muito cruel que ele enfrentou. Mas você nos ajudou contra Gildson! Não entendo...

— Shiryu foi o grande encosto no meu glorioso passado como cavaleiro de Ouro – disse o cavaleiro, analisando o garoto. – Enfrentei-o várias vezes, e levei a pior. Com você, porém, será diferente, eu garanto.

— É o que veremos! Prepare-se! – berrou Gustavo. – DRAGÃO VOADOR!!

Máscara da Morte segurou facilmente o chute de Gustavo. Depois o arremessou novamente para longe, aproximando-o da fenda.

— Aqui é o Sekishiki, a fronteira entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. – Máscara da Morte falou com um tom de suspense que arrepiou o cavaleiro de Dragão. – E ali é o Yomotsu, a entrada do Mundo dos Mortos. É também o seu destino final hoje.

Gustavo emudeceu. Câncer rodeava seu oponente, pronto para atacar.

DRAGÃO ASCENDENTE!! – berrou Gustavo; seu soco, porém, também foi imobilizado por Máscara da Morte.

— Tome isso!! – disse Máscara da Morte; e rebateu o soco de Gustavo com força. O cavaleiro de Bronze foi jogado até a borda do Yomotsu. Câncer levantou Gustavo e segurou-o pela cabeça. – Você será tragado para o Mundo dos Mortos...

Máscara da Morte estava prestes a jogá-lo, quando aconteceu. Um brilho dourado intenso envolveu o Sekishiki; Câncer largou o Dragão no chão (por pouco Gustavo não escorregou pelo buraco do Yomotsu) e caiu de joelhos.

Gustavo se afastou do oponente e viu o que havia causado aquele brilho. Uma armadura de Ouro estava postada em frente aos dois; dela vinha aquele brilho. Era a Armadura de Capricórnio.

...

...

...

Instantes antes, na Casa de Aquário, a armadura de Aquário havia se soltado de Matt e se juntado novamente, postando-se no chão ao lado do corpo inerte de Camus. Ao mesmo tempo, uma luz dourada brilhou atrás dele.

Matt se virou. Alguma coisa saíra da Casa de Capricórnio rumo ao céu, mas desceu novamente em direção a uma casa abaixo. O cavaleiro de Fênix não conseguiu discernir para onde ia aquela luz, e seguiu seu caminho.

...

...

...

Agora, Gustavo notava que Máscara da Morte parecia estar enlouquecendo. O cavaleiro levava as mãos à cabeça e urrava devido a uma dor desconhecida. Por fim, gritou:

— O que está havendo?!? Shura!! Porque isso?!?

Então, ele pareceu se recuperar e levantou-se, apontando o dedo indicador para o alto. A força desconhecida envolveu Máscara da Morte, Gustavo e a armadura de Capricórnio. Num instante, o Sekishiki sumiu ao redor deles.

A nuvem que a força havia formado se dissipou, e eles se viram novamente na Casa de Câncer. Porém, Gustavo notou outra coisa.

A armadura de Dragão estava em pedaços, caída aos pés dele. Máscara da Morte gargalhou.

— O que houve com a minha armadura?? – perguntou Gustavo.

— Quando usei minha habilidade para nos trazer de volta para cá, aproveitei-a e destruí silenciosamente sua armadura – disse Máscara da Morte. – Esta é a garantia da minha vitória. Este é o poder de Hades, moleque!!

Gustavo olhou novamente sua armadura destruída, incrédulo. Máscara da Morte voltou-se para a armadura de Capricórnio.

— Não sei o que deu em Shura para enviar a armadura para me dizer que devemos lutar aqui – falou ele. – Devem ser ordens do Imperador.

No mesmo instante, a armadura de Capricórnio avançou sobre Gustavo, mas não o atacou. Em vez disso, cobriu o corpo do cavaleiro de Dragão.

Máscara da Morte não acreditava no que via. Diante dele, Gustavo vestia a armadura de Capricórnio e o encarava.

— Vou vingar a destruição da minha armadura, Máscara da Morte! – bradou Gustavo.

Em seguida, uma luz muito intensa saiu da armadura de Capricórnio e formou uma nuvem de luz acima deles, e dessa luz saiu uma voz, e era a voz de Shura.

— Cavaleiro de Bronze! Empresto-lhe minha armadura e, além disso, o dom que meu sucessor Javi concedeu a você quando se enfrentaram na Casa de Capricórnio: o dom de usar a sagrada espada Excalibur. Agora, seus braços e pernas podem cortar tudo o estiver na sua frente.

— Shura! O que é isso?!? – berrou Máscara da Morte. – Que traição é essa??

Shura cessou de falar. Máscara da Morte fitou Gustavo com incredulidade por um instante, depois riu.

— Mesmo que Shura tenha lhe confiado a Excalibur, duvido que seja capaz de manejá-la – desafiou ele.

— É o que você pensa, Máscara da Morte – disse Gustavo.

— Vou liberar meu golpe em você e enviá-lo de vez para o Mundo dos Mortos, para que você nunca mais possa retornar!! – declarou Câncer. – Tome isso... ONDAS DO INFERNO!!

EXCALIBUR!! – respondeu Gustavo.

A lâmina que saiu do braço de Gustavo cortou a nuvem do golpe de Câncer e perfurou a armadura dele. Máscara da Morte ofegou e gemeu. Gustavo avançou sobre ele e deu o golpe final.

CÓLERA DO DRAGÃO!!!

Máscara da Morte foi arremessado contra o teto da Casa de Câncer. Sua armadura ficou despedaçada e ele caiu no chão, sem forças.

Então, a armadura de Capricórnio desprendeu-se de Gustavo e voou de volta para sua Casa. E ali mesmo, o cavaleiro de Dragão desabou no chão e apagou novamente.

No Salão do Mestre, Shion sentiu o cosmo de Gustavo se extinguir. Matt jazia no colo de Isabella. Há pouco, Shion havia sentido outro cosmo de cavaleiro de Bronze se extinguir, mais perto, antes de Matt chegar. A luta na Casa de Peixes também já havia acabado.

E como Betinho estaria se saindo? E Thiago, porventura, teria ainda alguma chance de despertar de seu torpor?


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Revisão do capítulo concluída em 13.05.2020



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "New Legends - Cavaleiros do Zodíaco" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.