New Legends - Cavaleiros do Zodíaco escrita por Phoenix Matt Marques W MWU 27


Capítulo 39
O relógio de fogo e o desafio das doze casas!


Notas iniciais do capítulo

De volta às terras antigas, os cavaleiros imaginam que terão simplesmente que se encontrar com Atena mais uma vez. Contudo, ao desembarcarem, logo são desafiados por figuras conhecidas de Betinho, e uma nova missão lhes é imposta, com o intuito de faze-los provar que são dignos de portarem o título de cavaleiros. O grau de dificuldade da missão, contudo, é algo do qual eles não tem dimensão... ainda. E logo logo, descobrirão que 12 horas podem, de repente, se tornar um espaço de tempo muito curto...



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/264005/chapter/39

No dia seguinte, Tatsumi enviou-os novamente à Grécia. Desta vez, porém, eles foram diretamente ao Santuário.

Os cinco cavaleiros chegaram ao local sagrado. Avistaram um enorme relógio, que em vez de números tinha 12 imagens, sem ponteiros.

— É o Relógio de Fogo – explicou Betinho, que já conhecia o local porque parte do treinamento dele havia sido realizado naquele lugar. – Ele acende quando o Santuário está em perigo. São 12 chamas que se apagam em 12 horas, passando pelos 12 símbolos do zodíaco.

— 12 símbolos? – indagou Thiago. – Que são...?

Betinho abriu a boca para falar, devido a seu conhecimento prévio sobre o Santuário, mas foi Rina que respondeu.

— Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes: os 12 signos do zodíaco solar.

Os meninos ficaram sem reação, mais uma vez, diante do conhecimento de Rina. Ela olhou para frente: mais adiante parecia haver um pequeno templo budista.

— Aquela deve ser a primeira casa, a de Áries – disse ela. – Vamos logo atravessá-la, para chegarmos até Atena no fim do percurso.

Eles mal haviam dado alguns passos à frente, quando alguém os atacou do alto.

— LAMPEJO DA ÁGUIA!

Os cinco se afastaram para evitar o golpe; procurando de onde partira o ataque, olharam para o local no chão atingido pelo golpe.

Uma amazona de armadura azul-celeste encarava os cinco cavaleiros; ao contrário de Rina, ela usava uma máscara no rosto, como as amazonas antigas. Então Betinho, reconhecendo-a, ofegou.

— Srta. Marin! – exclamou ele, incrédulo. – Por que nos atacou?

— Não vou deixar vocês entrarem na casa de Áries! – exclamou ela, sua voz firme e decidida. – Aqui vai ser o túmulo de vocês! METEORO DA ÁGUIA!

Betinho, porém, bloqueou todos os golpes: os inúmeros socos de Marin paravam na defesa do Pégaso.

— Foi muito ingênuo usar este golpe contra mim, Srta. Marin – disse Betinho. – Sei que ensinou meu mestre Seiya, tudo o que você ensinou a ele, ele ensinou a mim e também um pouco mais! Mesmo que seja uma amazona de Prata, não vou deixar que nos impeça de chegar até Atena! METEORO DE PÉGASO!

Marin estava atenta: desviou-se do golpe, mas no mesmo instante, Thiago e Gustavo atacaram.

— PÓ DE DIAMANTE!

— DRAGÃO VOADOR!

Os dois golpes derrubaram Marin; os cavaleiros de Bronze a encararam, prontos para atacar, então...

Foi como se tudo tivesse acontecido no mesmo instante. Um barulho de chama e os cavaleiros de Bronze viram, de relance, o Relógio de Fogo se acender; então algo semelhante a presas de cobra os atacaram.

Betinho ergueu-se e viu quem os atacara. Outra amazona ajudava Marin a se erguer; usava uma armadura roxa e também usava máscara. Mais uma vez, Betinho a reconheceu.

— Srta. Shaina! – ofegou ele. – Você também...?

— Sinto muito, Betinho, mas não posso deixar que entrem no Santuário! – exclamou ela; sua voz era mais decidida do que a de Marin. – São as ordens do Grande Mestre!

— Viemos ver Atena! – retrucou Thiago. – Ela nos chamou até aqui...

— Esperam mesmo que eu acredite nisso? – exclamou Shaina. – Vocês vão morrer aqui! GARRAS DE TROVÃO!

— COMETA DE PÉGASO!

Os dois golpes se chocaram no ar; Shaina recuou e Betinho atacou de novo. No instante em que Shaina desviou do golpe, Rina disse:

— CORRENTE DE ANDRÔMEDA!

Shaina ficou presa na corrente; aproveitando a chance, Gustavo atacou:

— CÓLERA DO DRAGÃO!

Shaina e Marin foram derrubadas; a máscara de Shaina se partiu em duas e Betinho foi até ela.

— Por que nos atacaram Shaina?! – disse ele, desesperado.

— O Grande Mestre ordenou... que nós guardássemos a entrada da Casa de Áries, para o caso de vocês aparecerem – ofegou Shaina.

— E por que acenderam o Relógio de Fogo? – perguntou Betinho.

— Ordens do Grande Mestre – explicou ela. – Acendi o relógio de fogo antes de atacar vocês. O Mestre propõe um desafio a vocês. Devem atravessar as 12 Casas em doze horas. Se conseguirem, estarão efetivados como cavaleiros de Atena, e poderão residir no Santuário, onde atuarão com os demais cavaleiros, protegendo e servindo este lugar. Se não conseguirem, se a chama do Relógio de Fogo tiver se extinguido por completo, vocês serão banidos do Santuário e perderão suas armaduras para sempre... – dizendo isso, desmaiou.

— Shaina! SHAINA! Marin! – gritou Betinho desesperado, sacudindo-as, mas Thiago o conteve.

— Acalme-se, Betinho – disse ele. – Elas vão ficar bem. Ande, temos que chegar à primeira casa, a de Áries.

— Então só temos que atravessar as 12 casas? – perguntou Matt.

— Não é tão simples assim – disse Rina. – Cada casa é protegida por um Cavaleiro de Ouro. Os Cavaleiros mais poderosos das tropas de Atena.

A estas palavras, Matt engoliu em seco.

— 12 Cavaleiros de Ouro? – perguntou ele. - Teremos que enfrentar todos os doze?

— Não exatamente – disse Betinho. – É provável que alguns estejam mortos, devido à última Guerra Santa contra Hades, o deus do Mundo dos Mortos, há mais de vinte anos.

Isso não pareceu muito tranquilizado para Matt, mas ele aceitou a resposta.

— Quem é o guardião da Casa de Áries? – perguntou Matt à Rina, tentando pensar em outra coisa.

— Você já sabe quem é – respondeu ela.

— Sei?

— Sabe, sim! É Kiki de Áries, o mestre de Isabella!

Pela segunda vez, Matt engoliu em seco. Ele havia visto Isabella em ação; quem quer que fosse o mestre dela deveria ser, pelo menos, três vezes mais poderoso. Gustavo, Thiago e Betinho, porém, sorriram e tranquilizaram Matt.

— Anime-se, Matt! – disse Gustavo. – Vai ser moleza pra gente!

— É! Se ele treinou Isabella, não deve ser grande coisa... – afirmou Betinho, com o humor elevado.

— Não a subestimem – disse Rina, num tom de reprovação. – Isabella é uma amazona poderosa, que pode surpreender vocês.

Gustavo, Thiago e Betinho não deram muita atenção a Rina; puseram-se a andar em direção à casa de Áries. Rina subiu atrás deles, séria e com um ar superior. Matt, porém, ficou um pouco atrás, ainda com cara de preocupado, e demorou um pouco para seguir os amigos.

— Xiii...! – gemeu Matt. – Hein. Ferrou??!


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Próximo capítulo: A muralha de Cristal e o cosmo máximo!

Revisão concluída em 06.05.2020



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "New Legends - Cavaleiros do Zodíaco" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.