Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 50
Capítulo 50


Notas iniciais do capítulo

Alguem está quase a fazer anos... A festa vai trazer muita confusao... Fiquem à espera ;)




“Olá pessoal!

Estou a mandar-vos este e-mail para vos relembrar que a nossa loirinha faz anos no próximo Domingo! Como tal, não podíamos deixar esta data passar em branco. Eu e a Mónica estivemos a falar e chegamos à conclusão de lhe fazer uma espécie de festa surpresa, só que precisamos da ajuda de todos vocês, bem como da presença. Vou então explicar-vos o que eu e a Mónica pensamos preparar para ela: (…).”

Foi este e-mail que Sofia enviou antes de ir para as aulas, na quinta feira. Era importante para ela que a festa corresse como planeado. A Débora merecia.

Estava Sofia a passar no corredor quando, na direção oposta ia a passar Zayn.

- Olá menina!

- Olá Zayn… - Responde-lhe ela num tom grave, como não era habitual em si.

- Ui! Que se passa?

- Nada. – Responde no mesmo tom.

- Mas… estás a falar diferente hoje.

Ela riu-se. Não era intenção dela.

- Não ficaste chateada comigo por causa do que aconteceu ao almoço na terça feira, pois não?

- Nem me fales nisso! Tens noção do mico que eu passei? Eu nem sabia o que dizer…

Ele ria-se.

- Realmente… Que figurinha dona Sofia.

- Ai eu é que faço figurinhas? A culpa foi tua!

- Minha? Devo ter sido eu a cuspir para a sopa do Harry… - Começa ele a picá-la.

- És mesmo estúpido! – Exclama ela entre sorrisos.

- Pois, pois… Eu sou o estúpido, mas tu é que fizeste figura de estúpida a olhar para o Harry sem saber o que dizer. – Continua ele.

- Goza, goza, goza mais um bocadinho…

- Ui… Estás a ficar chateadinha?

- Eu? Chateada? Pff… Não!´

- Hum, ficas tão sexy assim chateadinha…

- Eu não estou chateada! – Insiste ela num tom de voz mais elevado.

- Nota-se… - Diz ele, apontando para ela, como lhe dizendo para reparar na forma como tinha acabado de falar.

- Pois… A culpa é tua que me exaltas…

- Pensava que te excitava, mas se exalto… já nada mau!

Ambos se riem e ela dá-lhe uma leve sapatada no peito firme. Seguiu-se uma troca de olhares por uns segundos.

- “Oh! Harry, desculpa. Eu… eu, engasguei-me!” – Continua Zayn a gozar com ela, imitando-a.

- Pronto… Já vi que hoje estás numa de me gozar. Quando isso te passar avisa-me. Agora tenho de ir para a aula. Chauzinho. – Despede-se a morena dos olhos castanho, que é impedida de prosseguir caminho, pelo puxão de braço de Zayn, fazendo-a entrar numa área, que na porta dizia ser restrita a alunos.

- Zayn! O que estás tu a fazer? Se nos apanham aqui…

- Shiu! – Acalma-a ele. – Se fizeres pouco barulho ninguém nos apanha.

Era um local de arrumos, pequenino, com fraca iluminação e cheio de pó. Desde a entrada forçada, que ele mantinha Sofia encostada à parede, com o corpo coladinho ao seu, mantendo as bocas próximas.

- Mas o que vieste aqui fazer? Queres gozar mais um bocadinho? É que hoje tu só…

Zayn interrompe-a com um pequeno e rápido beijinho que fez despertar um sorriso na cara dela, fazendo-a esquecer-se do que estava a dizer.

- O que estavas mesmo a dizer? – Questiona ele, gozista.

- Nada de importante, acho eu.

E assim os dois amigos coloridos esquecem-se de tudo o resto e voltam a viver mais um daqueles momentos deles.

- Foda-se! Esqueci-me da aula de Direito Civil! Já era! – Lembra-se Sofia bem no final do ato.

Sofia ainda correu para a sala de aula, pelo menos para assinar a folha das presenças.

- Porque é que estás assim? – Pergunta Harry.

- Assim como?

- Vermelha e ofegante…

- Ah! Ahm… Estive a… a… Adormeci e vim a correr.

- Mas eu vi-te no corredor com o Zayn.

- Adormeci na… na… biblioteca!

- Pois, claro, Sofia! Conta-me histórias…

A estudante de Direito ficou ainda mais vermelha do que estava. Harry tinha ficado a pensar coisas sobre ela. E o pior é que o que pensava está correto.

- Olá amor! – Surpreende Louis a namorada abraçando-a pelas costas.

- Olá fofinho!

- Já viste o e-mail da Sofia?

- Tipo, eu moro com a Sofia, não sei se te lembras…

- Oh! Pois… Esquece.

- Mas o que é que tem?

- Lembras-te de combinarmos tentar juntar o Harry com a casmurra da Gina?

- Sim.

- Pois, podíamos aproveitar a festa da Débora para isso.

- Exato! Mas o que fazemos?

- Estava a contar contigo para me dares uma ideia…

- Ai eu? Eu sou burra, amor!

- Disso eu já sabia, chuchu. Mas temos de fazer algo…

- Pois… Não s… Espera! Tive uma ideia.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.