Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 121
Capítulo 121


Notas iniciais do capítulo

AngelSimpson, pediste e aí tens... Um capítulo em que "trabalhas" bem xD
Bjs ♥




Fevereiro passara e a primeira semana de Março também. Os casais andavam felizes. Agora só Liam era o solteiro da casa dos rapazes, mas estava nem aí. Amava secretamente Danielle, no entanto bastava-lhe estar com ela, ver o seu sorriso de vez em quando. Não necessitava de outras demonstrações. Às vezes aconteciam coisas esquisitas entre eles, mas a coragem não era suficiente para dar o primeiro passo. Por isso, deixava-se andar.

Andy, melhor amigo de Liam, o único que sabia dos sentimentos dele por Danielle, estava de chegada a Londres. Como não podia deixar de ser, tinha de fazer uma visitinha ao Funky Buddha. Maz também estava com ele. Claro que Liam não podia negar isso aos amigos, até porque de qualquer forma, já estava combinado ir para lá naquela noite. Era dia 8 de Março, por outras palavras, dia da mulher. As raparigas tinham combinado jantar todas juntas, mas ir para a noite com os amigos e namorados. Noite sem eles, não teria graça. E pelos vistos, as raparigas que tinham ido lá naquela noite pensavam o mesmo. O Funky Buddha estava cheio, tanto por homens como por mulheres. Ao lá chegar, Liam avistou ao longe os amigos recém-chegados a Londres. Foi ter com eles, estiveram a falar algum tempo e depois levou-os até aos outros amigos.

- Hey, pessoal! - Chama a atenção Liam. - Este aqui é o Andy e este é o Maz.

- Olá. - Cumprimentam todos em uníssono.

- Bem, Danielle, estás cada vez mais bonita! - Elogia-a Maz. - Não sei como é que o Liam consegue ser só teu amigo.

Danielle engoliu em seco e olhou para Liam. Este olhou para Andy, que já sabia de tudo, pedindo-lhe, só com o olhar, para mudarem de conversa.

- Obrigada, Maz. - Agradeceu ela. - Tu também estás muito bem.

- E o que é que vocês acham aqui da minha t-shirt?

- Bem fixe!

- Eu e o Maz temos um pequeno negócio de t-shirts, e aqui o bar ajuda-nos a fazer publicidade.

- Vocês têm uma loja?

- Não, temos um site. Chama-se My Box.

- Eu tenho que arranjar uma camisola dessas.

- Força. Nós agradecemos.

- Espera lá... Eu acho que já te vi em algum sítio... - Diz Gina apontando para Maz.

- Hum?

- Tu por acaso não tens videos na net?

- Sim, tenho.

- Tu és o Mazzi Maz! Oh meu Deus, adoro-te! Este gajo tens uns passos mesmo bacanos!

- Isso é verdade. - Apoia Andy. - Mostra aí alguns, Maz.

Ele não era minimamente envergonhado. Logo mostrou a sua habilidade e todos o elogiaram.

- É verdade, o que é feito de Eleanor? Ela esteve no outro dia na casa da Danielle, eu até a cumprimentei… Ainda está por Londres? – Quis saber Sofia.

- Foi para a Grécia numa sessão fotográfica. – Explica Louis.

- É, foi no dia 6, na quarta-feira. – Ajunta a dançarina.

- Foi no dia do aniversário do Joel… - Lembra-se Gina.

- Joel? Quem? – Questiona de imetiato Harry.

- Oh fofo, um amigo nosso de Portugal. É meu vizinho lá. Passei a minha infância toda com ele.

- Hum, sei…

- Ficas tão sexy com ciúmes… - Goza logo Lúcia.

- Mas isso da Eleanor é muito fixe. Ela vai lá estar muito tempo? – Pergunta Zayn.

- Um mês em princípio. – Responde o namorado de Lúcia.

- Mas está tudo bem com ela. Temos falado pelo Skype e ela diz que aquilo é lindíssimo. E está felicíssima porque está a fazer o que gosta. – Acrescenta a melhor amiga de Liam que se tornara amiga da ex-namorade de Louis.

Mónica e Débora tinham faltado à saída entre amigos. A morena andava sem disposição para festas desde que se chatera com Dylan e a loira tinha filmagens até tarde e tudo o que queria no final era tomar um banho, comer uma boa refeição, com tudo a que tinha dereito, e enfiar-se na cama. Não era fácil conciliar a universidade com as filmagens. Andava estafada. Niall queria ficar com ela, porém ela insistiu para ele ir e divertir-se, até porque necessitava de estar um pouco só. Raquel é que não tinha rejeitado a festa. Andava radiante pela confiança que andava a adquirir com o professor de História. Nas aulas, ambos trocavam olhares sem que os colegas dela se apercebessem e já se tinham encontrado e trocado uns bons beijos mais umas duas ou três vezes. Mas nada de mais acontecera ainda. Ambos queriam, mas era melhor sustentarem aquela curiosidade carnal um pelo outro durante mais algum tempo. Saberia muito melhor depois. Foi então que enquanto ela dançava com Sofia e Lúcia, avistou quem menos ela esperava ali. Era ele, Michael. Ela continuou a dançar enquanto eles trocavam olhares. Perdeu-o de vista algum tempo, mas sempre a dançar. Até que o voltou a ver, agora com um copo de whisky na mão. Entretanto Louis começou a dançar com a namorada, e Sofia, não quis ficar de vela, pelo que se virou para a outra amiga. No entanto notou que estava algo a passar-se. Começou a tentar perceber para quem ela tanto olhava e viu alguém que lhe parecia familiar. Começou a puxar pela cabeça mas não lhe surgia ideia de quem fosse. Nisto, Raquel diz à amiga que tinha de ir à casa de banho e que depois ia ao bar. Sofia ofereceu-se para a acompanhar, mas ela agradeceu e recusou. Restou à outra voltar aos sofás, onde estava o namorado com Niall, Danielle, Gina e Harry. Como não lhe apetecia sentar, convenceu Zayn a dançar com ela. Não foi muito difícil de o convencer.

Raquel começou a caminhar e Mike, sem tirar os olhos dela, seguiu-a. Era isso que ela pretendia. Chegou a um local onde pouca gente passava. Ele acelerou o passo, agarrou-a, encostou-a à parede e beijou-a. Os ânimos aqueciam entre os dois. Mike punha-lhe a mão por baixo do vestido para melhor poder apalpar-lhe as nádegas. Os dois ferviam já. Aquilo estava a tornar-se impossível de aguentar. Naquele mesmo local, havia um um género de entrada. Quem passasse por ali não veria nada, mas, de qualquer forma, não havia muita gente que passasse por ali. Ele começou a empurrá-la para lá. Aquilo estava a evoluir. Ela conseguiu encostá-lo a ele à parede, abriu-lhe a camisa, sentiu com as mãos o peito dele e foi descendo até ficar de joelhos. Tirou-lhe o cinto e abriu-lhe o feixo das calças, puxando-as para baixo juntamente com os boxers. Não hesitou em lhe pôr a boca. Mike revirava os olhos pela forma como ela o satisfazia, ajudando-a nos movimentos da cabeça. Mas não a deixou prosseguir por muito tempo. Fê-la levantar, voltou a encosta-la à parede, pegou-a ao colo, ela cruzou as pernas à volta da cintura dele, amarrando-se ao pescoço. Depois ele tentou desviar-lhe as cuecas com uma mão, esforçando-se para suportar o peso dela. Rapidamente entrou nela. Os movimentos eram cada vez mais rápidos. Ela amava aquela posição. Os olhos reviravam, o corpo controcia-se, ela estava louca. Mike transpirava, cansado. Por fim sentiu que estava prestes a vir-se. Parou. Preferia não o fazer dentro dela. Deixou-a no chão e massajou-se para libertar o líquido esbranquiçado. Ela puxou-o ainda para si e beijou-o, agora calmamente. Ele era melhor do que ela pensava.

- Temos de repetir um dia destes. – Propõe ela enquanto se aprontavam.

Ele sorriu-lhe.

- Vou embora agora. Tens aí os teus amigos.

- Espera.

- Diz.

- Tu vieste aqui só para isto, não foi? Eu tinha-te dito que ia cá estar.

Ele sorriu novamente e ela respondeu-lhe da mesma forma.

- Vou andando.

Despede-se com um beijo rápido e ela saiu dali em direção à casa de banho.

-x-x-x-

- E que tal se fôssemos buscar uma daquelas garrafas enormes em honra das mulheres? – Propõe Andy.

- Boa ideia! – Concorda Zayn.

- Eu sou o primeiro a beber! - Grita logo Niall.

- E era, eu sou a primeira! - Protesta Sofia. - Primeiro as senhoras.

- Primeiro os mais velhos...

- Pff… Já não existem cavalheiros hoje em dia. - Lamenta-se a morena dos caracóis na brincadeira com o amigo.

- Desculpem lá, mas eu acho que primeiro deveria beber quem não quer beber... – Sugere Maz.

- Gina! - Dizem em coro Sofia e Lúcia.

- Mas eu não quero.

- Definitivamente, não és uma universitária normal. – Reclama ainda a namorada de Zayn.

Entretanto chega Raquel.

- Aleluia! Onde te enfiaste? – Questiona Lúcia.

- Ah… Eu… Encontrei um casal meu amigo e fiquei a falar um bocadinho com eles. Já não os via há muito tempo.

- Olha, aí vem a garrafa! – Avisa Niall.

- Primeiro é a Gina. – Impõe Maz.

- Mas…

- Mas nada. Vá lá. Só um bocadinho. – Insiste Sofia.

- O Liam também não bebe. Por isso…

- É vodka de morango. – Acrescenta o namorado.

- ‘Tá bem, pronto. Mas só um bocadinho.

- Vodka de morango: as palavras mágicas. – Brinca o muçulmano relembrando a noite de carnaval no Pacha.

Gina deu um pequeno gole enquanto Andy e Niall seguravam na garrafa. Outros se seguiram e a portuguesa namorada de Harry, que ao início tanto reclamara, acabou por beber mais algumas vezes. Liam e Danielle apenas beberam um pouquinho. O namorado de Débora, Andy, Maz e Zayn ficaram bem atestados, mas todos se divertiram bastante.

-x-x-x-

Mais para o final da noite, quando o namorado estava a divertir-se com a grande garrafa, Sofia e Raquel foram para uma zona mais calma. Não era costume ela fumar, mas às vezes fazia-o. Principalmente quando saía à noite com o namorado. Era o único que lhe podia dispensar um ou outro cigarro. Mais ninguém fumava. Então, ela usou isso por pretexto para estar a sós com a amiga na White Room, uma sala mais descansadinha. No fundo, o que ela queria era falar com a amiga. Passara a noite toda a matutar em quem seria aquele homem para quem Raquel tanto olhara quando estavam a dançar, até porque a rapariga desapareceu por bastante tempo depois disso.

- Pareceu-me ver hoje, aí, o professor bonzão de lá da universidade.

- A sério?

- Ele é teu professor, não é?

- De História.

- Ui… Até eu não me importava nada de voltar a ter História só para ter aulas com ele. E olha que para mim História sempre foi um martírio! Estudava como escrava!

- É… as aulas agora são muito melhores.

- Ok… Eu vou ser mais direta. Tu e o professor… Assim, não tendes nada um com o outro, não?

Raquel riu-se.

- Oh! A sério! Eu vi-te a trocar olhares com ele. Depois quando foste à casa de banho, desapareceram os dois.

- Se eu te contar, prometes não dizer nada a ninguém?

- Jura? Eu prometo tudo o que quiseres. Mas… a sério? Tu e o professor?

Raquel abanou a cabeça afirmativamente. Contou tudo à amiga que se ria chocada. Sempre pensara que isso eram cenas de filme e que na realidade muito dificilmente aconteceriam, mas ao que parecia, não era bem assim. Raquel continuava a pedir segredo. Só Mónica e agora ela sabiam. Sofia só conseguia dizer:

- Depois a tarada sou eu…



Notas finais do capítulo

Continuo a dizer, entrem em contacto connosco pelas nossas redes sociais, principalmente o Twitter. Adoramos receber algum feedback :)
@1DSofia_pt & @ginabsalazar
Beijinhos para todas as nossas leitoras e obrigada por nos acompanharem há já tantos capítulos. Tentaremos não vos desiludir até ao último.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.