Your Love Is My Drug escrita por Tatto


Capítulo 25
Capítulo 25


Notas iniciais do capítulo

Bom, acho que vocês vão gostar do capítulo u.u
Principalmente a Lary, que é a mais barraqueira shauhsaa.




– MAS QUE PUTARIA É ESSA?

Ryan se virou e ainda com cara de espantado, colocou sua cueca box e ficou de pé!

– Lisa, não é o que você ta pensando! 

– Não é o que to pensando mesmo, é o que eu to vendo!
Fiquei estressada, mas dessa vez não ia chorar de raiva, tinha que mostrar que eu era forte pra isso!

– Pera Lisa, deixa eu te explicar! - Disse enquanto me segurava pelo braço.

– Me solta, Ryan! - Disse.

– Espera meu amor, você não está entendendo, tudo não passa de um mal entendido.

– Amor? Amor é o caralho, me solta agora seu filho da puta. 

Ele continuou me segurando.

– Eu disse pra me soltar!

– Calma Lisa, vem cá que eu te explico tudo! - Ele veio tentando me abraçar!

Minha única reação foi dar um tapa bem forte na cara dele, que fez ele recuar, deixando sua face vermelha.

– Você ta louca? - Ele gritou.

– Estava. Estava quando confiei em você!

Olhei pra cama. Gabi já estava coberta com o lençol e ia em direção ao banheiro.

– E você, hein Gabi? Confiei em você né? Te contei tudo...Pra que? Chegar aqui e ver você na cama com o meu namorado? - Encarei os dois. - Quer dizer, ex-namorado.

– Lisa, olha, deixa a gente tentar te explicar, é sério. - Gabi.

– Mano, explicar o que? Que todo esse tempo você fica dando pra ele e eu que sou a idiota? Ah valeu, mas já saquei isso, demorou mas saquei. E sabe qual é o pior? É que eu perdi um grande amigo por causa de vocês, e cara, isso é o que me deixa mais puta.

– Como assim?

– Cara, meu melhor amigo me contou sobre vocês dois, mas sabe, preferi acreditar em vocês, afinal, o que a minha melhor amiga e meu namorado poderiam ter? E agora, perdi a amizade dele.

– Então quer dizer que você não está brava por ver nós dois juntos e sim porque perdeu um amigo? - Ryan.

– Sim, é apenas por isso. Não me importa a traição, afinal, eu não sou a única corna dessa história.

– Do que é que você está falando, Lisa? - Ryan já ficando estressado.

– Qualé Ryan, vai dizer que você não ta sabendo?

– Sabendo do que, porra?

– Ué, do Taylor, eu e ele.

– O que? Ah me poupe Lisa, até parece, você e aquele viadinho?

– Pois é, eu e o Taylor, aquele viadinho que é mais homem do que você! A gente já ficou tantas vezes, e você nem desconfiou.

Depois dessa, ele se segurou, seu rosto estava ficando vermelho de raiva.

– Ah, e tem mais, esse viadinho tem mais pegada do que você e não sei se você ta lembrado, mas ele acabou contigo, e isso porque ainda tinha uns 3, 4 amigos seus... Não é verdade?

– Já chega, Lisa. Sai da minha casa agora! - Disse ele gritando enquanto me empurrava pra fora do quarto.

– Não se preocupe, Ryan. Já estou saindo, vou deixar vocês terminarem a transa de vocês, só que assim, acho meio dificil você se concentrar agora né? Já que agora sabe que tem um chifre na cabeça!

– Sai agora, Lisa! AGORA!

– Olha, não precisa gritar porque eu não sou surda, beleza?

– Foda-se. Só sai da porra da minha casa.

– Pera, só uma coisa! - Me inclinei um pouco, olhando para dentro do quarto, procurei pela Gabriela, e quando encontrei disse: Ah, e Gabi, você quer o resto do meu chiclete também?

Depois que disse isso, ela ficou quieta, até desviou o rosto, desci as escadas e bati a porcaria daquela porta, com toda a força do mundo.

Sim, consegui dar a volta por cima, pra mostrar que não era eu que ia ficar sofrendo, que eu era forte e tals. Mas velho, foi só sair de lá que eu comecei a chorar, não por eles, to pouco me fudendo pro que eles estão fazendo, eles já são passado. São dois a menos na minha vida, mas a questão é que eu fui muito burra, idiota, por não ter acreditado do Taylor, e agora, com aquela namorada dele, é que ele não vai querer nada comigo. 

Puta merda, o que eu vou fazer?

Quer saber, ligar pro Taylor, pedir desculpas, entendo que ele não quer mais nada comigo, mas pelo menos vou me sentir menos culpada.

O que foi que ele disse mesmo? Ah sim, que enquanto eu estivesse com o Ryan, não era pra eu procurar ele. Mas agora, quem sabe?

Sequei meu rosto, olhei pra cima e parei de chorar, desviei o caminho e fui para a casa do Taylor. Quando toquei a campainha, quem atendeu foi a Makena!

– Oi, o Taylor ta aí?

– Quem? O Taylor? O vadio do meu irmão?

Soltei uma risadinha baixa e entrei na brincadeira:

– É, o único Taylor que eu conheço, que é vadio e que é seu irmão mora aqui, certo?

– É, você ta certa! - Ela riu. - Bom, ele não ta em casa.

– Você sabe pra onde ele foi?

– Olha, ele saiu bem cedo com o skate dele, então, deve ta na praça de skate ou andando por aí.

– Hum, então tá.

– Quer deixar algum recado?

– Não, deixa quieto. Mas tarde eu ligo pra ele.

– Ah, tudo bem.

– Tchau.

– Tchau.

Até pensei em ir lá na Praça, mas lá é um lugar muito cheio, e pra conversar com ele teria que ser em um lugar mais quieto.

Fui para casa, contei as coisas para minha mãe, ouvi os seus conselhos e quando estava sozinha no meu quarto, peguei meu iPhone e liguei pra ele.

Depois de três toques, ele finalmente atendeu.

– Alô? Quem é?

– Oi Taylor, é a Lisa, apagou meu número?

– É né, você sabe, temos que nos livrar das coisas do passado.

Puta mano, será que ele não entende que eu já to me sentindo péssima com isso?

– Bom, tanto faz, sei que você ta puto comigo e tudo mais, só liguei pra dizer que descobri tudo, vi a Gabriela com o Ryan e isso não importa, só queria pedir desculpas por não ter confiado em você. E se quiser, já pode rir da minha cara.

– Não, Lisa, eu não vou rir. Mas sabe, sinto muito por você ter visto os dois juntos, claro, você poderia ter evitado, mas agora você já sabe de tudo, então né...

– Mas só quero saber de uma coisa!

– O que?

– Você me desculpa?

Silêncio.

– Taylor?

– Olha Lisa, tá, eu te desculpo, mas acontece que não vai voltar a ser como era antes.

– Ta, mas sabe, você já tirou um peso enorme dos meus ombros.

– Ta bom Lisa, mas agora tchau, tenho que me arrumar pra sair com a Thais e já estou atrasado.

– Ta, - disse já com a voz de choro, - beijos.

Comecei a chorar, obviamente, mas pelo menos ele me desculpou!


Continua...



Notas finais do capítulo

E aí? O que acharam?
Reviews?



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Your Love Is My Drug" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.