Opposite Attraction escrita por Giu, Bloody Mari


Capítulo 30
Capítulo 27





- Vamos entrar aqui. - Alice falou mais uma vez apontando para uma loja logo na nossa frente. Eu tava com os pés cansados, já tinha feito várias compras, mas a baixinha não cansava nunca. 

- Ai Alice, nós vamos ficar aqui mais quatro dias, vamos descansar por hoje. Por favor. - Supliquei. 

- Ta bom, só deixa eu comprar umas coisinhas aqui. Juro que é a última. 

- Tudo bem. - Falei revirando os olhos e entrando na loja de sapatos. 

Alice comprou mais um três pares de sapatos, além de duas bolsas, e foram mais três sacolas para as quinze que ela carregava. Nós pegamos um tâxi ali e fomos até uma cafeteria perto da casa de Katherine para comemermos algo. Depois disso fomos andando com as compras ate o apartamento, deixamos tudo com o porteiro que entregaria na casa e voltamos para a rua para fazer algumas compras de frutas e biscoitos no mercadinho que tinha ali perto. 

Quando voltamos estavamos todas muito cansadas e eu me joguei no sofá. 

- Nossa, to cansada. Preciso de doze horas de sono. - Comentei para as meninas, que como eu, também estavam jogadas no sofá. A mais animada dali era Katheirne que ja estava acostumada com esse ritmo. 

- Boa sorte. - Katherine disse sarcasticamente, jogando para mim um tapa olhos que estava na sacola de compras que ela remexia. 

- Nossa, não me diga que aqui é dificil de dormir até tarde. - Falei, já triste. 

- Mais ou menos, só tem muito barulho. - Kate respondeu rindo. 

- Ainda bem que tenho sono pesado. - Falei. 

- Se você tem sono pesado, não vai precisar disso - Alice falou pegando o tapa olhos que estava na minha mão.

- Vou precisar sim. Quero deitar agora para descansar. - Falei puxando da mão dela. - Passar a tarde toda andando não é mole. Já que agora são seis horas, vou dormir umas quatro horinhas e vocês me acordam. Vamos sair hoje né? 

- Claro que vamos. 

- Então to subindo. Tenho que tá com todas as energias para curtir a noite de NY. 

[...]

- Nessie, vamos acorde, chega de moleza. - Disse Alice me sacudindo. Reclamei e me virei na cama me cobrindo até a cabeça.

- Vamos Nessie, se quiser sair a noite tem que acordar. - Disse Alice puxando o cobertor.

- Aiinn, Alice, só mais um pouquinho. - Pedi me encolhendo.

- Não, não quero atrasar, vamos em uma super boate hoje a noite. - Disse Alice, me animei com a palavra "boate" e me sentei na cama me espreguiçando, dei um pulo da cama e bati continencia.

- Pronta para a diversão. Sargento - Disse sorrindo, Alice riu.

- Muito bem soldado. - Disse Alice seguindo para sala, fui atrás dela andando como um soldado.

- Pronta para a diversão soldado Kate ? - Perguntou Alice.

- Estarei assim que me arrumar, sargento!? - Disse Kate rindo, entrando na nossa brincadeira boba.

- Então vão logo se arrumar soldados, e não vou adimitir incopetencia nos looks. - Disse Alice sorrindo.

- Sim, senhor, Sargento. - Dissemos eu e Kate batendo continencia. Sai para o meu quarto e tomei um gostoso banho, caprichando bastante. Sai enrolada na toalha e sequei meu cabelo para depois escolher uma roupa, depois de vestida fiz uma maquiagem marcante, deixei meu cabelo meio ondulado de um jeito sexy e calcei minhas sandalias altas. Sai do meu quarto e fui até o da Alice.

- Aprovada Sargento? - Perguntei batendo continecia na porta do quarto, Alice arrumava seus cabelos. Me olhou de cima a baixo e disse:

- Aprovada soldado.

- Ta pronta? - Perguntei entrando no quarto.

- Só me ajude a achar um salto que combine. - Pediu me mostrando uns dez pares de sapato alto.

- Meus Deus Alice, onde você trouxe tudo isso ? - Perguntei espantada.

- Esses eu comprei, os que eu trouxe estão ali. - Apontou uma pilha com uns cinco pares.

- Vai precisar de uma mala extra, ou duas. - Pensei alto. - O segundo da esquerda. - Apontei.

- Obrigada. - Disse Alice colocando os sapatos.

- Eai, meninas, prontas? - Perguntou Kate entrando no quarto.

- Pronta. - Disse animada.

- Pronta. - Disse Alice. pegando a bolsinha dela.

[LOOKS DAS TRÊS]

- Então vamos nessa que o taxi esta nos esperando. - Disse Kate, corri até meu quarto peguei minha bolsa e me encontrei com elas no elevador, descemos até o terreo e pegamos o taxi até a desconhecida boate. Foi um curto eprcuso até chegarmos a boate lotada, Kate tinha um conhecido que trabalhava no bar e então não precisamos ficar na fila. A boate era enorme, cheia de gente bonita com roupas de marca dançando animadamente ao ritimo de uma musica eletronica contagiante. Fomos até o bar pedimos tres bebidas e brindamos a nossa primeira noite em NY. 

- É meninas, essa é a nossa primeira noite. Ainda temos váários dias pela frente, então bora curtir muito!!! - Falei, e pedi três doses de tequilas. O barmen trouxe e bebemos rapidamente, e partimos para pista de dança, com toda a animação que eu podia ter.

[...]

- Ah não acredito. - Suspirei pesadamente. - Os dias passaram tão depressa.... - Falei olhando pela janela aquela vista maravilhosa de Nova Iorque. Hoje era o último dia que eu a veria assim, em dia claro, com o trânsito tumultuado e a barulheira costumeira. 

- Não acredito que amanhã já estaremos indo embora. - Alice falou, olhando pela janela comigo. 

- E é por isso que hoje temos que curtir o dobro do que curtimos nesses ultimos quatro dias. - Falei, animada. 

- Curtir mais? Nossa, vai acabar dando merda... - Ela falou rindo. 

- Já deu merda.. - Falei rindo alto, lembrando das besteiras que fizemos esses ultimos dias. Sim, eu havia bebido todas, e dormi com um cara diferente a cada noite, mas Alice e Kate não ficavam para trás, as duas foram muito companheiras minhas nesses momentos. Eu fiz tudo o que tinha vontade, mas que por morar numa cidade oequena, nao era tao facil. 

Aqui eu pude dançar, pude curtir, pegueis os garotos nova iorquinos gatos, conheci a cidade inteira, passeei, fiz compras, dancei, bebi, aproveitei o máximo que fava. Mas eu sei que ainda posso curtir, esse é o último dia, mas é ano novo, e eu vou começar esse ano de uma forma diferente. 

- É acho melhor irmos nos arrumar...... - Falei saindo da janela e indo para o banheiro. - Temos um longo dia pela frente. 

- Com certeza. - Alice concordou, saindo também da janela, e saindo do quarto. 

[...]

- Oi! Que bom que vocês desceram, queria mostrar para vocês o que temos para fazer hoje. - Katherine falou, quando aparecemos na sala. 

- Tá, mostra ai. - Falei me sentando ao lado dela no sofá, e Alice se sentou do outro.

- Agora nós podemos ir ao Central Park, depois almoçar no Empire e durante a tarde nós vamos a um Spa que tem aqui divino. E a noite, para a virada do ano, vamos primeiro a uma festa mais social, depois para a Times Square virar o ano, e de lá temos outras duas festas. É, se preparem porque esse último dia está cheio. - Katy falou rapidamente e eu pisquei entendendo tudo. 

- OBA! - Falei. - Vamos logo, não quero desperdiçar nem um minuto desse dia. - Falei indo até a cozinha beber agua e voltando com minha bolsa. 

[...]

Tudo ocorreu como o planejado, saimos de casa com roupas confortaveis e ficamos a manhã toda no Centra Park, caminhamos o parque inteiro tirando fotos, nos divertindo e paquerando uns gatinhos, claro, e quando estavamos com fome fomos para o Empire, almoçamos calmamente já planejando detalhes da tarde que passariamos no Spa. Quando deu o horario fomos para o luxuoso Spa, vestimos confortáveis roupões e tivemos direito a tudo. Fiz várias masagens diferentes que me deixaram completamente relaxada, tomei banho na deliciosa banheira hidromasagem e depois fiz um otimo tratamento de pele. Depois de relaxar meu corpo fui até o salão do Spa onde fiz as unhas dos pés e das mãos, cuidaram do meu cabelo deixando macio e brilhoso e ainda me fizeram uma maquiagem e um penteado. Quando voltamos para o nosso apartamento nos vestimos com longos e deslumbrantes vestidos para festa social em que iriamos no salão do hotel luxuoso da Katy.

[N/A: Looks: Renesmee - Alice - Katherine]

Apesar da festa só ter gente de classe, afinal o hotel era bem chic, a festa estava entediante. Só pessoas ricas com posse de autoridade e nariz em pé, nenhum gatinho para compensar a quantidade de pessoas mais velhas. Não tinha nem como dançar com a musica lenta que tocava, alem de ser impossivel ficar "animada" com a bebida que estavam servindo. Eram 22H quando conseguimos nos livrar de um senhora que ficava nos perguntando sobre nossa vida e falando o quanto era bom o tempo dela. 

- Que tal irmos para o Times Square agora ? - Perguntou Alice entediada.

- Acho otimo.  - Concordei já me levantando.

- Então vamos antes que aquela velha volte. - Disse Katy se levantando, saimos "A Francesa" da festa e voltamos ao apartamento da Kate. Coloquei um vestido mais apropriado para a virada do ano, retoquei a minha maquiagem peguei minha bolsinha e sai do quarto com Alice para encontrar Kate na sala, ja pronta.  Descemos para a recepção e pegamos um taxi. 

O transito estava parado, e o taxi nos deixou no limite, depois de lá não passava mais carro, e era um caos para passar. Katherine pediu para nós não desgrudarmos dela, e conseguiu passar pela policia. Fomos caminhando pelo grande tumulto, e depois de mais de meia hora chegamos ao ponto máximo que poderiamos chegar. Ali, se encontrava vários conhecidos de Katy, por isso tinhamos algum lugar para ficar. Um pouco mais na frente estava tendo show, e a energia de todos ali era muito boa. 

Junto com os amigos, começamos a beber, e a entrar no clima contagiante.

[...]

As horas foram passando, e a alegria em nós era demais, logo anunciaram que a contagem regressiva começaria, e para todos gritarem juntos. A famosa Queda da Bola aconteceria, e eu estava ansiosa para ver. 

Os amigos que fizemos ali começaram a preparar para abrir os champanhes, alguns seguravam bombas de confete para jogar, e em todas as telas começou a aparecer os números. 

- 10! 9! 8! 7! 6! 5! 4! 3! 2! 1! - Gritaram todos em sicronia, e os fogos soaram, confetes cairam, era uma barulheira absurda, pessoas gritando, abrindo os champanhes, eu corri logo para abraçar as minhas grandes amigas, e todos que estavam ali. 

- Feliz ano novo! - Falei várias vezes, enquanto abraçava cada um que estava ali.  Brindamos juntos e viramos a taça de champanhe, e assim continuamos por vários minutos, até os fogos acabarem. Bebemos muito champanhe enquanto ainda estavamos em êxtase com a comemoração da virada do ano.

Menos de uma hora depois Katherine sugeriu irmos a uma das boates que estavam fazendo festa de reveillon, e todos ali toparam. 

Chegamos na boate, e o clima nela era muito bom, músicas animadas, as pessoas todas com champanhe, bebendo, dançando e se divertindo. Katy conseguiu uma mesa com vinte lugares na area vip para a gente, e ficamos sentados ali por algum tempo, bebendo alguns drinks e conversando. Depois os amigos que estavam ali começaram a descer, e eu fui junto. 

Estava dançando quando Katherine chegou onde eu estava, com um garoto ao seu lado. 

- Ei Nessie, deixa eu te apresentar meu amigo. - Ela falou, apontando para ele. - Erick. Nessie. - Diz, nos apresentando. 

- Oi. - Falei dando um sorriso simpático e o cumprimentando com um beijo. 

- Olá - Respondeu dando um sorriso de tirar o fôlego. Ele tnha mais um menos minha idade com uma franja loira e olhos incrivelmentes azuis, além de ser dono de um excelente fisico. - Então você é a famosa Nessie? - Perguntou.

- Nessie, sim, famosa já não sei. - Disse rindo da minha resposta. Nesse momento Katherine ja tinha saido dali, ela estava ali perto dançando com Alice. 

- Bom, já é famosa de tanto que ouvi falar de você. - Ele respondeu. 

- Falar bem ou mal? - Perguntei me balançando de um pé para o outro no ritmo de uma musica eletronica que tocava. 

- Muito bem, e eu acabei de confirmar tudo. - Disse me olhando maliciosamente e me olhando de cima a baixo com um olhar matador.

- Confirmar o que? O que te falaram de mim? - Perguntei curiosa. eu já estava espantada dos amigos da Katy falarem de mim, sendo que estou aqui a tão pouco tempo.

- Bonita, inteligente, engraçada e muito gostosa. - Disse com um olhar sedutor. Mordi o labio e entrei na onda.

- Parece que você me conhece bem - Disse dançando sensualmente e chegando mais perto dele. 

- Que tal irmos para um lugar com menos bagunça para podermos conversar melhor? - Propôs falando no meu ouvido com a respiração contra o meu pescoço me fazendo ficar arrepiada.

Pedi para ele esperar alguns minutos, e fui até Alice e Katy informar que estava saindo e para não se preocuparem que eu estaria de volta ao apartamento antes do horário de irmos para o aeroporto. Segui Erick por toda a multidão dançante até estarmos tão longe que a musica ficava de fundo. Saímos da boate, e ele não pegou tâxi. As ruas de NY estavam todas movimentadas com várias pessoas se divertindo, bebendo muito e dançando. Erick me levou até um prédio grande que ficava a algumas quadras dali. Entramos no grande prédio e subimos até o apartamento dele, que era bem arrumado, apesar de não ser tão grandioso quanto o da Katy.

- Quer beber alguma coisa? - Perguntou largando as chaves sobre a mesinha de centro.

- Claro, o que você tiver ai. - Disse me sentando no sofá espaçoso.

- Que tal vodca? Huum, espera, acho que não tenho nada para misturar para você. - Disse pensativo.

- Não precisa misturar. - Disse levantando a mão para pegar o copo.

- Toma puro? - Perguntou com uma sobrancelha arqueada me entregando um copo cheio. Para mostrar que aguentava peguei o copo e dei um bom gole tomando quase metade do copo, e escondi uma careta quando o liquido desceu rasgando epla minha garganta. Erick sorriu.

- Huum, então você é das minhas. - Disse tomando um grande gole do seu copo também. Sorri sensualmente para ele.

[ ... ]

Ri alto, da piada idiota que o Erick tinha contado, era extremamente idiota, mas eu não conseguir me conter e acabei caindo na gargalhada. A pequena mesinha de centro tinha uma garrafa de vodca vazia e outra pela metade, que o Erick usava para encher, novamente, nossos copos.

Meus sapatos estavam jogados sobre o tapete em algum lugar junto com os sapatos do Erick e meu cabelo estava preso em um coque malfeito que me aliviava um pouco do calor que estava sentindo. Erick me entregou o copo que rapidamente foi esfaziado, ele me olhava surpreso.

Sorri e me joguei em cima dele tentando roubar o copo dele. Erick resistiu e derrubou o copo no tapete fofo. Fiz uma cara de decepção.

- Que desperdicio. - Disse balançando a cabeça negativamente e continuando em cima dele.

- Não tem problemas. Eu quero provar algo novo. - Disse me encarando com as mãos firmes em minha cintura.

- O que? - Perguntei curiosa me perguntando se ele tinha Whisk.

- Você. - Respindeu rápido, e atracou meus labios em um beijo quente, me supreendendo, não demorei a retribuir passeando minhas mãos pelo corpo definido dele que me apertava cada vez mais contra seu corpo. Em poucos minutos Erick estava sem camisa e era eu quem estava sendo prensada contra o sofá. O seu corpo era pesado sobre o meu, o que me impedia de tentar sair. Mas com certeza eu não ia querer sair dali tão cedo. 

As mãos dele passavam pelo meu corpo, e subiram até meus seios, que ele ficou massageando por alguns momentos, e depois voltou a descer as mãos, sem parar de me beijar em nenhum momento. Suas mãos foram para as minhas coxas, e logo meu vestido estava na minha barriga. 

Ele abriu o zíper do vestido, que ficava do lado direito, e eu dei uma levantada para ajudá-lo a tirar. Quando eu estava apenas de calcinha e sutian, ele parou e ficou olhando meu corpo, com um olhar de como se fosse me devorar. 

Desci minhas mãos pelas suas costas até chegar na barra da calça, procurei pelo botão, e abri a sua calça, seguido do zíper. Com experiencia ele se livrou da calça ficando só de boxer. O peso de seu corpo estava começando a me incomodar, me remexi tentando me endireitar e o contado dos nossos corpos quentes fez com que eu gemesse e Erick sorrisse satisfeito. Erick lambeu o vão dos meus seios e logo depois soltou o fecho do sutian, por um momento me senti exposta demais, mas quando sua lingua passou sobre meus rigidos mamilos tudo isso foi esquecido.

A cada toque da sua boca sobre meus seios eu me arqueava mais, querendo sentir mais, pedindo por mais com cada gemido, e Erick me atendia, me dando cada vez mais daquela caricia deliciosa. Eu não pensava em nada, queria me ver livre de tudo, então me desliguei completamente e tudo o que eu sentia e queria era prazer.

Erick escorregou suas mãos pela minha barriga até encontrar o elastico da minha calcinha, com um puxão ela estava fora do meu corpo, mas as mãos do Erick não pararam e logo ele descobriu meu ponto sensivel me provocando.Me agarrei aos seus cabelos loiros os puxando com força enquanto ele colocava e tirava seus dedos de dentro de mim. Gemia alto, implorando por mais, enquanto meu corpo recebia fortes espasmos.

Resmunguei e o olhei feio quando ele tirou seus dedos de mim antes que eu tivesse atingido meu orgasmo.

- Quero estar dentro de você. - Disse com os olhos escuros de desejo. Observei enquanto ele se livrava da boxer e rapidamente me puxou me colocando sentando sobre suas coxas fortes. Com a mão ele começou a estimular seu membro enquanto eu mordia o lábio tentando me conter. Sem aguentar mais puxei os labios do Erick em um beijo devastador. Com as duas mãos na minha cintura Erick me ergueu e me colocou sentada sobre seu membro. Gememos alto, em sincronia enquanto o sentia por completo dentro de mim. Com ajuda das fortes mãos do Erick na minha cintura eu descia e subia sobre seu membro que entrava cada vez mais fundo dentro de mim. Minhas unhas deixavam marcas nos largos ombros dele enquanto seus dedos ficavam marcados na minha cintura. Mordi o labio segurando um gemido alto quando ele mecheu minha cintura me fazendo rebolar sobre ele. Erick beijou meus labios prendendo entre seus dentes e depois o soltando.

- Não se cale. - Sussurou no meu ouvido mordendo meu pescoço em seguida. Estava preste a responde-lo quando em um movimento rapido ele saiu inteiro de mim entrando em seguida com força. Gemi alto, cravando as unhas no seu ombro. Erick dizia coisas inteligiveis, senti meu corpo recebendo espasmos violentos, ele tirou suas mãos da minha cintura voltando-as para os meus seios, massageando-os com força.

- Vem comigo princesa. - Pediu e estocou uma ultima vez com força dentro de mim. Senti seu liquido quente me preencher enquanto fechava os olhos para apreciar a deliciosa sensação de um orgasmo. Erick gemeu meu nome e eu mordi o ombro dele com força contendo um grito de satisfação. Meu corpo caiu mole sobre o seu, exausta.

[...]

Dor de cabeça, corpo dolorido, visão turva e a sensação de que havia algo errado. Foi assim que me senti quando abri os olhos. Entrava uma luz forte no quarto, e eu não sabia direito onde estava. Me sentei na cama, e olhei pros lados. Com certeza ali não era a casa de Katherine. 

Vi que eu estava nua, enrolada em um lençol, e comcei a ter vagas lembranças da noite passada. A porta se abriu, e entrou um homem ali, com um sorriso muito bonito, e apenas de cueca. 

- Bom dia princesa. - Falou sorrindo para mim. 

- Bom dia... - Murmurei meio atônica, lembrando bem do que tinha acontecido na noite passado. Aquele garoto fodia como nenhum outro. 

- Porque você não se levanta e toma banho? - Sugeriu. - Seu telefone não para de tocar... 

- Ok. - Falei. Me levantei da cama, ainda enrolada no lençol, e fui até a porta que ele apontou. Entrei no banheiro e me olhei no espelho. Meu cabelo parecia um ninho de tão embolado que estava. Tomei um banho rápido, depois penteei meu cabelo para desembolar um pouco e prendi num coque alto. Voltei pro quarto procurando minha roupa, e fui encontrando tudo espalhado pela casa. Me vesti rapidamente, peguei minhas coisas e fui até a cozinha me despedir dele. 

- Estou indo. - Avisei. 

- Tchau Nessie. Eu adorei a noite, se quiser repetir me liga. - Falou dando um sorriso safado para mim. 

- Acho que não vai rolar. Não moro aqui. - Falei. - Tchau.. érr.. - Nossa, como eu não sabia o nome do garoto que passei a noite??! 

- Eric.. - Disse

- Isso. Tchau Eric. - Falei com um sorriso amarelo e sai rapido de seu apartamento. 

Peguei um tâxi e dei o endereço de Katy. Meu celular tocava insistentemente e o peguei para atender. 

- Oi Alice. Eu estou bem. Já to chegando ai. - Falei quando vi o nome de Alice no visor. 

- Nessie? Porra. Onde você se meteu? Tem noção da hora? Vamos perder o voô!!! - Alice gritou no telefone. Ela parecia estar bem nervosa. 

- Calma, vai pegando minhas malas. Chego ai já. - Falei e desliguei, antes que ela gritasse mais. 

[...]

- Tchau prima. Se quiser voltar ai, minha casa está sempre aberta. - Katherine falou, me abraçando. - Para você também Alice. Volte quando quiser. - Falou indo abraçar Alice. 

O voô foi anunciado mais uma vez. Estava na nossa hora. 

- É, estou indo. - Suspirei - Obrigada por tudo Kate.

- Nada Ness. - Disse me abraçando mais uma vez. - Boa sorte. - Falou com um olhar significativo. 

Sorte. É, eu ia precisar. Estava na hora de voltar pro mundo real.



Notas finais do capítulo

Olá amores. *me escondendo* Sorry, estou me sentindo tão culpada por ter demorado tanto para postar. E o pior que nem tenho uma desculpa. Foi só preguiça mesmo. Mas juro que vou parar com isso, e vou escrever logo. Agradeçam a Mari, porque se não fosse ela, não teriamos esse capítulo pronto hoje. AAAAA TO CHEIA DE NOVIDADES, CONFIRAM:
.
.
.
1- Estou escrevendo uma nova história, e logo que eu acabar de postar O.A. vou postá-la.
.
2- O.A. está chegando na reta final, galera. Acho que mais uns cinco capítuos e byeee.
.
kkk ok, acho que acabou as novidades, só essas duas. #exagerada.
.
.
ESSE CAPÍTULO É TOTALMENTE DEDICADO A GabrielleMGA. MINHA NOVA LEITORA LINDA s2 Sério gente, nem ela deve saber, mas o único comentário que ela deixou no capítulo anterior foi muito importante para mim. Sabe, é muito legal saber que alguém gosta da fic, que ta acompanhando e que fala dela, sabe? É sério, isso é muito importante para mim. Obrigada a todas vocês.
.
.
Agora, eu to indo. Se quiserem, me adicionem no facebook ai podem ficar me apurrinhando para postar logo. kkkkkk é esse aqui ó: http://www.facebook.com/giuliaawalker
.
Beijos meninas, agora vou estudar, porque amanhã tenho prova de história ♥