A Segunda Teoria escrita por Vocaloid XD


Capítulo 3
Jogando pra valer


Notas iniciais do capítulo

Vooltei *-*
Olha eu sei que abandonei essa fic por um tempo, é que eu já sou dificil pra tomar conta de uma, imagine várias? UASUAHSAUSH ' Espero que gostem, escrevi pensando se vocês vão gostar! Bjoooos ;*



- Você mesmo! – diz o treinador – Anda! Levante – se daí o jogo já vai começar!

- Eu... Topo!

Os jogadores do grupo ficam boquiabertos...

- Mas treinador! – diz Cascão – O Dc é um de nossos melhores jogadores!

- Ele está mal... – diz o treinador – Não pode jogar nessas condições! Por isso a melhor opção seria o Cebola!

- Será que ele é tão bom assim? – diz Cascão com raiva

- Pode confiar em mim... – diz Cebola – Se quiser...

Cascão não aceitou bem a idéia de ter um cara que só fica no banco, pro primeiro jogo do campeonato, mas assim... Eles entraram em campo!

Longe dali na arquibancada, Magali e Mônica ficam boquiabertas...

- Mas... Aquele ali é o Cebola?! – diz Magali apontando para o time

- É ele sim! Eu consegui! Meu plano deu certo– diz Mônica muito feliz

- Conseguiu o que? Esse era seu plano? – pergunta Magali não entendendo

- Er... Esquece... – diz Mônica nervosa – Foi ele que conseguiu!

Magali estranha a reação dela, mas esquece, no campo os jogadores estão se posicionando para começar a partida, e as lideres de torcida estão animando o público das arquibancadas...

- Vai limoeiro! – gritam as lideres de torcida

Não muito longe dali um garoto que já tinha sido alvo de Cascão, estava perto delas e chamando a irmã...

- Denise! Denise! – grita o garoto

Quando ela olha arregala os olhos e percebe que Cascuda ainda não tinha visto ele, então se afasta e conversa com ele num canto...

- Eu já te disse pra você não aparecer aqui né? Em casa a gente conversa! – diz Denise se afastando dele

- Espera! – diz ele puxando ela – Só queria saber se você conseguiu informações sobre...

- Ah esquece! Se liga, você quase levou uma surra ontem da hora da entrada do Cascão e sabe muito que sou do tipo de pessoa que não faz fofoca, já você...

- É diferente, eu quero seguir jornalismo, e sabe muito bem que quero ser assessor de imprensa, este é o papel dele...

- Quim! Se liga! Ainda estamos no ensino médio! O jornal besta da escola não deixa você criar polêmica, e seu blog não vai levar a nada!

- Tá legal Denise, se você não quer ajudar seu irmão... – diz Quinzinho indo embora – Sempre tem outro jeito!

- Ai esse garoto não cansa! – diz Denise voltando para as líderes de torcida – Quando aparecer de olho roxo vai aprender a lição...

O juiz apita! E a partida começa!

Limoeiro estava jogando com Luxemburgo, que tinha perdido nas semifinais no ano passado, Cebola tinha ficado com um pouco de medo de fazer alguma besteira em campo, pois sabia que o peso iria cair nele...

Cascão estava torcendo mesmo para que ele fizesse mesmo uma besteira, pois aí o culparia e o treinador o tirava do time, e também do banco... Mas ele se surpreendeu, nos primeiros minutos do primeiro tempo, Cebola faz um gol contra Luxemburgo, o deixando irado...

- GOOOOL! – grita Mônica – VAI LÁ CÊ!

Magali ri por dois motivos, pela Mônica estar gritando feito louca, e por que tinha certeza que Cascão estava com raiva do gol de Cebola...

O time do Luxemburgo fica impressionado, o garoto era bom para o futebol, talvez até melhor que Cascão ou Do contra...

O jogo segue, Cascão perdeu vários escanteios, a sua única chance de marcar pênalti, ele perde, ninguém estava reconhecendo ele, o que aconteceu? Por que estava tão nervoso no início do campeonato? E a mais impressionada dali, era Cascuda, que nunca viu o namorado tão desnorteado...

- Pô cara! O que aconteceu com você?! – diz Xaveco – Se liga no jogo!

- Tá! – diz Cascão bufando

Nos últimos minutos do primeiro tempo, Cebola faz o segundo gol, deixando novamente o público impressionado, Cascão com mais raiva ainda, e a namorada maluca...

Fim do primeiro tempo, o time vai para o vestiário...

- Muito bem Cebola, mandou ver! – diz o treinador

- Ahm... Valeu! – diz Cebola meio sem graça

- Enquanto a você Cascão! – diz o treinador – Estou decepcionado!

- Não tive culpa de nada... – diz Cascão não mostrando interesse

- O que te deu hein? – diz o treinador – Não fez nada o jogo todo! Não jogou nada! Você é exemplo nesse time como capitão, tem que se esforçar mais!

- Tá... – diz Cascão irônico

- Bem... Prestem atenção! Estamos com vantagem, o placar está 2 x 0, quero mais dedicação de vocês, e continue como está Cebola!

- Continue como está Cebola! – pensa Cascão revirando os olhos

- Pois eu acho que você vai entrar pro nosso time! – diz o treinador

- Que? – diz Cebola impressionado

- Que?! – diz Cascão furioso – Olha só treinador, eu sou o capitão do time! EU que decido! E ele nunca vai entrar pro time! Entendeu?!

- Acho que foi você que não entendeu... – diz o treinador – Eu sou o técnico do time, sou eu que decido quem ENTRA e SAI! Você não tem NADA a ver com isso! Entendido?!

Cascão se rende, e não admitia de jeito nenhum que Cebola entrasse no time, ainda irritado com tudo isso fala com Xaveco antes de anunciarem o segundo tempo...

- Acho que o treinador está fazendo é merda! – diz Cascão – Não vai dar certo esse cara no time!

- Sei lá Cascão, ele é bom! – diz Xaveco – Pra você ver... Fez dois gols no primeiro tempo...

- Hunf... Eu também podia fazer isso... – diz Cascão

- Mas não fez! – diz Xaveco – Eu não tô nem aí se o cara é idiota ou não, quanto mais ajuda pra vencermos o campeonato esse ano... Melhor!

Xaveco vai ao banheiro, enquanto Cascão vai falar com Cebola, que estava batendo papo com Do certo sobre a partida...

- Do certo, eu quero falar com o Cebola! – diz Cascão

- Mas eu... – diz Do certo

- Sai da minha frente! – diz Cascão perdendo a paciência.

Do certo sai no ato, e Cascão fala com Cebola...

- É, você fez um bom jogo... – diz Cascão

- Ahm... Obrigado – diz Cebola

- Mas acho que não vai ser por muito tempo – diz Cascão

- Como é que...

- Escuta aqui, você pode ter tido sorte dessa vez, mas eu não vou deixar você entrar no time – diz Cascão o puxando pela gola da camisa – Então jogue o pior possível, se não... Acho que vai ter que enfrentar minha ira pós-jogo... Você é que escolhe, careca...

Cebola estava perdido, se jogasse mal... Nunca iria entrar pro time, e se jogasse bem... Iria sofrer as consequências.

O segundo tempo começa! E os jogadores se posicionam novamente!

- Ai estou confiante que eles vão ganhar! – diz Mônica – Graças ao Cê!

- É... Pelo ou menos ele está jogando melhor que todos ali... – diz Magali – Diferente de certas pessoas muito “grossas”

- Que? – pergunta Mônica não entendendo – De quem é que vo...

- Ahm... Nada! Nada! – diz Magali – Pensei alto...

O juiz deu início ao segundo tempo, Luxemburgo começa com posse de bola, e Cebola não faz nada, nem tenta atacar, deixando Cascão sorridente e com chances de voltar a ser o craque do time...

- Mas... Por que o Cebola está parado ali?! – se pergunta o treinador – FAÇA ALGUMA COISA GAROTO!

Cebola nada faz, e começa a perder as esperanças para entrar no time...

- O que aconteceu com ele? – pergunta Magali

- Eu não sei Magali, mas algo me diz que o Cascão tem alguma coisa haver! – diz Mônica desconfiada

Naquele tempo, Luxemburgo faz um gol...

- Que?! – pergunta o treinador – SEUS INCOPETENTES! ESTÃO POR ACASO DORMINDO EM PÉ?!          

Cebola se sentia perdido, quando Xaveco o empurrou dizendo...

- Se mexe cara! Vamos! – diz Xaveco

Depois do primeiro gol de Luxemburgo, o jogo corre, e Cebola continua sem fazer nada, e o treinador ia perdendo a esperança então decide mudar os jogadores...

- Do certo! – diz o treinador – Você já está melhor?!

- Er... Ainda não senhor – diz Dc

- Pois trate de ficar, você vai entrar em campo!               - diz o treinador

- Mas... O que? E quem vai tirar de lá? – pergunta Dc

- Quem? O cara que achei que fosse bom! – diz o treinador apontando para o Cebola

- Não faça isso! – diz Do certo – Ele é bom, dê uma segunda chance pra ele! Ainda estamos na frente!

O treinador não resistiu e preferiu dar uma segunda chance...

- Tudo bem Dc, você venceu... – diz o treinador – Mas se nos perdermos, eu frito você e o careca ali vivos!

Infelizmente Luxemburgo consegue empatar o jogo, deixando todos com medo de que perdessem o jogo no início do campeonato...

- Mas o que a de errado com esses caras?! – se pergunta Cascuda

- Tomara que o novato ali faça algo! – diz Carmem apontando para Cebola

- Que?! Claro que não! – diz Cascuda – É o Cascão que tem que fazer algo... Ele é o melhor do time!

- Hum... Mas ele não fez nada até ago... – diz Carmem

- MAS ELE VAI FAZER! – grita Cascuda – E pare de torcer pra aquele ali!

Carmem se cala e volta a torcer com as outras...

O final já era certo para muitos, iria dar empate, mas para os jogadores do Limoeiro, eles não iriam aguentar o ataque de Luxemburgo por muito tempo...

- Hora de brilhar – pensa Cascão

Nos últimos minutos do jogo, Cascão resolve aparecer e começa a atacar, e deixa os torcedores confiantes...

- Vai Cascão! – grita Cascuda

- Hunf, até que enfim! – diz Carmem

- Cala a boca Carmem! – diz Denise com um olhar sério

E Cascão consegue fazer um gol, no ultimo minuto, e o jogo acaba... Todos vão abraça-lo, menos Cebola que não fez nada no segundo tempo...

Enquanto isso na arquibancada...

- Mas... Isso é injusto! – diz Mônica – Esse gol deveria ser do Cebola!

- Eu sei! – diz Magali também inconformada – E só agora que ele resolve aparecer, ganha todo o crédito!

Enquanto isso, os jogadores vão para o vestiário...

- Posso dizer que... Minhas esperanças sumiram quando começamos a perder – diz o treinador – Mas quero mais COMPETENCIA de vocês, isso só foi uma amostra do que ainda vamos ter pela frente... Estamos entendidos?

- Sim treinador! – dizem os jogadores

- E queria parabenizar... – diz o treinador

- Isso aí! – pensa Cascão – Pode elogiar o melhor jogador de hoje! EU!

- Cebola e Cascão! – diz o treinador – Vocês merecem o crédito pelo jogo de hoje!

- E-Eu? – pergunta Cebola surpreso

- Como é que é? – pergunta Cascão – Eu que fiz o ultimo gol!

- É, mas o Cebola foi quem fez os dois primeiros... – diz o treinador

Cascão lança um olhar de ódio para Cebola...

- Por isso decidi... Cebola vai entrar pro time! – diz o treinador

- O-O que?! – diz Cebola – E-Eu não posso!

Todos se surpreendem...

- Por que não?! – pergunta o treinador

Cebola olha para Cascão que faz um sinal negativo com o dedo, deixando Cebola sem esperanças...

- O-Olha eu não sou bom o bastante! – diz Cebola

- Claro que é! – diz o treinador – Mas qual é o seu problema? Por que não pode entrar?

- Eu... Eu... Preciso pensar! – diz Cebola

- Hunf... Tudo bem, mas se desistir, nem pro banco você volta hein! – diz o treinador decepcionado

- T-Tudo bem... – diz Cebola

Cascão sorri, vitorioso...

Enquanto isso lá fora...

- Como assim?! – pergunta Mônica surpresa

- Ele ainda não foi aceito Mônica, quer dizer... Por parte dele mesmo! – diz Do certo

- Tem certeza Dc? – pergunta Magali

- Tenho! – diz Dc – Ele disse pro treinador que precisa pensar!

- Mas... Eu não estou entendendo o Cebola! – diz Mônica – Ele sempre quis isso!

- Vai ver ele mudou de idéia Mô – diz Dc

- Ou... Tem alguma coisa errada... – pensa Mônica

Naquele instante, Cebola sai do vestiário e logo é interrogado pela namorada...

- Você endoidou é?! – pergunta Mônica – Por que não aceitou a proposta do treinador?!

- Eu não sou bom o bastante Mônica! – diz Cebola

- Ah... Essa história de novo?! – diz Mônica – É incrível como você sempre se põe pra baixo Cebola, você é fraco! Isso sim!

- Eu... Eu... Não sou! – diz Cebola

- Eu pensei que quisesse entrar pro time! – diz Mônica desapontada – Depois de tudo o que eu fiz por você!

- Obrigado pelo seu apoio Mô, mas...

- Fui eu que consegui botar você lá den... – diz Mônica própria botando a mão na boca

- O que? – pergunta Cebola

- Ai Mônica... – diz Dc botando a mão na testa

- Tudo não passou de um plano né? – pergunta Cebola

- Foi esse seu plano Mônica? – pergunta Magali

 - Foi... – disse Mônica abaixando a cabeça

- Você fala de mim... – diz Cebola – Mas eu tenho que ser aceito por merecer, não por tudo ser parte de um plano!

- Mas isso não tem nada haver com o plano! – diz Mônica – O plano era só você participar do jogo, e o treinador finalmente notou você!

- É Cebola! – diz Do certo – Mônica só queria ver você feliz por ter entrado do time! Ela não fez por mal!

- Mas... Não sei se foi bom ele ter notado meu potencial! – diz Cebola – Era melhor vocês terem deixado quieto, pois é o banco que é meu lugar...

Mônica desconfia mais uma vez e comenta...

- Foi ele não foi? – pergunta Mônica

- E-Ele quem?

- O Junior... O Cascão! – diz Mônica – O que aquele idiota falou pra você?!

Naquele instante Cascão surge perto deles dizendo...

- Isso não é coisa que se diga de mim, Mônica – diz Cascão

- Não se faça de santo! – diz Mônica nervosa – O que disse ao Cebola?!

- Eu não disse nada a ele... – diz Cascão – Só o ordenei...

- Como é?! – diz Mônica – E você baixou a crista pra ele?!

Cebola não responde...

- E ele sabe muito bem das consequências! – diz Cascão

- Eu acho que isso é inveja... – diz Magali

Os olhos de todos se voltam para ela...

- Magali! – sussurra Dc – Você vai acabar se metendo, e não vai terminar bem...

- Eu sei me cuidar! – sussurra Magali

- Qual é seu problema?! – pergunta Cascão – Da onde tirou isso?!

- Você tem inveja do Cebola, pois ele joga melhor que você! – diz Magali o encarando – E sabe disso!

- Ah... Então era isso... – diz Mônica – O Junior tem que ser melhor que to...

- Eu não sou Junior! – diz Cascão – E ninguém é melhor que eu naquele gramado

- Pode negar o quanto quiser! – diz Magali – Mas dá pra ver que mente, olhando nos seus olhos...

Cascão fica corado...

- P-Pode até ter sido... – diz Cascão – Mas tenha certeza de que, esse aí nunca vai jogar no mesmo gramado que eu... Nunca!

Cascão se vira, e vai embora...

- Quem ele pensa que é? – pergunta Mônica

- Ai gente vocês vão acabar se metendo em confusão... – diz Dc preocupado

- Do certo, o Cascão pode assustar a escola toda... – diz Magali – Mas a mim ele não assusta!

Cebola já estava saindo de fininho, quando é interrogado novamente...

- Aonde pensa que vai? – pergunta Mônica o puxando pela camisa – Temos que conversar sério Cebola!

Magali e Do certo foram saindo de fininho quando percebeu que o negócio ia esquentar...

Eles se afastam e Mônica começa a falar...

- Cê, até quando você vai obedecer ordens dele? – pergunta Mônica

- Você sabe que ele é capaz de qualquer coisa Mô! – diz Cebola

- Eu sei, mas... – diz Mônica – Você tem que aprender a enfrentá-lo!

- Não posso enfrentar algo que é superior a mim! – diz Cebola

- Como não pode ver isso? – diz Mônica – Você é superior a ele, alias... É bem mais que isso!

Cebola sorri e a beija...

- Sei que queria me ver no gramado Mô, mas... – diz Cebola – Vou acabar arranjando confusão no time!

- E você vai ignorar seu sonho? – pergunta Mônica – Só por que um babaca não quer você no time por pura inveja?

- É melhor eu fazer o que é certo Mônica! – diz Cebola

- NÃO!... Esse não é o certo! – diz Mônica – Vamos lá Cebola, você é um homem ou um rato?

Cebola não responde...

- Ah, era só o que faltava... – diz Mônica indo embora

- Ei! Aonde vai? – pergunta Cebola

- Me acalmar um pouco! – diz Mônica – Pois o que eu mais queria... Parece ter se tornado um pesadelo pra você! Por causa daquele... IDIOTA!

Enquanto isso...

- Sabe... Acho pura imaturidade do Cascão! – diz Magali – Não querer que o Cebola entre no time só por que é melhor ele!

- Magali, o Cascão pensa que é melhor que todo mundo... – diz Do certo – Só que ninguém tem coragem de mostrar o contrário, pelo ou menos o Cebola teve coragem de entrar no gramado...

- Não sei por que todos têm medo dele! – diz Magali – No fundo... Ele só é um garotinho que tem medo de não ser aceito pelas pessoas...

- Magali... Quer saber mesmo por que todo tem medo dele? – pergunta Dc

Magali acena a cabeça com um sinal positivo...

- Bem...Soltaram um boato de que o Cascão botou veneno na bebida de um cara– diz Do certo

- O que?! Ele não seria capaz de... – diz Magali – Mas como ele...?

- Disseram que ele arranjou encrenca numa festa, com um cara mais velho que ele... – diz Do certo – E pra salvar sua pele, batizou a bebida dele quando ninguém estava olhando...

- Continue... – diz Magali

- Então foi confusão na certa, a festa parou pra ver o que estava acontecendo... E quando se deram conta, o cara estava morto... – diz Do certo – E Cascão conseguiu fugir sem dar pistas... Mas nunca foi acusado por ninguém... Que eu saiba...

- Mas... Tem certeza de que isso é verdade? – pergunta Magali

- Olha... Eu não sei, nem sabem ao certo se ele fez isso mesmo... Mas eu creio que não! Isso é uma coisa muito séria, e outra... – diz Do certo - Ninguém sabe, também por que... Todos têm medo de perguntar... Quer dizer, quase todos...

- Quem pergunta?

- O cara do jornal da escola, ele faz de tudo pra tirar informações dele...

- Ai... Eu não creio que ele tenha feito isso! – diz Magali – Eu tenho que ouvir dele mesmo!

- Então se tiver coragem... Pergunte a ele! – diz Do certo

Naquele instante, antes de Magali dizer alguma coisa, um garoto esbarra em seu ombro com força...

- Ai! – diz Magali

- Me desculpe eu... Você é nova aqui?

Ao olhar direito para o garoto cora...

- S-Sou, e você quem é?

Continua...



Notas finais do capítulo

Eu sei... Eu sei... O Cascão esta meio que pra vilão nessa fic, mas sejam bonzinhos e me deem comentários felizes UAHSHAUSAUHS ' Me digam oq acharam! Bjooos ;*