Caminho do Ninja Amador: missão 02. Meta 03: pontuação (III): dois pontos
Postado por Lady Salieri

Olá, queridos!

 

Como vão? Esperamos que muito bem! Muitos já devem estar de volta às aulas, muitos ainda estão esperando esse processo da greve... Essa greve tão tensa fazendo-nos pensar que estamos de volta aos tempos da ditadura... Bom, mas não utilizaremos o espaço sagrado de nosso dojo para falar de coisas tão profanas, como essa política... Falaremos de coisas mais cercanas, como, por exemplo, a nossa liga dos betas:

1º Lugar - Estamos sendo remanejados para um fórum. O processo está acontecendo lentamente, mas, como dizia o grande guru Barão de Itararé: "antes tarde do que mais tarde". Se algum antigo membro da liga vir essa mensagem, por favor, associe-se ao grupo, diretamente: http://ligadosbetas.omeuforum.net/. Obviamente o cadastro depende de minha aprovação. E, no momento, só devem se registrar no fórum quem era um membro do grupo no hanashi (por isso mesmo, usem o mesmo nick do hanashi, pra eu comparar com a minha base de dados, por favor).

2º Lugar - Está precisando de um beta reader? Os classificados estão novamente disponíveis, aqui:  http://ligadosbetas.omeuforum.net/t11-backup-classificados

Façam muito bom proveito!

3º Lugar - Aqueles que desejam ser beta reader, por favor, entre em contato comigo (Lady Salieri) por MP.

Bom, meus queridos, já falamos muito. Agora vamos ao nosso treinamento intensivo!

P.s: Aproveitando o espaço, gostaria de fazer público o meu agradecimento à Victoria Prado (ela sabe porque^^). Muitíssimo obrigada, fiota! Sério mesmo =). E agradecer também às observações da Letícia Silveira que será uma de nossas beta reader nas aulas.


Caminho do ninja amador. Missão 02. Meta 03.
Dominar a pontuação: Dois pontos 

 

Bom, na meta passada, terminamos de ver sobre o uso de nossa querida companheira de todas as horas: a senhorita vírgula. Antes de dar seguimento à missão de hoje, gostaríamos de fazer um pequeno parêntese para mostrar quando NÃO devemos usar a vírgula, para ficar tudo esclarecido de vez! É rapidinho e não vai doer nada:


Não se separam por vírgula:
a) Predicado de sujeito: Yusuke, saiu correndo atrás de Keiko. (WaaaaT?) Yusuke saiu correndo atrás de Keiko.
(Sujeito -> Yusuke/ Predicado -> saiu correndo atrás de Keiko)
OBS: Não confundir aqui, por favor, o sujeito da frase com o vocativo, ok? Uma coisa é dizer:   "- Yusuke, vá atrás de Keiko!" (Yusuke -> Vocativo - deve vir seguido de vírgula)
E outra coisa é o exemplo que demos acima.
b)  Objeto (aquele que "recebe" a ação)  de verbo (a ação): Eles encontraram o homem assistindo, à tv. (WaaaaT?) Eles encontraram o homem assistindo à tv. 

(Observe como
"à tv" complementa o sentido do verbo "assistir").
c)  Adjunto adnominal (aquele que determina, adiciona um certo sentido ao nome) de nome. Seu relógio, de pulso ,foi apreciado por todos.
(WaaaaaT?)
Seu relógio de pulso foi apreciado por todos.

(Observe como o termo de pulso especifica o relógio. É adjunto adominal e não complemento nominal, porque de pulso especifica, na frase, um substantivo concreto). 
d)  Complemento nominal de nome: Eles têm admiração, por Saori. (WaaaaT?) Eles têm admiração por Saori.

(Observe como o termo por Saori está especificando por quem eles sentem admiração, Logo, complemento nominal).
e)  Predicativo do objeto do objeto: O juiz considerou o réu, culpado.
(WaaaaT?)
O juiz considerou o réu culpado.

(Observe como culpado está especificando a condição do réu. Réu é o objeto da frase, o que recebeu a ação. O predicativo do objeto é como se fosse o complemento do objeto XD).
f) Oração principal da subordinada substantiva (desde que esta não seja apositiva nem apareça na ordem inversa):  Ela queria, que ele ficasse com ela.
(WaaaaT?)
Ela queria que ele ficasse com ela.

(Observe que o complemento do verbo queria não é uma palavrinha ou duas, mas uma frase inteira: que ele ficasse com ela. Essa frase inteira está sob o comando da primeira, ela queria, depende dela pra ter seu sentido "completo". A isso chamamos oração subordinada. Como essa frase inteira inteira é objeto direto do verbo "queria", e a função de objeto direto a gente chama de função substantiva, ela é considerada uma oração subordinada substantiva).



Podemos ser sinceras? Até que doeu um pouquinho mais do que esperávamos... No entanto, finalmente, sobrevivemos às vírgulas. Ah, não foi tão difícil dominá-la. Ela é meio escorregadia e escapa de nossos dedos às vezes, mas vamos ficando mais ágeis com o tempo.

Dando sequência à caminhada de hoje, entraremos na missão prevista:


---------- Os dois pontos ----------

 
 
Agora que o mais difícil já foi vencido, o resto ficará muito simples, vocês verão.

Vamos usar os dois pontos (:) para, basicamente, indicar que tudo o que estiver depois dele é, na verdade, uma explicação ou um detalhamento daquilo que foi falado antes dele. Vamos ver um exemplo?

 - Vou lhe dizer uma coisa: quero que saia já daqui!


Nem há muito o que explicar, afinal, a personagem em questão manifesta seu desejo de falar algo para, em seguida, especificar que desejo é esse, ou seja, que seu leitor interlocutor saia já do lugar em que está.


Ai, tias-mestras, que coisa mais chata, disso a gente já sabia. O grande mistério da humanidade é: vamos usar letra maiúscula ou letra minúscula depois dos dois pontos?


Oh, pequeno gafanhoto noob, estamos ficando orgulhosas das perguntas pertinentes que você está fazendo durante nossas missões. É verdade, é um grande mistério da humanidade. Acabou de tomar o lugar da questão do ovo e da galinha. E é um mistério tão grande que nem sequer há uma regra específica para isso, de modo que nossas gramáticas vão entrar em conflito.

Mas, podemos dizer que há um consenso sobre usar letras minúsculas depois de dois pontos, quando não houver um parágrafo
depois deles. Assim como o exemplo que colocamos acima:
 


 - Vou lhe dizer uma coisa: quero que saia já daqui!



Agora, por exemplo, nas fics, estamos escrevendo um diálogo:


Ren abriu a porta do hotel e avançou sobre Nana, abraçando-a:

- Você deveria ter vindo mais cedo.


Nesse caso, depois de dois pontos, vamos iniciar, em outro parágrafo, outra frase que deverá começar com letra maiúscula.

Assim sendo, e tendo em conta o fato de que não há uma regra específica para isso, façamos nós mesmos uma regra baseada na lógica: se depois dos dois pontos iniciarmos um parágrafo, colocaremos letra maiúscula na frase seguinte. Se não iniciar, não colocaremos. Pronto.

Seguimos.

Mais especificamente, de acordo com o gramático Evanildo Bechara, vamos usar os dois pontos para:

1. Introduzir uma enumeração ou explicação:


a) Os poderes de Yusuke são: o reigan, o shotgun e o rendonkan. Enumeração.
b) Explicando melhor: na verdade, eu não gosto de você. Explicação.


2. Nas expressões que se seguem aos verbos dizer, retrucar, responder, etc, e também para caracterizar o discurso do interlocutor, podendo vir seguido de travessão, como é o caso das fics, ou não: 


Mesmo não querendo dizer, disse: é melhor que você vá embora.
E ela respondeu: se eu for, não voltarei mais.
Mesmo não querendo dizer, disse:
- É melhor que você vá embora.
E ela respondeu:
- Se eu for, não voltarei mais.



3. Nas expressões que apresentam uma quebra da sequência de ideias:


Queria acariciar-lhe os cabelos: já era tarde demais, ela se havia ido.


Não é que seja obrigatório. É possível.


4. Uma pequena observação, na verdade: quando se trata de correspondência, a invocação utilizada ( tanto na correspondência social como na comercial) pode ser seguida de dois pontos ou de vírgula:


Querida amiga:
Prezados senhores,



E essa invocação vai ser seguida de letra maiúscula ou letra minúscula, tias?


O que deixamos combinado? Vale aquela regra lá.

Bom, queridos nossos, essa foi a missão de hoje. Algo mais tranquilo para tirar o peso da meta anterior, todavia, algo importante para melhorar a escrita de nossas fics.

Descansem agora, e nos vemos em quinze dias. Como sempre, uma honra poder caminhar ao lado de vocês em mais essa meta.


Lady Salieri e Nah Rangel.



 


Comentários

Nanami Mayu

20/07/2014 às 21:48

Honestamente, isso foi de grande auxilio. Abraço!



Luu Fernandes

31/03/2013 às 15:42

Hahah, facílima aula, até me assustei de ter acabado tão rápido! Na verdade, confessando, senpais: essa foi a única aula na qual eu já sabia o conteúdo todo --' Mas é sempre bom revisar! Falando nisso, já tô chegando na aula dos porques e dos travessões *-*



Maria Clara Brito

21/02/2013 às 14:44

adorei manda ums de rebelde .



Martha123455

27/10/2012 às 19:32

Gostei muito da aula! É sempre bom rever aquilo que já sabemos e aprender algumas coisas novas! ^^



AlexManzano

01/09/2012 às 14:04

Adorei essa aula, foi muito legal e tranquila. Aprendi coisas em demasia desde o começo dessas aulas, pois na minha escola não é ensinado gramática, nem nada. Esse ano SÓ estamos estudando cultura africana *tomatiro*



Lady Salieri

01/09/2012 às 00:57

Problemas imediatamente corrigidos. Esse último foi descuido mesmo, total. Valeu a atenção =D



Letícia Silveira

31/08/2012 às 21:49

P.s.: desculpe só notar isso agora, mas, ao enviar o comentário, notei que, no último parágrafo, está escrito: "Descansem agora e nos vemos em quinze dias". Já que os sujeitos são diferentes (respectivamente, vocês e nós), deveria conter uma vírgula antes da conjunção "e", certo? :)



Letícia Silveira

31/08/2012 às 21:40

Haha, OK, amore. Esperarei o seu estudo. O que eu falei foi apenas o que eu aprendi com a minha professora, mas foi oralmente uma vez que eu tinha dúvida nesse assunto. Nunca ~estudei~ realmente a matéria; então, é ótimo que você verifique a informação.

E, sobre a alteração, a frase ficou assim lá em cima:

Eles encontraram o homem assistindo, à tv. (WaaaaT?) Estavam todos na casa fazendo um bolo. 

Não sei se foi um descuido não mudar o segundo quadrinho ou se o servidor deu problema. Não entendo muito dessas coisas de html. kosapksoaksoa

Na verdade, aquele e-mail é o único que eu entro. Mas, já que ele está conectado ao Nyah, por receber muita MP, acho que acabei não vendo. Sabe, eu tenho um carma que é a preguiça de abrir a caixa de mensagem. Só quando eu entro no MSN e vejo as atualizações, leio os e-mails mais recentes. Deve ter sido isso. Sorry. Vou tentar vencer a "dificuldade" de abrir uma página. 

Enfim, qualquer coisa, usaremos as mensagens. Beijão :)



Lady Salieri

31/08/2012 às 19:52

DarkGabriel, na boa, você merece mesmo o título de ninja hahahahaha!

 

Letícia, mais uma vez, gracias pelos comentários. Eu preciso analisar direitinho, mas estou fora da minha cidade e meu acesso é restrito. Mas, pra garantir, já vou mudar mesmo o exemplo hahahahah para não dar problema =). Depois eu estudo essa parte. Lembra que eu te disse que ainda precisava estudar as modais pra te falar delas? Dá pra notar que eu realmente preciso hahha. Ainda bem que você existe.

E pode comentar essas coisas aqui mesmo! Eu sou a pessoa mais a favor do planeta desses comentários. É legal, inclusive, para incentivar as outras pessoas a dizerem algo se sentir a necessidade, ou me corrigir se eu estiver errada, porque acontece, como você brilhantemente nota, a gente é ser humano, né? Diferentemente de ti que está estudando com afinco essa matéria, Nah e eu não a vemos desde o ensino médio (e não sei a Nah, mas eu terminei o meu ensino médio há exatos 10 anos XD).

E, tentei te mandar a aula, mas mandei pelo end do hotmail e não deu certo, né? Você nao deve ter recibido... Mas dá nada, não, vamos combinar um e-mail para onde eu posso mandar as seguintes. =)

E pode acessar o fórum lá direto do grupo dos betas. E o grupo também. Mais provas da sua competência hahaa, impossível *-*.

Abração!

 



Letícia Silveira

31/08/2012 às 17:17

Olá, queridas! Olha quem veio importuná-las! OK, não direi mais isso, mas é verdade... :X hahaha

Bem, sobre a aula, dessa vez, devo dizer que estudaram muito, viu? Por mais que os dois pontos não sejam um mistério indecifrável do português, foi incrível como ela foi explicativa. Muito boa mesmo.

"Estavam todos na casa fazendo um bolo."

Não quero contestá-las (eu acho que sempre falo isso, não é?), mas, na frase acima, acho que deveria ter vírgula antes do verbo fazer, pois indica o modo da ação; e, assim, diferencia-se a oração adverbial de modo, como essa, da oração adjetiva restritiva.

"Estavam todos na casa, fazendo um bolo."

Por exemplo, na frase: "eles encontraram o homem assistindo à tv". Uma vez que é restritiva, pois restringe o homem, a vírgula não antece o verbo assistir. Assim, outro jeito de escrever a frase seria: "eles encontraram o homem que assistia à TV". Por isso, na oração subordinada adverbial modal, é obrigatório, baseando-me no que eu aprendi, o uso da vírgula. Até não sei se não seria melhor alterar o exemplo para não confundir ainda mais. Ou explicar esse caso. A escolha é de vocês, gurias! E, infelizmente, não encontrei nenhum site que tivesse uma informação mais específica sobre a vírgula. Desculpem-me!

E, Lady, eu gostaria de me candidatar aos beta readers do fórum. Ainda devo mandar uma MP, ou é desnecessário, posto que eu já falei aqui? hehe

Beijos, meninas! Tenham um ótimo fim de semana :*

 

P.s.: me emocionei com o meu nome na aula. Sério, foi demais! Fizeram o meu dia! E, aliás, querem que eu continue a comentar ou que eu mande os meus comentários por MP para uma das duas?