Comentários em Issues

MahQuils

12/05/2009 às 10:26 • Primeira Parte
Nossa , muito boa sua escrita . A história também ficou ótima . Apesar de mim não ser 'fã' do Korn , dá muito bem para entender a história . O desenvolvimento tá ótimo *_* Na hora de ler os nomes eu li 'losango' & 'bolinha' - parei - . >.< ! O jeito como descreveu os pergonagens , mesmo sendo pouca coisa ficou bem explicado :D'


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: obrigada :D Sim, foi pouca coisa porque é um relado de um cara que não gosta muito de si mesmo... Sobre os nomes: eu não consigui achar um nome pra eles. Talvez por serem várias pessoas ao mesmo tempo, quem sabe? Mas pode chamálos como quiser, viu? Deixei para os leitores darem o nome ;D

em fim... obrigada pela leitura e pelo review o/ volte sempre!


Suzannah_18

12/05/2009 às 21:08 • Primeira Parte
bom, espero que você encontre logo o nome perfeito para seus personagens.
Definitivamente, a história desse garoto prendeu a minha atenção. Ele parecia meio-emo no início da narrativa, mas conforme dá pra notar que ele não é daquele jeito à toa. 
A garota de olhos azuis aparenta querer ser amiga do "Jon" - posso chamá-lo de "Jon" né? -, mas será que isso vai dar certo? ;)
Perfeito!
*3*


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: é mina do mirror's edge no avatar? =P

obrigada pelo rewiew ^^ que bom que gostou da história. Sim, ela será amiga dele, mas muitas coisas vão acontecer :P

Sim, pode chamar de Jon. Como falei no review da outra moça, deixo para os leitores nomea-los :D

obrigada novamente... e volte sempre!

abraços!


09041977

17/05/2009 às 13:13 • Primeira Parte
de criticas a fazer, só positivas.

sou fan de korn e gostei muito desse primeiro capítulo.

Escreve muito bem. Gosto muito das descrições.

Irei acompanhar :)


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: muito obrigada!!!

desculpe a demora para responder o rewiew ;)


LooSamoro

19/05/2009 às 20:23 • Primeira Parte
A história tem uma narrativa muito boa e o personagem principal incialmente deprimente no início me fez querer quebrar a cara dele, mas ainda é cedo para eu querer tomar essa decisão. Não sou fã do Korn e nem sei quem é o John, mas um dia eu procuro para ter mais ou menos uma idéia. ;)
Cinco estrelas para você.*****
La Revedere!


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Jon é o "apelido" de Jonathan Davis, vocalista do KoRn. Ah, não precisa ser fã pra ler =P mas legal você ter se interessado por miha história ^^ E obrigada pelo comentário!


Morgana Black

27/05/2009 às 09:26 • Primeira Parte
aahhh, meo! nada de pessoas idealizadas. apenas adolescentes normais, com suas neuras e problemas. gosto tanto de ler sobre isso. e juro, cê praticamente descreveu o meu ensino médio. eu odiava o grupo das fofoqueiras. ¬¬


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Sister ^^ Legal você ter lido essa história :D

Ah, acho que existe um padrão tipíco para o ensino médio :P E o pessoal sempre se acha "original". Mas é sempre assim: esportistas populares, peitudas populares, fofoqueiras, japonesas otaku, algum carinha que faz tipo de gay, seguidores dos populares, nerds que passam cola, outsiders, nerds outsiders... Por aí vai. Bastante odiável :P


keka-GMR

12/06/2009 às 03:41 • Primeira Parte
nossa...a atmosfera da historia tah perfeita...em um unico capitulo jah fikei tao presa nela q nao vo sossegar ateh ler tds..rsrsrs


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: oi!

nossa, eu fiquei muito surpresa quando vi que o número de comentários tinha aumentado magicamente!

vou responder todos seus comentários ;)


slytherina

21/11/2009 às 23:11 • Primeira Parte
O que posso dizer? Está ótimo. O universo adolescente bem descrito. Achei interessante a sua opção de não nomear os personagens.
 
This shit is all about pain. Apesar de tantas faces risonhas nos colégios, o sofrimento adolescente é muito comum. O que aliviava minha angústia, nessa fase, era a certeza de que haviam mais pessoas como eu, que se sentiam massacradas pelo universo da escola.

Você pegou as neuroses de um punhado de alunos e concentrou tudo em um só personagem, quase tenho pena dele, por isso. No fundo ele é tão preconceituoso e segregador quanto os outros, e vai acabar partindo o coração da garota.

Tenho que admitir que não conheço Korn, talvez tenha visto um clipe pela TV, mas realmente não tenho nenhuma lembrança deles. Desculpa!

Gostei da narrativa em 1a pessoa e da sinceridade cortante. Já escrevi uma fic sobre bullying, mas sua fic é mais realista. Gostei da descrição dos tipos da escola, e pra mim essa foi a parte cômica da fic.

Eu totalmente me identifiquei com a parte em que ele passou a noite inteira ouvindo a mesma música no walkman, e até o estado afetivo emocional era o mesmo.

Na MP você escreveu beta, mas acho que você se atrapalhou. Sua fic (você de modo geral) dispensa betas. A fic tá pronta, é inteligente, sarcástica, pungente, verdadeira (desculpa a melação, foi uma escorregada), enfim é brilhante.
 
I pat the Shrek's kitten head till it sleeps. Goodnight!

Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Hey, você veio! :D

Em primeiro, devo agradecer pela ilustre presença.

Acho que esse texto foi o primeiro original longo que escrevo levando a sério (a fora uma história sobre um menino e dragões que escrevi quando pré-adolescente) e realmente pedi sua ajuda como beta porque preciso de critícas e conselhos para melhorar ^_^

Primeira pessoa foi uma opção narrativa quase espontânea. Logo de cara pensei "vou escrever um depoimento" porque me pareceu simples por uma pessoa contando de forma intimista tudo que lhe aconteceu. Ás vezes acho que exagerei no tom de tragédia, mas foi uma opção somar vários problemas: além de ser justamente esse o nome da fic (e do album que a inspira), o personagem é realmente um colcha de retalhos - Por isso não consegui nomeá-los. Não ter nome faz com que eles sejam todo mundo ao mesmo tempo que não são ninguém em especifico. Alguns leitores sugeriram nomes como "Angelita" e "Lúcia" para a menina, o que achei legal, porque corresponderiam a personalidade dela de ser uma pessoa bondosa.

Acho que ficar ouvindo uma mesma música repetidas vezes é uma realidade da adolescência. Sempre tem "aquela" música que parece nos dizer algo a mais. O fato da ter escolhido Korn é porque queria algo marcadamente da década de 1990 *podia ser grunge também* e que tivesse a ver com angústia jovem e cotidiana. Particularmente gosto muito do albúm Issues e os temas das músicas estão nessa fic. Se estiver curiosa, procure músicas como "Make Me Bad", "Daddy", "Somebody, Someone" e "Falling Away From Me". De outros albúns, recomendo "Clown", "Thoughtless" (te mando o clipe via MP - é ótimo), "Twisted Transistor", "Freak on a Leash" e "Y'all Want a Single". - Tem bem mais músicas, na verdade, mas acabaria citando todas =P Só para constar, o vocalista dessa banda diz ter-se recuperado dos problemas com alcool e drogas e hoje é um pai de família - casado com uma ex-atriz pornô - mas pelo menos parece estar se comportando bem.

Poxa, me empolguei =P

Agradeço muito novamente pelo seu review 8D

Thank you dear! Goodnight!

*Shrek's kitten hides in his basket*


HarpiahAvalon

27/02/2010 às 23:14 • Primeira Parte
A falta de nomes foi foda.
Mas fazer o que, né?
Bom, até aqui ficou ótima, adorei o enredo, a maneira como você escreve [ai inveja!]
Enfim, vou ler os próximos capítulos porque eu sei que essa fic promete.
Beijos Hel.

Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Oi! ^^ Que ótimo ver você por aqui!

A falta de nomes é meio que proposital: nenhum parece servir para esses personagens que são tantas pessoas em uma só.

Eu acho esse começo meio fraco D: Ainda vou reescrever, até porque acho que melhorei muito desde a época que comecei essa história até agora.

Obrigada pela presença e pelo review! ^^
Abraços!! o/


MahQuils

12/05/2009 às 12:49 • Segunda Parte
Adorei esse cap. :D' O modo como escreveu o começo de 'interesse' entre "◊"  e ele :)' Também gostei do modo como disse que "◊"  se importava com 'Jon' *_*


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: o/

thanks!

Sim, o relacionamento deles é bem fofinho mesmo ^^


09041977

17/05/2009 às 13:19 • Segunda Parte
gostei muito desse, pela forma como se expoem os pensamentos dele.

escreve muito bem, saliento de novo. (:


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: bom, ele está meio que relatando toda sua história para um redator, por isso o tom "falado" e a quantidade de pensamentos pessoais ^^

obrigadão!


LooSamoro

21/05/2009 às 20:12 • Segunda Parte
É muito bom saber que existem pessoas no mundo, mesmo que elas não aparentam ser normais, que se se preocupam com a gente. Eu diversas vezes senti isso na minha pele, tanto a rejeição por não fazer parte de um grupo quanto estar feliz por ter alguém ao seu lado. Essa menina está conseguindo quebrar a muralha que cerca o rapaz. =)


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Que bom que você se identificou com algo aqui =] E espero que no momento você esteja muito feliz com seus amigos de verdade ;D

E sim, ela está conseguindo.


Morgana Black

27/05/2009 às 09:34 • Segunda Parte
eu conheci um cara que teve overdose de remédios. não era adolescente, mas foi igualmente assustador. um amigo da minha mãe, sbe. e ele teve a crise na minha casa. deu medo. por isso entendo bem o que se passou com o "Jon". *-*


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Não deve ser nada bonito mesmo =


Suzannah_18

01/06/2009 às 21:33 • Segunda Parte
Temos duas opções para Jon ser um dos personagens dramáticos mais "humanos" que eu já encontrei até hoje:
a) tudo o que ele conta foi baseado em fatos reais, ou
b) você tem um dom natural para a escrita. 
Qual delas será a certa? *música de suspense* Um dia ainda descubro!
Quanto a "Angelita" - que é como eu vou chamar a garota sem nome, por que eu achei ela muito kawaii - eu espero que ela consiga quebrar a pedra de gelo na qual o coração do Jon se transformou. 
Continue assim!!! ;)
*3*


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: obrigada :D realmente esses elogios são muito legais ^^ essa é primeira história que eu ponho na net sem ser uma fanfic :P
Quanto as opções... bom, se eu responder "a", só digo que parte da história é verdadeira, alguns acontecimentos pontuais, enquanto outros são inventados. E sobre "b", bom, escolher tal alternativa seria bem pretencioso. XD

É uma história que eu queria contar essa. =P

Em fim, obrigadissímos!

abraços. ^^


keka-GMR

12/06/2009 às 03:59 • Segunda Parte
óóó..precisou uma garota pra kebrar essa carapaça dele...ela vai ser a chave da melhora dele neh? afinal,ele tem q encontrar um motivo pra ficar legal...


Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Mais que uma garota: uma pessoa especial. Era o que ele precisava para começar a se tocar.


HarpiahAvalon

27/02/2010 às 23:18 • Segunda Parte
Esse lance de problemas com a família é podre.
Você sabe como é a minha relação com a minha mãe.
Eu sempre tive dificuldade em lidar com isso, mas ainda bem não me dei a extremos de me entupir de remédios.
Enfim, é uma fase ruim pela qual ele está passando, mas mesmo sendo um personagem de fic, eu torço para que ele fique bem.
Beijos Hel.

Resposta do Autor [Ana Hel Black]: Sim, principalmente porque muitas vezes não é culpa da criança ou do jovem, e sim dos pais, que não lidam bem com suas próprias vidas e descarregam nos filhos.
E realmente, se machucar, usar drogas, etc é uma péssima maneira de fugir de uma realidade ruim. Mas o "Jon" costumava ser muito inseguro, assustado e não sabia o que fazer.
Mas de uma forma ou de outra, ele aprende a lidar com tudo. Faz parte da vida. :P

obrigada por comentar, Harpiah!
Abração! ;*