This Is My Gang! escrita por Metal_Will


Capítulo 109
Capítulo 109




Capítulo 109 - Absorvendo

- Sério, Karina? Você tem uma ideia para tirar a gente dessa? - perguntou Wilson, com os olhos cheios de esperança, enquanto Karina mantinha-se apática como sempre (mas é claro que eu não duvido que ela tenha um plano).

- Por favor - disse Jorjão - Não quero ficar sem jogar.

- Shh! Morto não fala - reclamou Cássio.

- Eu manteria minha boca ocupada se os pães de queijo não tivessem acabado! - reclamou nosso guloso amigo.

- Mortos também não comem - disse o mestre - E quanto a sua ideia, bem, tudo vai depender das possibilidades de jogo, sabe? Você poderia usar facilmente uma magia de avivamento, mas seus míseros 4 pontos de magia não permitem isso. É uma pena, mas terão que continuar sem ele.

- Isso seria desvantajoso - disse Daniel - O Jorjão tinha altos pontos de ataque e defesa. Tsc!

- Você parece entender bastante desse tipo de jogo, Daniel - comentou Demi - Eu tô boiando mesmo...só estou fazendo o que vocês dizem.

- Ah, eu costumava jogar RPGs de video-game e alguns online. Mas aqui temos mais liberdade, apesar não ter gráficos muito bons.

- Pelo menos enquanto eu não desenvolver a versão eletrônica do meu jogo - disse Cássio, enquanto arrumava os óculos.

- Tá querendo transformar essa coisa num game? - perguntei.

- Sim. Criarei o meu mundo em um RPG online que revolucionará a indústria do entretenimento eletrônico! Mas primeiro preciso testar a versão em tabuleiro. E devo dizer que vocês estão ajudando bastante.

- Então somos apenas cobaias do seu plano? - questionei, embora achasse que um RPG com uma história clichê e sem graça como aquelas não iria mais longe do que qualquer jogo vagabundo criado em RPG Maker (*), mas fazer o quê? Estamos falando do Cássio, que não era nada mais do que uma versão mais dark do Wilson.

- Caraca, um jogo de RPG! Por que não pensei nisso antes?! - exclamou Wilson - Galera! Nosso próximo projeto será criar um RPG online que supere qualquer outro! 

- Ora, seu... - Cássio iria reclamar.

- Gente, por favor! - interrompeu Jorjão - Eu quero ouvir a ideia da Karina para me fazer voltar!

- Ah, sim - disse Cássio - É verdade, você disse que tinha alguma ideia. Vamos lá, sou todo ouvidos.

 Claro que ele estava bastante cético e o cinismo era perceptível em sua voz. Mesmo assim, eu confiava na inteligência da Karina e aposto que ela percebeu alguma coisa que mudaria tudo.

- É verdade. Vai, Ka! Pode falar - disse Demi.

- Na verdade, é bem simples - disse a garota com toda a calma do mundo, enquanto ajeitava os óculos - Eu não tenho pontos mágicos o suficiente para realizar uma magia de avivamento. Porém, tenho pontos mágicos o suficiente para realizar uma Absorção Mística.

- Uma o quê? - perguntou Demi.

- Absorção Mística - disse Karina - É uma magia que permite absorver pontos de magia de outro ser do jogo. Exige apenas dois pontos de magia para ser executada.

- Como...sabe o nome dessa magia? - perguntou Cássio, um tanto quanto injuriado com a afirmação dela - Não lembro de ter comentado sobre ela com vocês!

- Bem, naquele momento que eu peguei emprestado o seu livro de regras tive a oportunidade de folheá-lo rapidamente e descobri algumas coisas interessantes sobre meus poderes. Essa magia permite que eu absorva uma certa quantidade de pontos mágicos de qualquer outro ser desse jogo. Com 2 pontos de magia posso fazer isso.

- S-Sim, é verdade - gaguejou Cássio - Mas não é tão simples assim.

- Não? - perguntou Jorjão - Mas até eu entendi.

- Já falei que morto não fala! - reclamou Cássio - Escuta...é verdade que você pode conseguir pontos mágicos, mas infelizmente os únicos monstros presentes nessa região são fantasmas que não possuem resquício de magia. São apenas seres sobrenaturais, mas sem pontos mágicos. Você só poderia fazer essa transferência com alguma criatura com poderes mágicos.

- Quer dizer que vamos precisar voltar para pegar pontos mágicos de outros monstros? - perguntei - Que droga! Já vi que não vamos sair daqui hoje!

- Podem desistir quando quiserem - falou Cássio - Basta admitir que não conseguem terminar minha história. Hehehehe!

- Não precisamos de monstro nenhum - disse Karina - Uma criatura com poderes mágicos está bem aqui pertinho da gente.

- Hã? - perguntou Demi - Quem é?

- Você - disse ela, apontando para Demi que só estava com uma bela cara de interrogação (sim, ela não entendia nada de RPGs).

- Eu?! - espantou-se Demi - Mas o que eu posso fazer de mágico?

- Você é um elfo - disse Karina - Elfos possuem uma certa quantidade de poder mágico, embora não tão alta quanto uma classe maga como eu.

- Eu posso mesmo fazer isso? Por que você não me falou, Cássio?

- Err..você não perguntou sobre os seus poderes - disse ele, coçando a cabeça.

- Ah, é assim, é? Pois agora eu quero saber tudo o que eu posso fazer! Vai, tem mais alguma coisa que você escondeu, heim?

- Bom, você pode lançar flechas do elemento luz - respondeu o rapaz - E pode usar pequenas magias de cura, mas sua principal habilidade é conseguir atirar de longe. Se planejar bem uma estratégia pode atingir inimigos mesmo a uma longa distância.

- Então até que não sou tão inútil assim - disse ela - Beleza! E se posso ajudar o Jorjão, manda a ver, Karina. Pode tirar quantos pontos de magia quiser de mim.

- Não é tão simples assim - impediu Cássio - Vai precisar rolar os dados para decidir quantos pontos vai arrancar dela.

- Os dados...sempre os dados - suspirei.

- É um RPG de tabuleiro, afinal de contas - falou Wilson - Mas beleza, atire os dados Karina. Talvez você não seja tão pé frio quanto eu.

- Errar uma jogada de uma em quatrocentos não é ser pé frio, é ser normal mesmo! - reclamei.

- Mas talvez Karina tenha mais sorte - falou ele - Que números ela deve tirar para a magia funcionar, Wilson?

- Qualquer soma ímpar já resolve - disse ele - É uma magia de baixo nível, mas se falhar, perderá os pontos de magia do mesmo jeito.

- Estou ciente disso - disse Karina - Passe os dados, estou pronta.

 Wilson passou os dados para Karina que, como era de se esperar, conseguiu o resultado desejado. Agora sim, as probabilidades eram bem mais aceitáveis. Só restava saber quanto de pontos mágicos ela poderia pegar de Demi.

- Aí! Agora é só pegar e.. - Demi já comemorava, mas Cássio ainda não iria facilitas as coisas.

- Não tão rápido, moça - disse ele, com os cotovelos em cima da mesa e mãos entrelaçadas - Isso não quer dizer que ela conseguirá a quantidade exata de pontos mágicos para executar a magia de avivamento.

- Como é que é? Ainda tem mais? - questionou Demi.

- Sim. Agora é você quem deve lançar os dados para definir a reação da sua resistência mágica. Querendo ou não, você está sendo atacada, mesmo que por uma aliada. Seu potencial mágico vai reagir a isso. É natural dos elfos.

- Desde quando? - perguntou Wilson - Nunca ouvi falar disso aí.

- Meu mundo, meus elfos! - resmungou Cássio - Você vai ter que lançar os dados. A diferença da soma dos números que você tirar em relação à soma que Karina tirou definirá a quantidade de pontos mágicos que ela poderá tirar de você.

- Hmmm. Deixa eu ver se entendi. Karina tirou 10 e 9 na soma, dando um total de 19 pontos. Então, se eu tirar um valor que dê uma diferença alta, ela poderá ganhar mais pontos mágicos?

- Isso mesmo - confirmou Cássio - Mas lembre-se que isso significa perder boa parte dos seus pontos mágicos que já não são muito altos. Você tem cerca de 30 pontos mágicos. Será que consegue?

 Vamos esclarecer. Depois de Karina, Demi era a única que tinha pontos mágicos. As fichas de Herói, Ladrão e Gladiador não possuiam essa categoria, então não poderíamos ajudar mesmo que quiséssemos. Bom, além disso, a soma dos dados de 20 lados dariam no máximo 40. Se Demi tirasse uma soma maior que 25, a transferência daria certo, mas o ideal seria tirar 40 para garantir o máximo de pontos. Só que...tirar um duplo 20 daria a mesma probabilidade de uma em quatrocentos, então o que vier é lucro. Demi pegou os dados um tanto quanto nervosa.

- Não precisa ficar nervosa. É só tirar uma soma maior que 19 - disse Wilson.

- Na verdade, tire uma soma maior que 29 - disse Karina - Preciso de  10 pontos de magia para usar o poder de avivamento.

- Ai, ai, por que precisamos usar dados de 20 lados? - perguntou Demi.

- Eles permitem um espaço amostral maior - disse Cássio.

- Quê? - perguntou ela.

- Quer dizer que dá para inventar mais coisas com eles - respondeu Wilson.

- Dados de 6 lados já estariam de bom tamanho - resmungou Demi - E também são mais fáceis de enxergar do que essas coisas pequenininhas.

- Qualquer um joga com dados de 6 lados. Meu jogo é bom justamente por fugir do senso comum.

- Fugir do senso comum? Todo RPG tem histórias parecidas com a sua - observei.

- Você vai jogar esse dado sim ou não? - perguntou Cássio.

- Tá, tá, eu jogo - disse Demi - Lá vai!

 Ela lançou os dados e...ufa...consegui os números 16 e 15. Soma 31. Perfeito. A diferença daria 12. Mais os dois que sobraram de Karina, ela tinha agora 14 pontos mágicos. Com 10, Jorjão voltaria para o grupo.

- Ela...conseguiu - falou Cássio secamente - Muito bem. Pode realizar sua magia de avivamento.

 Na verdade, Karina ainda tinha que jogar os dados para realizar sua magia, mas como agora ela tinha mais pontos mágicos, as probabilidade de executar a habilidade com sucesso foram maiores.

- Aeeeeeeh!! - comemorou Jorjão - Voltei! Agora sim, eu não vou mais ser dominado por fantasma nenhum!

- É verdade...ainda tem fantasmas por aí - disse Cássio - Recomendam que saiam logo dessa região.

- Ele tá certo - disse Wilson - Vamos logo pegar esse mago do mal! Vamos acabar logo com essa história!

- Bom ver que está animado - disse Cássio, com um olhar malvado - Mas vocês ainda tem chão pela frente.

 Tudo bem. Vamos encarar o que for. Graças a um lançamento sortudo de Karina, conseguimos sair da região dos guerreiros mortos sem problemas. Agora era questão de enfrentar as outras trapaças...ops...os outros desafios que Cássio estivesse armando. Vamos lá. A jornada continua.

(*) = Programa para criar games de RPG.



Notas finais do capítulo

É o que o Daniel falou...a jornada continua. Até o próximo!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "This Is My Gang!" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.