Me ame com ternura escrita por Daroon


Capítulo 1
Único;


Notas iniciais do capítulo

Sinopse bosta, eu sei, desculpa

Espero que gostem

?” Capítulo não revisado -



Jason encarava a cidade de Gotham com extremo tédio. Fazia dias que nada acontecia naquela cidade turbulenta, o que era deveras estranho em sua opinião. Bufou removendo o seu capacete e o pondo de lado. Estava possesso e queria descontar suas frustrações em alguém.

Permanecia atento a qualquer movimento, foi quando escutou passos sorrateiros atrás de si, identificando imediatamente. Rapidamente retirou de seu coldre sua pistola e apontou para a figura — que tentou inutilmente chegar perto de si — atirando em seguida, mas que conseguiu desviar da bala. Estalou a língua no céu da boca, frustrado. 

— O que faz aqui? — perguntou grosseiramente. Escutou uma leve risada vindo do indivíduo, que sentou-se ao seu lado. 

— Pretende ficar quanto tempo longe de nós? — Jason desviou o olhar para o Asa Noturna.

— Não somos uma família. — resmungou, não conseguindo vislumbrar o olhar melancólico do primeiro Robin. Mas ao perceber que o outro ousava levantar-se, o pânico alastrou-se dentro de si, segurando afoitamente o pulso do outro. — Não vai. — murmurou, e Dick sentiu seu coração se apertar, por mais que sempre tentasse aproximar de Todd, era negado da pior forma possível, mas hoje, naquele instante, Jason deixou o seu muro cair,

Grayson voltou a se sentar, retirando enfim sua máscara. Com um sorriso terno puxou delicadamente o maior para si, fazendo com que sua cabeça permanecesse sobre suas pernas. Passando a acariciar os fios negros do Capuz Vermelho.

— Sei que está chateado pelo acontecimento, mas você está vivo. — sussurrou num tom de voz melodioso, acalmando o coração do outro. — Sei que sofreu e por Deus, eu queria estar lá por você, mas eu não estava… Perdoe-me por isso. — Finas lágrimas acumularam no canto de seus olhos. 

Jason levantou-se abruptamente, segurando firmemente os ombros do Asa Noturna, pronunciando em seguida:

— Não seja idiota, Dick Grayson. — exclamou emburrado. — Você não tinha como estar lá, estava ajudando outras pessoas, mas… não quero falar sobre isso. — Desviou o olhar, apertando ainda mais o ombro do outro. — Não hoje… 

— Certo. — sussurrou, puxando-o novamente para si, mas dessa vez, para um abraço, querendo que Jason sentisse que estava ali por ele. Sentiu ser retribuído na mesma intensidade. Afastou brevemente, ficando com os seus rostos próximos. Suavemente passou seus dedos pelo rosto de Todd, que fechou os olhos apreciando o carinho. — Eu te amo. — pronunciou num tom baixo como se estivesse contando um segredo.

Um sorriso trêmulo desenhou nos lábios de Todd.

— Eu também te amo… Obrigado por estar sempre comigo. — E voltou abraçá-lo intensamente.

Por mais que sofresse com o seu passado, sentisse as dores de quando morreu, agradecia por Dick estar perto de si, cuidando, lhe amando. Era como se tudo aquilo sumisse, e mesmo que tivesse tentado afastar-se, viu que ele continuava aproximando-se, não temendo, nem mesmo lhe julgando, e Jason não poderia mais afastar o seu amor de si.

— Vamos pra casa. — murmurou, deixando o outro feliz pela iniciativa.

— Vamos. — sibilou, deixando um casto ósculo sobre a testa do maior.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Me ame com ternura" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.