Hóspede escrita por Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic


Capítulo 1
Capítulo Único


Notas iniciais do capítulo

Quis fazer algo mais reflexivo e angst, mas sou um cocô nisso kkk



Era uma vez uma casa perto da colina

Seus moradores, pacatos e conservadores

Vivem sob as dores

Da perda de sua cria, uma menina

 

A história da jovem Elisa William não era algo como a história de Lewis Carrol

No limiar da razoabilidade humana, um homem, um hóspede

Abusou da confiança dos anfitriões

Abusou da garotinha que o via como alguém razoável

 

Joseph, irmão mais novo do chefe da família William e tio da única cria

Aterrorizou a vizinhança e a comunidade

Ao ter a oportunidade

De lançar os seus demônios, suas desgraças, falhas, à criança

 

Um sujeito benquisto

Bem visto!

Sem uma falha, aparente...

À sua psicopatia ele se entregou, se embebedou do vinho da pouca vergonha.

 

O hóspede da família William não era nada além de um William

Olhem, observem o rosto da pouca vergonha. 

Sob a máscara, a carne apodrecida e o cheiro de enxofre. As larvas e a berne comendo o seu âmago

Enquanto vestia uma máscara cor de púrpura, com joias adornando.

 

E quem pode prever um psicopata dentro de outrem?

Alguém que estupra uma criança de cinco anos;

Alguém que mata vários alunos na escola;

Alguém que não se importa com o sofrimento alheio.

 

Joseph? Joseph é apenas uma peça desse imenso tabuleiro

Da monstruosidade humana

Ou quer dizer INUMANA

De um simples hospedeiro.

 

O Crime

Chocados com a morte e o estupro da sua filha, o casal William se mudou para o interior do país;

Não aguentavam mais o rechaço da comunidade que diziam: "ele era seu parente, portanto a culpabilidade indireta recai sobre vocês"

Infelizmente, hoje, muitos estão 8 ou 80, radicais em seus pensamentos.

 

Elisa, a pobre menina, a sobrinha do hóspede, a única vítima de verdade

Ela só quis confiar, brincar, amar

Mas nada disso importa quando se tem um cadáver num caixão branco

Que fique de aviso para os progenitores, mas também à sociedade que acha ser muito fácil impedir alguma tragédia

 

E o hóspede, agora preso, num imbróglio sentimental

Arrependeu-se ou não

Ainda que o rancor humano fique sobre suas costas,

Mas para Deus nada é impossível.

 

O hóspede

A vítima

A sociedade

 

Todos os dias, mesmo que figurativamente, estamos passando por isso.



Notas finais do capítulo

Obrigado por sua dedicação nesta leitura. Fico feliz disso.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Hóspede" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.