Agora e para Sempre escrita por Light and Darkness


Capítulo 42
2 Temp - Sem Consentimentimento...


Notas iniciais do capítulo

♡♡♡



 Selena Riveira

 

 

 Gabriel me beija com voracidade enquanto tenta achar a maçaneta da porta. 

 Empurra a mesma e entramos aod agarros, desejando uma ao outro. 

 _eu não admito que... - ouvimos alguem dizer e nos soltamos com o susto. 

 Georgia nos olha surpresa, enquanto meu pai me encara ferozmente. 

 _o que é isso?! 

 _ah, oi mãe... - fala Gabriel acenando bobamente. 

 _nada de OI, mocinho. O que esta acontecendo? -pegunta com as mãos na cintura. 

 _é que... é que... - tento explicar mas nada sai. 

 _estamos juntos mãe. 

 Meu pai avança mas Georgia o segura. 

 _juntos? Como assim juntos?— vocifera ele. 

 _estamos namorando a mais de 5 meses. 

 _vocês são irmãos! - exclama minha sogra. - eu não acredito que estão fazendo isso!. 

 _não aceitamos esse tipo de coisa! Jamais! - grita meu pai, me fazendo encolher. 

 _nos amamos. Tinhamos medo desta reação. Por isso não contamos antes. 

 _que bom que tiveram medo. Pois não consentimos. 

 _sabiamos disso. 

 _ah, sabiam? É por isso que vai morar com sua tia, Selena. 

 _o que?! - grito surpresa. 

 _exatamente o que ouviu. Ela já tinha me ligado a um tempo mas não aceitei. Mas depois desta palhaçada que fizeram vou te mandar ainda hoje.

 _pai, por favor. Eu não posso ir. Tenho uma vida aqui. - falo chorosa. 

 _uma vida errada, Selena. Não podem continuar com isso. Não tem nosso consentimento. 

 _por favor, não faça isso. Eu o amo. Como nunca amei antes. 

 _não tem mais volta. - sai com o celular no ouvido. 

 _espero que aprenda crianças. - fala Georgia seguindo o marido. 

 _eu não quero ir. Eu não quero. - sussurro para um Gabriel inexpressivo. - eu quero ficar aqui com você. 

 Ele me abraça e beija minha cabeça. 

 _eu te amo. Eu te amo demais. 

 Continuo a chorar atê que meu pai dece com duas malas. 

 _aqui estão suas roupas. Venha. Vamos logo. 

 _não, pai. Por favor. Eu faço qualquer coisa. Por favor. 

 Caio de joelho no chão. 

 _levante-se ou te levo arrastada. 

 Me puxa pelo braço e me enfia dentro do carro. 

 Pela janela vejo pelo ultima vez o amor da minha vida. Com os olhos lacrimejados.

 

         GABRIEL LACERDA

 

Então ela se foi, quebrando meu coração em pedaços. Eu não pude fazer nada. Nada mesmo. Tive medo que piorasse as coisas para ele. Para ambos os lados. 

 Nunca vi meu padrasto daquele jeito. Eu não tive coragem de lutar por nosso amor. Fui um covarde!. 

 _filho foi para o seu bem. - fala minha mãe. 

 _não diga isso! Não diga nada, Georgia. Nada! - entro em casa com o choro preso na garganta.

 Helena apenas me observa entrar no quarto e bater a porta. 

 Ela foi embora. O que eu faço da minha vida?. Eu a amava. Ainda a amo. Demais. Tenho que traze-la de volta. 

 Traze-la de volta aos meus braços e enche-la de carinho. Farei tudo o que ela merece se eu conseguir que ela volte. 



Notas finais do capítulo

o_O



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Agora e para Sempre" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.