The Darkness 2 escrita por Tsuki


Capítulo 10
Chapter Nine




Lea levou o Arcanjo até um restaurante silencioso no meio da cidade, o loiro apenas olhava a tudo estranhando que algumas daquelas pessoas pereciam tão estranhas, mas assim que olhou em um espelho pode entender que aquele estabelecimento não era para humanos era para alguém como sua exuberante acompanhante.

Com um sorriso no rosto a única coisa que a doce Blaze fez foi um leve gesto com a mão e um sorriso gigantesco surgiu no rosto da atendente morena que os levou direto para um elevador que havia atrás do balcão fazendo com que ao entrarem os três fossem parar em uma cobertura com uma paisagem exuberante feita por um jardim estilo japonês.

— Fico contente de tê-la aqui novamente Lea – comentou a atendente.

— Eu estou feliz em revela Firek faz muito tempo que não vejo uma das súcubos que eu consegui libertar daquele lugar.

— E eu devo lhe agradecer querida... Pensar que lhe vi crescer é tão maravilhoso.

Ambas sorriram cúmplices antes que delicadamente a jovem se retira-se deixando os dois sozinhos. Como o cavaleiro que foi criado para ser pela sua mãe e seu pai, o jovem mutante delicadamente puxou a cadeira para sua dama como mandava a etiqueta e a acomodou na mesa indo sentar-se a frente dela.

— Então anjinho acho que os dois tem um interesse em comum que quer ser saciado... Pode começar.

Havia algo martelando incansavelmente na mente da Stark, ela não era burra e tinha passado em muita coisa em sua vida para não reconhecer uma coisa que ela mesma viveu. Ela podia reconhecer uma historia que parecia a sua de longe e compreendia bem o que era querer ter os olhos vendados para a verdade.

Leeh havia estranhado o repentino aparecimento que Miguel, ou então Edward dependendo de quem desse o nome a ele, já que por ele você nunca saberia. Veio até ela com sua irmã pedindo para treinar ela e cuidar da Banner. Assim que viu Aya lutando soube que aquela historia tinha algo de errado ainda mais quando viu um mutante como aquele que olhava no fundo dos seus exóticos olhos azuis.

— Neste caso quero perguntar uma coisa, bem você é um demônio mesmo não uma mutante com poderes?

— Não eu morri como humana e assumi minha verdadeira forma, quer dizer acho que nunca fui humana sabe... Então é meio complicado de entender o que acontece realmente só posse dizer que não envelheço, não morro e simplesmente sou aqueles monstros que os padres fazem questão de excisar, mas posso afirmar que não sou como eles na verdade nem todos da minha espécie são como descritos na bíblia aqueles são os que não podem vir a terra por sempre serem impedidos por Deus.

— Acho que entendi mais ou menos o que você quis dizer... Bem a sua irmã é como você?

— Como eu? Não eu sou um demônio, mas ela é um anjo totalmente puro... Na realidade ela é humana com poder mutante, eu acho – a ultima parte foi tão baixa que o outro não pode ouvir – Posso saber mais sobre seu gene X alterado e seus poderes?

— Quer ouvir toda a história sobre mim ou só o que importa para você?

— Tanto faz – naquela pequena hora ambos sentiram que realmente era um encontro que ocorria ainda mais com a comida aparecendo sobre a mesa magicamente e as velas iluminando o local além da luz das estrelas – Eu quero saber completamente tudo sobre o seu dom angelical, tem algo em uma historia que eu ouvi que não esta se encaixando e eu sinto no fundo do meu coração que tenho que descobrir isto a todo custo se quero salvar alguém da minha família desta estranha empreitada que a minha própria espécie me meteu.

— Então vou te contar o começo da minha história quando meus poderes apareceram e como estão hoje.

— Isto me ajudaria muito... Como o Wade e o Logan são meus pais adotivos sei como uma criança nasce com o genes alterados ele pode vir a ser uma mutante tendo assim um poder ou uma diferença física que a torna especial, praticamente o básico sobre o gene X, mas  espero que este mínimo possa te ajudar a contar melhor.

— Vai sim Stark

— Lea ou Leeh, por favor, somos amigos agora por mais que a minha entrada tenha sido tão triunfal acho justo chame assim depois dos acontecimentos de hoje.

— Então me chame pelo nome Lea... Sou Warren Kenneth Worthington III e herdeiro de uma grande fortuna, meus pais morreram quando eu era novo e meus poderes afloraram quando asas como de sua amiga surgiram em minhas costas... Tornei-me então um X-men, lutas e lutas depois perdi minhas asas e tentei me matar acabei parando nas mãos do Apocalipse e me tornei seu soldado ganhando estas asas metálicas que gostam da morte.

— Entendo, mas gostar de morte não quer dizer que você é ruim sabe... Eu sou um exemplo vivo disto um demônio que se diverte matando e como almas puras, mas prefiro morrer e ser torturada a fazer mal a alguém bom – Lea sorriu – Agora deixa eu lhe perguntar Arcanjo e ex-anjo – ela aproximou-se do loiro – Como eram suas habilidades, o que você sente perto de pessoas como eu?

— Eu sinto a vontade de me defender e não era nada de mais podia voar, respirar a grandes alturas e tinha força além é claro da visão.

— Então ele mentiu - comentou Leah – Warren eu gostei de você e agora sou alguém que você pode contar comigo para tudo, você me ajudou muito a ver a verdade em alguém que eu nunca desconfiaria estar mentindo sabe e agora isto me faz pensar melhor a como proteger minha família nesta guerra e o motivo.

— Você esta falando dela não é? – perguntou ao ver a estonteante morena se levantando e dirigindo-se para fora do estabelecimento – Sua irmã não é uma mutante o que eu sinto perto de pessoas como você eu sinto perto dela.

— Você se auto protege apenas o que faz pessoas como nos passarmos a nos identificar é que vemos a verdade eu olho para o meu pai e consigo ver o Motoqueiro Fantasma adormecido dentro dele pelo dia assim como a noite quem vejo é Jhonny Blaze, minha irmã eu vejo totalmente aquela aura branca como uma cápsula a protegendo e formando suas asas atrás, como ela vê o meu cinza.

Warren arregalou os olhos surpreso e assustado, o que ela realmente queria dizer com aquilo? Que a própria irmã era um anjo do senhor real e que ela um demônio foi enganada pela mesma? Ou que a jovem e doce Aya Banner havia mentido e ela que estava por trás do atentado que ocorreria a pessoas quase normais. Ele não sabia a única certeza que tinha era que quando chegasse a hora ele iria entrar naquela guerra a todo custo para salvar as novas amigas que fizera.

Arcanjo arrepiou-se ao ter aquele pensamento tão forte, ele sabia que na guerra haveria mortes e ele causaria alguma. Mas foi quando os metais de suas asas escondidas por magia tremeram que ele teve a mais plena certeza de que algo errado estava acontecendo com sigo, ele era um cavaleiro do Apocalipse criado por um mutante centenário que acabou de jurar defender o mostro que assombra as historias das pessoas mais devotas a Deus. Só que pela Stark e pela Banner ele não ligaria de tornar-se novamente um mostro que um dia foi.



Notas finais do capítulo

Gente eu realmente espero que tenham gostado e agora nesta reta lotada de revelação adoraria muito mesmo que todos vocês compartilhassem seus palpites sobre o que esta para acontecer e as teorias da verdade que ronda a Lea e os mistérios contidos em The Darkness.

Beijos



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "The Darkness 2" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.