Olhos Mortais-Trilogia escrita por Lucas Samuel P Reis


Capítulo 18
Sou seu amigo


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem ^-^



E então a chuva fez o vapor se dissipar revelando uma bela mulher com um sorriso branco de dentes pontudos, metros dali.

—Nós temos muito o que conversar Aoi. Está na hora de eu te mostrar que escolheu o lado errado.-Avisou o Uzumaki se aproximando mais.

E naquele momento tudo o que impedia o combate inevitável era a cratera de terra terretida que havia entre os dois.

—E eu vou escutar, mas não sem uma boa luta, você me conhece.-Retrucou a morena sacando sua Kubikiribōchō.

E assim ambos trocaram um sorriso e uma brisa fria passou balançando os cabelos de ambos, parecendo parecer a própria que queria evitar a luta que ocorreria no momento. Uzumaki e Momochi olhando um profundamente nos olhos do outro como se até naquele pequeno ato pudesse se formar uma guerra.

****************************************

O ar parecia carregado, tempestuoso se tornando cada vez mais rarefeito conforme a morena e o loiro se encaravam. O tempo pareceu parar, como se tudo que houvesse no mundo fossem aqueles dois. Uma única folha de árvore que passou carregada pelo vento, desceu por sobre a cratera fumegante e anres que pudesse tocar o chão a mesma começou a queimar graças ao calor proviniente do local.

E assim um saltou em direção ao outro, a morena brandindo sua espada a desceu em um corte frontal e o loiro com as mãos nuas segurou a lâmina sem tocar o gume da mesma. Girou o pulso buscando diminuir a força de Aoi e assim a chutou no antebraço a fazendo soltar sua espada. O mesmo chutou o cabo da lâmina e girando como uma serra a mesma se fincou a uma rocha alguns metros dali.

—"Merda, como é possível que ele tenha feito isso, nenhum inimigo jamais me desarmou!"-Pensou Aoi impressionada porém sem deixar de mostrar seu olhar assassino.

Ambos pousaram metros adiante de onde minutos atrás estivera os fundos da casa, pois a densidade aplicada por Naruto havia sido maior forçando involuntariamente o recuo da Momochi. Aoi chutou-lhe as costelas, mas o loiro socou o pé da mesma e em seguida lançando-se em um impulso a socou no estômago a fazendo cuspir um pouco de sangue.

A garota por sua vez retribuiu o golpe com uma cabeçada no nariz do Uzumaki que cambaleou e em seguida o chutou no pescoço, mas o garoto recuperando-se do primeiro golpe esquivou-se para beixo e posando a mão direita no chão usou um movimento de giro e aplicou um chute esmagador no rosto da mulher que foi lançada capotando três metros a frente.

Aoi se recuperou rápido e disparou para o Uzumaki, e pode-se ouvir o barulho dos golpes se chocando, a dezenas de metros dali, como se os punhos de ambos pudesse cortar o vento. Naruto chutou no estomago, a mesma revidando lhe aplicou uma cotovelada no queixo o deixando desnorteado, porém não indefeso e assim o mesmo saltou e girando como um peão chutou o maxilar da mesma que aproveitou-se do golpe que recebera para fazer o mesmo giro e assim golpeou a mandigula do Uzumaki.

Este então saltou em vários mortais para trás prevendo a sequencia a seguir, porém ao chegar em seu ultimo, foi atingido por um poderoso soco de esquerda no peito que quase fez seu coração sair pela boca e o lançou arrebentando tudo pela frente por mais de vinte metros.

—Estilo água: Jutsu dragão de água!-Gritou Aoi fazendo uma sequência de selos de mão, e no seu último cuspiu muita água e a mesma se transformou num dragão que disparou como um demônio em direção a Naruto.

—Não será assim tão fácil!-Rosnou o loiro com um sorriso no rosto como se aquilo fosse enfraçado. E assim fez uma sequência de posições de mão._Estilo água: Jutsu dragão de água!

Ditas estas palavras água se formou no chão como se tivesse surgido do nada e transformou-se em um colossal dragão de água e assim ambas as técnicas se chocaram e explodiram como uma grande onde que se espalhou lançando tanto Naruto como Aoi em direções diferentes. Quando a água se foi Naruto estava de pé poucos metros a frente de Aoi que cuspia muita água, certamente quase se afogara.

—Gasp, cof, cof, cof!-Tossiu a mesma cuspindo uma última gorfada de água._C-como isso é possível? Como a água pode ter surgido do nada?-Interrogou Aoi se levantando aos poucos fulminando Naruto com o olhar.

—É uma kekkei genkai. A mesma de Tobirama Senjuu; muitos se perguntavam como ele podia fazer surgir água assim do nada.Na verdade ele não podia. Seu segredo era que seu chakra raro podia se tornar em moléculas de hidrogênio concentrado que ao se misturar com o oxigênio da atmosfera começava a gerar água. No início ele precisava de muita concentração pra fazer isso acontecer, mas com o tempo se tornou autômático e ele podia usar deliberadamente. Comigo é a mesma coisa, fui treinado para dominar minhas kekkei genkai e então com o tempo a maioria delas se tornou fácil de usar.-Narrou o loiro encarando a expressão atônita de Aoi._Vim aqui para conversar com você, não para lutar.

—O que quer saber de mim? Porque me tornei discipula de Sasori?-Indagou a mulher e o Uzumaki assentiu._Depois que retornei a presença do meu senhor feudal daquela vez, ele disse que tinha provas de que eu o havia traído confraternizando com o inimigo. E então falou que foi até minha casa com a autorização do lider do meu clã e levou minha mãe.-Contou a mesma chorando socando o chão com raiva._E ele a entregou a Sasori a areia vermelha. Eu o procurei e ele estava com um outro homem, de cabelos loiros com um dos olhos cobertos. Sasori disse que se eu quisesse minha mãe de volta só teria de fazer alguns trabalhos para ele e estou aqui, cumprindo ordens desde então.

—Aoi, eu posso salva-la, se você me ajudar...-Dizia o Uzumaki porém terra foi jogada nos seus olhos._Argh!-Gritou.

—Ninguém pode me ajudar!-Vociferou então a morena socando sete vezes seguidas o estomago do loiro e então o pegou pelo pescoço e o arrastou pelo chão fazendo o caminho de volta.

O lançou então através da cratera fumegante até o outro lado onde o mesmo bateu no chão, girando algumas vezes até sentir um chute no queixo que o jogou para cima.

A Momochi pegou então sua Kubikiribocho qye estava fincada na pedra e girando de modo assassino fez um corte profundo na barriga de Naruto e em seguida o chutou no peito, fazendo-o bater de costas contra o chão.

—Argh!-Gritou o loiro cuspindo sangue e uma poça do liquido rubro de formando no chão pelo ferimento em sua barriga.

O mesmo conseguiu tirar a areia do olhos e tempo de ver a espada descendo por sobre seu peito e afundando-se em seu torax , na linha do meio. O mesmo grunhiu, um grito abafado enquanto sentia sua vuda se esvair. O chakra venenoso da ninja entrou na sua corrente sanguínea atraves do gume da Kubikiribocho e estava atacando seu sistema de chakra. E então a mesma retirou a espada e virou as costas.

—Sinto muito Naruto, mas, vai ter que ser assim.-Falou a mulher se distanciando do loiro.

—Eu também...sinto muito...-Ela escutou a voz do mesmo e se virou bastante assustada.

O loiro todo ensanguentado a pegou pelo pescoço e a bateu contra o chão, sem seguida pisou sobre o pulso esquerdo dela fazendo com que largasse a Zambatou. Fechou seu olho direito e abriu o esquerdo despertando o mangekyou sharingan.

—Satsugai!-Vociferou Naruto e um filete de sangue escorreu de seu olho esquerdo, um segundo depois a lâmina da Kubikiribocho se liquefez sendo consumida por um chakra roxo.

Aoi o olhou extremamente assustada percebendo que veias negras surgiam por seu corpo e face, assim com também pelos braços. O veneno o estava matando, porém ao obeservar os ferimentos causados pela espada a mesma percebeu que já estavam quase totalmente cicatrizados.

—"O que ele é?!"-Pensou com um misto de medo e confusão e assim a mesma levantou sua perna direita chutando a nuca de Naruto o fazendo andar alguns passos para frente.

E assim se levantou virando-se para o garoto. O mesmo não tinha expressão e seus olhos estavam estreitos com ainda um pouco de sangue pintando pelo canto esquerdo de seu rosto.

—"Merda eu vou perder se não fizer nada agora. Já sei!"-Pensou a mesma com uma expressão de vitória após uma de medo._Estilo água: jutsu de se ocultar na névoa!-Disse a garota fazendo uma posição de mão com a direita e levantando a esquerda para o ar.

E então a água presente no local ainda em grandes poças começou a se condensar e uma névoa fina se formou. A mesma então passou a mão em sua bolsa de kunais a procura de algo mas não encontrou e ficou então desesperada,e tudo estava em silêncio, o mesmo mortal. Aoi tentou então desfazer seu jutsu mais, por algum motivo não conseguia. E então começou a correr.

E após alguns metros a mesma bateu de frente com alguma coisa e caiu sentada. Quando olhou novamente para frente viu uma parede de gelo. E forçando mais a visão ela viu Naruto que a olhava segurando o que ela tanto havia procurado em sua bolsa de kunais. Uma mascara, não uma comum, uma mascara de gás.

—Você pensou que eu não sabia disso. Eu sei que como Hanzou Salamander você usa uma máscara para se proteger de seu próprio veneno. Confesso que não esperava sua trapaça em jogar terra nos meus olhos, mas eu sabia a forma certa de te fazer cair. E essa tinha de ser pelas suas próprias mãos.-Contou o Uzumaki._Você foi tão arrogante que nem percebeu o domo de gelo que ergui a sua volta quando chutou minha nuca. E tem mais uma coisa, eu coloquei um selo no domo depois que você fez o jutsu e isso impede você de fazer qualquer coisa para fugir.

A garota o olhou horrorizada e então respirou finalmente, pois não conseguia mais prender o fôlego.

—De-desgraçado!-Rosnou a mesma inalando a própria névoa venenosa.

—NARUTO-KUN!-Gritou uma voz familiar alguns metros atrás do loiro e o mesmo sabia que ao se virar encontraria sua mulher amada.

Tayuya vinha correndo e parou abrupdamente a frente do loiro notando sua aparencia de um cadáver. A pele do mesmo estava bastante pálida de veias negras estavam em todo o seu corpo. A garota retirou então o antídoto da bolsa de kunais e já o iria dar ao Uzumaki, porém o mesmo segurou seu pulso.

—Dê o antídoto a Aoi.-Pediu o mesmo e fazendo uma posição de mão, o domo de gelo se tornou em água.

A ruiva ficou assustada, e indignada com as palavras do garoto.

—Você está maluco, olhe o que ela fez com você!-Falou apontando para o corpo do jovem a sua frente com lágrimas em seus olhos.

O mesmo a olhos com seriedade enquanto a chuva aumentava sua intensidade e então ao longe o céu ribombou com clarões de trovão. E a garota entendeu e acenando com a cabeça positivamente a contragosto ela se dirigiu a Aoi que já estava inconciente e sentadando-se sobre as pernas colocou a cabeça da mesma sobre seu colo e despejou o antidoto em sua boca. A pele da morena estava como a de Naruto, branca em um tom cadavérico e com veias negras aparecendo por toda a parte.

Alguns segundos depois a Momochi começou a tossir e sua cor foi voltando ao normal. Porém ainda sim estava fraca e Tayuya a amarrou com uma corda que invocou de um pergaminho e a colocou sentada.

Aoi recobrou então totalmente a consciência e pode ao abrir vagarosamente os olhos sentindo os pingos da chuva baterem contra seu rosto ver Naruto sentado no chão respirando vagarosamente, a olhando no fundo dos olhos. Os dele tinham uma cor azul celeste, porém haviam perdido um pouco de seu brilho se assemelhando ao azul do início de noite.

—Eu...eu não estou morta?-Questionou a garota a si mesma.

—Não, não acho que o céu ou o inferno se pareçam com este lugar...cof, cof, cof, cof!-Falou o Uzumaki tossindo, as venosas negras cada vez mais aparentes em sua pele que atingia a cor de porcelana.

—Naruto! O que você fez? Porque estou viva?-Indagou a nukenin da névoa assustada.

—Ele salvou sua vida...-Disse Tayuya que estava atrás da Momochi terminando de amarrar suas mãos até quase os cotovelos.

—Ele...-Ela sugeriu e voltando seu olhar para o garoto ela notou um sorriso de lado crescer no rosto do mesmo.-SEU IMBECIL! O QUE VOCÊ TEM NA CABEÇA? EU O TERIA DEIXADO MORRER ENGASGANDO COM SEI PRÓPRIO SANGUE, E VOCÊ ME SALVA?!-Gritou a morena com raiva.

—Você não é tão ruim como acha que é. Sei que não teria feito o mesmo por mim, e entendo seus motivos. Mas eu fiz isso justamente porque não quero ser igual aos meus inimigos e também...porque sou seu amigo, mesmo... que não me...considere como um.-Respondeu o loiro e aos poucos viu sua visão escurecer, e a dor que antes o fazia sentir até o sangue fervilhar, simplismente parou. E tudo foi se tornando breu.

—NARUTOOOOOOO!-Gritaram Tayuya e Aoi em unissono, e essa foi a última palavra que ouviu antes de perder a consciência, seu próprio nome.



Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado ^-^



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Olhos Mortais-Trilogia" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.