Idas e Vindas escrita por SJ


Capítulo 31
Capítulo 31: Amor


Notas iniciais do capítulo

sinto muitissímo ter demorado a postar, tive uma falta de criatividade, obrigada pelos comentários gente, o capítulo ta um pouquinho batido pq a criatividade né, eu sabia o que escrever mas nao sabia como escrever, sei lá XD



 

L.A

Naruto POV

Consegui uma chave extra do quarto e destranquei a porta, quando entrei tive que desviar de um vaso de cristal, que ela arremessou na porta. Ainda bem que ela errou.

Naruto: hinata! Que isso!?

Hinata: me diga naruto, eu fui tão burra assim para você ter um caso? – ela ta puta de raiva, raiva é pouco eu acho – o que eu fiz de errado? – ela pegou outro vaso de flores, jogou as flores no chão as pisoteou – eu sou tão fácil de se enganar assim?

Naruto: hinata... – ela arremessou outro vaso – por favor, me escute – me aproximei dela para tentar acalmá-la, ela me deu um tapa no meu rosto

A hinata nunca me bateu...

Ai... isso doeu... ai.... toquei meu rosto, isso realmente doeu tanto físico como psicológico.

Hinata: como ousa me fazer de estúpida na frente de todos! – ela esbravejou, me empurrou e quase caí para trás

Naruto: hinata calma!

Hinata: por que naruto!? – ela gritou novamente começou a me dar tapas nos meus ombros e até cambaleei para trás

Naruto: h-hinata! Para com siso! – ela se afastou e me levantei, nossa de onde ela tirou essa força?

Hinata: naruto... por que fez isso comigo? – ela ofegou

Naruto: me deixa explicar! foi antes de começar a namorar com você, não a traí, de forma alguma!

Hinata: o que?

Naruto: eu não traí você, não tecnicamente, foi antes de nós namorarmos

Hinata: não entendo, naruto, por que eu não deveria saber disso se foi antes de mim? então por que disse que foi o maior erro da sua vida?

Naruto: foi depois de… ter dito que me apaixonei pro você…

Ela ficou surpresa, talvez até mais magoada do que se eu realmente tivesse a traído, ela recuou dois passos e recolheu os bracos, como se estivesse num casulo. Ela estreitou os lábios e pareceu segurar o choro.

Hinata: mentiu para mim então? – sua voz saiu abafada – quando disse que sentia aquelas coisas por mim... era tudo mentira…

Naruto: não, não, não, sei o que está pensando, e não ouse duvidar do que sentia por você!

Hinata: o que espera que eu sinta? Como posso não duvidar?

Naruto: foi uma besteira, sem sentido, não importou para mim!

Hinata: eu não sei o que pensar...

Naruto: eu não menti sobre isso, realmente estava perdidamente apaixonado por você!

Hinata: então por que dormiu com outra? – ela começou a chorar – deixe me entender, aquele dia se declarou para mim e no dia seguinte ficou com outra mulher? Por quê? Eu só tinha pedido um tempo para pensar melhor em nós dois, um mês eu acho, não aguentou me esperar e foi correr atrás de outra?

Naruto: hinata – cocei a testa e ofeguei

Hinata: nunca ia me contar isso, não é? – fungou – decidiu me fazer de idiota, na frente de todo mundo.

Naruto; por favor, hinata, tente entender! Foi uma coisa estúpida, e-eu nunca menti para você sobre o que eu sinto. Claro que foi uma bola fora ter dormido com outra depois de ter te convencido a me dar uma chance, a nos dar uma chance… m-mas… foi um erro e eu me arrependi muito

Hinata: podia ter me contado…

Naruto: não queria que duvidasse dos meus sentimentos… eu não quis arriscar, você iria me afastar de novo, eu sei que iria. Sabia que eu não conseguiria suportar isso… eu disse que era apaixonado, mas eu percebi que na verdade eu te amava, eu te amo. E se você mudasse de ideia… ficaria arrasado.

Hinata: eu te amava muito e te amo agora também. – a olhei surpreso – por que não falamos isso um para o outro? - uma lágrima escorreu pela bochecha – por que é tão difícil para nós?

Naruto: hinata...

Hinata: eu sei que não me traiu, isso não foi uma traição, mas… você me amava e ainda sim ficou com ela… isso é doloroso.

Naruto: por favor, não me afaste – neguei – por favor, hinata, eu não posso te perder agora, quando estamos juntos e eu te amo tanto.

Hinata: não faça isso – negou – não use isso para nublar a minha mente

Naruto: apenas me dê outra chance… conversamos sobre isso, casais brigam sempre

Hinata: e-eu sei – limpou o rosto - mas precisamos dar um tempo – murmurou de cabeça baixa

Naruto: ta terminando comigo?

Hinata: não... – sacudiu a cabeça – mas preciso pensar…. eu preciso me afastar um pouco

Naruto: isso... não hinata, por favor, esse é só mais um contratempo

Hinata: naruto eu... – deu ombros – o que quer que eu diga? Eu estou magoada com você.

Naruto: eu não te traí, sabe disso!

Hinata: eu sei. O que me deixou assim, naruto, é o fato de você ter mentido para mim.

Naruto: dói em mim também ter mentido. Eu nunca pensei que esconderia algo de você, e sei que isso a magoa, ultimamente temos escondido várias coisas um do outro.

Hinata: vamos melhorar isso… casais brigam, não é? - ela sorriu triste, assenti – só temos que conversar mais… e por que não disse antes que me amava?

Naruto: tive medo de que não sentisse o mesmo.

Hinata: eu? Naruto, você é um estúpido… - fungou

Naruto: e por que você não disse?

Hinata: eu já disse uma vez, mas me rejeitou. Então era a sua vez. - sorri sem humor – eu nem imaginava que sentia isso pro mim.

Naruto: estou surpreso que não percebeu isso – engoli seco – eu não fui nada discreto quanto ao que eu sinto, eu não disse que te amo mas também nunca disse o contrário – pigarreei

Hinata: a-a maneira como estava me olhando nos últimos dias? – assenti – por que não disse?

Naruto: queria dizer, mas sempre eu travava, em todos os momentos apropriados para eu dizer, acabava não tendo coragem suficiente. – segurei uma de suas mãos – eu te amo hinata – um sorriso bobo cresceu nela, mas depois assumiu a postura séria de antes – sei que agora está magoada comigo, é a segunda vez que decepciono você e acredite estou magoado também

Hinata: naruto... – suspirou

Naruto: eu ia te dizer no natal passado, quando terminamos de jantar com sua família e fomos para o quarto que estávamos hospedados – sorri – eu ia dizer naquele exato momento o quando estava perdidamente entregue a você – o rosto dela demonstrou ainda mais surpresa – mas você convenientemente escolheu dormir sem roupas naquela noite – o rosto dela ganhou uma cor avermelhada – e eu realmente me esqueci que devia dizer “ei hinata, sabe, eu amo você”

Hinata: estúpida... – ela se xingou baixinho

Naruto: eu ia te convidar para almoçar ontem e estava decidido a me confessar para você, mas suas amigas irritantes levaram você de mim.

Hinata: se me ama mesmo... entende que precisamos de um tempo

Naruto: não quero um tempo

Hinata: mas precisamos… eu preciso.

Naruto: hina... e-eu isso vai ser como se nós tivéssemos terminado de verdade...

Hinata: acabamos de falar sobre isso, vamos melhorar, vamos conversar mais e não terá mais mentiras entre nós.

Naruto: vai me perdoar?

Hinata: é claro que vou – murmurou triste – como eu disse... estou magoada e quero um tempo sozinha, mas vamos resolver isso, vamos ficar melhores.

Segurei seus braços e me aproximei o bastante para ficarmos cara a cara.

Naruto: eu te amo tanto. – estreitei os olhos – não passo um segundo da minha vida sem pensar em você. – seus olhos brilharam mais – sempre que a vejo, sinto como se tudo e todos não tivessem a mínima importância comparada a você... eu te amo tanto. - juntamos as testas, queria a beijar, mas não posso, é um daqueles momentos que apenas devo ficar como estou.

Hinata: eu também te amo, naruto. – ficamos longos minutos assim, até que ela pediu para me afastar se dirigindo para a mala na cama. Cruzei os braços, estou totalmente desconfortável, quando ela fechou a mala nos entreolhamos.

Naruto: faça uma boa viagem...

Hinata: eu vou.

Naruto: pode me mandar uma mensagem,? Dizendo que chegou bem?

Hinata: posso. - mordeu o lábio

(...)

Fechei a mala e engoli seco, nós não terminamos, mas sinto que se realmente o tivéssemos...

Sakura: naruto… - sakura entrou no quarto devagar

Naruto: sim? – funguei, como uma criança chorona, que patético

Sakura: então como foram as coisas?

Naruto: estamos dando um tempo – assenti sem nem saber o que “dar um tempo” significa

Sakura: está indo embora também?

Naruto: bom, vou me ocupar com a universidade e voltar ao trabalho, meu chefe já me ligou, ele ta precisando de mim

Sakura: vai fazer o que?

Naruto; vou ser assistente de um fotojornalista, algo assim – limpei o rosto

Sakura: vai viajar?

Naruto: é, isso surgiu numa boa hora

Sakura: aonde vai?

Naruto: Afeganistão – murmurei – tirar fotos dos conflitos

Sakura: o que?! Tá louco?!

Naruto: é por isso que estou indo, o cara vai tirar fotos dos lance lá e precisa de mim, é só por 3 dias, vou ficar bem – coloquei a mochila nas costas – até mais sakura

Sakura: naruto! Promete que vai se cuidar

Naruto: eu não me importo de ter a cabeça decepada – brinquei, mas ela levou a sério – não se preocupe, estarei em partes seguras – abracei ela rapidamente – se a hinata te mandar alguma noticia... pode me falar?

Sakura: claro. – assentiu - se cuida ta?

Naruto: estou indo

(...)

Florença

Kushina POV

Kushina: como sabe?

Jiraya: meu pai teve a doença, e como pula uma geração, sabia que seria a próxima

Kushina: ótimo – disse irônica – agora a saúde dos meus futuros netos é totalmente incerta – ele riu – pai, o eu está fazendo aqui? Meu marido se souber que esteve aqui...

Jiraya; o que ele fará? me abandonar na casa da irmã dele e depois me jogar num avião sem destino?

Kushina; como sabe disso?

Jiraya; imagine minha surpresa, eu estava passeando com a minha afilhada e vejo o meu neto no aeroporto totalmente perdido

Kushina; oh Deus...

Jiraya: kushina, o que houve com você?

Kushina: foi um erro, eu estava depressiva... e não soube como lidar com a situação

Jiraya: e o seu marido?

Kushina: minato também estava abalado, ele estava mais depressivo que eu...

Jiraya: kushina, aquele rapaz teve pesadelos durante dois anos, incontáveis consultas em psiquiátricas, o garoto mal sabia falar direito. O que fez com ele?

Kushina: não é da sua conta – rosnei

Jiraya: claro que é, eu cuidei do garoto por 10 anos, é meu neto, é meu sangue, era só uma criança!

Kushina: veio só para me deixar pior?

Jiraya: por que abandonou o naruto?

Kushina: eu já disse... – senti vontade de chorar – não soube lidar com a situação de um filho tentar matar o outro

Jiraya: o que?

Kushina: naruto tentou afogar o menma quando eles tinham somente 10 anos, eles viviam brigando, eu estava doente, não soube como lidar com isso, minato nunca estava em casa para me ajudar, e eu não sei... fiz a escolha errada

Jiraya: eu disse que não deveria ter se casado com ele, não disse?

Kushina: cale a boca!

Jiraya: mas há algo errado, eles viviam brigando, e do nada naruto tenta matar o irmão?

Kushina: sim – ofeguei

Jiraya: mas quem disse isso?

Kushina: os dois estavam perto do lago, naruto empurrou menma na água e tentou afogar-lo, eles fizeram tanta confusão e menma chegou chorando dizendo que naruto havia o machucado e eu só queria que aquela dor de cabeça parasse

Jiraya: então mandou o naruto para longe

Kushina: no começo ele ficaria só um tempo na casa da Olivia, mas a casa ficou tão silenciosa e... – senti os olhos arderem

Jiraya: por que o naruto?

Kushina: o que?

Jiraya: por que mandou embora o naruto e não o menma?

Kushina: por que naruto começou essa briga

Jiraya: menma que disse isso?

Kushina: sim

Jiraya: e naruto não tentou se defender?

Kushina: bom ele não estava acostumado com linguagens dos sinais ainda e...

Oh não

Jiraya: ele era mudo, por isso não conseguiu se defender

Kushina: não faça isso, não tente me deixar mais perturbada ainda

Jiraya: pergunte ao seu filho então

Kushina: menma não se lembra daquilo, ele era só uma criança

Jiraya: faça-o lembrar

Kushina: por que veio aqui!? Nem se importa comigo

Jiraya: deixei de me importar com você depois que me desobedeceu e se casou com aquele homem

Kushina: e o que queria que eu fizesse?! Me casasse com o pretendente que escolheu para mim? Eu queria amor! Não um contrato...

Jiraya: e veja só o que conseguiu.

Kushina: por que está aqui?

Jiraya: soube que está morrendo, queria pelo menos que fizesse algo certo antes de bater as botas – resmungou e saiu do escritório

(...)

Temari POV

Temari: kiba, shino, hinata, e naruto foram embora, sobraram nós

Shikamaru: eu preciso ir também, tenho uma reunião na Áustria

Gaara: achei que não precisaria voltar lá mais

Shikamaru: foi decisão de ultima hora

Sakura: eu acho que vou ver a hinata, preciso falar com ela

Sasuke: eu vou com você, então – ele olhou a sakura

Gaara: ótimo. Todos vão embora, agora estou feliz – eu ri

Shikamaru: e você ino?

Ino: oh, eu... meu taxi vai chegar aqui a noite

Temari: ok, então, ino vai ficar algumas horas sozinha com o gaara, não briguem

Shikamaru: alguém vai morrer – cantarolou, sacudi a cabeça em reprovação

(...)

Dobrei minhas roupas e as coloquei na mala, esperava que esse mês fosse mais divertido... cocei minha testa, tantos problemas... suspirei. Senti meu celular vibrar no bolso e o peguei, Don?

Temari: sim?

Don: olá, mais bela de todas as mulheres do mundo – sorri – como está sendo a sua estadia com seus amigos?

Temari; não tão bom quanto eu esperava, acredite...

Don: e por quê?

Temari: algumas desavenças

Don: está triste?

Temari: um pouco, não gosto quando esse tipo de coisa acontece com meus amigos

Don: está voltando então?

Temari: ainda tem lugar para mim na escavação?

Don: sempre terá seu lugar, querida – sorri ainda mais – e no meu coração também

Temari: ah Don... obrigada

Don: quando vem?

Temari: estou arrumando minhas malas, vou chegar aí amanhã provavelmente, tenho um vôo marcado para daqui a 3 horas

Don: certo, estarei de esperando, querida, faça uma boa viajem

Temari: eu vou, tchau – me despedi e desliguei o telefone

— namorado? – olhei para a porta que está aberta e vi shikamaru

Temari: sim.

Shikamaru: fico feliz por você – estreitou os olhos

Temari: bom, obrigada...

Shikamaru; antes de ir, eu queria te dar, quero dizer, devolver isso – ele tirou algo do bolso e é meu bracelete – callie foi até meu apartamento e achou isso lá no meu quarto, é seu. – senti o rosto esquentar – sentiu falta dele, não?

Temari: sim – peguei o bracelete – obrigada

Shikamaru: certo. – colocou as mãos nos bolsos

Temari: onde o achou? Eu fiquei um tempão procurando ele a sua casa antes de terminarmos

Shikamaru: estava entre os travesseiros da minha cama – isso soou um pouco... estranho...

Temari: oh... é mesmo? Obrigada

Shikamaru; não por isso – ele se virou e saiu

Por que ainda gosto tanto dele? Sacudi a cabeça negativamente

(...)

Ino POV

Abracei a sakura

Ino: até mais

Sakura: seu táxi chega quando mesmo?

Ino: daqui a algumas horas

Temari: podemos esperar aqui com você

Ino: não se preocupem com isso, por mais que gaara eu não nos entendemos, vou ficar bem, são só umas horinhas

Sasuke: tudo bem – nos despedimos e todos forma para seus respectivos rumos.

Entrei na casa e senti um puxão, ele me pegou no colo e me rodou

 

Ino: pare com isso!

Gaara: enfim, sós... – eu ri – o que quer fazer?

Ino: o que você quer fazer?

Gaara: nadar na piscina, nus.

Ino: isso é sério? – arqueei uma sobrancelha

Gaara: é sim – assentiu

Ino: tudo bem, depois?

Gaara: assistir TV, minha série favorita vai passar

Ino: não sabia que gostava de séries

Gaara: oh, sim, descobri a pouco tempo esse paraíso de ficar dentro de casa e não ter uma vida social, isso é maravilhoso....

Ino: uau – gargalhei – estou surpresa, no mínimo

(...)

New Haven

Shikamaru POV

Callie: ok, er, batatas fritas ou hambúrguer?

Shikamaru: os dois – peguei uma taça de vinho – er, Áustria ou Califórnia?

Callie: Califórnia – riu – eu posso ter passado só umas três semanas em Los Angeles, mas eu amei e se puder irei vir mais vezes – assenti – então ruivas, loiras, morenas? – eu ria

Shikamaru: não tenho preferência de mulheres

Callie: sério?

Shikamaru: hurrum, se é inteligente e tenha assunto em comum, já me interesso

Callie: nossa, você faz parte dos poucos homens que prestam – eu ri – a pizza está demorando não acha?

Shikamaru: já estou acostumado. Daqui a dois dias tenho uma reunião irritante com George

Callie: aquele cara é insuportável

Shikamaru: e quando vai ir?

Callie: eu vou embora amanhã de manhã

Shikamaru: poderia ficar mais

Callie: tenho trabalho na Áustria. Ontem foi o ultimo dia que trabalho para você

Shikamaru: então não sou seu chefe, o que quer dizer que é para parar de lavar a louça

Callie: eu gosto, não se preocupe

Shikamaru: tem namorado callie?

Callie: não – ela me olhou – por quê?

Shikamaru: uma mulher como você, não deveria ser difícil

Callie: estou atarefada demais para namorar

Shikamaru somos dois – bebi o resto do vinho da taça – quer vinho?

Callie: por favor – peguei a garrafa – prontinho – ela tirou as luvas de borracha – louças limpas

Shikamaru: obrigado, callie – ela pegou a taça – aviões ou carros?

Callie: aviões, quando era criança meu pai resolveu fazer uma viajem em família, e o carro deu defeito umas 5 vezes, era muito mais fácil irmos de avião – ela deu a volta e sentou-se ao meu lado

Shikamaru: seu pai parece ser um bom cara

Callie: ele era mesmo

Shikamaru: aconteceu algo?

Callie: ele faleceu

Shikamaru: perdoe-me, não sabia

Callie: não se preocupe com isso. – ela jogou o cabelo para trás dos ombros – U2 ou Remy Zero?

Shikamaru: Remy Zero e não discuto mais isso – nós rimos

Callie: pois eu prefiro You Two

Shikamaru: aprece que somos arqui-inimigos agora – ela riu

Callie: foi um bom ano trabalhando para você – ela ergueu a taça e brindamos

Shikamaru: foi sim

Callie devíamos comemorar

Shikamaru; é... – sorri – devíamos.



Notas finais do capítulo

desculpe os possiveis erros, nao tive tempo para revisar

enfim eu acho que me precipitei ao querer terminar a fanfic com 40 capítulos :/ a história que eu to na cabeça aqui aparentemente vai levar um pouco mais de tempo, mas eu nao sei se realmente vai passar ou não, tipo assim, 45 ou 50 capítulos, se passar dos 40 capítulos provavelmente vou querer chegar nos 50 pq é um numero mais bonitinho com um Zero e tal kkk mas enfim, nao sei quando a fanfic vai acabar, seja o que Deus quiser XD

algum comentário? o capítulo agradou alguém :/?



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Idas e Vindas" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.