Seu All-Star combina com o meu escrita por Lybruma


Capítulo 1
Melissa.


Notas iniciais do capítulo

Heeeeeeeey! Espero que gostem, boa leitura!



— Você sabe que eu te amo muito, né? — Ela perguntou. Me encarava com seus tristes olhos verdes, que brilhavam magoados toda vez que tínhamos aquela conversa.

— Eu sei... — Respondi, triste, tentando achar alguma coisa interessante em seus pés, para na olhá-la. Afinal, que escolha eu tinha? Olhei para seu rosto por alguns segundos e ela sorriu torto.

Voltei novamente minha atenção para seus pés.

— E isso é ruim... — Continuei. Eu brincava com meus dedos, encarava seu All-Star preto, o meu azul, mas não a olhava.

— Se você diz... — Exclamou, com um curto suspiro, e levantou meu rosto, delicadamente, para encara-la.

— Olha, eu... Eu queria poder te amar, sabe? Te amar o tanto que você me ama. Ou como diz amar... — Falei. Só que dessa vez, olhando-a diretamente nos olhos.

Ela pareceu ficar um pouco ofendida com a minha última frase, mas já estava pronta para me dar mais uma resposta.

Ela sorriu sem mostrar os dentes.

— Não precisa. Eu não te amo esperando algo em troca. — Respondeu, tocando de leve na minha bochecha e, em seguida, limpando delicadamente o canto dos olhos, onde pequenas lágrimas estavam começando a se formar.

— É isso que eu não entendo. — Declarei, fechando os olhos por um breve momento.

— Não entende o quê?

Suspirei e abri os olhos antes de responder:

— Você me ama sem esperar o meu amor em troca.

Mais uma vez ela sorriu. De um jeito delicado e sutil, como se ela fosse se quebrar a qualquer momento.

— Se eu esperasse, não seria amor. Seria interesse. Amor é uma coisa incondicional! — Declarou, com firmeza. Ela parecia estar tentando convencer a si mesma.

Mas, não. Era coisa da minha cabeça. Melissa sempre foi uma garota decidida. Nunca precisou convencer ela mesma de nada.

Senti um aperto no coração.

— Você me mata aos poucos quando fala essas coisas.

— Desculpa... — Pediu, simplesmente.

Eu achei que ela fosse embora na hora, mas, ela fez o contrário. Continuou na mesma posição, apenas me olhando.

— Eu só espero que você me desculpe por isso, Renan. — E, sem eu perceber, ela ficou na ponta dos pés, e selou seus lábios nos meus. O beijo durou poucos segundos, mas foi o suficiente para eu perceber: Eu também a amava.

Quando vi, já era tarde demais. Ela havia ido embora. Havia partido. Aquela foi nossa última conversa e nosso último contato antes de ela se mudar. Antes de ir embora para os Estados Unidos.



Notas finais do capítulo

Heeeeeeeeey, espero a opinião de vocês aí nos comentários! =3
Beijos!