SeuSegredo. Com escrita por Panda Chan


Capítulo 30
Oi, sou a Secret (Epílogo)


Notas iniciais do capítulo

Antes de tudo, boa noite.
É com o coração no chão e lágrimas nos olhos que trago a vocês o último capítulo da história.
Boa leitura.



 

Os bips dominam a sala de aula tirando o foco de todos os alunos e até mesmo do professor.

@SeuSegredo. Com: S.O.S MARUJOS! Já sabem quem é a mais nova grávida da cidade? Acesse o blog agora mesmo e acompanhe tudo  (:”

Sons de surpresa e bocas se abrindo demonstram as reações dos alunos ao lerem a notícia que postei. Tento esconder meu sorriso vitorioso enquanto a nova grávida sai correndo da sala como se estivesse fugindo e um incêndio.

 Já vai tarde, vadia.

Emilly Nilson nunca foi um amor de pessoa e merece ser crucificada publicamente pela sua gravidez, ela não é como a Clarissa Westerfall que foi abandonada pelo cara que amou. Emilly Nilson é só mais uma víbora no Saintine Marie e cabe a mim expor para o mundo tudo de errado que ela e outras pessoas fazem.

Pois é, meu trabalho é basicamente detonar cada vadia dessa escola.

O professor de história desiste de continuar com a aula e senta a mesa com o laptop em mãos ignorando a bagunça que os alunos fazem na sala.

Olho pela janela ao meu lado e observo as arquibancadas vazias, aguardando para que vá fazer companhia a elas no intervalo. Quando eu estiver lá terei paz para escrever as próximas fofocas que pretendo liberar hoje.

É ótimo ser invisível e estar em todos os lugares ao mesmo tempo, acho que essa é a coisa mais incrível que já aconteceu comigo.

Eu sou a Secret e todos na pequena cidade de Oasis têm medo de mim.

Infelizmente, não sou a primeira Secret. Acredito que nunca teria capacidade para criar uma personagem fachada tão maldosa ou a criatividade para criar o blog Seu Segredo. Com e fico surpresa por ter sido escolhida considerando que ataquei o site pouco tempo antes da Secret ir embora.

Acontece que a antiga Secret foi para o lado negro da força, o que para pessoas como nós significa lado bom, e como herança passou o blog para mim.

Nunca vou me esquecer do dia em que encontrei o envelope com rosas desenhadas recheado de papéis impressos e escritos à mão com todas as senhas de segurança do blog, links para acesso, o chip com o número da Secret, orientações e até um contato de emergência caso tentem invadir o site.

A antiga Secret me deixou uma lista com contatos dos seus melhores informantes e dicas para não ser descoberta como usar o mesmo modelo de celular que o meu para os assuntos do SeuSegredo. Foi meu presente de natal adiantado.

Minha surpresa favorita foi a S, uma animação da antiga Secret que me ajudou a aprender a utilizar as ferramentas do blog, truques para espionar e definir uma rotina dos locais que teria que ir para conseguir certas notícias. Se não fosse pela S eu teria acabado com o blog na primeira semana.

O sinal toca e os alunos saem dando cotoveladas uns nos outros. Espero até que a bagunça acabe e saio da sala de aula indo até meu local favorito, as arquibancadas.

Agradeço todos os dias por esse ser um local calmo e esquecido pelos alunos.

Mesmo que a antiga Secret tenha me dado cada informação sobre o site, ela nunca revelou sua identidade para mim mesmo assim tenho minha teoria sobre quem é.

E ela não estuda mais aqui.

Anna

Lucca está cantarolando o novo single do Green Day enquanto dirige em direção ao centro da cidade. Sorrio para ele e volto a digitar a minha matéria no smartphone.

— Estou dirigindo a mais de seis horas diretas e você ainda não terminou com a maldita matéria em que está trabalhando – ele bufa – Desse jeito vou começar a ter ciúmes do seu celular.

— Não tenho culpa que escrever uma coluna para o jornal da faculdade exija tanto de mim – retruco.

Mesmo que ele não mereça me inclino o suficiente para conseguir beijar sua bochecha antes de voltar a digitar minha matéria. Pelo canto do olho o vejo sorrir.

Imagino o quão cansado ele está por dirigir da nossa faculdade até a pequena e escondida cidade de Oasis, fico secretamente grata por ter sido reprovada nos exames para tirar a habilitação.

Pode não parecer, mas já faz quase um ano que me despedi da Secret e muita coisa mudou desde então.

Os primeiros dias sem a Secret foram um caos completo e eu não conseguia entender porque a minha escolhida não estava cumprindo com o seu papel na história. Estava a um passo de redefinir as senhas e passar o cargo para outra pessoa quando ela apareceu.

@SeuSegredo. Com: Adivinhem vem para o jantar. Fotos inéditas do encontro proibido entre a esposa do prefeito e colegial já estão disponíveis no blog. Dá uma olhada (:”

E depois de algumas notícias tive realmente medo de ter feito a escolha errada, mas Lucca me disse para esquecer tudo. A Secret não era mais problema meu. Como se eu conseguisse!

A nova Secret gosta de uma boa baixaria no melhor estilo “barraco” possível, enquanto eu era mais adepta a causa o caos com, vamos dizer, estilo e elegância.

Perdi as quantas de vezes não quis acertar a cabeça da nova Secret com uma cadeira quando a via no corredor, porém logo superei isso e conseguir ignorar o quão babaca ela era. Ou quase.

Vamos lá, pessoas babacas não são fáceis de ignorar.

Lucca me contou sobre seus planos para quando se formasse e eu senti na mesma hora que era o melhor para nós. Estudamos pra caramba e conseguimos entrar na universidade estadual mais concorrida do país. Ele está cursando medicina, quer se especializar na área da pediatria para futuramente assumir o patrimônio Way, e eu estou estudando feito uma louca para ser a futura grande jornalista que sonhei.

 Clarissa foi para uma faculdade próxima da nossa onde cursa publicidade e propaganda. Mabel saiu da cidade e perdemos o contato com ela pouco depois da formatura. Já Gustavo, meu melhor amigo nerd e hacker, recebeu uma proposta de emprego para trabalhar em uma empresa de desenvolvimento em softwares na Europa deixando o coração partido de sua namorada aqui. Continuamos mantendo contato pelo Skype e nos xingando em incontáveis tweets.

Lucca está realmente contente com o curso que escolheu, mesmo que eu o veja dormindo em cima de seus livros quase todos os dias, percebo a felicidade genuína nele e o reflexo dela em mim.

Atualmente dividimos um apartamento modesto perto do campus onde estudamos, presente de formatura dos pais dele para nós dois. É estranho namorar com o garoto que me ajudou a comprar balas que pintam a língua quando tinha oito anos e mais ainda morar com ele há meses e continuar apaixonada da mesma maneira.

Tivemos brigas, é claro. Assumo a culpa da maioria delas porque realmente não sei lidar quando alguma garota demonstra ter segundas intenções com ele, mas estou aprendendo a lidar bem com o ciúme. Sei que ele não me trocaria por ninguém assim como eu não trocaria ele.

Bem, acho que a vida tem dessas.

Com meu amado namorado estudando a maior parte do tempo e sem a vida dos outros para cuidar, tive que arrumar algo para me ocupar e consegui um “trabalho” no jornal da faculdade. É claro que o que eu recebo é uma merreca que mal dá para comprar um hambúrguer com batata-frita, mas estou conquistando reconhecimento rápido e cada vez que publico algo sinto que é isso que desejo fazer pelo resto da minha vida.

Minhas atuais matérias são bem diferentes das que escrevia como Secret e esse novo desafio me deixa sempre empolgada.

Lucca estaciona em frente à cafeteria próxima do Colégio Saintine Marie, reconheço alguns rostos dos alunos que eram calouros quando eu estava me formando, agora eles estão mais perto da formatura. O que mais me chama a atenção é o dela, não que seja uma ameaça.

— Finalmente Luccanna resolveu se juntar a nós! – Clarissa grita de uma das mesas que ficam na calçada do café.

Ela começou a andar com duas garotas muito divertidas na faculdade chamadas Melody e Pudim. Juro de pé junto que foi assim que a garota se apresentou, é até o nome que ela usa no Facebook!

As meninas parecem ser mais velhas que o restante de nós, porém seus espíritos são animados demais. Não faço ideia de qual seja a idade real de nenhuma das duas.

O grande final da Secret, também foi o do Bill.

 Ícaro pode continuar usando duas toucas e roupas hipsters, mas o garoto deixou de entregar rosas no dia dos namorados e focou mais em sua própria vida. Agora ele namora a Clarissa, a única garota que recebe rosas, e até cursa artes na mesma universidade que ela.

Os quatro nos esperam do outro lado com sorrisos no rosto. Vejo Ícaro se aproximar da Clarissa e deixar um beijo em sua bochecha, a loira ficou corada na mesma hora.

— Vamos Nana – Lucca me chama e só então percebo que ele abriu a porta do passageiro para que eu saia.

Salvo minha matéria nos rascunhos e deixo o telefone dentro da minha bolsa, coisa que quase um ano atrás seria impossível e acontecer.

Entrelaço minha mão com a dele e juntos atravessamos a rua indo em direção à cafeteria. Quando nos aproximamos o suficiente, Clarissa se levanta e salta sobre nós dois ao mesmo tempo dando um abraço esquisito e doloroso.

— Vocês estão atrasados!

— Estudamos quase do outro lado do país, mulher – Lucca reclama sem deixar de sorrir – É muito que tenhamos vindo até aqui!

Clarissa nos solta e revira os olhos.

— Vocês nos amam demais para ignorar um convite nosso.

— Deixe pelo menos que eles se sentem antes de dar bronca, amor – Ícaro morde um pedaço de muffin enquanto chama a namorada.

Lucca e eu trocamos um olhar de cúmplices. Ele não a chamava de amor em público até pouco tempo. Será que se apaixonou de vez?

— Ícaro, não coma meu muffin! – Clarissa corre até seu lugar e tira o muffin das mãos do namorado.

Melody e Pudim não escondem as risadas diante do casal briguento.

— Eles lembram tanto a Alice e o Alex – Melody comenta sacudindo os cabelos pretos enquanto ri copiosamente.

Não sei quem é Alice ou Alex, mas se eles se parecem com Clarisse e Ícaro sinto muita pena deles.

— Acho que as únicas brigas deles são por comida – Lucca comenta enquanto puxa uma cadeira para que eu me sente.

Faz tempo que desisti de brigar com eles por causa de gestos cavalheiros como esse.

Cumprimento rapidamente todos os presentes e pego o cardápio buscando algo que me agrade. Faz tanto tempo que não tomo um belo frappuccino de Oasis que quase sinto minha boca salivar com a ideia de experimentar os novos sabores.

Então, ela me vê.

Tenho certeza de que sou a última pessoa que ela esperaria ver na cidade porque sinto que desconfia de mim. Desconfia de quem eu era.

A nova Secret segura um copo de café para a viagem com o nome escrito na lateral, me encara medindo cada parte de mim em busca de algum sinal de que conheço o seu segredo. Sei bem como é isso porque eu olhava as pessoas da mesma maneira.

Peço licença e rapidamente me levanto do lugar. Lucca me olha curioso e sei que mais tarde terei que responder a muitas perguntas, mas não me importo. Faz tempo que não sinto essa comichão para provocar alguém.

Ela não sai do lugar, parece interessada em minhas ações. Devo admitir que essa garota é petulante demais para meu gosto e foi exatamente isso que me motivou a escolhê-la como minha substituta.

Isso e o fato dela ter invadido o site.

Quando estou próxima o suficiente para que somente ela perceba, sorrio de canto e digo:

— Eu sei quem é você – a voz sai quase um sussurro – Não tente esconder o seu segredo de mim.

Afasto-me como se nada tivesse acontecido.

Alguns segundo depois, ouço o copo de café dela cair na calçada e olho para trás.

A nova Secret encara como se eu fosse um fantasma, o medo estampado em sua face. Meu sorriso aumenta enquanto encosto o dedo indicador nos lábios e faço “shiiiiu”.

Ela é esperta e sabe que deve ter medo de mim porque mesmo que agora eu não seja mais a Secret, mesmo que eu more do outro lado do país e não me importe mais com os moradores dessa cidade interiorana esquecida, ainda sou e sempre serei a Secret.

E de alguma forma ela aprendeu o segredo da Secret.

O importante não é ter o blog, mas sim saber como usar as palavras para alguém O SeuSegredo nunca foi o principal, a Secret sim.

Então, sejam venenosos. Não esqueçam quem devem temer.

Beijinhos, Secret.



Notas finais do capítulo

Olá bolinhos, como estão se sentindo após esse último capítulo?
Eu posso dizer que me sinto de duas maneiras tão opostas simultaneamente que nem sei como descrever. Estou feliz por ter finalizado a história sem matar o Lucca (entendedores entenderão) e triste por finalizar a história.
Sou muito grata à todos que comentaram e acompanharam a história, espero que tenham se apaixonado pelos meus personagens como eu me apaixonei por cada comentário de vocês ♥
AOS LEITORES FANTASMAS: Vocês estão inclusos também kkkk Mesmo sem comentar, as visualizações de vocês me animavam sempre.
Bem, eu fiz um vídeo agradecendo melhor a vocês ~~~porque sou uma autora brega~~~assistam aqui: https://www.youtube.com/watch?v=kfBMHFh7ghg (juro que sou bem-humorada)
Como sempre, curtam a fanpage para acompanhar futuras histórias minhas: https://www.facebook.com/NatchuFics/
Nunca deixem de sonhar ♥
Continuem sendo fofos e fofas ♥
Obrigada pela atenção.
Beijos de maçã jovens bolinhos de sorvete.