A Chance For Love: 2ª Temporada escrita por Daniela Araujo


Capítulo 3
Capítulo 3 - Hospital


Notas iniciais do capítulo

Voltei pessoas, desculpa a demora para postar! Estava meio sem tempo e com falta de ideias, mas aqui estou eu com um novo capítulo! Boa Leitura!



COOPER: Acompanhante da Srta. Bonasera? – perguntou se aproximando deles.

MAC: Somos nós, doutor. Como ela está? – disse se levantando.

COOPER: A cirurgia foi um pouco complicada, Senhor. O disparo foi muito profundo e quase não conseguimos retirar a bala dela. Confesso que a perdemos algumas vezes, mas estabilizamos o estado da Srta. Bonasera. No momento ela está descansando, por causa dos remédios. Mais tarde ela deve acordar. – explicou os olhando.

DOMINIC: Nós podemos vê-la? – perguntou.

COOPER: Claro, ela está no quarto 242. – disse os olhando.

Dominic junto de seus pais seguiram o médico que os levou até o quarto em que Stella estava. Já Mac ficou na sala de espera durante o resto da tarde, pensando em tudo o que tinha acabado de acontecer com a sua namorada. Um tempo depois os familiares de Stella saíram do quarto e passaram pela sala de espera, James olhou para Mac a contragosto e nada disse, apenas deu de ombros e foi saindo do hospital. Liza sentou-se ao lado de Mac que virou o olhar para ela.

LIZA: Não ligue para as birras do James, ele só não gosta da ideia de Stella ter um namorado, porque ele esqueceu que ela cresceu e que não é uma boneca de vidro. Uma hora ou outra ele vai ter que aceitar isso, só dê tempo a ele. E eu sei que você ama a minha filha, se não amasse não estaria aqui durante horas e mais horas. Ela ainda está dormindo, mas se você quiser ir ficar lá com ela, sinta-se a vontade, eu voltarei mais tarde para saber se ela acordou. – o olhou.

Mac engoliu a seco e acenou com a cabeça para Liza que sorriu para ele. Dominic o abraçou fortemente e depois saiu acompanhado da mãe e foram para o carro que estava de frente ao hospital. Mac respirou fundo e levantou-se, onde caminhou em direção ao quarto em que Stella se encontrava.

Ele abriu a porta lentamente e entrou, onde viu sua amada ligada a vários aparelhos e sentiu o seu coração despedaçado e as lágrimas começaram a escorrer pelos seus olhos. Mac sentou-se a poltrona que continha perto da cama e segurou a mão de Stella delicadamente enquanto a olhava.

MAC: Oi meu amor, eu estou aqui. Eu não vou a lugar nenhum sem você, quero ter certeza de que está bem. Eu sei que você não pode me ouvir, mas só quero que saiba que eu amo muito você, mais do que qualquer coisa nesse mundo.

Mac beijou a testa dela e ficou acariciando seus cabelos e em nenhum momento tirou os olhos dela. Já era noite e Mac estava com a cabeça deitada ao lado da mão de Stella quando sentiu alguém mexendo em seus cabelos e a única que fazia isso era a mulher de sua vida. Ele sorriu e levantou a cabeça onde a encontrou dando o melhor sorriso que ele poderia receber naquele momento.

STELLA: Oi. – o olhou.

MAC: Oi meu amor. – sorriu a olhando.

STELLA: O que houve? – perguntou se ajeitando à cama.

MAC: Você não se lembra, amor?

STELLA: Não muito, querido. Só de algumas coisas e são memórias passageiras. – e segurou a mão de Mac.

MAC: O que aconteceu com você foi horrível, não quero que se esforce para me contar o que houve quando você foi atacada. Algum dia, quando você estiver pronta para falar sobre isso, eu serei todo ouvidos.

STELLA: Você é tão compreensivo, meu amor. É por isso que eu amo você. – sorriu lhe dando selinho.

MAC: Eu amo mais. – piscou.

STELLA: Mentiroso. – sorriu acariciando o rosto dele.

MAC: Assim você me ofende, amorzinho. – sorriu fazendo bico.

STELLA: Bobo. – sorriu beijando o bico dele.

MAC: Sou o seu bobo. – e acariciou o rosto dela.

Os dois estavam flertando um com o outro, quando os pais de Stella chegaram e entraram no quarto. James olhou para Mac e fechou a cara, não gostando da presença dele.

JAMES: O que você está fazendo aqui? – perguntou bravo.

MAC: Estou fazendo companhia para a Stell. – o olhou.

JAMES: Só os familiares devem estar aqui. – disparou.

MAC: Eu sei, só queria saber como ela estava. – disse se levantando.

JAMES: Acho que já pode ir agora, minha filha está melhor. Não precisamos de muita gente por aqui, até porque você não é um membro da família.

STELLA: Pai! – o repreendeu.

MAC: Não, ele tem razão. Eu vou indo, amanhã eu venho ver você depois do trabalho. – e acariciou o rosto dela..._ Eu amo você. – e lhe deu um selinho.

STELLA: Eu amo você. – e o puxou para um beijo apaixonado.

JAMES: Ama tanto que nem se quer a protegeu! – resmungou.

LIZA: James! Que diabos deu em você? Ela está aqui viva, sã e salva. O que mais você quer? Tem algo melhor do que isso? Pra mim não tem.

MAC: Tem razão, eu não a protegi! Porque eu não quis? Porque eu não me preocupo com ela? Está enganado. Eu não estava com ela e não sabia que alguém poderia fazer mal a ela, eu ainda não tenho uma Bola de Cristal para adivinhar o que está acontecendo.

DOMINIC: Pai, se quiser culpar alguém pelo que aconteceu, culpe a mim. Eu disse que estaria ao lado dela para protegê-la de tudo, mas eu não estava. Vai descontar a sua frustração em mim também? Isso poderia ter acontecido com qualquer pessoa, sabe disso. Podia ser eu no lugar dela ou a mamãe.

MAC: Amanhã eu volto meu amor, eu prometo. Nem que seja só para vê-la através da janela pelo lado de fora, mas vou estar aqui, isso eu garanto a você. – e beijou a testa dela..._ E eu quero que você fique com isso. – disse retirando o seu colar e colocando nas mãos dela.

STELLA: É o seu colar da sorte, quer mesmo que eu fique com ele? Tem certeza? – perguntou o olhando.

MAC: Sim, eu tenho. Quero que fique com ele, para você se lembrar de mim e do quanto eu amo você. – sorriu a olhando.

Stella acariciou o rosto de Mac que fechou os olhos com o seu toque. Ele a beijou carinhosamente e depois saiu do quarto, ficando apenas os familiares dela.

STELLA: Se você acha que fazendo esse showzinho eu vou me afastar do Mac, está enganado papai. Eu não vou me separar dele por causa das suas birras.

JAMES: Mas ele é americano!

STELLA: E o que isso tem haver? Eu o amo e Mac me ama também, estamos apaixonados e não é você que vai me impedir de ficar com o homem que eu amo. – o olhou séria.

JAMES: Filha, você não acha melhor sair de Nova York um pouco? Até encontrarem o homem que fez isso com você ou até as coisas esfriarem? Você pode ficar na Flórida com o seu irmão, se você quiser.

STELLA: Eu não sei, pai. Eu gosto daqui, não quero me afastar da cidade, muito menos do meu namorado.

DOMINIC: Eu odeio admitir, mas dessa vez o papai tem razão, irmãzinha. Você poderia passar as férias comigo, o que acha? Mac me disse que as férias começaram semana passada, você pode ficar lá o tempo que quiser e quando você estiver pronta, pode voltar no tempo que quiser. E olha só, não se preocupe em se afastar do Mac, você poderá falar com ele todos os dias, tanto pelo celular, quanto pelo Skype. E aí o que me diz? – sorriu esperançoso.

STELLA: Okay, Okay. Você me convenceu, eu vou com você para a Flórida. Você não ia desistir mesmo não é, Dom? – sorriu.

DOMINIC: Não mesmo, maninha. Você vai adorar, Stella. Flórida é um lugar lindo e maravilhoso. – a olhou.

STELLA: Eu vou adorar, tenho certeza disso. – sorriu.

Depois de um longo tempo todos saíram do quarto para Stella descansar um pouco. Stella ficou acordada por um bom tempo pensando e depois logo dormiu por causa do efeito dos remédios.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Chance For Love: 2ª Temporada" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.