Lucky escrita por Manu Pontes


Capítulo 1
Lucky - Capitulo Único




 

Lucky..

 

 

Em um quarto com paredes brancas, porém uma das paredes era lilás, um destaque. Os moveis eram todos na cor creme, a cama que ficava no canto direito, o guarda-roupas de frente à cama, a escrivaninha com um notebook e alguns livros ao lado da janela que ficava de frente para o lado da cama, duas prateleiras na parede lilás com alguns porta-retratos e enfeites.

 

Na cama, uma garota morena de pele alva se movimentava sobre o colchão incomodada com a luz do sol que adentrava o quarto pela janela, o sol ia de encontro a sua face, aquecendo-a. Ainda com os olhos fechados sentou-se na cama, espreguiçando-se, lentamente abriu os olhos que pareciam pérolas. A luz do sol voltou a incomodar, mas aos poucos foi se acostumando. Levantou-se e descalça caminhou até a janela.

 

Do you hear me, I'm talking to you

Você me escuta, eu estou falando com você

Across the water across the deep blue ocean

Do outro lado da água, do outro lado do profundo mar azul

Under the open sky oh my, baby I'm trying

Sob o céu aberto oh, meu amor, eu estou tentando

 

A janela estava aberta, e a cortina lilás também, por isso tanto incomodo com os raios solares, sorriu. Olhou pela janela a rua, poucos carros passavam por ali, era de se esperar. A garota morava num condomínio de certo luxo, onde havia pouca movimentação e consequentemente pouco barulho de automóveis. Sossego! Um dos motivos pelos quais seu pai optara mudar-se para lá com ela, a irmã e o primo.

 

Boa escolha! Além de ser um lugar seguro, a vizinhança era muito simpática. Em pouco tempo, a garota morena, Hinata, fizera amigos. Sua melhor amiga Mitsashi Tenten, uma garota muito amiga e que adora esportes. Também fez outros amigos, como Haruno Sakura, Yamanaka Ino, Sabaku no Temari, Uchiha Sasuke, Sabaku no Gaara, Nara Shikamaru. Preciosos amigos. Preciosos tesouros.

 

Há! Mais ainda faltava mais um, e com certeza não menos importante, Uzumaki Naruto, seu melhor amigo, na verdade ambos eram melhores amigos um do outro. Naruto era um loiro de lindos olhos azuis, de pele meio bronzeada, hiperativo e cabeça oca, assim todos o viam, mas Hinata sempre viu o mais puro e profundo de Naruto, que aos seus olhos era um garoto corajoso, simpático, engraçado, amigo.. O sorriso que brincava nos lábios de Hinata enquanto lembrava do amigo se esvaiu. Melhores amigos, era isso e somente isso que eles eram.

 

Foi despertada de seus pensamentos por um abraço e felicitações, o que assustou um pouco por tudo acontecer tão rápido e inesperado.

 

- Parabéns, Hina! - disse uma garota um pouco mais baixa que Hinata, mas que se parecia muito com a mesma.

 

- Hã? Como assim? - não entendeu o que a irmã queria dizer com “parabéns”.

 

- Hina, eu não acredito. Você se esqueceu que hoje é seu aniversário. - estava indignada, a irmã havia se esquecido do próprio aniversário.

 

De fato havia se esquecido que hoje fazia 17 anos, sorriu. Apesar de não ser fã daquela data, não havia como fugir totalmente dela.. O máximo que conseguira fora evitar festas e comemorações com amigos e familiares, claro, seu pai, Hiashi, sua irmã, Hanabi e seu primo que era como um irmão, Neji, sempre a parabenizavam, davam presentes, beijos e abraços carinhosos. Seus amigos mandavam mensagens, não adiantava tentar ligar, pois sabiam que ela não ficava com o celular durante o dia, somente durante à noite enquanto lia as mensagens. Um estranho hábito para uma adolescente, porém todos que a conheciam se acostumavam, já que não adiantava mesmo questionar.

 

- Vamos tomar café, Hina! - disse Hanabi animada.

 

- Certo, vamos.- sorriu com a animação da irmã mais nova.

 

 

Já estavam terminando o farto e lindo, e alegre café-da-manhã. Como sempre logo que descera as escadas em direção a sala de jantar, o primo, o pai e inclusive a irmã deram-lhe os parabéns e o carinho familiar. Nada de “Parabéns pra você, ...”, parte do acordo junto com a festa.

 

O café-da-manhã tinha que ser em família, isto o pai fazia questão, pois sabia que durante o restante do dia não veria a filha, que também tinha o hábito de sair nessa data e só voltar no comecinho da noite. Claro que ele sabia aonde a filha ia, era por isso que permita essas saídas.

 

Depois do maravilhoso café-da-manhã, com direito a sua sobremesa preferida, torta de chocolate com hortelã. Ela se despediu e agradeceu ao carinho deles. Subiu de volta para o quarto, trocaria de roupa e iria para o lugar que mais gostava, o seu paraíso.

 

 

Já haviam se passado algumas horas, e ali estava ela, no seu paraíso. A menina estava numa cachoeira muito bonita, entorno da cachoeira haviam muitas árvores, o lugar não era muito conhecido, mas era seguro e conservado por um empresário, sócio do pai de Hinata, que era dono do terreno onde encontrava-se a cachoeira.

 

O lugar era perfeito, sem dúvidas alguma era um lugar.. mágico. Lá, ela sentia-se leve, feliz, lá, ela podia ser quem ela realmente era, a timidez, característica fixa de sua personalidade era ali esquecida durante as horas que ficava naquele lugar.

 

Boy I hear you in my dreams

Garoto, eu ouço você em meus sonhos

I feel you whisper across the sea

Eu sinto seu susurro atravessar o mar

I keep you with me in my heart

Eu guardo você comigo no meu coração

You make it easier when life gets hard

Você torna a vida mais fácil quando ela está difícil

 

O barulho da queda d'água era como uma música gostosa aos seus ouvidos, o que lhe proporcionava uma paz diferente de todas que ela somente sentia ao lado de sua mãe, sua falecida mãe.

 

De fato aquele lugar a lembrava da doce mulher que lhe contava histórias antes de dormir. Sua mãe, assim como a cachoeira, era intensa, serena, transmitia uma leveza e paz em todos os seus gestos firmes, concretos.

 

Oh.. Como ela sentia saudades de sua mãe, a mulher mais linda e encantadora que conhecera, lembrava-se do lindo sorriso doce dela, sua mãe era sempre carinhosa. Dizia que um sorriso podia mudar caminhos.. acabar com o ódio.. e divulgar o amor.. Sábia, corajosa, e tímida.. sua mãe era graciosa.

 

O que preenchia um pouco a saudade dela para com a sua mãe eram a família e os amigos. Seus amigos eram tão teimosos que não a deixavam desanimar.

...

Estava mergulhando na cachoeira, sentindo a água gelada que aos poucos se harmonizava com a temperatura do ambiente, que naquele dia estava quente e propícia para um banho como aquele. Mergulhava, nadava, e brincava na água, divertia-se mesmo que sozinha..

 

Estava de olhos fechados emergindo após mais um mergulho, abriu olhos.. e tomou um susto.. quando viu que já não estava mais sozinha naquele paraíso.

 

- Na-Naruto?! - balbuciou surpresa.

 

- Parabéns, Hina! - disse o loiro sorrindo à sua frente e logo em seguida dando-lhe um abraço. - Feliz 17 anos!

 

- O quê? Como você...? Como você me encontrou aqui? - indagou após Naruto abraçar-lhe. Ele estava ali, dentro da água, só com um bermudão laranja, lhe parabenizando.

 

- Hehe.. Oras.. Hina, você sabe que gosto de lhe dar os parabéns todos os anos, mesmo que você não goste. - fez uma careta. - E que faço isso todas as manhãs após o café, mas hoje eu acabei me atrasando e quando fui à sua casa, você já tinha saído - o loiro sorriu amarelo com uma das mãos atrás da nuca, Hinata amava aquele jeito dele.

 

Lucky I'm in love with my best friend

Sortudo(a), por estar apaixonado(a) pelo(a) meu(inha) melhor amigo(a)

Lucky to have been where I have been

Sortudo(a), por ter estado onde eu estive

Lucky to be coming home again

Sortudo(a), por estar voltando para casa de novo

Oooohhhhoohhhhohhooohhooohhooohoooh

Oooohhhhoohhhhohhooohhooohhooohoooh

 

- Naruto, isso não responde a minha pergunta, e por que você não esperou até à noite? - havia gostado da surpresa presença do loiro, Naruto era seu melhor amigo, na verdade bem mais que um amigo, por parte da Hyuuga. O loiro sorriu mais uma vez.

 

- Eu não consigo esperar, Hina, você sabe disso.. Há! E eu descobri esse lugar no ano passado, quando eu ti segui.

 

- O quê? Você me seguiu, Uzumaki Naruto? - ela não esperava por isso.

 

- Err.. Segui.. Eu sou muito curioso e você vivia fazendo mistério sobre esse lugar, que eu não aguentei. Está brava comigo? - indagou o loiro com uma carinha que não teria como ela dizer ou realmente ficar brava.

 

- Não, Naruto. - suspirou.- Eu não estou brava com você. - mal terminou de dizer a frase, e sentiu uma certa quantidade de água chocar-se contra o seu rosto, e em seguida ouvir gargalhadas do loiro à sua frente. - Naruto! - o loiro tinha uma rosto inocente em meio as risadas. - Há! É assim, não é?! Então ok! - o loiro não pôde continuar com sua risada ao ser também atingido por água em sua face, e assim como ele antes a morena também ria da brincadeira.

 

 

- Você vai ver, Hina! - disse Naruto antes jogar mais água na Hyuuga e assim ficaram por mais de uma hora, brincando de jogar água um no outro ou afundar o outro. Pareciam duas crianças brincando e se divertindo.

 

 

Hinata voltava a emergir após Naruto afundá-la mais uma vez. Ela estava tão feliz, isso ela não podia e nem queria negar. E o sorriso em seus lábios não permitia qualquer tentativa de negação. Os longos fios negro-azulados estavam encharcados e colavam em sua pele branca, delineando ainda mais as curvas de seu corpo coberto pelo lindo e simples biquíni preto. Era uma bela cena, na qual Naruto não podia negar que sua melhor amiga, sua irmãzinha era.. perfeita.

 

Sem perceber o quanto estava próxima ao loiro, Hinata o fitou. Pérolas e Safiras se fitavam de uma maneira diferente da qual os dois estavam acostumados. Naruto olhava aquele rosto lindo, feliz, cheio de gotinhas de água, aquele rosto perfeito que há mais de seis meses invadia suas noites, e em seus sonhos eles eram bem mais que melhores amigos.

 

Naruto já não estava com sua total sanidade, pois se estivesse não teria aproximado-se mais da morena, colocando um de seus braços envolta da cintura da mesma, puxando-a para si, aproximando mais seus corpos.

 

- Naruto. - murmurou Hinata, ela estava surpresa com a atitude do amigo, parecia que ele iria..

 

- Hinata.. eu.. eu não aguento mais. Você me perdoa? - disse ele murmurando bem próximo a ela, ele a fitava de maneira intensa, seu olhar transmitia certo desespero, culpa.. desejo.

 

They don't know how long it takes

Eles não sabem como é demorado

Waiting for a love like this

Esperar por um amor como esse

Every time we say goodbye

Toda vez que dizemos adeus

I wish we had one more kiss

Eu queria que tivéssemos mais um beijo

I wait for you I promise you, I will

Eu espero por você, eu prometo a você, eu esperarei

 

- Perdoar?! Eu.. - não conseguiu terminar de dizer ao sentir os lábios do loiro sobre os seus. Ele estava mesmo a beijando, aquilo não era um sonho.. era real! Instintivamente pôs seus braços envolta da nuca de Naruto, enquanto o mesmo a puxava mais para si. O beijo era calmo, porém urgente, os corpos estavam prensados um com o outro e os olhos fechados. O beijo estava aos poucos, lentamente se tornando mais sofrego, e a língua do loiro pediu passagem, a Hyuuga um pouco hesitante lhe deu. Logo uma corrente elétrica percorreu sua espinha ao sentir o loiro descobrindo as poucos, com intensidade o infinito da sua boca. Aquele momento estava sendo o melhor da vida da Hyuuga, que em meio ao seu aniversário de 17 anos estava tendo o seu primeiro beijo. Sim, a Hyuuga nunca havia provado aquela sensação devido a sua timidez, e Naruto sabia disso por ser seu melhor amigo.

 

O ar infelizmente fez-se quase ausente após o longo beijo, fazendo com que Hinata e Naruto separarem-se.

 

Os dois estavam arfantes devido ao beijo, suas testas estavam coladas uma na outra e seus olhos estavam fechados. Hinata tinha um sorriso abobalhado brincando nos lábios. Naruto que sempre exibia um sorriso largo e contagiante estava agora sério. A respiração foi se normalizando, mas a aproximação entre eles era a mesma, e os olhos permaneciam fechados. O som da queda d'água era o único som entre eles.

 

- Naruto. - murmurou Hinata timidamente tentando quebrar aquele silêncio, pois Naruto não era o tipo de garoto que gostava do silêncio, a não ser quando está pensativo, preocupado.

 

- Hina, me perdoa. - afastou-se da morena, ambos já com seus olhos abertos, apesar de Naruto estar com a cabeça baixa, evitando olhá-la. - Eu não sei o que deu em mim, eu agi por impulso. Eu prometo isso nunca mais irá acontecer, você é minha melhor miga, minha irmãzinha. - fitou-a, Hinata não sorria mais e seus olhos estavam marejados.

 

Naruto disse tudo rapidamente, mas Hinata entendeu cada palavra que ele proferiu. Ele estava se desculpando.. ele estava arrependido.. ele agiu por impulso.. e o pior ele não gostava dela e nunca gostaria dela de uma maneira diferente.. sempre a melhor amiga, sempre a irmãzinha..

 

Aquilo era demais pra ela, que se afastou de Naruto, e saiu da cachoeira rapidamente, as orbes já derramando lágrimas, tentando assim limpar a sua alma, seu coração. Correu pra longe da cachoeira, adentrando assim aquele lugar que mais parecia uma floresta por ser cheia de grandes árvores.

 

Depois de correr o que pensou ser suficiente para ficar longe de Naruto, parou sentando-se em uma das raízes das árvores dali. Chorava muito. Como podia ter sido tão idiota em pensar que Naruto algum dia iria vê-la e amá-la como mulher? Aquele beijo não mudara nada nele.. foi só um impulso. Aquilo machucava, dava raiva, mas a tristeza, o aperto que sentia no coração eram muito maiores.

 

 

Naruto estava estático dentro da cachoeira. Tudo estava confuso. Havia ido atrás de Hinata no dia em que ela preferiria estar sozinha, mas apesar disso ela não ficara brava com ele, e eles estavam tão bem, mas ele tinha que estragar tudo.. Ele tinha que beijar sua melhor amiga, e com certeza Hinata estava o odiando nesse momento. Eles eram como irmãos, amigos há mais de 4 anos, e amigos não se beijam.

 

Lucky I'm in love with my best friend

Sortudo(a), por estar apaixonado(a) pela(o) meu(inha) melhor amigo(a)

Lucky to have been where I have been

Sortudo(a), por ter estado onde estive

Lucky to be coming home again

Sortudo(a), por estar voltando para casa de novo

Lucky we're in love in every way

Sortudos, por estarmos apaixonados de todo jeito

Lucky to have stayed where we have stayed

Sortudos por termos ficado onde ficamos

Lucky to be coming home someday

Sortudos por estar voltando para casa algum dia

 

- Droga! Por que eu tenho que ti amar tanto, Hina?! - há meses ele tentava entender como aquilo poderia ter acontecido com ele, não entendia como justamente ele poderia ter se apaixonado por ela?

 

Ele sabia o porquê. Hinata era a garota mais linda que ele já conhecera, meiga, a garota tinha um jeito delicado e doce em todos os seus gestos. Uma amiga especial que poiava os amigos, mas nunca dizia ser certo aquilo que se mostrava ser injusto. Hinata era a garota que quando ele estava se sentindo triste, o fazia rir mesmo com sua timidez.

 

Naruto sabia que estava apaixonado por Hinata e sabia que a tinha magoado. Então decidiu não perder mais tempo e seguiu em direção por onde Hinata havia ido. Tinha que encontrá-la, não podia deixá-la sozinha naquele lugar, e nem deixá-la pensando que ele havia se aproveitado dela, e roubado a inocência dos seus lábios, lábios tão puros, mais um motivo para amá-la.

 

Ele correra por uns cinco minutos até encontrá-la sentada sobre a raiz de uma árvore, ela abraçava os joelhos e tinha a cabeça repousada sobre os mesmos, os olhos fitavam o chão, e soluços podiam ser ouvidos vindo da Hyuuga. Naruto sentiu-se o pior homem que existe, vê-la daquela maneira, sem seu sorriso doce, chorando e triste por culpa dele. Ele se aproximou devagar e Hinata estava tão confusa com seus pensamentos, que não percebeu sua presença.

 

- Hina? - chamou-a, já estava bem próximo a ela, agachado à sua frente.

 

- Na-Naruto. - murmurou Hinata em meio ao soluços enquanto levantava a cabeça para olhá-lo. Os olhos estavam vermelhos por tanto chorar, o rosto molhado pelas lágrimas. Naruto ergueu uma das mãos e aos poucos foi secando as lágrimas da morena que insistiam em cair.

 

And so I'm sailing through the sea

E então eu estou navegando pelo mar

To an island where we'll meet

Para uma ilha onde nos encontraremos

You'll hear the music, feel the air

Você ouvirá a música, sentirá o ar

I put a flower in your hair

Eu colocarei uma flor em seu cabelo

 

- Hina, eu juro que eu não queria lhe magoar.. O que aconteceu foi que..

 

- Você agiu por impulso e está arrependido de ter beijado a sua melhor amiga, a sua irmãzinha. - a voz da Hyuuga tinha um tom misturado a raiva e tristeza, e aquilo o fazia se sentir pior ainda.

 

- Hina, eu não quero perder a sua amizade.. Você é muito importante pra mim, eu te amo, Hinata.- ouvir aquelas palavras doía ainda mais na morena, ela não queria o amor de irmão dele.

 

- Como sua melhor amiga, sua irmã.. - disse ela sentindo o coração despedaçar.

 

- Como minha melhor amiga, é verdade. Mas também te amo como mulher. Eu sei que você deve estar pensando que eu estou louco, eu também acho que estou por amar tanto como amo você. - Hinata o fitava surpresa com aquela declaração. - Sei que sou seu melhor amigo, não deveria ter te beijado, mas por favor não se afaste de mim. Eu não quero lhe forçar a nada, eu só não quero ficar longe de você. - Hinata ainda fitava-o, e viu as safiras brilharem, Naruto estava.. chorando.

 

- Naruto.. eu também te amo. - murmurou, estava confusa, feliz.. Ele a amava. A amava.

 

- O-o quê? - agora era ele que estava surpreso e confuso.

 

- Eu te amo, Naruto, como meu melhor amigo. - ela sorriu, e ele também, só que triste. Ela percebeu. - Mas te amo ainda mais como homem. - o sorriso da Hyuuga era lindo, e a mesma tinha um brilho magnifico nas orbes peroladas. Ela estava realmente declarando-se ao loiro.

 

And though the breeze is through trees

E, embora a brisa através das árvores

Move so pretty you're all I see

seja tão bonita, você é tudo o que eu vejo

As the world keep spinning round

Enquanto o mundo continua girando,

You hold me right here right now

Você me abraça, bem aqui, agora

 

- Você..? Hina, eu te amo tanto. - disse ele sorrindo a abraçando, o que fez com que ele caísse sobre Hinata, que acabou deitando sobre a raiz. Os dois riram alegremente.

 

- Há tanto tempo eu queria ouvir isso. - confessou Hinata ainda sorrindo, fitando as lindas safiras do loiro.

 

- E eu me matando por dentro por querer lhe contar. - disse Naruto fitando as lindas pérolas que ele tanto amava, na verdade amava tudo nela.

 

- Nós somos dois grandes bakas. - comentou a morena divertida.

 

- Eu já me acho sortudo. - disse ele orgulhoso de sua sorte.

 

- Por quê? - indagou curiosa e risonha.

 

- Porque eu sou apaixonado pela minha melhor amiga. - disse antes de se aproximar e depositar um beijo lento e delicado nos lábios doces de Hinata.

 

 

 



Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado..
E desculpem-me por não ter ficado muito bom.. =/

FELIZ NIVER, HINATA-CHAN..