Enemies and Lovers escrita por Mayy Chan


Capítulo 2
Toupeira, a minha tartaruga


Notas iniciais do capítulo

Huehuehue eu sei que demorei :D
Gente, eu to revolts! Tem uma cambada de gente acompanhando, e só metade comentando. Fora as visualizações, né galera :(
Mas, eu não vou desistir. Quer dizer, não hoje nem agora, mas sabe-se lá se eu não tiver comentários, né fiotes.
GEEENTE! Olhem nas notas finais porque tem uma super pergunta que eu tenho que fazer 'O'
Agora, podem ler e aproveitar :))



Eu odeio aquela vaca da minha melhor amiga. Ela me convida para uma festa, onde vai estar o cara que eu gosto. Maneiro, né? Não. Ele é o capitão do time de futebol e eu a menina mais nerd da escola. Na cadeira alimentar da escola, ele está no topo, e eu nem nela estou! Quer dizer, o mofo do banheiro do vestuário feminino é mais popular que eu! Se bem que não dá para passar por ele sem perceber, seja pelo seu tamanho ou pelo seu cheiro de suvaco de lutador de sumô.

Na verdade, eu estou em profundo desespero. Por que Drew Tanaka ia me querer na festa dela? O que eu tenho de especial? Quer dizer, eu sei lamber meu cotovelo e decorar todas as frases do meu livro didático., mas acho que é só isso. Acharia menos estranho se ela convidasse a minha tartaruga de estimação para essa festa. Acredite, ela é toda especial.

Minha tartaruga chama Toupeira, mas corre igual um coelho. Acho que ela se acha um cão de guarda. Bem, ela é verde. Verde é legal. Não aquele verde vômito, mas sim aquele verde de grama depois da chuva, sabe? Gente, eu odeio aquela cor verde cocô. Por que essa cor tem que vir na minha caixa de lápis de cor? Preferia se viesse mais azul. Não aquele azul piscina, mas sim aquele azul céu.

Acho que esse problema atual está afetando com a minha cabeça. Parece que esses pensamentos não são meus. Normalmente eu penso em fórmulas químicas, mas acho que a minha tartaruga é um assunto mais interessante do que eu. No fundo, acho que só estou pensando nisso para esquecer da festa. Droga! Eu me lembrei da festa! Agora é sentar e esperar o desespero voltar. Eu estou precisando urgentemente de um psiquiatra. É sério.

Bem, já que já me lembrei mesmo, vamos falar sobre isso.

É uma longa história. Eu sempre fui amiga da Thalia e do Luke. Como nossos pais são sócios, sempre brincávamos juntos. Acho que é por isso que eu tenho uma queda por Luke. Ele sempre esteve mais presente que meus pais. Fora que ele é um gato.

Okay, agora vou explicar o meu desespero. É uma festa à fantasia. Tudo bem até agora. A parte do desespero está no fato que faltam só uma hora para a festa e eu ainda não tenho nada para vestir!

— Annie! Para de queimar a sua massa-cinzenta e arruma logo uma roupa!

— Qual fantasia eu posso fazer com as minhas roupas, hein espertalhona? — retruquei para Thalia.

— A de nerd que usa roupas enormes. — falou a morena me encarando com um sorriso amarelo. Nem preciso falar a cara de assassina que eu fiz para ela, não é? — Tudo bem, acho que é melhor você se fantasiar de saco de batata.

— Há-há. Você é tão engraçada. — falei ironicamente.

— Tenha uma ideia melhor então, Sherlock.

Será que eu preciso falar que a Thalia é uma gênia? Será que essa palavra existe? AH! Quem liga! Eu só quero saber onde está aquela minha calça jeans...

— Annie, o que você está fazendo?

— Vou de Sherlock.

— Tipo o Holmes?

— Não, Thalia. Tipo o seu tio-avó... Claro que é Sherlock Holmes, né anta?

— Mas, Annie, você é menina...

— Avá!

— O que eu quero dizer, é como você vai se vestir de homem.

— Vai se arrumar. A gente se vê no carro e você descobre.

Thalia saiu meio relutante, porém de forma rápida. Não sei se já comentei, mas Thalia é minha vizinha, igual ao "você-sabe-quem". Quer dizer, não tipo o de Harry Potter. Esse é muito pior.

Percy Jackson. O cara mais popular da escola, e o mesmo que adora transformar minha vida num inferno. Geralmente ele me chama de "nerd", "sabe-tudo", "Wikipédia", ou qualquer coisa assim. Claro, não podemos nos esquecer do "tampinha", "Olívia Palito", "banana-nanica", "peixe", "vareta", "quatro-olhos" e por aí vai. Sentiu o nível elevado de lezadisse, não é?

Passei tanto tempo pensando, que, quando fui ver, já estava de banho tomado, cabelos arrumados em um coque bem feito e dentes escovados. Eu odeio quando essas coisas acontecem. É como ser atropelado, e só for descobrir isso na hora de pagar o hospital.

Coloco uma calça jeans escura, uma regada preta, um chapeuzinho naquele estilo dos filmes, um sobretudo e, claro, aquelas botas estranhas. A única coisa que uso como maquiagem é o lápis para fazer o meu bigode falso. Confuso? Claro. Vão me zoar? Claro. Eu ligo? Nem um pouco.

Desço as escadas e Thalia está me esperando ao lado do táxi que ela devia ter acabado de chamar. Nem preciso de falar o chilique que ela deu quando me viu naquela roupa, não é? Acho que ela é a única outra menina no mundo que gosta das mesmas coisas que eu.

O caminho é curto. A casa da Drew não era tão longe, mas o pai da minha melhor amiga não a deixa andar a pé. Falou o cara que deu uma voadora no última namorado dela, né?

Nem preciso falar que a casa estava um belo desastre. Bebida no chão, casais se beijando logo na porta e, claro, muitas pessoas bebendo. A morena que me acompanhou até esse deplorável recinto sumira, então eu resolvi me sentar e ficar sem fazer nada.

Duas horas já se passaram e nada de Thalia. De repente sinto alguém se sentar ao meu lado. Olhei para a mesma direção e vi os dois olhos verdes-azulados que eu mais detesto no mundo.

— O que quer, Jackson? — qual é? Nerds não precisam ser educados, precisam?

— Vejo que seu bom humor está presente, Wikipédia. — falou Percy irônico.

— Tudo bem. Já me encheu o saco. Pode ir embora.

— Não antes de eu te falar o que eu quero.

— Desembucha, antes que eu arranque suas palavras pela sua garganta com as unhas, retardado.

— Uau! Você tem garras afiadas, gatuna.

— Idiota. Fala logo o que quer, se não eu vou embora. Claro que, provavelmente, eu não vou aceitar, porém poderei debochar de você.

— Acredite, você gostará muito da minha proposta.

— Quer que eu assista sua viajem para Plutão? Agradeço, mas até o tédio é melhor do que qualquer ciosa que te envolva.

— Ainda não, loira oxigenada. Apesar, Plutão é uma cidade? Tanto faz, já que eu não dou a mínima para isso. Eu vim aqui pedir para você namorar comigo.

Para o mundo. Percy Jackson me pedindo em namoro? Nem preciso falar que eu caí na gargalhada.

— Tá rindo de que? Pirou, menina?

— De todas as suas zueras, essa foi a melhor. Troféu joinha para você. — disse entre minhas gargalhadas.

— Eu estou falando sério.

— Eu? Ser sua namorada? Você falando sério? Ah tá. E eu me chamo Maria Lurdina e vendo pastel na prisão. Há-há.

— Quer dizer, é uma namorada falsa. Você finge ser a minha namorada, e eu continuo pegando as outras garotas e namorando a Drew.

— E pra que você quer que eu finja ser sua namorada? O que você vai ganha com isso? Pessoas te zoando? Isso seria até divertido, mas quero evitar a fadiga.

— Bem... — e depois ele me contou uma longa história sobre o pai dele ter falado pra ele arrumar uma namorada decente, ou, se não, ele nunca mais tocava no carro. Retardado. — ... e é isso.

— E o que eu ganho com isso?

— Além do status?

— Claro.

— Te ajudo a conquistar o Luke. Sei que você está gamadinha nele.

Como ele descobriu? Que dizer, não que eu esconda isso muito bem, mas pelo menos achava que era o necessário pra essa toupeira não descobrir. Desculpa para a minha tartaruga. Eu a ofendi profundamente.

Percy me olhou com cara de: "É pegar ou largar" enquanto ficava com a mão estendida. Parei. O olhei nos olhos, como se o desafiasse. E tomei minha decisão...



Notas finais do capítulo

GALERAAAA
Eu comecei a assistir Supernatural. Psé, né. Eu sei que vocês devem estar se perguntando: "Ela vive em uma caverna?"-sqn
Pois é.
GEENTE AQUELE DEAN É UM GATO!! Babei 'O'
Bem, eu só assisti cinco episódios, então queria saber se vale a pena continuar assistindo?

Outra coisa!! Eu fiz outra long que chama "50 Coisas que eu Odeio em Você", que é tipo essa, mas com uma pegada mais... radical -sqnever.
E o link eu vou deixar a seguir
http://fanfiction.com.br/historia/448163/50_Coisas_que_eu_Odeio_em_Voce/

Huehuehue espero que tenham gostado, suas gatas :*