The Shield escrita por MariSpoladorMoreira, Sandy


Capítulo 46
Capítulo 45: Merry Xmas!


Notas iniciais do capítulo

Olá meninas, nos desculpe mesmo, mais meu PC estragou, entrei em semana de provas, muitas coisas aconteceram. Mas estamos de volta e vamos compensá-las esses dias. E Lisa não é mimada gente ela só está acostumada ser única, eu era assim e quando meu irmão nasceu eu me isolei de todos, pois ele tinha mais atenção do que eu. É extremamente normal tudo isso, ainda mais para uma criança. Nos vemos AMANHÃ. Beijoos
;***
Sandy
*-*-*-*
Olá meninas!
Realmente, reforço o que a Dyy falou: muita coisa aconteceu. Foi realmente impossível vir postar, infelizmente.
Recompensaremos vocês antes do natal! haha'
Volto a reforçar o fato de Lisa ser 'mimada'... É normal viu gente? Quem tem irmão mais novo sabe como é, e eu também surtei quando depois de dez anos sozinha, ganhei um irmão mais novo. Chega a ser enlouquecedor... hahahaha'
Esperamos que gostem, vem surpresas por aí!
Máh.




Edward Pov.

- Abre a boca filhinha.

- Papai já está acabando né?

- Claro, hoje é o último.

- Uhuuuul - ela abriu a boca alegre por ser o último dia de remédio. Lisa tomou remédio por uma semana sua garganta só melhorou há dois dias. Os antibióticos de Jasper caíram como uma luva. -Ainda bem porque hoje eu e o tio Emm vamos nos esbaldar na coca-cola.

- Lisa isso não significa que você possa tomar a fábrica de coca-cola toda.

- Mais o Tio Emm diz que é melhor para arrotar!

- Não escute seu tio. Hoje é véspera de natal. Não o dia dos sem educação.

- Tá bom papai. – ela sorriu. – o que você acha de me levar no colinho para acordar a mamãe lindona.

- Ok princesa, vamos lá. - peguei-a e subimos para acordar a minha gostosa.

- Mamãe- Lisa disse baixinho- Mamãe?

- Ih filha ela não vai acordar tão cedo. - ela me olhou sapeca e começou a contar no dedinhos, até três eu já sabia o que isso significava. Bella gargalhava com as cócegas que eu e Lisa fazíamos nela.

- Ai, gente já acordei. – ela disse ofegante.

- Booom dia mamãe lindonaaa.

- Bom dia amores da minha vida- ela respondeu me dando um selinho.

- Bom dia amor

- Ih hoje você acordaram com uma melação danada. -Lisa gargalhou. –Vamos pessoal, preciso de um vestido divo para passar o natal gente! – disse Lisa como se não tivesse um Vestido seria o fim do mundo.

- Ok, vamos comprar vestidos para as minhas divas. – Respondi.

(***)

- Porque esse não?- Bella e Lisa seguravam vestidos parcialmente iguais. Algo como ‘mãe e filha’

- Gente está curto de mais!

- Papai, são lindos.

- É amor, agente vai está em família, porque não podemos usar vestidos assim?

- Gente nem vem. –disse virando as costas.

- Tá Vendo Lisa, como o amorzinho está com agente. Nem nos ama. Eu sei que estou imensamente gorda, parecendo uma melancia, mais não precisava ser assim...

- É mesmo o amorzinho não nos quer ver divas. Depois perde e não sabe o porquê. – eu me virei pra elas, Bella tinha cara de decepção, e Lisa cara de chantagem emocional.

- Tá legal. -me rendi. Bella sorriu e Lisa correu para mim me abraçando.

- Você é melhor amorzinho.

- Ok suas chantagistas, vamos logo, a fila na loja está enorme.

- Mais amor, temos que comprar nossos sapatos ainda.

- Ok Bells vamos procurar os sapatos.

(***)

Em véspera de natal não é época de ir a shopping. Meu deus parece que a loja esta dando as mercadorias em vez de vendê-las. Pelo menos Lisa e Bells saíram satisfeitas, como diz a Lisa ‘ com vestidos divos’ mas ainda acho que está curto de mais.  

Iríamos passar o natal Juntos na casa de meus pais. Chegaríamos lá por volta de 21h30min. Charlie estaria conosco. Lisa desistiu de ir a Disney depois da minha viagem com Bella. Passaríamos então o ano novo em uma casa de campo de Charlie. Segundo Bella lá era lindo.

Milagre Alice ainda não tinha aparecido para fazer minhas divas de Barbie. Ela ligou avisando que estava presa em uma loja de grife do shopping, porque ela mesma fez o próprio vestido, porém como na grife de Bella estava lotada de serviços por ser fim de ano ela não consegui concluir o seu. Isso tudo ela disse chorando. Dai-me paciência.

Minhas garotas se trancaram no quarto antes da 19:00 e até agora não desceram, e faltava apenas 10 minutos para sairmos.

- Meninas... – chamei do pé da escada – Será que vocês podem ser um pouco mais rápidas?

- Já vai amorzinho! – Lisa gritou e riu em seguida – Estamos ficando lindas para você!

- Se ficarem mais lindas, eu morro do coração... – gritei de volta rindo, e me sentei no sofá, assistindo um jogo de futebol sem prestar muita atenção.

Depois de mais trinta (sim, trinta) minutos elas desceram, e saímos correndo para a casa dos meus pais, onde encontraríamos todos.

Decidimos que era melhor jantar primeiro, e só próximo a meia noite trocar os presentes, e foi isso que fizemos. O jantar estava maravilhoso, Lisa e Emmett obviamente inventaram de fazer competição de comida, e mais obviamente ainda que deu merda. O lado em que os dois estavam sentados ficou totalmente sujo. Além de competir quem comeria mais, competiram quem comeria mais rápido, para total desespero meu e de Bella, já que Lisa se afogou várias vezes tentando vencer do tio.

- Lisa, chega... – pedi falando baixo, mas a menina incorporou o próprio Shrek. – Lisa. – pedi novamente.

- Elisabeth Swan! – Bella falou em tom de voz alterado e grosso. Lisa a encarou assustada.

- Me assustou mamãe...

- Era para assustar mesmo. Que comportamento mais feio Lisa!

- Desculpe...

Depois da inevitável bronca, ficamos todos tranquilos, comendo normalmente. Diferente de Bella, que desde o começo do jantar estava estranha... Na verdade, desde a ida até meus pais ela estava calada.

Bella estava contente, rindo para todos, mais eu sabia que tinha algo errado. Vi Charlie chegar perto dela, e sussurrar-lhe algo, ela apenas acenou que sim.

- Amor?-disse a abraçando- Tudo Bem?

- Sim, só uma dor nas pernas, mais eu estou bem.

- Bella...

- Nem continue Cullen, eu estou bem.

- Se você diz, eu finjo que acredito...

- Não finja, acredite mesmo, tá tudo bem.

- Você acha que está na hora de...?

- De?

- Dos nossos meninos nascerem...

- Não! Claro que não... – ela sorriu e acariciou meu rosto, me dando um selinho – Está perto, eu sinto, mas não agora...

Lisa estava por fora de nossas conversas, encantada com o tanto de presentes debaixo da árvore de natal .

(***)

Chegamos a casa por volta de três da manhã. Bella desmontou dentro do carro. E lisa também. Ficamos por quase duas horas trocando presentes. Todos deram, todos ganharam. Lisa e os gêmeos ganharam muita coisa, imagino porque sejam crianças, e crianças tem muita sorte. Com duas dorminhocas no carro, só houve um resultado óbvio: Tive que carregar as duas escada acima. Levei Lisa primeiro, e a deitei ‘de qualquer jeito’ em sua cama. Desci, e com um pouco mais de dificuldade, subi com Bella. Deitei-a e não resisti em beijar sua enorme barriga. Só tirei minha roupa, e deitei abraçado a Bella que ressonava tranquilamente.

- Edward?- não tinha muito tempo que eu havia dormido... Ou tinha?- Amor?- abri os olhos lentamente.

- Já amanheceu?

- Não, mas é que a minha bolsa estourou!

- Amor, amanhã agente compra outra, ok?

- EDWARD?! Você está dormindo ainda? Seus filhos vão nascer!

- Ah entendi Bella... –demorou um tempo ela continuava olhar para mim- MEU DEUS! MEUS FILHOS VÃO NASCER BELLA! – levantei num rompante, pegando-a no colo, descendo para o carro. - Calma Bella, fica calma respira...

- Amor, quem está nervoso aqui é você. – ela sorriu numa careta de dor. O liquido escorria abundante entre suas pernas.

- Calminha Bella. O que eu tenho que pegar?

- Além da calças? – ela riu com dor de novo- Lisa, minha bolsa e a dos gêmeos!

- Claro, não saia daí!

- Que isso amor, vou correr uma maratona...

(***)

- Gente ajude! Minha mulher está em trabalho de parto. - Tinha uma Lisa adormecida em meus braços, e escorava Bella do outro. Eu não quis deixar Bella andar, mas ela mesmo disse que era bom andar no trabalho de parto. Ela era expert nisso, leu muitos livros e revistas ao longo de nove meses... Rapidamente uma enfermeira trouxe uma cadeira de rodas. Bella estava com uma expressão de dor mais agoniada agora.

- Edward os bebês não vão nascer agora. Não deixe Lisa sozinha. E calma amor, liga para meu pai, para a sua família...

- Como você sabe que não vão nascer agora?

- Já passei por isso lembra?

- Claro, claro. Então agora se acalme.

- Estou calma meu amor...

- Ok, eu sou o nervoso, me desculpe...

- Está pedindo desculpas por estar nervoso?

- Acho que sim. – sorri mais nervoso.

- São seus filhos, nossos. É normal estar assim. – ela sorriu fracamente.

Liguei para meus pais e irmãos, para Charlie e creio que em dez minutos estavam todos lá. Mal vestidos, descabelados e sonolentos, mas estavam. Deixei Lisa no colo de Emmett e ela nem se mexeu. Era hora de ficar com minha Bella, e colocar meus garotos no mundo...