Foto de Amarthwen
Amarthwen nível 1
ID: 81310
Cadastro:
  • 11/03/2011

  • CARTA AOS LEITORES

    Olá a todas(os)

    Primeiramente, gostaria de explicar que estou usando esse espaço pra tentar dar uma satisfação a todos que me lêem.

    Sei que estou em débito com todos vcs, há mais de ano sem atualização. Sei o quanto isso é terrível pra quem acompanha a história. Mas estou aqui pra dizer que não, eu não morri. E tampouco desisti.

    Quem me conhece um pouco sabe que eu as vezes demoro horrores, mas nunca desisto de dar um final ao que começo, e dessa vez não vai ser diferente. Eu hei de concluir tudo. Apenas peço um pouco mais de paciência.

    Ocorre que uma surpresa imensa e maravilhosa aconteceu na minha vida no ano passado. EU DESCOBRI QUE IA TER UM BEBÊ! E por mais incrível que vêm sendo toda a experiência, as coisas, vcs hão de convir, mudaram bastante pra mim. Tempo livre para os meus hobbies passou a ser algo que não me pertencia mais

    Primeiro foram os enjôos, que me mantiveram imprestável nos primeiros meses. Então toda a loucura com preparativos de enxoval, montando o quartinho, escolhendo nome, etc, etc, etc. (quem iria imaginar que escolher uma simples mamadeira poderia ser tão complicado? Ou que haviam tipos específicos de chupetas? Ou que comprar um mísero carrinho demandasse tanta pesquisa?) Era todo um novo universo se descortinando diante de mim.

    Pra piorar, no meu caso, eu tive um sangramento, mais ou menos por volta do sexto mês (trimestre que, em tese, é quando eu deveria me sentir melhor e aproveitar pra agitar as coisas), que me manteve em repouso por um mês inteiro. E quando eu digo em repouso, eu quero dizer em repouso mesmo. Tipo: "na cama", "DEITADA" - palavras da minha ginecologista.

    Nessa hora, pra me sentir menos ansiosa, eu ingenuamente pensei: Tudo bem, nos dois últimos meses eu vou ser obrigada a ficar em casa mesmo, daí eu adianto tudo. Quem sabe até não finalizo minha fic no Nyah!?

    Doce ilusão! Nos últimos dois meses eu estava tão imensa e dolorida (minhas costelas pareciam que iam explodir) que eu não conseguia ficar mais de dez minutos sentada, e, mesmo assim, apenas com o encosto da cadeira reclinado, ou com uma almofada nas costas.

    Mais uma vez eu pensei: Tudo certo, quando o bebê nascer eu vou ter tempo. Eu vou estar de licença maternidade, um recém nascido dorme cerca de 18 horas por dia (eu tinha pesquisado isso), eu não preciso dormir tanto.

    Bem, quem já é mãe aqui deve estar rindo muito de mim há essa altura. Porque, claro, não é nada assim. Nem um pouco assim. Qualquer mamãe sabe que os três primeiros meses são absolutamente infernais. Vida própria? Esquece. Isso não te pertence mais. Na verdade, vc levanta a mão pro céu toda vez que consegue pelo menos um tempinho pra lavar o cabelo.

    Então, depois disso, eu simplesmente desisti de pensar ou planejar qualquer coisa, sabe. Fui apenas vivendo um dia depois do outro como tem que ser. E ainda bem que fiz assim, porque toda hora era um acontecimento diferente. Todo dia uma nova surpresa.

    Mas bem, entre mortos e feridos salvaram-se todos. Meu lindinho hoje está com 6 meses de pura gostosura (mode mãe babona on), e finalmente ele tem me permitido voltar a ter um pouquinho mais de tempo pra mim. Não muita coisa, mas o suficiente pra vir aqui dar essa satisfação pra vcs. E acredito que agora tb vá dar pra eu ir respondendo as reviews. Vou respondendo as poucos, ok?

    Quanto a tempo pra continuar a história... isso eu não sei dizer. Talvez o mês que vem... talvez só quando ele entrar na escolinha... sinceramente, eu já desisti de fazer previsões. Agora é ir vivendo e vendo. Um dia por vez. Uma etapa por dia. Aproveitando ao máximo esse pequeno e conturbado milagre que entrou na minha vida.

    Por isso peço a vcs um pouco mais de paciência. E deixo aqui minha promessa de que não vou desistir. Vou trazer um final pra vcs. Afinal, não seria justo se fizesse diferente, não é ;).

    Desde já agradeço pelo carinho e pela consideração,

    Beijos e saudades

    Pandora (20/10/2015)

    --------------------- // -------------------------

    AMO Yaoi e certamente quase todas as minhas histórias trarão essa temática, desculpas a quem não gosta.

    Gosto de fics de

    Saint Seiya,

    Count Cain,

    Angel Santuary,

    Vampire Knight,

    Supernatural,

    Entre outros. Mas nos últimos tempos tenho sido acometida por uma febre de Saint Seiya, não sei quanto tempo irá durar.

    No momento meus casais preferidos tem sido:

    Milo e Camus

    Saga e Kanon

    Afrodite e MM

    "Dizem que sou louco por pensar assim

    Se eu sou muito louco por eu ser feliz

    Mas louco é quem me diz

    E não é feliz, não é feliz

    Se eles são bonitos, sou Alain Delon

    Se eles são famosos, sou Napoleão

    Mas louco é quem me diz

    E não é feliz, não é feliz

    Eu juro que é melhor

    Não ser o normal

    Se eu posso pensar que Deus sou eu

    Se eles têm três carros, eu posso voar

    Se eles rezam muito, eu já estou no céu

    Mas louco é quem me diz

    E não é feliz, não é feliz

    Eu juro que é melhor

    Não ser o normal

    Se eu posso pensar que Deus sou eu

    Sim sou muito louco, não vou me curar

    Já não sou o único que encontrou a paz

    Mas louco é quem me diz

    E não é feliz, eu sou feliz"