Foto de Louie Robinson
Louie Robinson
ID: 790618
Cadastro:
  • 22/05/2019

  • Olá, eu sou Louie – uma escritora e leitora assídua.

    ...

    Oh, depois de alguns muitos minutos – com indicador piscando para mim incansavelmente na tela branca do meu Macbook, nunca pensei que ter de falar sobre mim pudesse ser tão penoso. Bem, acho que isso se deve ao fato de que, nós, humanos, somos tão mutáveis e voláteis que, dificilmente, conseguimos falar sobre nós mesmos.

    A questão toda é que o ser humano não consegue compreender a si mesmo.

    Irônico que todo esse meu tempo pensando sobre mim me fez refletir sobre as coisas ao meu redor.

    Quando conseguimos, nas raras vezes que conseguimos compreender a nós mesmos – respondendo milhões de perguntas em nosso inconsciente – outras milhões surgem e, as perguntas sobre nós nunca param de surgir. É como um ciclo viciante sem fim, as perguntas nunca param e as repostas são sempre insuficientes para a nossa curiosidade insaciável.

    Definitivamente, acho que isso nos diferencia de outros animais.

    Sim, com certeza.

    Nós nos recusamos a simplesmente a aceitar o fato que existimos – como os animais comuns da cadeia alimentar abaixo de nós, pelo contrário, em nossas perguntas infinitas sobre nós e os incontáveis universos que nos cercam, queremos respostas.

    Talvez, pelo fato de que nos recusamos a receber rótulos, nos recusamos ser tachados como feras.

    Por um lado, alguns tentam seguir o padrão almejado.

    Por outro, alguns tentam soar diferentes.

    Acho que faço parte dos que tentam soar diferentes.

    O normal é sem graça e sem vida – embora admire a felicidade programada em televisores daqueles que vivem no padrão.

    Sou um pouco louca – admito, prefiro um bom livro ao invés do televisor em minha sala, embora constantemente ligue a televisão para ler meus livros, por alguma razão que nem mesmo eu compreendo – talvez, para ter algum som de fundo enquanto aproveito minha solidão com meu livro. Não se espante quando falo de solidão, nem muito menos pense que a romantizo, mas há algo na solidão que me agrada. Gosto de estar só na maior parte do tempo. Como disse, admito, sou louca.

    Louca, eu disse e, incapaz de terminar uma linha de raciocínio.

    ...