Foto de maribaptista
maribaptista nível 1
ID: 71258
Cadastro:
  • 15/12/2010

  • "E sempre que a história esgostava

    Os poços da fantasia,

    E debilmente eu ousava insinuar,

    Na busca de o encanto quebrar:

    'O resto, para depois...' 'Mas já é depois!'

    Ouvia as três vozes alegres a gritar."

    Lewis Carrol, trecho de poema sobre Alice no País das Maravilhas

     

    Não se pode falar muito de você mesmo quando ainda está se descobrindo quem realmente é. Nenhuma informação dura pra sempre, e é cansativo ter de modificar uma página várias e várias vezes em função disso. Mas pode-se tentar explicar o que você é, mesmo que pouco, e tentar ganhar a compreensão das pessoas sobre sua mente confusa e criativa.

    Brasileira extrovertida e um pouco chatinha, tem mania de falar sozinha e consegue explodir uma cozinha se for deixada a sós com um fogão. Adora falar sobre assuntos inúteis, mas fica tímida perto de gente que não conhece. Desenha qualquer ilustração que vê por aí e gosta, mas só desenha, porque pintar (seja com lápis de cor ou com tinta e pincel) lhe extressa profundamente. Sempre acha que seus textos e poemas não são bons os bastantes - o que causa certos ataques de fúria e algumas folhas de papel rasgadas - mesmo que os amigos e professores elogiem seus trabalhos. Gosta de dormir e imaginar o impossível, e odeia insetos do fundo do coração, sendo capaz de arremessar uma cadeira em uma formiguinha, e depois sair correndo e berrando. É de Áries, o que a torna inquieta, filha de um carioca e uma paulista, o que a deixa com um sotaque estranho que é constantemente observado pelos amigos bobocas.  

     

    "Tudo que posso lhes dizer é que imagens surgem na minha cabeça e eu escrevo histórias sobre elas"

    C.S. Lewis

     

    Sou fã de Lewis Carrol, C.S. Lewis e Oscar Wilde, minhas eternas inspirações para histórias originais. Escritores incríveis, que vão sempre afetar minha imaginação em momentos de pensamentos vazios. Mas não são meus únicos autores preferidos: J.K. Rowling, Phillip Pullman, Cornelia Funke (eterna diva), Meg Cabot e Stephenie Meyer (mesmo que esta última não se encaixe muito na lista) são alguns que me ofereceram novos universos que levarei sempre comigo.