Foto de Isa Alexander
Isa Alexander nível 1
ID: 693705
Cadastro:
  • 18/08/2016

  • Distante do frio das Montanhas Nebulosas

    Para as profundas masmorras e cavernas antigas

    Devemos sair antes do raiar do sol

    Para buscar o ouro pálido encantado

    Os anões de antigamente fizeram feitiços poderosos

    Enquanto martelos batiam como o badalar dos sinos

    Em abismos, onde criaturas da escuridão dormem

    Em corredores vazios sob as colinas

     

    Para o antigo rei e senhor élfico

    Existem muitos tesouros reluzentes escondidos

    Eles moldaram e forjaram, e brilho obtiveram

    Para esconder as jóias no punho da espada

    Em colares de prata eles amarravam

    As estrelas brilhantes, sobre as coroas colocavam

    O dragão de fogo, em fio retorcido

    Eles combinaram a luz da lua e do sol

    Distante do frio das Montanhas Nebulosas

    Para as profundas masmorras e cavernas antigas

    Devemos sair, na calada da noite

    Para clamar nosso ouro a muito tempo esquecido

     

    Cálices eles esculpiram para si

    E harpas de ouro; onde nenhum homem cavou

    Lá ficou por muito tempo, e muitas das canções

    Foram inéditas cantadas por homens ou elfos

    Os pinheiros estavam rugindo nas alturas

    (Os pinheiros estavam rugindo nas alturas)

    Os ventos estavam gemendo na noite

    O fogo era vermelho, flamejando se espalhou

    (O fogo era vermelho, flamejando se espalhou)

    As árvores como tochas brilhavam com luz

    Os sinos estavam tocando no vale

    (Os sinos estavam tocando no vale)

    E com rostos pálidos os homens olharam para cima

    A ira do dragão mais feroz que o fogo

    (A ira do dragão mais feroz que o fogo)

    Derrubou suas torres e casas frágeis

     

    A montanha enfumaçada debaixo da lua

    (A montanha enfumaçada debaixo da lua)

    Os anões ouviram o barulho da destruição

    Eles fugiram de seus corredores para morrerem

    Eles fugiram de seus corredores para morrerem

    Sob seus pés, sob a lua

     

    Distante da crueldade das Montanhas Sombrias

    Para masmorras e cavernas escuras

    Devemos sair, na calada da noite

    E tirar dele nossas arpas e nosso ouro!

     

    Os pinheiros estavam rugindo nas alturas

    (Os pinheiros estavam rugindo nas alturas)

    Os ventos estavam gemendo na noite

    O fogo era vermelho, flamejando se espalhou

    (O fogo era vermelho, flamejando se espalhou)

    As árvores como tochas brilhavam com luz

    Os sinos estavam tocando no vale

    (Os sinos estavam tocando no vale)

    E com rostos pálidos os homens olharam para cima

    A ira do dragão mais feroz que o fogo

    (A ira do dragão mais feroz que o fogo)

    Derrubou suas torres e casas frágeis



    Isa VerdeFolha mudou seu nome para Isa Alexander21/08/2016