Foto de Leta Le Fay
Leta Le Fay nível 1
ID: 557228
Cadastro:
  • 12/01/2015

  • Um breve resumo para os interassados:

    Semideusa Grega - Filha de Íris - Com bênçãos de Atena e Poseidon. 

    Maga da Casa da Vida - Seguidora do Caminho de Maat.

    Cornivana.

    Casa dos Denali.

    Conjuradora da Luz.

    Narniana.

    Agente da Lep.

    Ekaterina.

    Dampira.

    Alquimista.

    Valkiria- Leal à Freya - Filha de Sif.

    Caçadora de Sombras.

    Elfa.

    Nefilim.

     ***

     

    ÍRIS, A DEUSA DO CÉU, DA ÁGUA E DO ARCO-ÍRIS

     

    Íris (do grego Iris ou Eiris) é uma Deusa do céu e do mar, que personifica o arco-íris que une o céu e a Terra, por isso é a mensageira dos Deuses com os seres humanos. Ela era adorada tanto pelos deuses quanto pelos mortais por sua natureza de bondade e amor.

    Filha de Taumante que era filho do Mar (Pontus) e da Terra (Gaia), e de Electra que era uma das oceânides, as filhas de Oceano e Tétis. Íris é casada com Zéfiro. Suas irmãs eram as harpias: Arce, Aelo, Celeno e Ocípite. Íris é mãe de Potos, a saudade.

    Embora seja irmã das Hárpias, terríveis monstros alados, Iris muitas vezes é representada como uma linda virgem com asas douradas e mantos de cores brilhantes, um halo de luz em sua cabeça segurando um cálice. jarro ou mesmo um cajado. Ela se move com a leveza do vento de um lado para outro do mundo, nas profundezas dos oceanos e no mundo subterrâneo (o os domínios de Hades). As vezes ela cortava o céu com a mesma rapidez que seu marido, Zéfiro, o vento oeste. Outras vezes desce suavemente, deixando no céu o arco-íris como seu rastro.

    Para os gregos, que na maioria viviam perto do mar, o arco-íris era mais frequentemente visto cobrindo a distância entre as nuvens e o mar e por isso imaginavam que a deusa reabastecia as nuvens de chuva com água do mar.

    Durante a Titanomaquia (a guerra entre os Titãs e os Deuses do Olimpo), Íris era a mensageira dos Deuses do Olimpo, enquanto a sua irmã Arce traiu os olimpianos e se tornou a mensageira dos Titãs.

     

    Íris também desempenhou um papel significativo na Guerra de Tróia, ela fielmente transmitiu a vontade de Zeus para os outros imortais que estavam lutando. Às vezes, ela  assumia o disfarce de um homem ou uma mulher e outras vezes ela se revelava em toda sua glória.
    Depois de Afrodite ter sido ferida pelo ataque de Diomedes, Íris correu para o lado dela e ajudou-a em carro de guerra de Ares para que a Deusa ferida pudesse escapar mais danos.
    Íris não tomou lado na guerra e aconselhou ambos os exércitos, como Zeus ordenou. Ela ajudou o comandante troiano, Hector e também seu inimigo mais odiado, Aquiles com igual fidelidade. Íris retransmitida informações táticas para Hector sobre a melhor forma de delegar autoridade no seu exército. Ela também ajudou a Aquiles, indo para a casa de Boreas, o Vento Norte, para pedir que ventos parassem e então, Aquiles poderia acender a pira funerária de seu companheiro caído, Pátroclo.

     

    Fonte: Dez Mil Nomes.

     

     

    Afinal, havia ainda aquela estrela
    Íris, tão jubilada p`los Deuses...
    Desafio-vos a olhar os céus
    Encontrá-la é tarefa daqueles
    Que sonham por vê-la!...

    Íris é como uma gota de chuva
    Que refracta e reflecte luz
    A luz do sol... branca!...
    Multicores – lá vai violeta -,
    Amarelo, verde, laranja
    Azul e índigo... mendigo!...
    Pr`a te ver, Óh! Íris!...
    Águas das gotas de chuva dispersa!...

    E, em teus olhos é o vermelho
    A cor que reflecte... é a luz
    vermelha que resplandece!...
    O cumprimento d`onda é maior...
    E quando num piscar d`olhos... dos teus olhos, do ângulo menor
    Surge levitando... Íris, a Deusa dos Deuses!...
    Então, é quando o olho do observador... a pode ver!...

     

     

     

    ***

    (...) Estava parada uma mulher de meia idade com a pele olivácea, longo cabelo preto, óculos sem borda, e uma camisa que se lia: A DEUSA ESTÁ VIVA! Ela tinha um colar de âmbar e anéis de turquesa. Cheirava a pétalas de rosas.

    Ela parecia bastante amigável, mas algo nela fazia se sentir um pouco trêmulo, como se quisesse chorar. Levou-lhe um segundo, então percebeu o que era - o jeito com que sorria só com um canto da boca, a cor marrom de seus olhos, a inclinação da cabeça, como se estivesse considerando uma pergunta. (...)

    Sua mãe.

    —__________________________________________________________

     

    Uma das Deusas Mães do Egito era Hathor, constantemente chamada de mãe de todas as deidades e deusa da Lua. Originalmente, seu nome era Het-Hert ou Hat-Hor, o que significa A Casa ou O Ventre de Hórus. Hathor criou-se a si própria, uma forte indicação de que seu culto já acontecia quando da ascensão das divindades masculinas dominantes.Os egípcios a chamavam de a Vaca Celestial, que originou a Via Láctea a partir de seus fluidos vitais.Era também identificada com o lendário ganso do Nilo que botou o Ovo Dourado do Sol. Ela era a rainha o Oeste(os mortos), mas também a protetora das mulheres e da maternidade.

    Hathor possuía também um lado obscuro. No inicio, quando a humanidade ainda dava seus primeiros passos na Terra, o deus solar Rá decidiu punir os humanos por se tornarem perversos e desrespeitosos aos deuses.Ele ordenou a Hathor que executasse sua vingança.A deusa matou humanos até que seu sangue corresse em rios.Rá passou a sentir remorso pelos humanos e pediu a Hathor que parasse mas, por estar ensandecida, ela se recusou.Finalmente, Rá lançou 7.000 jarras de cerveja misturadas com mandrágora para que parecesse sangue. Hathor bebeu toda a cerveja, ficou completamente embriagada e esqueceu-se de seu desejo por sangue.

     

    Fonte: Celebração de Hathor.

     

     

     

    ***

     

    Hathor, majestosa deusa do amor

     

    Com ajuda da magia de Isis, o olhar
    E dela, o desejo pulsando em amar

    (...)

    Salve Hathor, rainha da união
    Para que haja um só coração
    Do sentimento por ti enriquecido
    Do livre desejo a ser vivido

     

    Jessica Bittencourt.  

     

    —________________________________________________________

    MAAT, esta deusa, que traz na cabeça uma pena de avestruz, representa à justiça e a verdade, o equilíbrio, a harmonia do Universo tal como foi criado inicialmente. É também a deusa do senso de realidade. Este respeito pelo equilíbrio implica na prática da equidade, verdade, justiça, no respeito à natureza, aos seres vivos e na consciência do fato que o tratamento que se inflige aos outros pode nos ser infligido.

    Filha de Rá e de um passarinho que se apaixonando pela luminosidade e calor do Sol, subiu em sua direção até morrer queimado. No momento da incineração uma pena voou. Era Maat.

     

    Com sua pena da verdade ela pesava as almas de todos que chegassem ao Salão de Julgamento, na presença de Anubis. Ela colocava sua pena em um prato e no prato oposto da balança o coração com a memória da alma. Se os pratos ficassem em equilíbrio, o morto podia festejar com as divindades subterrâneas. Entretanto, se o coração fosse mais pesado, ele era devolvido para Ammut, o monstro, para ser "destruido" (retido até quando estivesse preparado para a próxima reencarnação). Como se vê, os deuses egípcios não eram pessoas imortais para serem adoradas, mas sim ideais em qualidades para serem honradas e praticadas.

    Maat representava o mundo em equilíbrio, tudo aquilo que não era Maat era o caos, a massa confusa do nada.

     

     

     

    Antiga deusa egípcia representando a união do deserto e da terra fértil, da individualidade e do Eu superior, Maat personifica o princípio da verdade e da justiça divinas, a quem mesmo as divindades eram subordinadas.

     

    A Sua natureza era justa e verdadeira, era o Seu sopro que conferia a essência divina e era Ela quem pesava as almas, aferindo seu peso com a pena de avestruz. Se a balança se inclinasse pelo peso das más ações cometidas, a alma era entregue ao monstro Ammut, que a devorava. Se os pratos da balança permaneciam equilibrados, o deus Osíris permitia a passagem da alma para o mundo dos espíritos puros. Os critérios usados no julgamento das almas eram referentes aos comportamentos e às repercussões das ações cometidas na Terra, bem como à negligência no nível espiritual. Para os egípcios o egoísmo, a gula, a inveja, a cobiça, o roubo, a mentira, a traição ou o descaso espiritual eram infrações que turvavam a consciência e determinavam a trajetória da alma.

     

    Se a transgressão fosse menor, desviando apenas levemente a balança de Maat, a alma precisava passar por retificações e purificações no mundo inferior, antes de voltar para uma nova encarnação. Nos casos graves, a alma era aniquilada, regredindo para o estado animal.

     

    O hieróglifo para a verdade era a própria pena de Maat e seu nome é a sílaba básica do nome “Mãe” nas línguas indo-européias. Além de ser a juíza das almas, Maat era reverenciada como Metet, a Barca Matutina do Sol, a Mãe benevolente da luz, cujas leis governavam o céu, a Terra e o mundo subterrâneo.

     

    Fonte: Deuses do Egito.

    ***

     

    — Não faz diferença. Todas as coisas precisam ser equilibradas. — Ela apontou para a balança de ouro à sua frente. — O coração dele deve ser pesado para determinar se os seus atos na Terra foram dignos.

    (...)

     

    A linda deusa tirou do arranjo de cabeça uma pena de avestruz e a depositou sobre o prato mais próximo da balança, então sorriu com benevolência para o rapaz em pé ao lado de Anúbis. Os deuses o encararam com ar de expectativa.

     

    —________________________________________________________

     

    Filha de Njörd, o Deus do Mar, com sua irmã a deusa Nerthus (há mitos em que ela é filha da giganta Skade ou Skadi, Senhora dos Invernos e Caçadora das Montanhas), a irmã de gêmea de Freyr, que comanda o tempo e a prosperidade, a fertilidade, a alegria e a paz e é o Deus chefe da agricultura. Freya é o complemento feminino de Freyr até mesmo em seus nomes pois o dele significa “Senhor” e o dela “Senhora”. Em vários aspectos, ela e seu irmão foram como as divindades gregas Ártemis e Apolo, divindades gêmeas, seu irmão era um Deus de luz, como o Apolo. Uma vez que ela era uma Deusa dos Vanir, Freya, como Artemis representa a fertilidade dos animais selvagens, mas ao contrário da mesma, enquanto Ártemis é uma Deusa virgem, Freya é ligada ao amor e sexo.

    Ela nasceu em Vaneheim, também era conhecida como Vana, Vanebride, Vanadis (que significa “Dís dos Vanir”, sendo “Dís” uma palavra nórdica para “Deusa”), Deusa dos Vane. Como seu irmão e pai, ela foi originalmente uma Deusa dos Vanir, sendo que mais tarde se tornaria uma importante Deusa dos Aesir.

    Ela foi por vezes confundida com Frigga, esposa de Odin, uma vez que ambos os nomes significam “Senhora” e ambas tiveram atributos semelhantes porém enquanto Frigga é a padroeira da paz, da vida doméstica e protetora da família, Freya é a regente do amor e da guerra, da fertilidade, da magia e da morte. Outra Deusa com quem ela já foi confundida foi Iduna, a guardiã das maçãs douradas da juventude e imortalidade.

    Fonte: Dez Mil Nomes.

     

    ***

     

    Ela parecia ter uns vinte anos e estava cercada por uma aura de esplendor dourado que me fez perceber o que Blitzen quis dizer mais cedo, quando falou que a luz do dia ali não era normal. O reino todo de Fólkvangr era quente e iluminado, não por causa do sol, mas porque estava envolvido pelo poder daquela mulher.

     

    (...)

     

    Pela primeira vez, percebi o quanto a deusa podia ser apavorante; linda, sim, mas também apavorante e poderosa. Imaginei-a armada com um escudo e uma lança, cavalgando com as valquírias. Se eu a visse no campo de batalha, sairia correndo na direção oposta.

     

    —________________________________________________________

    Apesar da sua pouca participação nos mitos, a metáfora "marido de Sif", usado para designar o deus Thor, é encontrada em vários poemas. Em duas citações nos mitos, Loki acusa Sif de adultério, vangloriando-se de ter sido seu amante, porém sem que existam comprovações em outros mitos sobre esse fato, aka b1tch. A alusão à sua possível infidelidade é sugerida pelo fato de Loki ter cortado seus lindos cabelos dourados durante seu sono. Enquanto em outras culturas "cortar os cabelos" era o castigo imposto às adúlteras, as mulheres nórdicas eram livres para se divorciar quando se sentiam insatisfeitas nos casamentos, realidade que não sustenta a tese de punição. A prova disso está no apoio dado por Thor, quando viu o desespero de Sif, forçada ao isolamento devido à perda de sua linda cabeleira. Thor ameaçou Loki com torturas e morte se ele não reparasse a maldade. Apavorado e temendo pela sua vida, Loki apelou aos anões ferreiros, que confeccionaram uma cabeleira feita com fios de ouro, tão perfeita quanto a original, que cobria Sif da cabeça aos pés como um véu brilhante. Tanto Sif, quanto o próprio Thor, tinham muito orgulho dos cabelos dourados, que representavam as espigas maduras dos campos de trigo no verão e eram sinônimos de "ouro".

     

    Para diminuir a ira de Thor e a revolta dos outros deuses por mais uma ofensa e falta de respeito para com eles, Loki obrigou os anões ao confeccionamento outros objetos mágicos, que ele levou como presentes para os deuses: Odin, Thor e Frey.

    À Odin foi dado a lança Gungnir, quando lançada nunca erra o alvo, e sempre volta à mão de seu possessor.

    À Thor foi dado Mjöllnir o martelo mágico que serviria tanto para construção como para a destruição, dizem vertentes que Loki atrapalhou a confecção do martelo, por isso ficou "pequeno".

    À Frey foi dado Skíðblaðnir ou, aportuguesado, Esquidebládenir (SkídbladnirSkídhbladhnirSkíthblathnirSkidbladnirSkithblathnir ou Skidhbladhnir) é o navio de Frey, na mitologia nórdica. Foi criado pelos filhos de Ivaldi a pedido de Loki que desejava a união entre os AEsir e os Vanir.

     

    Sif tinha um filho, Ullr - adotado por Thor -, cujo pai era desconhecido, supõe-se que ele era um gigante de gelo, pois Ullr amava o frio e se divertia esquiando ou patinando nas regiões cobertas de neve e gelo, bem como caçando nas florestas de Jötunheim.

    Sif era descrita como uma mulher lindíssima, envolta por longos e fartos cabelos dourados, que usava roupas simples de camponesa, mas com um cinto de ouro e pedras preciosas. Era considerada regente da beleza, do amor e da fertilidade da vegetação, principalmente dos campos dourados de trigo no verão.

    Fonte: Dankzij Yggdrasil.

     

    ***

     

    De repente, o tronco da árvore se abriu como uma porta. Uma moça saiu por ela e chamou:

    — Venham por aqui, heróis!

    Ela tinha feições élficas delicadas e longos cabelos dourados, cheios e lustrosos. O vestido laranja-avermelhado era preso no ombro com um broche verde e prateado.

    (...)

     

    Acima de nós, uma pirâmide de vidro com nove lados permitia que a luz entrasse. Janelas panorâmicas cercavam a câmara, dando vista para os telhados de Asgard. Ao longe, dava para ver o domo principal de Valhala. Feito de cem mil escudos dourados.

    A câmara onde estávamos parecia ser um átrio interno. Ao redor da circunferência havia nove árvores, todas iguais àquela pela qual tínhamos entrado em Jötunheim. No meio, na frente de uma plataforma, uma chama estalava alegremente na lareira. E, na plataforma em si, havia um trono de madeira branca entalhada de forma elaborada.

    A mulher de cabelo dourado subiu os degraus e se sentou no trono.

    Assim como o cabelo, tudo nela era gracioso, fluido e luminoso. O movimento de seu vestido me fez lembrar um campo de papoulas vermelhas oscilando em uma brisa morna de verão.

    — Sejam bem-vindos, heróis — disse a deusa.

     

    —________________________________________________________

     

    Kaguya Hime: A Princesa da Lua

     

     

    A lenda da Princesa Kaguya também conhecido como o Conto do Cortador de Bambu, cujo título original é Taketori monogatari, data do Século X, é considerada a mais antiga narrativa japonesa existente. O antigo conto, narra a história de um velho cortador de bambus, que um dia encontra uma pequenina menina dentro de um broto, sem saber que ela era na verdade uma princesa da Lua. Pela sua relevância, esse conto foi selecionado entre os mais importantes para ler antes de morrer.

    "Quatro primaveras haviam se passado desde que Kaguya fora encontrada no broto de bambu. Mas ela ficava mais triste a cada dia. Noite após noite, Kaguya Hime olhava para a lua, suspirando. Preocupado, o velho pai um dia perguntou: “Por que está tão triste minha filha?”. “Eu gostaria de ficar aqui para sempre, mas logo devo retornar.” Disse a jovem. “Retornar, mas para onde? O seu lugar é aqui conosco, nunca deixaremos você partir.” Disse o pai aflito. “Este não é o meu reino, eu sou uma princesa de Reino da Lua e, na próxima lua cheia, eles virão me buscar”. Completou tristemente a princesa."

    Fonte: Caçadores de Lenda "Japão".

     

    ***

     

     

     Qual a utilidade do esboço da imortalidade para mim...
    Agora que nunca mais poderemos nos ver de novo....
    E eu passo todos os meus dias derramando lágrimas o suficiente para flutuar o seu despertar..


            Com minha resistência e meu respeito, eu devo estar apta a derrotar o dragão e obter a joia ao redor de seu pescoço...


            Eu pensei que fosse real, mas quando olhei de perto, era apenas um galho enfeitado com palavras...

    Você não vinha há muito tempo, é verdade que eu esperei pelo Caurim Absorvido de Concha para não aproveitar. Assim como lá não há pinheiros nem conchas na desolada Enseada de Sumi, A qual ainda é evitada pelas ondas?

    Agora que obti trajes que não vão queimar nas minhas imortais chamas do amor, minhas mangas estão secas das minhas lagrimas melancólicas, e eu poderei ver você novamente, hoje...Se eu soubesse que esse manto queimaria sem deixar cinzas, eu não teria duvidado de sua veracidade;Ao invés de lançá-lo às chamas, eu teria passado meus dias admirando-o...


           Eu achei que a taça de pedra estaria iluminada com a virtude de Buda, mas eu nem mesmo vejo um lampejo de luz que alguém pode ver na grama cheia de orvalho...


          O que realmente procurava no monte Ogura?


         Agora que chegou a hora para mim de vestir o meu manto emplumado dos céus, e mandar despedidas para o mundo terreno, eu espero pela sua presença e sofro...

     

    Fonte: Pergaminho da Lenda de Kaguya-hime.

    *** 

    Segundo a mitologia japonesa, após “A criação do Mundo e dos Deuses”, Izanagi (aquele que é convidado) e Izanami (aquela que convida) criaram o Japão e muitos dos seus deuses. Muitas histórias sobre os deuses Izanagi e Izanami são contadas em duas obras, o Kojiki (Registros dos Assuntos Antigos) e o Nihongi(Crônicas do Japão), fontes de onde é haurida toda a antiga mitologia japonesa. Um desses mitos descreve como esses deuses descem ao Yomitsu Kuni, o “submundo e a terra das trevas”. 

    Dentro da mitologia japonesa, os deuses Izanagi e Izanami foram os encarregados pelos “Deuses Primordiais” de formar uma série de ilhas que converteriam no que hoje é o Japão. Posterior à “Kuniumi” (criação do país), seriam então criadas pelos deuses as “Ilhas”. Para ajudá-los em sua divina tarefa, foi entregue ao casal a “Ame-no-nuboko” (Sagrada Lança) que era toda cravejada de pedras preciosas.

    Izanagi e Izanami estavam a postos na ponte flutuante do céu e, com a lança sagrada em punho, agitaram o oceano. Quando eles levantaram a lança, as gotas que caíram de volta a água coagularam e formaram a primeira terra firme, uma ilha chamada Onogoro-shima “Espontaneamente Coagulada”. Logo após a formação desta ilha, ambos os deuses desceram do céu, edificando de maneira espontânea um augusto altar chamado “Yashidono”; uma augusta coluna celeste chamada “Ama-no-me-hashira” e, ao redor desta, uma augusta sala de oito braças.

    "Izanami: — Oh, em verdade, és um jovem formoso e amável!

    Depois Izanagi: — Oh, que jovem mais formosa e amável!

    No entanto, Izanagi repreendeu Izanami dizendo: — Não é correto que seja a mulher quem fale primeiro!"

    Os deuses criadores, Izanami e Izanagi, durante sua primeira cerimônia de casamento.

     

     

    "Ao retirar-se do Yomi, Izanagi sentiu-se imundo por causa do seu contato com os mortos, e decidiu tomar um banho para se purificar, realizando o Misogi (Cerimônia Xintoísta da purificação). Enquanto se banhava no rio Ahakihara, em Tachibana-no-Ono, no país de Tsukushi, de suas vestes colocadas no solo, outras divindades nasceram, deuses e deusas, tanto do bem como do mal.

    Por fim, de seu último ato de purificação, nasceram os três deuses mais importantes do Xintoísmo: Amaterasu-ōmikami “Augusta Deusa do sol”; Tsukuyomi-no-mikoto “O Deus da lua”; e Takehaya-susanoo-no-mikoto “Deus do mar”.  A deusa do sol Amaterasu nasceu de seu olho esquerdo, o deus da lua Tsukuyomi , apareceu de seu olho direito, e Susanoo  surgiu de seu nariz. Orgulhoso com o nascimento de seus três nobres filhos, os três deuses, chamados Mihashira-no-uzu-no-miko “Três filhos ilustres”, Izanagi dividiu seu reino entre eles.

    Logo após o nascimento da tríade, Izanagi decidiu atribuir uma tarefa a cada um deles: para Amaterasu ele entregou um colar sagrado que simbolizaria o poder divino, tornando-a deusa do Sol a habitar o céu, enquanto para Tsukuyomi ele atribuiu a Lua, tornando-o deus da noite, a Susanoo, ele entregou o comando dos Oceanos. Por fim Izanagi dá por concluída sua missão da criação, e parte para a ilha de Ahaji, onde passou a viver em total reclusão."

    Fonte: Caçadores de Lendas "Japão".

     

    Amaterasu ou Ama, como ela é carinhosamente chamada é membro da realeza divina, a filha da divindade suprema, que dizem ser o criador do mundo no Japão. A deusa, irmã do deus da tempestade “Susanoo”, e o deus da lua “Tsuki-yomi”, vive em Takamagahara (morada de todos os kami), juntos, eles estão no comando dos céus. Sendo uma deusa do sol, Amaterasu ilumina o mundo a cada dia e garante o crescimento exuberante nos campos de arroz. Ela é também considerada uma tecelã muito hábil. Afirma-se que os Imperadores japoneses são descendentes direto de Amaterasu. De acordo com os antigos escritos (Kojiki), o neto de Amaterasu, Ninigi-no-Mikoto, teria descido à terra e se tornado o primeiro soberano do Japão. Ainda, segundo o Kojiki, teria sido seu tataraneto, Jimmu Tennô, quem se tornou o primeiro Imperador (660 AC até 585 AC.). 

     

    Na mitologia, Amaterasu, a deusa do sol, é a irmã de Susanoo, deus das tempestades e do mar, e de Tsukuyomi “Tsukuyomi-no-mikoto”, o deus da Lua e regente da noite. Foi escrito que Amaterasu pintou a paisagem com seus irmãos para criar o Japão antigo. De acordo com o Kojiki, os três irmãos nasceram de  Izanagi, quando este foi purificar-se após entrar em Yomi (Mundo dos mortos) e não conseguir salvar Izanami. Amaterasu, a poderosa deusa do sol do Japão, é a divindade mais conhecida da mitologia japonesa, assim como sua rivalidade com seus irmãos… 

    ***

    Para cuidar de seus enormes e exuberantes campos de arroz, Amaterasu sempre utilizava sementes fornecidas por Uke-mochi a deusa dos alimentos. Certo dia, pediu para que seu irmão Tsukuyomi, o deus da Lua, verificasse suas plantações e o trabalho de Uke-mochi. Sabendo da visita do deus, Uke-mochi resolveu preparar um imenso banquete: vomitou arroz cozido (felicidade em abundância), peixes e moluscos (sabedoria em abundância) e algas (alegria em abundância). Tsukuyomi não gostou nada do modo “criativo” que Uke-mochi preparou a refeição, e enojado matou a deusa. A morte de Uke-mochi perturbou Amaterasu fazendo-a rotular Tsukuyomi como um deus mau e se dividiram, separando assim, o dia da noite. 

     

    ***

    "Toda essa elaborada preparação foi desnecessária, Susanoo inacreditavelmente adotou a postura de um penitente… “Meu coração não é tão negro como pensam”, disse ele. “Mas, em obediência ao nosso pai, estou prestes a partir para sempre ao Mundo Inferior. Como eu poderia suportar partir sem antes ver a minha irmã mais velha? Foi por isso que eu atravessei a pé nuvens e névoas, e vim para cá, de tão longe. Estou surpreso que minha irmã mais velha tenha adotado essa postura tão severa”, concluiu Susanoo em um tom inesperado.

    Amaterasu considerou essas observações com muita suspeita. A piedade filial de Susanoo e a sua crueldade não era tão simples de serem reconciliadas. Susanoo então propôs um desafio para provar sua sinceridade: Um desafio foi definido a respeito de quem poderia trazer à luz os filhos divinos mais nobres; cada um deles pegou um objeto do outro e dele nasceu deuses e deusas. Amaterasu fez três mulheres da espada de Susanoo, enquanto Susanoo fez cinco homens a partir do colar de Amaterasu. Amaterasu reivindicou o título para os cinco homens feitos de seus pertences, portanto, as três mulheres foram atribuídos a Susanoo. Ambos os deuses se declararam vitoriosos, o teste provou a pureza do coração e a sinceridade de Susanoo em relação à sua irmã. Mas o seu bom comportamento não durou por muito tempo…"

    Despedida de Susanoo e Amaterasu, quando o Deus das Tempestades foi banido pelo pai para o Yomi.

     

    Susanoo deu para sua irmã, como presente de reconciliação, a espada mata-dragão Kusanagi-no-Tsurugi que havia encontrado debaixo das escamas da calda do dragão Yamata no Orochi ao salvar a princesa Kushinada.

    Segundo a lenda, Amaterasu legou a seu descendente Ninigi: o espelho, Yata-no-Kagami; a joia, Yasakani-no-Magatama e a espada, Kusanagi-no-Tsurugi. O espelho sagrado, a joia, e a espada tornaram-se conhecidos como "Os Três Tesouros Sagrados do Japão".

     Fonte: Caçadores de Lendas "Japão".

     

    ***

     

    Susanoo, sem ter para onde ir, desceu no monte Sentsu, no distrito de Izumo. Para sua surprese, viu um hashiboiando contra a correnteza. E imaginando que deveria haver pessoas morando rio acima, seguiu rio acima.

    Logo encontrou um casal de velhos, Ashinaduchi eTenaduchi, que choravam junto com uma linda jovem chamada Kushinada-hime. Quando Susanoo perguntou o porquê de tanta tristeza, o casal respondeu que eles tinham oito filhas, mas um dragão de oito cabeças e oito caudas, Yamatano-orochi, havia devorado suas filhas, uma a cada ano, nos últimos sete anos e que havia chegado a hora dele devorar a sua última filha.  

    Disseram que os olhos do dragão eram vermelhos como cerejas, que tinha oito cabeças e oito caudas, que era tão grande que cobria oito vales e oito montanhas e que sua aparência era horrível.

    Ouvindo a história e fascinado pela beleza deKushinada-hime, Susanoo propôs que mataria o dragão, se o deixassem casar com ela. O casal aceitou imediatamente.

    Então, Susanoo transformou Kushinada-hime em um pente e a escondeu em seu cabelo; depois pediu a Ashinaduchi e Tenaduchi que fizessem uma cerca com oito portões e colocassem oito barris de sakebem forte em cada portão.

    O dragão chegou, bebeu todo o sake, ficou bêbado e acabou dormindo. Então Susanoo pegou uma espada e matou o dragão adormecido. Cortando o dragão em pedaços, ele encontrou uma espada em uma de suas caudas.

    Essa espada se chamava Ame-no-murakumo, e era tão especial que ele pensou e decidiu que ela deveria pertencer a sua irmã. Mais tarde, a espada foi chamada de Kusa-nagi.

    Susanoo trouxe Kushinadahime à sua forma normal e se casou com ela. 

    "O bem cercado palácio de Izumo

    de muitas nuvens subindo

     para lá residir com minha esposa

     Construirei um palácio bem cercado:

    Ah, que palácio bem cercado!

     Canção composta por Susanoo como presente de bodas para sua esposa.

     

    Fonte: Aliança Cultural Brasil-Japão.

     

     

    ***

     

    Na tradição japonesa a Deusa Benten, protetora das artes e da eloquência, é a única representante do sexo feminino no carismático grupo Shitifukujin (Os 7 Deuses da Sorte e da Fortuna) que todos os japoneses adoram.

    Conforme o Horóscopo Zenchi (também conhecido como Horóscopo Japonês), 2000 - o Ano do Dragão, tem como “Protetora da Sorte do Ano” a Deusa Benten e o “Espírito de Luz Regente do Ano” o deus Shiyozushi no Kami - Divindade das Águas e do Mar (embora de aspecto humano, muitas vezes é citado como Rei-Dragão). A ligação entre a Deusa Benten e o Dragão tem origem numa lenda da região do lago Biwa.

    Há muitos e muitos anos existia um feroz Dragão morando no lago Biwa. Aliás, naquela época o enorme lago que se situa na costa oeste do Japão ainda não era chamado de Biwa e nem sequer tinha nome. Dizia o povo da periferia que o monstro morava numa enorme caverna e era louco por carne macia e doce das crianças. Quando chegava a estação das flores, ele saía de seu esconderijo e subia até a superfície, onde as crianças de todas as idades brincavam na areia e mergulhavam alegremente nas límpida água do lago.

    As mães costumavam aconselhar a seus filhos que não se afastassem muito de outras crianças, senão poderia ser engolido pelo monstro numa só bocada. Contavam também que várias famílias já tinham chorado a perda de seus filhos por causa do impiedoso animal.

    Certa ocasião, a Deusa Benten, patrona das artes e da eloqüência, passando pela região, ouviu várias lamúrias de pais desesperados, cujos filhos tinham desaparecido enquanto nadavam no lago. Benten prometeu resolver a situação. Apesar de não aprovar as ações violentas praticadas pelo Dragão, a Deusa tinha pena do monstro. Sabia que sua crueldade era fruto da solidão a que estava condenado aquele animal kármico. Temido por todos devido sua aparência nada convencional, o Dragão foi obrigado a viver num escuro refúgio submarino, onde sequer um filete do carinhoso do raio solar, enviado por Amaterassu Omikami, a deusa-Sol, jamais chegou.

    — Como poderá ser bondoso se nunca conheceu a bondade? Questionava a Deusa Benten, lembrando que desde o início da civilização, sempre que os seres humanos viam um Dragão, logo queriam matá-lo ou fugiam apavorados, como quem viu a coisa mais horrorosa do mundo. Assim que percebeu que os humanos o odiavam passou a odiá-los também.

    Certo dia as pessoas que estavam perto do lago ouviram uma música maravilhosa ao som de um biwa (instrumento de cordas, espécie de mandolina). Quando olharam para cima viram que a Deusa Benten sentada sobre uma pequena nuvem, servindo-se dela como um veículo voador, desceu do céu em direção à água. Quase tocando na superfície sobrevoou a água do lago e parou num determinado lugar, onde supostamente ficava a gruta do Dragão. Com sua voz melodiosa cantou uma bela canção enquanto tocava seu biwa de maneira genial.

    Não tardou muito a água ficou escura e agitada como se estivesse em ebulição. E de dentro dela surgiu a temida figura do Dragão que com sua enorme boca aberta foi em direção da Deusa.

    Benten não esboçou nenhum gesto de medo e sorriu fraternalmente. Aquele sorriso acalmou a água, que voltou a ser azul. Ao redor da deusa começaram a desabrochar uma infinidade de flores aquáticas, uma mais linda que a outra. Como se isso não bastasse, milhares de pássaros surgiram no céu, trazendo pétalas de flores no bico e deixaram cair como neve perfumada sobre a Deusa e o Dragão.

    Surpreendido com tanta beleza num só dia, o Dragão ficou acabrunhado, aturdido, envergonhado e sem ação diante da linda divindade. A deusa aproximou-se sempre sorrindo e o surpreendeu com uma proposta:

    —Quer casar comigo? Aposto que assim nunca mais sentirá solidão. Vou amá-lo muito e viveremos num paraíso. Vamos ter lindas crianças e você será muito feliz!

    O Dragão concordou, balançando a cabeça enquanto lágrimas de emoção caíam de seus olhos emocionados.

    Dizem que a partir daquele dia, as crianças passaram a brincar tranquilamente no lago, que recebeu o nome de Biwa. O Dragão passou a ser chamado de Deus das Águas e do Mar e construiu um belo palácio submarino. Por isso muitas vezes Benten é chamada também de Deusa do Mar.

     

    Fonte: NippoBrasil.  

    —________________________________________________________

     

    Agora, algumas pérolas:

    "Não me coloque em uma caixa semideusa! Eu não me defino pelo meu passado."

     

    — Íris. 

     

     

    "Não gosto do que a sua chegada significa para o futuro do Olimpo. Mas, em nome da paz na família, eu o deixarei viver."

    — Zeus.

     

    "O mar não gosta de ser contido."

    — Poseidon.

     

    "Tem sempre uma saída para aqueles que são espertos o bastante para encontra-la"

    — Atena.

     

    "Ser meio-sangue é perigoso. É assustador. Na maioria das vezes, acaba com a gente de um jeito penoso e detestável."

    — Percy Jackson.

     

    " Você baba enquanto dorme."

    — Annabeth Chase.

     

    "Não me entenda mal. O que quer que ainda faça, saiba que você é meu."

    — Poseidon.

     

    "Os defeitos mais perigosos são aqueles que, com moderação são qualidades".

    — Atena.

     

    "As vezes até a força tem que se curvar diante da sabedoria."

    — Marte.

     

    "Mas a beleza é encontrar o que melhor nos serve, o ajuste mais natural. Para ser perfeita, você tem que se sentir perfeita consigo mesma... Evitar ser algo que não é. Para uma deusa, é especialmente difícil. Podemos mudar facilmente."

    — Afrodite.

     

    "— Uma noite, quando a mãe do menino não estava olhando, ele se esgueirou para fora da caverna e roubou algumas cabeças de gado que pertenciam a Apolo.

    — Ele foi explodido em pedacinhos? – perguntei.

    — Humm... não. Na verdade, tudo acabou muito bem. Para compensar o roubo, o menino deu a Apolo um instrumento que inventara... uma lira. Apolo ficou tão encantado com a música que se esqueceu da raiva.

    — Então, qual é a moral?

    — A moral? – perguntou Hermes. – Céus, você age como se fosse uma fábula. É uma história verdadeira. A verdade tem moral?

    — Ahn...

    — Que tal: "Roubar nem sempre é ruim?"

    — Não acho que minha mãe fosse gostar disso.

    Ratos são deliciosos, comentou George.

    O que isso tem a ver com a história?, perguntou Martha.

    Nada, disse George. Mas eu estou com fome.

    — Já sei – disse Hermes. – Os jovens nem sempre fazem o que lhes mandam, mas se conseguem se dar bem e fazer algo maravilhoso, às vezes escapam do castigo. Que tal?"

    — Inspirador dialogo entre Percy e o deus Hermes.

     

    "Nunca tive muito crédito entre os deuses. Meus filhos são motivo de piada. São rejeitados como vaidosos e fúteis."

    — Afrodite.

     

    "Não me meto nas brigas dos meus filhos, sabia?"

    — Ares.

     

    "Não tenho heróis mortais para fazerem a minha vontade, e por isso sou geralmente severa para com semideuses... Hércules, Eneias, todos eles. Mas também por isso ajudei o primeiro Jason, um mortal puro, que não tinha parentes divinos para guiá-lo. E por isso estou feliz por Júpiter ter entregado você para mim. Você será meu campeão, Jason. Será o maior dos heróis, e trará união aos semideuses, e assim ao Olimpo."

    — Hera/Juno.

     

    "Meu ponto é que amor é o motivador mais poderoso do mundo. Estimula os mortais a grandeza. Os seus atos mais nobres e bravos são feitos por amor."

    — Afrodite.

     

    " O mundo lá fora é perigoso."

    — Ares.

      

    "Ser um herói não significa que você é invencível. Significa apenas que você é corajoso o suficiente para se levantar e fazer o que é necessário."

    — Piper McLean.

     

    "Sou filho de Roma e da Grécia".

    — Jason Grace.

     

    "O amor é poderoso, Piper. É capaz de deixar os deuses de joelhos. "

    — Afrodite.

     

    " Eu sou o deus de Roma, filho. Sou o deus da força militar usada para uma causa justa. Eu protejo as legiões. Fico feliz por esmagar os meus inimigos debaixo dos pés, mas não luto sem motivo. Não quero uma guerra sem fim. Você vai descobrir isso. Você irá me servir."

    — Ares. 

     

    "Fique com essa arma no lugar da espada que você perdeu. Falaremos novamente. Goste você ou não. (...) Precisamos um do outro."

    — Hera/Juno.

     

    "Não pise no meu teto"

    — Luke Castellan.

     

    " A última filha de Urano, que foi maior que os deuses ou os titãs. Então, de um jeito estranho, sou a deusa Olimpiana mais antiga. Como já disse, amor é uma força poderosa."

    — Afrodite.

     

    "Ninguém recebe bem a guerra – pelo menos os espertos. Mas a guerra sempre acha as pessoas, cedo ou tarde. É inevitável."

    — Marte.

     

    "A morte não é justa."

    — Tânatos.

     

    " Famílias são complicadas. Famílias imortais são eternamente complicadas. As vezes, o melhor que podemos fazer é lembrar um ao outro que somos aparentados, aconteça o que acontecer... e tentar limitar ao mínimo as mortes e mutilações."

    — Hermes.

     

    "Uma nova Idade do Ouro está chegando. Você não será parte dela."

    — Luke Castellan.

     

    "Não concordo sempre com Hera, mas ela tomou um risco alto, e concordo que isso tenha que ser feito. Zeus manteve os dois lados separados por muito tempo. Só juntos vocês terão o poder de salvar o Olimpo. Agora, acorde, e espero que você goste das roupas que escolhi. "

    — Afrodite.

     

    "A vida só é preciosa porque acaba, garoto. Veja pelos deuses. Vocês mortais não sabem o quão sortudos são."

    — Marte.

     

    " Afrodite é a deusa do amor e da beleza. Trata-se de ser amorosa. Espalhar beleza. Bons amigos. Bons tempos. Boas ações. Não apenas boa aparência. Silena cometeu erros, mas no final ficou do lado de seus amigos. Por isso é uma heroína. Eu vou acertar as coisas, e tenho o pressentimento que mamãe vai estar do meu lado."

    — Piper McLean.

     

    "Se você soubesse a verdade sobre mim, não pensaria que eu sou assim tão incrível."

    — Jason Grace.

     

    "Eu tenho essa fama. Mas se você quer a verdade, na maioria das vezes invejo os filhos mortais dos outros deuses. Vocês, semideuses, podem se estender por ambos os mundos. Acho que isso ajuda seus parentes divinos – até Júpiter, maldito seja – a entender o mundo mortal melhor que eu."

    — Hera/Juno.

     

    "A vitória é difícil".

    — Nice.

     

    "Eu não me defino pelos meninos que podem ou não gostar de mim."

    —Reyna Ramirez Arellano.

     

    "Eu sou filho de Júpiter, sou filho de Roma, cônsul de semideuses, pretor da Primeira Legião. Eu matei o monstro do mar Trojan, eu derrubei o trono negro de Cronos, e destruí Titã Crios com minha própria mão. E agora eu vou destruir você Porphyrion, e alimentá-lo para seus próprios lobos."

    — Jason Grace.

     

    "Além do mais, o humor é sempre uma boa saída para a dor."

    — Leo Valdez.

     

    "— Estrelas – ela sussurrou. – Posso ver as estrelas novamente, minha senhora." 

    — Zoë Nightshade.

     

    "Irmão", repreendeu-o Ártemis. "Não ajude minhas Caçadoras. Não olhe para elas, não fale ou flerte com elas. E NÃO as chame de doçura."

    — Ártemis.

     

    "Ninguém mexe com a minha irmãzinha!"

    — Apolo.

     

    "Nós descobrimos bravura e amizade neste verão. Nós defendemos a honra do acampamento."

    — Quíron.

     

    "Vou recompensá-los. Se nós destruímos heróis que nos fazem um grande favor, então não somos melhores que os Titãs. Se esta é a justiça Olimpiana, não terei nada com ela."

    — Ártemis.

     

    "Abandono dói

    Nada nele é doce, nada

    Não me deixe jamais"

    — Apolo.

     

    "É preciso provar do amargo para conhecer o doce".

     — Frank Zhang.

     

    "Saiba que não estou escolhendo um de seus caminhos. Farei o meu próprio."

    — Hazel Levesque.

     

    "— Mãe, já chega de cereais. Meu lorde Hades, tem certeza que não quer deixar esse pequeno herói ir embora? Ele é espantosamente corajoso.

    — Não, minha querida. Poupei a vida dele. Isso é o bastante.

    Tinha quase certeza que Perséfone iria ficar ao meu lado. A corajosa, bela Perséfone iria me tirar disso.

    Ela deu de ombros, indiferente.

    — Tudo bem. O que temos para o café da manhã? Estou faminta.

    — Cereais – Deméter disse.

    — Mãe! "

    — Hades, Perséfone e Deméter em um bom dia.

     

     "Você é minha melhor amiga (...) Confio em você mais do que em ninguém"

    — Frank Zhang.

     

    "A gente vai descobrir uma maneira de deter Gaia — disse Hazel. — E vamos resgatar os nossos amigos do Tártaro. Manteremos a tripulação e o navio unidos e impediremos que o Acampamento Júpiter e o Acampamento Meio-Sangue entrem em guerra. Faremos tudo."

    —  Hazel Levesque.

     

    " Sou a irmã mais velha de Nico. Como somos orfãos, cuido dele como se fosse sua mãe. Uma tarefa, as vezes, um pouco cansativa, mas sempre amei muito meu irmãozinho."

    — Bianca di Angelo.

     

    "Com grandes poderes... vem a enorme necessidade de se tirar uma sonéca."

    — Nico di Angêlo.

     

    "Sim, está correto. Quando foi a última vez que o Olimpo me ajudou, meio-sangue? Quando foi a última vez que uma criança minha foi bem-vinda como um herói? Bah! Porque eu deveria me apressar e ajudá-los? Vou ficar aqui com minhas forças intactas."

    — Hades.

     

    " Apenas três palavras. Ele disse: 'Eu o espero' ".

    — Grover Underwood.

     

    Percy, até mesmo a imortalidade tem limites. Às vezes… às vezes os monstros são esquecidos e perdem o desejo de permanecer imortais."

     — Pã.

     

    "Eu não queria ser um semideus".

    — Percy Jackson.

     

    "Eu vou aprender com seus erros. Se os deuses me tratarem tão mal assim, eu irei revidar."

    — Luke Castellan.

     

    " Ela não estava certa! Luke nunca me desapontou. Nunca."

    — Thalia Grace.

     

    " Família, Luke. Você prometeu".

     — Annabeth Chase.

     

    "Não se desiste da Família."

    — Hermes.

     

    "Deve protegê-lo! Hermes, ajude! Meu filho não! Não é o seu destino - não!"

    — Sra. Castellan.

     

    " Seja como for, nossas forças vêm aumentando a cada dia. Hoje à noite, Cronos vai atacar. Você vai lutar bravamente, mas não há forma de defender toda Manhattan. Você vai ser forçado a recuar até o prédio do Empire State. Então você vai ser destruído. Eu vi isso. Vai acontecer."

    — Prometeus.

     

    "Suspeitar e saber não são o mesmo."

    — Quíron.

     

    "— Merecem algo melhor – ele engasgou. – Se eles somente... tivessem tronos...".

    — Ethan Nakamura.

     

    "Era como estudar loucamente para uma prova sem saber qual é o assunto. E, acredite, isso eu já fizera muitas vezes."

    — Percy Jackson.

     

    "Cuide-se, cabeça de alga. Mantenha os olhos abertos."

    — Annabeth Chase.

     

    "Os humanos só vem o que querem."

    — Grover Underwood.

     

    "Se é para minha vida ter algum significado, tenho que vivê-la por mim mesma"

    — Sally Jackson. 

     

    "A obediência não lhe vem naturalmente, não é? Devo ter alguma culpa por isso, imagino."

    — Poseidon.

     

    "Uma vez eu o adverti, de que para salvar um amigo você destruiria o mundo. Talvez eu estivesse errada. Parece que você salvou tanto seus amigos quanto o mundo."

    — Atena.

     

     

     "Ah, você esperava que eu fosse justo? Cupido riu. Sou o deus do amor. Nunca sou justoO amor está em todos os lados, disse Cupido. E do lado de ninguém. Não pergunte o que o amor pode fazer por vocêÉ complicado olhar para a face do amor verdadeiro. Minha esposa Psique aprendeu esta lição, prosseguiu Cupido. Ela foi trazida para cá éons atrás, quando aqui era o meu palácio. Só nos encontrávamos no escuro. Ela foi advertida a nunca olhar para mim, e ainda assim não conseguiu suportar o mistério. Temia que eu fosse um monstro. Certa noite, acendeu uma vela e viu o meu rosto enquanto eu dormia. Um mortal não pode contemplar a verdadeira forma de um deus sem sofrer as consequências. Minha mãe, Afrodite, amaldiçoou Psique por sua desconfiança. Minha pobre amante foi atormentada, forçada ao exílio e recebeu tarefas terríveis para provar ser digna. Chegou a ser enviada ao Mundo Inferior em uma missão para provar sua dedicação. Conseguiu voltar para o meu lado, mas sofreu muito. O amor não é uma brincadeira! Não é a suavidade das flores! É trabalho pesado, uma busca que nunca termina. Exige tudo de você, especialmente a verdade. Somente então lhe concede recompensas."

    — Eros.

     

    "Não precisei conhecer seu nome ou seu rosto. Não tem mais que se esconder. Para mim, você já é lindo de todo o jeito. Mesmo que você seja um monstro, eu não me importo...

    Porque você é o amor da minha vida!".

    — Psique. 

     

    "Tudo bem. Não preciso da solidariedade de vocês. Estou acostumado a zombarias. E estou acostumado a ser ignorado. Vamos em frente."

    — Magnus Chase.

     

    "Sigam, meus amigos, e matem muitos gigantes."

    — Sif.

     

    ''A espada está destinada a pertencer a Surt mais cedo ou mais tarde. Você sabe disso. A espada não pode escapar do destino dela, assim como você não pode escapar do seu."

    — Freya.

     

    "Alguns talvez estejam dormindo. Alguns, vagando pelos nove mundos. Outros ainda aparecem de vez em quando. O fato é que não sabemos o que está acontecendo. Estou em Valhala há quinhentos anos e nunca vi os deuses tão quietos, tão inativos."

    — Gunilla.

     

    "Pois é, sinalizou o deus. Pessoas que escutam. Idiotas."

    — Vidar.

     

    "Como é que se decidia que alguém era um caso perdido? Quando uma pessoa era tão má ou tóxica ou determinada a fazer as coisas do próprio jeito que tínhamos que simplesmente aceitar o fato de que nunca mudaria? Quanto tempo dava para insistir em salvar alguém, e em que momento desistíamos e sofríamos como se aquela pessoa tivesse morrido para nós?"

    — Magnus Chase.

     

    "Eu vigio sua morte, pequeno herói! Não se esqueça disso".

    — Morrighan.

     

    "Então eu vou me tornar um grande herói, e jamais serei esquecido!"

    — Cuchulainn (Sétanta).

     

     "Por aqueles que amo, eu sou capaz de fazer qualquer coisa! Vou defende-los há todo custo".

    — Hathor/Sekhmet.

     

    "Acima de tudo, nossa incumbência é respeitar as leis do cosmos"

    — Maat.

     

     

    *** 

     

     

     

    Se você vencer, você vive. Se você perder, você morre. Se você não lutar, você não pode vencer

     — Eren Jaeger.

     

    "Neste mundo, eu tenho um lugar para onde posso voltar. Eren ... Enquanto você estiver comigo, eu posso fazer qualquer coisa."

    — Mikasa Ackerman.

     

    "Mas não confio em algo assim está bem. Escolher. Se você deve acreditar em si mesmo, ou acreditar no corpo de pesquisa, eu incluído. Eu mesmo não sei ... eu nunca sei. Se eu acreditava em minhas próprias habilidades, ou se eu acreditava nas decisões de meus camaradas de confiança, no final ninguém jamais sabe qual seria o resultado. Então eu acho ... você tem que fazer o seu melhor para tomar uma decisão que você não vai se arrepender"

    — Levi Rivaille.

     

    "Se há algo que você não entende, aprenda a compreendê-lo. Vale bem qualquer risco por nossas vidas"

    — Zoe Hanji.

     

    "Se você começar a lamentar, você vai aborrecer suas decisões futuras e deixar que os outros fazem suas escolhas para você. Tudo o que resta para você, então, é morrer. Ninguém pode prever o resultado. Cada decisão que você toma tem significado apenas ao afetar sua próxima decisão."

    — Erwin Smith.

     

    "Uma boa pessoa? Bem ... Eu realmente não gosto desse termo. Porque para mim, só parece significar alguém que é bom para você. E eu não acho que haja uma única pessoa que seja boa para todos."

    — Armin Arlert.

     

    "Eu tentei ser uma boa pessoa para você, Armin."

    — Anne Leonhart.

     

    "Eu irei aniquilar... todos, um por um... da face da terra!."

    — Eren Jaegger.

     

    "Este mundo é tão cruel... E tão lindo."

    — Mikasa Ackerman.

     

     

    "Se nos concentrarmos apenas em fazer as melhores jogadas, nós nunca vamos tirar o melhor de nossos adversários. Quando necessário, devemos estar dispostos a assumir os grandes riscos e estar preparados para perder tudo. "

     — Erwin Smith.

     

     "A curiosidade humana não é algo que possa ser suprimido"

    — Grisha Jaeger.

     

    "Eu não pretendo deixar minha vida nas mãos de alguém."

    — Jean Kirschtein.

     

    "Você não é uma pessoa forte, então você pode realmente entender como as pessoas fracas se sentem. Quero dizer ... A maioria dos seres humanos é fraca, incluindo eu ... Mas se eu tiver uma ordem de alguém que viu coisas como eu, não importa o quão difícil era, eu faria minha maldição para realizá-lo."

     — Marco Bodt.

     

    "Aqueles que não estão dispostos a sacrificar nada, também não podem mudar nada."

    — Armin Arlert.

     

    "Você conseguiu ganhar sua aposta Armin, mas eu ainda não fiz a minha."

    — Annie Leonhart.

     

     "Você tem de ser especial? As pessoas têm de reconhecer, não importa o quê? Olhe para ele, ele já é especial pelo simples fato de ter nascido neste mundo."

    — Carla Jaegger.

     

     "Será que todo mundo acredita que a pessoa que está agora ao seu lado vai estar lá amanhã?"

    —Levi Rivaille.

     

     "Eu não vou morrer ainda ... Eu ainda tenho que descobrir o que realmente acontece com este mundo."

    — Eren Jaeger.

     

    "Assim que eu morrer, nem sequer me lembrarei de você. Então eu vou ganhar, não importa o quê. Eu vou viver, não importa o quê!"

    — Mikasa Ackerman.

     

    "Ninguém é estúpido o suficiente para aceitar a morte."

    — Jean Kirschtein

     

    "Você não é forte, para que possa entender como se sentem fracos que lhe dá a capacidade de tomar boas decisões no campo de batalha. Você sempre sabe o que fazer."

    — Marcus Bodt.

     

    Você já serviu mais do que suficiente, e você vai continuar a fazê-lo. O que você vai deixar para trás vai me dar força. Eu prometo, vou dirigir os Titãs à extinção, não importa o quê! "

    — Levi Rivaille.

     

    "Tua força de vontade é admirável"

    — Erwin Smith.

     

    "Mesmo se você tem suas razões e há coisas que você não pode me dizer, não importa o quê, eu estou do seu lado."

    — Historia Reiss.

     

    "Eu também costumava acreditar que o mundo seria um lugar melhor se eu não tivesse nascido. Eu era odiado meramente pelo fato de que eu existia, e eu morri pela felicidade de muitas pessoas. Mas havia uma coisa que eu desejava com todo o meu coração ... Se alguma vez me der uma segunda chance na vida, quero viver só para mim. Esse é o meu desejo sincero".

    — Ymir.

     

    "Se aqueles que possuem a força não lutarem, quem poderá fazer isso? Se vocês estão assustados demais para lutarem por suas vidas, então pelo menos não me privem desse direito!Seu bando de covardes!Calem logo a boca e deixem-me carregar todo esse fardo sozinho!"

     — Eren Jaeger.

     

    "Eren ... obrigado por ficar comigo até o fim ... obrigado ... obrigado por embrulhar este cachecol ao meu redor."

    — Mikasa Ackerman.

     

    "Quanto mais nós planejamos nossa grande fuga, mais nós somos encurralados"

    — Levi Rivaille.

      

    "Ir contra o fluxo ... exige muita coragem. Eu respeito isso. Talvez as pessoas que podem fazer isso sejam apenas estúpidas, mas ... Bem ... O que eu tenho certeza é que as pessoas assim são raras. Então você não pode chamá-los comuns. Você também não pode chamá-los de normais. Pessoas como você ... chamam-se especiais"

    — Annie Leonhart.

     

    "Como soldado, jurei dedicar meu coração à ressurreição da humanidade. Não há glória maior do que morrer por essa crença "

    — Armin Arlert.

     

    "Naquele dia, a humanidade recebeu um lembrete sombrio. Vivíamos com medo dos titãs, e fomos desonrados para viver nessas gaiolas que chamávamos de paredes."

    — Eren Jaeger.

     

    "Eren ... Estou feliz que ... voltou"

    — Mikasa Ackerman.

     

    "As pessoas normais não se preocupam todos os dias se seus pescoços vão acabar em uma forca.  E com isso estou dizendo que não somos pessoas normais".

    — Levi Rivaille.

     

    "Você é fraco... Mas é corajoso."

    — Annie Leonhart.

     

    "Se você não pode me ajudar... Então, Annie, você não é uma boa pessoa para mim."

    — Armin Arlert.

     

    " Droga!... Eu não consegui alcançar o mesmo nível da Mikasa!

     — Eren Jaeger.

     

    "Eu não me importo com quem eu tenho que lutar, eu não vou deixar Eren morrer"

    — Mikasa Ackerman.

     

    " Somos excêntricos. Temos visto demais,  levamos muito peso em nossos ombros. É assim que tem sido. É assim que somos."

    — Levi Rivaille.

      

    "Nós somos uma família."

    — Mikasa Ackerman. 

     

    "Eu não sou seu irmão ou uma criança! "

    — Eren Jaeger.

     

    "Você viu toda a merda que aquele pedaço de merda estava soltando pela boca de merda dele?!"

    — Levi Rivaille.

     

     

     ***

     

     

     

    95% dos adolescente estão preocupados em ser popular. Se você faz parte dos 5% que esta mais ocupado em ler fanfics e assistir anime; copie isso e coloque no seu profile e seja feliz por ser diferente!

    94% das pessoas ficariam ofendidas se alguém perguntasse a elas o que há de errado com a mente delas. Se você faz parte dos 6% que responderiam "Como começar?" copie e cole isso no seu profile

    93% dos adolescentes teriam crise emocional se alguém os chamassem de Anormais. Se você faz parte dos 7% que perguntariam “Qual foi a sua primeira pista?", copie e cole isso no seu profile.

    Se você é uma das pessoas que quando for na Estação de Kings Cross, em Londres, vai tentar passar pela pilastra que demarca a plataforma nove e meia, copie e cole isso no seu perfil.

    Se você secretamente esperou receber uma carta de Hogwarts quando você tinha 11 anos, copie e cole isso no seu profile.

      10% dos adolescentes nem se importaram com a morte trágica do Dobby. Copie e cole no seu perfil se você faz parte dos 90% que choraram rios de lágrimas quando assistiu HP7.1



    L G Rezende mudou seu nome para Leta Gabriele27/03/2015
    Leta Gabriele mudou seu nome para Leta Le Fay02/04/2016