Foto de Naughty
Naughty
ID: 408051
Cadastro:
  • 23/12/2013

  • Tão fria[…] inquieta e possessiva. Ela era na dela, não comentava muito sobre o mundo, as vezes sobre o seu sentimento ou algo que a perturbava, mas ela era assim. Extremamente fria e insociável.Ela não tinha um “rótulo” definido, ora meiga, ora irritada e ainda tinha aquela coisa de usar roupa cheia de babados e cortes. Ela não gostava de maquiagem, nem de rosa, e aliás não entendia o porque de todas as meninas gostarem de rosa.Ela definitivamente era um garoto no corpo de garota. Algo do tipo. As suas roupas eram coisas parecidas como camisetas de bandas junto com moletons e jeans. Não tinha nada de muito sal, mas seu jeito impressionava os outros. Ela tomava atitude e não tinha medo de dizer o que pensava. Entre uma relação, ela não era a machucada, machucado era aquele que não a queria por perto. Mas sei lá, ela era tão na dela, que quando achava algo em comum com outra pessoa, se refletia na mesma. E ficava achando-se dona de tal pessoa. Ela era extremamente orgulhosa e pessimista. Ela não acreditava que no futuro poderiam acontecer coisas boas, até porque, aondeo mundo estava, era impossível acontecer algo bom. O mundo era sujo, desrespeitoso e principalmente egoísta. Ela ligava para isso, mas não fazia do mundo sua primeira alternativa para viver. Ainda existiam seus textos e sua fantasia. Apelidos “pequena”, “amor”, “anjo” e “bebê” eram falsos para ela, depende de quem estava vindo. Ah, e ela não girava o amor ao redor da sua vida, o amor era um simples detalhe.Nunca seria mais ou menos 50% da sua vida,achava ridículo se machucar por um amor, embora, sempre se machuca. Para ela o encontro perfeito é ficar assistindo televisão; comendo hambúrguer e pizza.Ela não era nada organizada, nada e não se importava de se sujar, quebrar a unha ou algo do tipo, contanto que houvesse se divertido, estava tudo bem. Ela era verdadeira, muitos a admiravam por isso. Ela não temia em dizer o que ela achava e criticava muito.Palavrões para ela eram palavras realistas, eram melhores do que discursos falsos fazendo juras de amor, ou prometendo algo impossível. Ela dormia nas aulas praticamente. O seu maior sonho não era se casar, também não era que o menino dos seus sonhos gostasse dela,era que alguém a entendesse. Ah, e ela era vítima.Vítima de si mesma, ela mesma a todo minuto colocava defeitos nela, ela realmente enxergava mais que todos. Ela era confusa. Ninguém conseguia explicar o que se passava na cabeça dela.Ela era muito tímida fora do mundo virtual. Quando tinha discursos em sala, ela gaguejava, estremecia as mãos, corava o rosto. Ela tinha vergonha de errar, porque ninguém perdoava seus erros. Ah, e ela também era dramática, mesmo negando.Seu maior medo era todos esquecerem dela, como muitos já fizeram. Enfim, ela era uma menina, complicada e exagerada. Ela era uma menina incomum, defeituosa e realista. Mas ela era uma menina,uma menina que sabia o que o mundo queriaemesmo assim dava ao mundo não o que ele queria, mas sim o que ele precisava.

    ━━━━━━━━━━━━━━━━━ ✡ ━━━━━━━━━━━━━━━━━

    »†«Potterhead.

    »†«Semideusa.

    »†«Walker.

    »†«Tributo.

    »†« Whovian.

    »†« Otome.

    »†«Gamer.