Comentários em Doce Outono

Dark Desire

23/09/2015 às 14:46 • Capítulo 01
Vou confessar que fiquei meio espantada, mas você tem razão. Nem tudo é bonito do mundo e o fato do Taiga morar numa praça é possível =/. Bem, adorei esse e vê se atualiza em Bakaline U.U
Beijos Kawaii ♥ ♥


Resposta do Autor [Kaline Bogard]:
'-' como você foi rápida! Até me assustei com o alerta!
Well, a vida tem dessas coisas, as vezes te passa uma rasteira. Ainda mais se você tem a cabeça quente e não mede muito bem as coisas...
Cadê o respeito?! /chuta
Atualizo... algum dia *volta pro inferno gargalhando*
Obrigada pelo review :3


Noah Frannie

23/09/2015 às 18:00 • Capítulo 01
Oh god a primeira coisa que fiz foi olhar se era oneshot,e quando vi que não tinha terminado..ahhhh pirei. Mas vamos lá ...uhull dai-chan na faculdade quem diria! todo emprenhado em ser poliça hehe. vamos ver.e o taiga. ah o taiga...gente .C.H.O.Q.U.E.I! sério quando ele disse que morava no parque eu HÃ ?!CUMÉ?! tadinhoooo TAI-CHANNN SE VOCÊ QUISER PODE MORAR COMIGO,MELHOR AINDA PODE DORMIR NO MEU QUARTO AGARRADINHI COMIGO!EU SOU PEQUENA E NÃO OCUPO ESPAÇO! :3 hehe acho que i dai-chan não aprova a idéia ...pena*suspiro* come on meus lindios se esforcem e sejam o bombeiro e o policial mais secsis aue tokyo já viu!! ♥


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Huhsuahsuahsuahsuahusa esse plot dava pra ser oneshot, mas ai tudo teria que ser bem rapido. Por isso mudei de ideia :D
Sim, quis trabalhar o Daiki um pouco diferente, com ele já tendo um objetivo sério pra vida adulta e batalhando por isso, como na fase da Teiko, que ele se esforçava ainda.
Ai ele levou um golpe da realidade, o Taiguinha tá sem teto... caiu a casa!
E lá vamos nós em mais uma aventura! Obrigada pelo review ♥


Padawan

23/09/2015 às 23:35 • Capítulo 01
COMO ASSIM????
Eu comecei a ler super feliz e de boa e você me termina desse jeito??? Como pode, dona Kaline, a senhorita não tem coração??
TADINHO DO KAGAMI, COMO ASSIM ELE MORA NO PARQUE?? TADINHO DO MEU BEBÊ, E QUANDO CHOVE, E QUANDO NEVA E E E *apanha*
Cahã.
Gente, fiquei curiosa a respeito do curso do Dai-chan, Momoi e Tetsu. Eles estão tipo todos juntos como os três mosqueteiros? EHOIAHOIHOIHEOIHA e, nesse caso, Momoi minha filha, vai viver sua vida, não precisa ficar de olho nesse cara, não.
E eu quero saber que curso é esse! Tem curso superior lá pra entrar na polícia? :o
Adorei essa sua ideia de abordar a vida estudantil. Isso mesmo, estudante sofre, só sofrência, é apê pequeno, é mil trabalho, é uma loucura. O Dai ainda tem muita sorte que ele GANHOU UM CARRO!! Quando eu passei no vestibular meus pais só olharam pra mim e "não fez mais que a obrigação" OLHA QUE HORROR EOIHOIAHOIHOEIHOIHAOIHEOIHA mas tudo bem, vamo que vamo.
E é mesmo libertador sair da casa dos coroas, imagino a felicidade dele, mesmo de chegar no buraco desarrumado e apertadinho OIHEOIHOIAHOE ♥
Agora, que raios aconteceu com o Kagamin? E O APEZINHO DELE? O QUE SE SUCEDE? OS PAIS DELE DA AMÉRICA FALIRAM? Coitado de bebê, quero levar pra minha casa :(
Acho ótimo esse negócio de mostrar que o tão maravilindo Japão tem seus problemas, esse pessoal só esculacha a própria nação, esquecem que a grama do vizinho nem sempre é tão mais verde assim. uu
Ai, eu já tou in love e com coração partido por causa dessa fic, NADA DE DEMORAR PRA ATT SÓ PRA ME CHANTAGEAR QUE EU ESTOU DE OLHO NA SENHORA.
HUMPF. Beijos. ♥


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: HAUHUASHUASHUASHA
Olá!! Sim, sim, sim. Num pode se uma uma fanfic tudo mar de rosas, né? Tem que ter uma tretinha. Kagamin tá desabrigado, sobrevivendo nas noites solitárias, as vezes debaixo de chuva, ventos, neve... hohoho
Ah, pensei no Daiki e na Momoi fazendo faculdade no mesmo campus. E o Kuroko em Tokyo, mas em outra faculdade. Não pensei nos cursos, e pelo que eu sabia não tem curso superior pra policial, mas precisa ter nivel superior em alguma area. Por isso não especifiquei o curso de nenhum deles xD
Exatamente. A gente acha que as coisas aqui são punk? Pois faculdade no Japão é mil vezes pior hohoho o nivel de exigencia é absurdo. Mas eles estão acostumados. Mas mesmo assim não é fácil.
Isso é uma coisa que sinto falta em fanfic, a parte do Japão que não é um mar de rosas. E até em Kuroko isso é meio falho, tipo, o Daiki é haafu, devia ter uma mençãozinha de Ijime no manga, mesmo não sendo o foco. Parece que eles são bem aceitos e tal, mas a realidade é bem diferente. Enfim, pra respeitar o manga não vou usar isso aqui. Talvez em Daitai, mas isso é outra história.
Hauhsuahsua a reação dos seus pais foi mais ou menos parecida com a dos meus pais xD
CALMA! Todas as suas duvidas serão respondidas! Prometo, ou pelo menos a maioria. O segundo capítulo tá pronto, mas vou segura-lo um pouco. Nem mandei pra beta. HAUHAUHAUHUHA
Obrigada pelo review! E nos vemos por ai, nas redes sociais! :D


LuceeChan

24/09/2015 às 15:37 • Capítulo 01
Eaeeee
Tudo de boa com você? :3
Achei interressante o modo como você pretende fazer a fic, tipo, a forma em que cada um seguiu um rumo e o ponto de vista(beeeemmmm) mais maduro do Ahomine , que deve ficar um gatoooooo com aquela roupinha de policial XD
Uuuuuuiiiii que até deu vontade de ir roubar alguém sabe, vai que esse nigga gostoso me pega XD XD XD
Bom nehh , não fiz um comentário tãããoo grande como de costume ,afinal, foi só o primeiro cap eu tenho que poupar energia B-)
Bjjsssss
E atééé


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Ola! Tudo sussa na montanha russa! :D E você?
Pois é, pegando o Daiki da epoca da Teiko, você vê que ele era empolgado, envolvido com o basquete. Ai veio todo o lance com a Geração Milagrosa e bateu a bad. Pensei que se o Taiga tirasse ele da inercia na Winter Cup, ele podia resgatar um pouco daquela pegada mais madura. E deu nessa fanfic
Nem me fale, Daiki de policial e Taiga de bombeiro é de derrubar o forninho! huahsuausha
Obrigada por acompanhar mais essa! Nos vemos em breve ;D


Giojoshii

29/10/2015 às 15:40 • Capítulo 01
Heey!
Cara, eu passei meses longe do Nyah! e quando voltei a ler Originais, me bateu uma saudade de aokagas, e aí te achei
CARA
EU
TE
AMO
MEU DEUS EU AMEI TUAAS FICS
TÔ DESDE ONTEM LENDO VÁRIAS
TERMINEI DUAS LONG
E LI UMAS 4 ONESHOTS
TO TIPO DROGAD JÁ, PRECISANDO DE MAIS
shaushuahsuahsua, vou te assustar assim, desculpa ;-;
Mas enfim, ô usando esse review pra te falar isso mesmo, que tô adorando tuas fics, que tu escreve bem demais e adoro as histórias!
Ah, sim, ameeeei essa, espero que você continue *-*
Só espero que não me odeie por não comentar sempre, eu acabo sendo uma péssima leitora nesse quesito, rs
PERDOA MEUS ERROS E NÃO DESISTE DE MIM -q
Enfimmm, é isso saushauhsu
Beijos e até mais ♥


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: OH! *cutuca com gravetinho*
Uma fã! E é real!! Hohohohohohoh que surpresa!
Esse ship é muito amor, mas bem flopado! São raros os fãs, um mundo solitário.
Fiquei feliz que minhas fics não te assustaram nem traumatizaram, porque algumas são meio bizarras xD Sinta-se a vontade para entrar nesse mundinho BlueRed e surtar. Sei que não dá pra comentar em tudo o que a gente lê, já fico feliz de saber que acompanha e que o casal tem mais uma fã! Vamos surtar por um mundo com mais AoKa!
Assim que acabar o desafio do mês eu foco nas inacabadas!
Obrigada! :D


O lado bom do Yaoi

30/10/2015 às 13:14 • Capítulo 01
Moça, você não pode abandonar essa fic! Como meu coração AoKaga vai ficar?
Como assim o kagami dorme na praça? Seu guarda acorda ele todo dia e chama ele de vagabundo e delinquente? NONONONO no posso suportar! Atualize!!!!
Vou esperar,
Beijinhos :*


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Olá! tudo bem?!
Não se preocupe, eu não abandonei. Dei uma pausa nos projetos pra cumprir o desafio do Nyah, que tem que postar todo dia, é dureza. :/
Nah, nem. Os guardas lá no Japão são bonzinhos xD Já tenho o próximo, em novembro volto com força total! :D
Obrigada!! Te vejo no próximo!


Akkira

31/05/2016 às 18:09 • Capítulo 01
 
Adorei a frase ao estilo bruxa do pica-pau!!! Hehe
E lá vou eu, atrasado como sempre... Já li os dois primeiros capítulos há séculos e tive a cara de pau de não comentar até agora. Inacreditável!!! Mas como eu ainda acredito no ditado que diz antes tarde do que nunca, cá estou eu de cara lavada pra comentar essa história maravilinda!!! ♥
*
Daiki responsável é uma coisa que você nunca espera, só que uma hora isso tem que acontecer. Ninguém pode bancar um crianção pra sempre, pelo menos se quiser ser alguém na vida. E é exatamente nesse ponto em que Daiki percebeu que teria que se esforçar de verdade.
As coisas podem estar bem diferentes (ou talvez do mesmo jeito, porém com caminhos mais tortuosos), mas ainda aqui a entrada de Kagami em sua vida foi um divisor de águas. Existia um Aomine pré Kagami, e o pós Kagami que é esse que estamos vendo agora. O antes soberbo e egoísta, se tornou um cara bem mais companheiro e altruísta (este último na medida do possível). E ainda por cima o ruivo o fez correr atrás de um sonho que estava guardado bem no fundo de seu subconsciente, provavelmente anuviado por tanta soberba e apatia!
É interessante ver como todos estão correndo atrás de seus sonhos! Eles cresceram juntos como uma equipe, cada um foi pro seu lado a fim de provar que era o melhor no esporte em que amava e agora está cada um seguindo adiante indo atrás de seus próprios sonhos, cada um em sua área.
Ai Momoi, só ela mesmo. Como boa amiga queria se certificar de que o Daiki faria as coisas direito, assim como fez quando ele resolveu ir pra Touou! Queria ter certeza de seu bem estar e de que levaria a sério os estudo, imagino que seja por isso que tenha escolhido justamente o mesmo curso. E de quebra ainda vem o Tetsu de brinde... Huahsuhahs Chaveirinhos! rs
 É incrível perceber que Daiki está sim, sobrevivendo sozinho! Tudo bem que ele não está fazendo nada extraordinário, mas só de vencer a preguiça e não ter morrido de fome já é uma pra glorificar de pé ermões! Kkkkkkkkk Mas não duvido que tenha se esquecido de abastecer o carro algumas vezes. =P
O universo às vezes parece conspirar com (ou contra) a gente. Quem diria que uma interdição no transito e um desvio forçado de rota fariam com que encontrasse um velho conhecido do passado. Quero dizer, não UM e sim O, pois de forma direta e indireta aquele ruivo mudou sua vida, o tirou da inercia e do estado estagnado em que se encontrava! Mesmo que não fossem exatamente amigos, o cara o salvou de si mesmo, então o reencontro não pôde deixar de ser surpreendente a Daiki!
Uma vez Daiki, sempre Daiki. Não dá pra mudar algo que já está tão enraizado em seu DNA, tarefas de casa realmente não são com ele! No máximo se a bagunça o estiver impedindo de andar pela casa ele deve dar um jeito, mas antes de chegar nesse extremo eu duvido! Hahaha
*
Apesar do desleixo em casa, o mesmo não pode se dizer da faculdade. Ele está levando a sério, como se deve ser. Fazendo todo o possível pra ir atrás de seu sonho e chegar a seu objetivo. Tem realmente um pouco de Kagami nesse espírito, como se tivesse se contagiado com sua força de vontade.
O que? Momoi tagarelando? Nunca! Jamais! Hauhsuahsuhaus O assunto de um possível reencontro com Kagami até morreu no monte de histórias que a garota tinha pra contar. Ainda assim estranhamente para Daiki era difícil de tirar da cabeça, mesmo que não saiba exatamente o motivo. A curiosidade era tanta que foi levado inutilmente ao mesmo lugar  a procura do seu antigo rival.
*
Adorei a discussão interna de Daiki a procura de um motivo para ir até Kagami! E o “Porque não?” foi com certeza a melhor das respostas que poderia dar a si mesmo e a sua curiosidade. Hasuhuahsua E nossa, que começo de conversa brilhante! Realmente são amigos que não se veem há anos! SQN.
Por fora o Kagami pode ter mudado muito, mas por dentro continua o mesmo. Preferia dar mais atenção ao sanduiche do escutar do outro o quanto estava diferente em sua aparência. Obvio que o Aomine era o mais curioso, no entanto papo quase morreu, mas apesar de ser Daiki aquele que estava mais curioso sobre o outro foi Kagami que não deixou o clima ainda mais desconfortável.
Tenho que concordar com o Kagami que alguém tão indisciplinado quanto Aomine foi, dizendo que seguira a carreira policial é bem contraditório e engraçado. Uhaushauhsha Mas não adianta, Daiki é o senhor das pegadinhas, ele sempre vira o jogo a seu favor, ainda mais com alguém tão esquentado como Kagami. E isso serviu pro moreno relembrar o por que de gostar tanto de implicar com o ruivo!
É mais que natural que Kagami tenha estranhado o convite de Daiki, oficialmente não eram amigo, nem colegas poderiam se considerar já que a maioria de seus encontros era em quadra e dentro ou fora delas o único assunto em comum era basquete e um tentando mostrar pro outro quem era o melhor no esporte. E pelo menos quando não estavam jogando de igual pra igual em quadra, era sempre o Taiga que saia perdendo.
Você sabe mesmo como balançar o coração da gente, é por isso que sempre que tem uma fic nova da Tia Kaline eu paro tudo o que estou fazendo, me preparo mentalmente e emocionalmente e vou desbravar o novo mundo criado em sua cabeça e traduzido em forma de palavras muito bem digitadas. Eu nem consigo dizer o quanto é inusitada a ideia de mostrar um outro lado do Japão, lado esse que eu não fazia ideia que existia. O Kagami estar morando nas ruas é algo realmente surpreendente, pois quando se pensa em Japão, se pensa em primeiro mundo, se pensa que eles vivem em estado de conforto diferenciado e que atingiram um patamar semi utópico de vida. Lógico que qualquer um que acompanhe jornais sabe que os terremos são um problema. A Iakuza, da qual mal ouvimos falar certamente também tem a sua parcela no quesito perturbar o “paraíso”, apesar de que a máfia não apresentar ser tão perigosa quanto os bandidos mal organizados no Brasil. Mas a pobreza a esse nível é algo que se pensa estar erradicado no país. Ver gente que não tem um teto não é algo que relacionamos com um país tão avançado. Mas acredito que há sim muitos motivos que forcem as pessoas a terem que sair de seu lar.
 Tem também uma parte do Japão que é bem obscura, pois apesar de ser um país onde a modernidade e o desenvolvimento tecnológico tem importância ímpar dentro e fora de seu território, ainda possui em sua grande maioria uma população muito conservadora, onde o padrão de comportamento é muito rígido. Sendo assim os homossexuais são muito rejeitados, e pessoas que não conseguem destaque em seu trabalho são ignoradas. É por conta disso a grande taxa de suicídio que lá ocorre.
*
Fico feliz que tenha resolvido mostrar essa outra faceta do Japão, pois nos faz questionarmos a nó mesmos se o que pensamos está mesmo correto. O Brasil é um país com muitos problemas, mas a gente foca tanto nos nossos que às vezes esquecemos que os outros também tem os seus, mas parecem bem menores pois como não acompanhamos o seu cotidiano simplesmente parecem sumir deixando evidente apenas as coisas boas!
Adorei o capítulo, acho incrível essas leituras que nos fazem pensar e questionar o que sabemos e podemos aprender um pouco mais com elas.
Muito obrigado por compartilhar mais essa fic, senhorita Kaline! ♥ Postarei o comentário do capítulo dois o mais rápido possível! XD Necessito ler o capítulo três e pra isso tenho que comentar o dois! =P
Muitos beijos e abraços e até o próximo!!! ♥♥♥♥♥♥♥


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Olá! Antes de mais nada desculpe a demora em responder! Eu estava betando a fic da Fran e isso ocupou meu tempo livre no PC!
—--
Wow! Quem disse que eu não senti falta desses comentários? Pois senti! Vamos lá:
Pois é. A gente conhece o Daiki no colegial, ele sendo um pivete mega irresponsável... preguiçoso, arrogante e talz. Mas a bíblia dele traz a policia como carreira alternativa. E isso não é um emprego relapso como aqui no Brasil. No Japão é muito rigoroso, não é só fazer uma provinha e tazl. Isso mostra que, em algum momento do futuro, o Daiki vai assentar a cabeça e tomar vergonha na cara.
Talvez o Taiga tenha sido o gatilho que impulsionou essa mudança, pois como você disse: existe o Daiki antes e o Daiki depois do tombo, digo, Taiga.  Encontrar o Kagami foi o choque de realidade que colocou Daiki nos trilhos outra vez, deu a ele um propósito e um novo sentido na vida que já tinha perdido qualquer sentido que o fizesse avançar, evoluir, melhorar.
O legal de histórias em que eles estão mais velhos é ver justamente essa mudança: deixar de ser criança e correr atrás dos sonhos. Muitos dão tudo de si no clube, mas não são todos que viram atletas profissionais. Então tem que ir atrás da carreira, e fazer faculdade pensando nisso.
Huahuahuahsauh
A Momoi tem esse perfil, não? Ela foi pra Touou ficar de olho no Daiki, apesar de o seu ‘amor’ ter ido pra Seirin.  Imaginei que na faculdade não seria muito diferente, desde que a instituição oferecesse os meios para ela conseguir o que quer na formação. Mas como é só uma fic, faz de conta que sim xD
Até algum tempo atrás eu achava coincidências pura falta de talento do autor.  Daí a gente amadurece e percebe que a vida aqui fora é cheia de coincidências.  Cheia de acasos que são pequenos milagres, você perder um ônibus e pegar o seguinte, daí reencontra uma pessoa que não via a anos!  Ou você sempre compara Doritos, daí um dia compra Rufles e pega o tazo que queria desesperadamente!
Eu entendi que coincidência não é falta de competência de um autor. É apenas pegar a vida e transformar em ficção. A velha história de “a arte imita a vida”.
E passei a usar muito mais nas minhas fics!
Exato! Daiki é muito sério com seus objetivos, mas ele ainda é aquele moleque folgado e irresponsável de sempre. Uma mudança 100% não vai acontecer nesse caso, então haverão aspectos da vida dele que, invariavelmente, denunciarão os traços de defeitos mais evidentes xD
Então... o Kagami é o mesmo caso.  Ele mudou bastante, mas não 100%, porque nesse contexto é impossível não mudar, não passar pela briga familiar, a ponto de acabar indo morar na rua.  Morar na rua é uma experiência que a gente só faz uma pálida idéia, com base no que vê por aqui. Mas não dá pra manter o Taiga muito igualzinho ao que ele era. Acredito que ele tenha levado uns golpes da realidade aí, que o fizeram menos estourado e impulsivo e mais cuidadoso. Ainda que o Japão não seja tão selvagem quanto o Brasil, morar na rua deve ter sua conta considerável de perigo. Se não de morte, no mínimo de ter as coisas roubadas, uma surra, gangues tentando recrutar, impostos ilegais, esse tipo de coisa.
Huahushaushaush
Fazia tempo que eu queria mostrar esse lado do Japão. Vejo gente pagando pau que lá é perfeito, mas lá não é o paraíso não. Eles são extremamente preconceituosos, racistas, homofobicos.  O Japão é um lugar duro com seus próprios patrícios. Não se encaixar nos padrões é suicídio social.  E é uma bola de neve: pra você ter um bom emprego, precisa de um endereço fixo.  Pra ter um endereço fixo, precisa estar trabalhando! Uma vez que vai morar na rua, é super dificil sair da situação.  Se você não tem uma boa formação, vai pros arubaitos e empregos mais degradantes. E pra se sustentar é complicado.  Com o salário, pagar faculdade e aluguel seria impensável pro Taiga, e deu no que deu.
Ufa!
Acho que é isso.
To esperando a Fran devolver a história pra ultima revisão. Então não garanto conseguir responder seu review do outro capitulo ainda hoje. Mas amanhã com certeza! Não gosto de responder correndo, de qualquer jeito, né? Tem que ser a altura!!
PS: quero fic! >(


Nina Malfoy

14/07/2017 às 16:42 • Capítulo 01
O que mais gostou no capítulo?
Tudo

Eu descobri recentemente esse casal através de uma pesquisa por imagens e foi paixão instantânea. Assisti os animes para conhece-los bem e como se fosse possível me apaixonei ainda mais. Aí sai a procura de fanfics e encontrei seu perfil recheado delas! Decidi começar por essa fic e li sem parar até o final. Eu não sabia se eu fazia um comentário só sobre todos os capítulos ou se ia de um em um.
Decidi então comentar capítulo por capítulo após ir relendo eles.
Então vamos ao comentário!
Primeiramente, sua escrita está impecável. Fácil leitura e entendimento. A leitura flui fácil e não dá vontade de parar de ler. (Assim como acontece nas Drarry!) Sua fic encanta já no início!
Eu amei esse Daiki mais maduro, centrado nos estudos. Ele realmente amadureceu  e tem um objetivo a seguir, sem contar que é um ótimo amigo. 
Confesso que fiquei chocada com a última informação da fic: de que o Taiga mora no parque. Me pegou de surpresa e eu gostei. Pq é algo novo nas fics. Como você mesmo disse bem tudo são flores na vida.
Eu fiquei com o coração apertado por conta do Kagami estar passando por uma situação dessas e uma observação do Aomine (de que o Taiga estaria mais velho, magro e cansado) fez meu coração doer e ficar ainda mais apertado, pq entendi o motivo. Foi a primeira lágrima que chorei lendo essa fic maravilhosa!
Agora é só esperar pela reação do Aomine! O que será que ele irá fazer?!
Bjs e até o próximo capítulo!
 
 
 


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Olá! Seja bem vinda a esse ship que é puro amor (e brigas e mais amor). O Taiga foi o meu xodó desde o primeiro capítulo. Mas eu não tinha ship com ele, não vi química com o Kuroko :/ até que o Daiki apareceu e eu soube que estava esperando por esse príncipe encantado (!!) .


Demorou até eu ter coragem de escrever com eles, porque eu gosto de chegar o mais perto possível das personalidades originais, daí além de assistir o anime fui atrás de mais fics, wikis, toda a informação possível xD


Fico feliz em saber que é a sua primeira fanfic deles, e um pouco triste porque ela tá meio em hiatus hausausas mas um dia termino. Juro que termino. Tem outras finalizadas aí, se tiver coragem, fique a vontade.


Sou uma autora de extremos. Ou a minha ideia é uma coisa tipo bizarra ou é pé no chão. Aqui é pé no chão. Escolhi uma abordagem mais realista de que um dia as coisas não dão certo.  Como a derrota do Daiki tirou ele daquela inércia, eu pensei que seria um baque no ponto para ajudar a amadurecer. Então ele está mais centrado, mais focado e mais dedicado. Já o Taiga, passou por muita coisa, e essas coisas ajudaram a dar uma amenizada no gênio bravio dele. Inverno não é brincadeira, no Japão é dureza... então ele viu um lado feio da vida, mas é o Taiga e não desistiu de lutar. Ele é o cara que nunca vai desistir.


Muito obrigada pela confiança em começar com essa história e por todos os elogios :D


Fiquei muito feliz com seu comentário


O lado bom do Yaoi

04/11/2015 às 14:01 • Capítulo 02
"Seu guarda, eu não sou vagabundo
Eu não sou delinquente
Sou um cara carente
Eu dormi na praça(...)
Seu guarda, seja meu amigo
Me bata, me prenda
Faça tudo comigo
Mas não me deixe ficar sem ela(...)"
Musica tema do Kagami.
okok essa foi péssima, mas eu não resisti!
Daiki não conseguiu parar de pensar no gêmeo *suspiro* e eu queria saber como o Kuroko não suspeitou da situação dele...
Vou esperar pelo próximo
beijinhos :*


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: HUASHUASHAUSHAUSHAUHS
Só troque o "Guarda" por "Daiki", porque ele ainda não conseguiu o emprego de puliça.
Nah, o Kuroko e o Kagami se afastaram. Eles fazem faculdade em instituições diferentes. E o Kuroko nunca foi de ficar visitando o Kagami. Acho que a ultima vez que eles se viram o Taiga nem tava enrascado xD
Obrigada pelo review e té mais! :D


Noah Frannie

04/11/2015 às 18:29 • Capítulo 02
Ai genteee NUM PODE DEIXAR O CRUSH NA RUA RUM!! AI QUE SAUDADES DESSA FIC!!!*emocionada* kagami é mesmo muito orgulhoso e esta mais maduro*suspiro *a vida lá fora é assustadora e não é fácil não .e eu já desconfio o motivo da briga do papa kagami e do tai-chan.OWNNNNNNNNNNNN DAI-CHAN KAWAIIIIIII E ASSIM COMEÇA AS SALIENCIAS...er quer dizer uma paixão nasce assim! Que venha os próximos capítulos


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: ESSE é o Daiki! Salvou o boy magia! Depois de alguma hesitação xD
Sim, eu calculei que um tempo na rua ia dar uma amansada no nosso tigre. Num deve ser facil, né? Viver ao relento... e sim: você deve estar no caminho certo de porque o Taiga brigou com o papito *aquela carinha*
ASSIM COMEÇA A PAIXÃO!! Mas não as saliencias ¬¬
Obrigada por ler! ♥


Dark Desire

09/12/2015 às 02:52 • Capítulo 02
Bakalineeeeeeee vamos salvar traseiros =D. Adorei o capítulo e principalmente a parte em que o Daiki não consegue ficar sem ajuda-lo. A fanfic está maravilhosa e já espero outras atualizações =D.
Beijos Kawaii ♥ ♥


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Hellllllloooooou
Sim, vamos salvar esse traseiro lindo, pro Daiki cuidar bem dele hohoho O Daiki não conseguiu ficar sem ver seu amorzinho todo indefeso na rua. Well, não indefeso, né? Apenas sem teto xD
Obrigada e até mais!!


Akkira

01/06/2016 às 23:34 • Capítulo 02
Vamos no embalo que eu ainda quero ler o capítulo três ainda essa semana!
Daitai Love é outra fic que eu tenho que comentar! Fala sério, não tenho vergonha na cara. T-T
*
Meu coração dá uma pausa todas as vezes que leio essa parte, é como uma freada brusca. Sério, ler que Kagami está morando nas ruas é bem triste. Sabe quando você não vê um amigo há tempos e quando você o encontra e ele diz que as coisas não vão bem por algum motivo? É mais ou menos assim que me sinto pelo ruivo. Uma mistura de impotência com muita vontade de ajudar.
Realmente parece uma mentira, ver uma pessoa conhecida numa realidade tão diferente, e acima de tudo, passando por tantas dificuldades. Sim, pois só de imaginar passar um inverno rigoroso como lá no Japão, e outras dificuldades climáticas e do cotidiano como o barulho e a falta de higiene, tudo isso me faz pensar o que o faria chegar a esse extremo.
Não consigo imaginar o buraco que se formou no estomago de Daiki após a revelação, sim, pois é perturbador demais uma situação dessas. Ainda que não fossem amigos, descobrir que o outro estava enfrentando tamanha dificuldade não era nada agradável pra si! Outro grande fato que a fic trás é que as estatísticas só começam a ter importância e tomar dimensão quando o acontecido é com alguém próximo a nós, alguém de nossa convivência, aí sim damos importância.
Não é atoa que Daiki não conseguiu se concentrar em outra coisa, somente se fosse um insensível ele não se importaria nem um pouquinho com a situação do ruivo! Mas ele, apesar de se fazer de durão é uma boa pessoa, dá valor as pessoas e principalmente a seus amigo e mesmo que Taiga não seja assim tão próximo, se não pode deixar de se importar com o antigo rival. Nem peitos perfeitos são capazes se sobrepor ao baque que teve por ver alguém de seu passado vivendo de maneira tão precária.
Kagami é um cara bem orgulhoso, nunca que ele correria atrás da ajuda dos outros por conta de um problema, mesmo que fosse um tão grande como esse. Ele pode queimar todos os seus neurônios, mas antes de pensar em pedir ajuda vai tentar resolver por si mesmo, isso se pedir, pois se seus amigos não perceberem que está com problemas, o que é difícil pra alguém tão transparente, e perguntarem ele não dirá!
Esse espírito de policial de Daiki é perfeito. ♥ Esse sim é seu natural, pois era assim que fazia na Geração Power Rangers e é assim que voltou a agir quando redescobriu o trabalho em equipe. Foi por isso que não pôde ficar parado em casa sem fazer nada.
É engraçado perceber que nem o próprio Daiki sabe exatamente o que está fazendo, como se seu corpo estivesse no automático. As informações de mais cedo mexeram mesmo consigo e ele deseja de alguma forma poder ajudar aquela pessoa, saber o que a levou a ter que ir morar nas ruas, tanto é que verbalizou seu pensamento assim que pôde, sem nem ao menos processar o que dizia, querendo logo saber a quanto tempo o outro estava tendo esses problemas.
Em contra partida é lógico que o Taiga estranha a enxurrada de perguntas sobre o assunto, nunca foram amigos, muito provavelmente ainda está se perguntado o por que de ter aceito o convite do moreno pra beber.
Tenho certeza que Daiki está na profissão certa, por que o interrogatório que fez... Huahsuhasuh Brincadeiras a parte, com sua preocupação é bem natural, ninguém quer ver alguém próximo com tantos problemas.
Acho triste isso de pais brigarem com os filhos a ponto de terem que sair de casa. Afinal, pais são pra sempre, não existe esse negócio de ex pai, é uma responsabilidade eterna. Mas também concordo que o contrário também é válido, se os pais estão com dificuldades, nada mais natural do que o filho ajudar. Também é triste ver um pai ou uma mão abandonados ou num asilo mal cuidados ou até mesmo mal tratados.
Cara, ele pretendia ficar mais um ano e meio nas ruas, isso só reforça a garra e determinação que sempre teve, mas não deixa de ser assustado pensar que alguém não tem escolha a não ser morar na rua e passar dois anos e meio nela e correndo atrás de seus sonhos. Kagami é o tipo de pessoa que prefere sempre caminhar por suas próprias pernas, e prefere não ter que depender dos outros! Ainda assim é perturbador alguém preferir ficar do que pedir ajuda.
De forma alguma seria caridade de Kuroko se o garoto o ajudasse, são amigos afinal! É pra isso que servem, pra rir nas horas boas e ajudar nas horas ruins. Apesar de que me colocando no lugar dele, é bem difícil ir até um amigo e dizer que está com um problema deste tamanho. Por isso ele prefere se virar por conta própria.
Não deu pra não rir quando o Kagami diz que apesar de ter tentado a bolsa, não conseguiu por conta de suas notas. Também, estava ali, sempre no limite, tirava sempre notas altas o suficiente pra passar, e é provável que tinha sempre que tentar recuperar as notas baixas. Huahsuahsuhasu Daiki nem pode falar nada, já que as próprias notas eram tão boas quanto.
Não ter o que fazer nessa situação deixou Daiki com sentimento de impotência, queria saber mais, queria entender e queria ajudar de alguma forma, qualquer coisa, até pensou em conselhos... justo ele? O que poderia dizer? Certamente que palavra nenhuma amenizaria o problema que Kagami vinha enfrentado. É por isso que a única coisa que consegue é ficar calado, tendo uma discussão interna do que fazer.
Foi demais pra Daiki, ele pode se fazer de durão o quanto quiser, pode exibir uma marra que o faz até parecer metido, mas ele tem bom coração. É difícil se sentir confortável em casa quando existe alguém que está precisando de ajuda. Tenho certeza que ele não conseguiria ficar de boa depois de descobrir a situação do ruivo. Mesmo que negue, ele jamais deixaria de ir naquele parque uma segunda vez e jamais deixaria o outro ao relento. E é aqui que a mãozinha do destino faz seu papel, não que eu acredite nisso, acredito mais em propósito, como se o Daiki tivesse mesmo que fazer aquele desvio e consequentemente encontrado Kagami. Acho isso poético, mas acontece na vida real. ♥
Literalmente Daiki está salvando o traseiro do Kagami, no sentido figurado e no real, o traseiro e todo o resto. Huahuhsuahsuh Tenho certeza que o moreno vai descobrir que não está trazendo tanto problema pra si assim! ♥ ;) ♥
*
A mudança do Kagami não está nem um pouco absurda, na verdade está condizente com a nova realidade. Ele também não mudou tanto assim, ainda é o cara esquentadinho, inocente (talvez um pouco menos) e transparente de sempre. Só está mais conformado, a vida foi dura com ele e ele e tirou um pouco daquele ar agressivo que ele tinha. Mas seus espírito de guerreiro ainda permanece, ele está bem focado, tem uma meta e pretende alcança-la. Perfeito! ♥
Muito obrigado por mais esse capítulo! Agora poderei ler e comentar o capítulo três! *-*
Muitos beijos e abraços e até a próxima!!! ♥♥♥♥♥♥♥


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Hello, humano!!  E assim agente vai vivendo, de coisas acumuladas :D
Quando ci a ficha do Daiki foi bem doloroso. No sentido desse mesmo: a gente sabe que pessoas moram na rua, mas são números. Estatísticas distantes. Não seres humanos... tipo, a gente passa por eles na rua e a maior parte do tempo não os enxerga.  Quando enxerga, vem aquela pena rasa, que logo passa.
Quando é uma pessoa que a gente conhece... é um soco na cara!
Tem um primo meu que saiu de casa. Um dia, ele simplesmente se foi.  Com a roupa do corpo e ninguém nunca mais ouviu falar dele, até hoje.  E já tem uns oito anos pra mais.  Existem várias teorias: que ele está morando em outra cidade, que esta andarilhando pelo Brasil, que saiu do pais, que foi morto por traficantes, que está em algum ponto de drogas... não saber é triste, a duvida é triste, porque fica um buraco.  Mas saber também... as vezes eu fico imaginando qual seria a minha reação se andasse pela rua... PA! Desse de cara com o Fael! No estado em que ele estaria e talz.
Por mais que eu ensaie mentalmente, seria um choque ver meu primo, alguém que cresceu comigo, em uma situação tão fragilizada.
Ai foi só encaixar a situação no contexto AoKa e deu no que deu xDD
A questão do Taiga não correr atrás de ajuda tem um pouco a ver com o contexto da briga que ele teve com o pai. Entra o lance do orgulho, porque ele é orgulhoso pra caramba! xD Eu pensei no pai dele (entre outras coisas) jogando na cara dele o quanto o Taiga é financeiramente dependente dele, e em como ele nunca conseguiria se virar sozinho, por isso tem que aceitar as exigencias do pai e talz. Espero encaixar bem isso na trama! :D
Ai entra o lado arrogante do Daiki também que é outro cabeça-dura.  Imagina, ele ali todo solidário e o Taiga ousa recusar?! Não pode, né? Claro que ele não ia aceitar algo assim. Ninguém nega ajuda de Daiki, a não ser o próprio Daiki xDDD
O interrogatório foi difícil de trabalhar!  Eu queria mesmo deixar claro esse lance “policial”, mas... respeitando as devidas restrições, a juventude dele, a falta de técnica, mas já deixando claro que a veia investigativa está nele, só precisa desenvolver!! Mas... não podia ser do jeito tradicionalmente Daikiesco de ser, porque se ele força demais o Taiga some na neblina e o fiozinho de vinculo que eles estão desenvolvendo se desaparece!
Esse resto de faculdade estava incluído no forte propósito do Taiga de fazer as coisas sem ajuda do pai. Ou de quem quer que fosse. Mas ai o Daiki colocou as coisa de um jeito que ele pode aceitar, porque ele estará devolvendo o favor do jeito que ele pode! :D
Sim, nós sabemos que não seria caridade por parte do Kuroko. Mas e colocar isso no cabeção do Taiga? Ele já saiu de casa com a sensação de que é um estorvo.  E estava com a ferida no peito muito aberta, pra ir pedir socorro. Quando o tempo passou e ele aprendeu “as manhas” da rua, não fazia mais sentido ir atrás do amigo.  Mas o que aconteceu foi o contrário: a ajuda foi atrás do Taiga! xD
Huahsuahsuahsuah
Essa foi uma parte que eu inventei.  Eu sei que nos Estados Unidos da América, você tem que ter o mínimo nas notas e no comportamento pra ganhar a bolsa por esportes.  Mas no Japão... é é tipo rigorosissimo. Eu perguntei pra minha amiga que mora lá, mas ela viveu basicamente aqui no Brasil antes de voltar, então ela não sabe responder sobre faculdade :/ Se for analisar bem: eles são rigorosissimos com nota e com dedicação no esporte.  Ou seja, imaginei que notas baixas cortariam a chance de conseguir uma bolsa, por melhor que ele seja no basquete. Mas pode nem ser assim xD
As coincidências da vida! Antes, na minha arrogância, eu as desprezada.  Agora, com a minha vivencia, aprendi que elas tem o seu valor, e por menores que sejam, nos ajudaram a chegar ate esse ponto nas nossas vidas, e ainda irão interferir muito até a nossa morte :/
Ufa, acho que é isso!!
Como a fran me mandou a fic posso postar o proximo capitulo aqui muito em breve!
Daitai Love depende de você :D
Sem pressão... hhohohohohho


Nina Malfoy

14/07/2017 às 20:51 • Capítulo 02
O que mais gostou no capítulo?
TUDO!!

Olá! Fiquei muito feliz ao entrar no site e ver que você tinha lido e respondido meu comentário! Eu que agradeço por você estar escrevendo algo tão lindo, intenso e real e compartilhando conosco. Se você me prometer não abandona-la eu vou ficar aqui junto com você até o final!
Eu admito que também fui atrás de tudo o que encontrei sobre eles, e também de outros personagens pra conhece-los e saber sobre personalidades e tudo o mais, como você fez. (Santo Google! Rsrs). Agora estou na parte de ler as fics...rsrs. Acho que nessa parte pensamos meio igual!
Como você disse eu tbm não consegui ver química entre o Kagami e outro personagem. Ele e o Kuroko não combinam, definitivamente. O mesmo com o Aomine! Os dois foram feitos um para o outro, até nas atitudes deles eles combinam. No anime tem várias situações em que eu (que vejo yaoi em tudo...Rsrs) vi uma conexão especial entre eles! São o par perfeito!
Quando o Daiki aparece no anime tudo se encaixa!
Eu acredito que o Taiga foi um divisor de águas para o Aomine no anime. Depois do confronto em que ele perdeu ele mudou, voltou a ser quem era no passado. Taiga fez com ele refletisse suas atitudes. Acredito que na sua fic tbm será assim. Taiga e impactante! 
Eu ainda não sou uma especialista, mas ao meu ver os personagens estão super fiéis as personalidades, considerando que eles estão mais velhos e mais maduros, bem como o passado deles. Para mim estão perfeitos!
Esse capítulo foi muito intenso! Eu meu coração que já estava apertadinho se apertou ainda mais. O Taiga disse sem rodeios que morava na praça e depois que brigou com o pai. Isso foi cruel, mas saber que já tem quase um ano nesse situação foi ainda pior. Como você disse, inverno no Japão não é nada fácil!
Mais o que mais me tocou foi que o Kagami já estava confirmando com isso! Meus olhos que já estavam cheios de lágrimas contidas não conseguiram suportar e mais uma vez eu chorei. É tudo muito real! 
Ainda bem que o Daiki chegou para ajudar! Ele me fez ver uma luz no fim do túnel!
Parabéns pelo capítulo maravilhoso!
(Me desculpa pelo tamanho do comentário, mas meu empolgo falando deles!! E sua fic me emploga ainda mais!)
Bjs e até breve!
 
 


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Olá de novo!


Uahuahsa sim. Acho que a relação entre autor e leitor de fanfics é diferenciada. Postar e ler é uma via de mão única. Mas quando o leitor toma a iniciativa de comentar, passa a ser uma via de mão dupla e o autor deve devolver o respeito e o carinho que receber. Por isso respondo tudo.


Eu sinto por AoKa não ser o casal mais shippado do fandom, daí falta material. Parece que KagaKuro e AoKi reinam absolutos. Mas to acostumada a amar ships flopados, então vida que segue.


Vejo o Kagami e o Kuroko como grandes amigos, mas romance... sem chance. O mesmo para Aomine e Kuroko. Já o Kise até tem um certo... enlace com o Aomine, como não gosto do Kise mete o louca e só penso neles como amigos :D


Acho que o Taiga foi um divisor de águas para todos da Geração Milagrosa. Ele passou como um rolo compressor por cima deles, mas como Aomine foi diferente. Ele parou o avanço do Taiga na primeira vez, e isso fez dele um marco na vida do Taiga também. Depois disso ele buscou formas de melhorar por conta própria e foi o que eu usei aqui: diante de um problema ele meio que isolou e tentou se erguer por si só. Ele é esse tipo de cara.


Daí o Taiga tá mais... manso. Ainda é o Taiga, mas acho que mesmo a personalidade mais selvagem aprende depois de uns golpes da vida.  Então não podia ser o mesmo Taiga cabeça quente dos animes, apesar dessa característica ainda estar por baixo de pele, ele só se adaptou para passar por uma fase.  Minha intenção é usar isso para dar mais uma lição ao Aomine, apesar dele já ter melhorado bastante.


Daí eu sou dessas românticas e fiz o príncipe chegar em seu cavalo branco. Ou quase isso xD Aomine vai salvar o dia, espero eu. O plano é de continuar isso sim, terminar com fé no pai, so to passeando por ShinoKiba atualmente. Mas o OTP é forte!


Nem liga, eu me empolgo mais respondendo haushasauus faz parte da vida. Mas nao gosto de responder pelo celular, dai só respondo quando ligo o PC, as vezes demoro um pouco.


Obrigada pelos elogios e até a próxima!!


Noah Frannie

25/11/2015 às 12:18 • Capítulo 03
Ownn ainda bem que saiu!tava com saudade!caham...meu querido kagami taiga chan É CLARO QUE VOCÊ TINHA QUE ACEITAR ESSA OFERTA!eu sei que você é orgulhoso e tá rárá mas deixar ele um pouquinho de lado as vezes pode fazer muuito bem,pegue o exemplo do daiki . hahaha sabia que a quitinete ia tá uma zona,no final das contas é do aomine que estamos falando xD .tenho certeza que agora o taiga como uma boa dona de casa que é vai deixa-la limpinha.hummmmmm eu sei que alívio de ele ter aceitado esse é *aquela carinha*e porque você não viu se ele tava de pijama também hein,eu com certeza espiaria descaradamente;mim julgue. vai que ele tá só com um calção mostrando aqueles músculos torneados e bronzeados e..*baba *er. onde eu tava?ah enfim,espero que agora meus dois amores vejam que a vida de casado...er que a vida de companheiros DE CASA! talvez seja legal *cof cof* well té o/ eu queria cheirar o kagami pra saber que cheiro de sabonete era aquele *faz bico e sai resmungando*


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: HELLO!!
Até eu estava com saudades desses dois e das postagens!
Então, pensei que ia fazer uma história entre tapas e beijos, mas... não vai rolar. Se a coisa começar a pesar pro lado do Baka, ele simplesmente volta pra rua! E não é isso o que a gente quer, né?
A gente quer os dois marido/esposinha, com direito a cafungada de sabonete no cangote, preparo de comida, casa arrumada... essas coisas. Então os problemas na relação vão meio que vir de fora!
Mesmo sendo slice of life pretendo colocar umas tretinhas!! Aguarde!
E obrigada pelo review :3


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: HELLO!!
Até eu estava com saudades desses dois e das postagens!
Então, pensei que ia fazer uma história entre tapas e beijos, mas... não vai rolar. Se a coisa começar a pesar pro lado do Baka, ele simplesmente volta pra rua! E não é isso o que a gente quer, né?
A gente quer os dois marido/esposinha, com direito a cafungada de sabonete no cangote, preparo de comida, casa arrumada... essas coisas. Então os problemas na relação vão meio que vir de fora!
Mesmo sendo slice of life pretendo colocar umas tretinhas!! Aguarde!
E obrigada pelo review :3


O lado bom do Yaoi

27/11/2015 às 22:23 • Capítulo 03
Eu não dormi na praça... Aomine tirou ele da praça!
Quero saber como vai ser a convivência desses dois, por mais que eles tenham crescido e amadurecido acho que ainda rola umas tretas por ai, ainda mais com o jeito maníaco por limpeza do Kagami e o bagunceiro ao extremo do Aomine... muitas águas vão rolar ainda!
beijinhos :*


Resposta do Autor [Kaline Bogard]: Olá! Tudo bem?
Eu discuti muito com minha beta e a gente conluiu que esses ultimos semestres terão uma convivência pácifica entre os dois. O maior problema seria justamente essa preocupação do Kagami com limpeza, mas você tem que se lembrar que ele morava na rua! Tão tem obsessão por limpeza que resista a isso.
Enquanto for a "quitinete" do Daiki não rola encrenca. Mas quando a realçao evoluir e ele contruirem algo juntos... ai sim: é nossa casa. E dessa forma o Kagami pode voltar a velha mania!
As tretas ficaram por conta de outra coisa! :D
Obrigada por ler!