Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

04/11/2017 às 01:16 • Capítulo 00 - Prólogo
O que acha que precisa ser melhorado?
Tira os hífens e põe travessões

O que mais gostou no capítulo?
O tom mais sombrio e a data ser no início do século passado.

Oi. Como prometido estou aqui na tua história. Vou retomar aos poucos o floop zero porque ainda tenho um monte de comentários para responder. Mês passado foi difícil, pois participei do desafio de escrita do facebook e me tomou quase 100% do tempo. Deu só pra fazer oneshots nesse período. Mas, enfim, estou aqui.
 
E eu não imaginava um plot como esse. Pensei que a tua história fosse algo mais voltado para algum super-herói ou aventura medieval. Lembro-me que tem um herói que se chama Capuz-alguma-coisa. Só não lembro qual. Mas aí veio com algo mais voltado ao suspense, ao gótico, com personagens adorando a uma deidade numa seita secreta. Eu gosto desse tipo de enredo, gosto mais ainda quando é algum aventureiro que se mete com esses membros da seita. Eu fico fascinado com o mistério, com o oculto, com a história por trás de civilizações secretas. Esta semana mesmo descobriram uma câmara secreta na pirâmide de Gizé. Muito interessante e intrigante.
 
Outro ponto que eu gosto de ler é enredo que se passa entre os séculos XIX e XX. No meu caso eu prefiro mais ler isso do que escrever. Talvez por eu ter preguiça de fazer pesquisas mais profundas dos costumes da época. Vai saber.
 
Vou estar aqui acompanhando. Devagarzinho. Chego até o final, viu?


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Normalmente eu tratava o hífen como travessão por não saber como fazer heheheh, joguei no Google, agora sei e vou corrigir isso em breve. Talvez eu corrija também no meu blog, já que foi lá de onde a história originalmente saiu. Pode parecer um detalhe insignificante, mas acho válido pra fazer a história ganhar um pouco de ar literário. Bem, só tenho a agradecer por dar uma chance a minha história, vou retribuir o favor com certeza. Tentei devorar todos os capítulos da drabble de Columbine em poucas horas e acabou não dando. Também prometo ir até o final dela, além das demais fics suas favoritadas. Espero que aprecie o máximo da obra. Esse prólogo não é nem uma fração do que o prepara para daqui em diante. Novamente, obrigado ^^ 


Silas Moreira

16/08/2015 às 14:45 • Capítulo 01: Aqueles que se esgueiram nas sombras
O que mais gostou no capítulo?

Tudo, tudo, tudo!!!



*--------------*
Que perfeição! Não sei nem o que falar, mas estou adorando aushauhuahs!


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Obrigado pelo comentário :)
Fico sinceramente grato por estar lendo e ter decidido acompanhar. Apesar de ser uma série meio difícil de escrever, ela tem muito mais a oferecer, portanto aguarde ;)


Nana

19/09/2015 às 11:51 • Capítulo 01: Aqueles que se esgueiram nas sombras
Coloquei para acompanhar para me lembrar de ler, porque a escola e tudo está me deixando louca e sem tempo, mas enfim.
Li e digo que até agora, adorei os mistérios, a ideia, e pretendo continuar acompanhando. Você escreve muito bem, moço! :)


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Olá Nana!
Fico sinceramente feliz que tenha gostado. Sugiro uma leitura mais atenta para os próximos, porque a coisa vai esquentar rsrs.
Pode-se dizer que também estou passando pela mesma coisa. Tenho uma lista infindável de fics que favoritei, mas só umas 4 que estou, de fato, acompanhando (uma delas é a sua, que voltarei a ler em breve), e devido às ocupações as vezes não sobra tempo suficiente pra ler.
Bem, espero que goste dos capítulos seguintes, até mais! ;)


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

05/11/2017 às 13:00 • Capítulo 01: Aqueles que se esgueiram nas sombras
Que capítulo mais emocionante e intrigante. Eu pude sentir a agonia do Richard em se dividir entre a família e a seita que ele seguia. Saber que a esposa morreu no parto foi um grande choque, pior ainda é saber que nem mesmo ele poderia cuidar da filha pois também estava morrendo. Quero ver quando a Rosie crescer e descobrir que o pai fez parte de um culto pagão.
 
Esse lance de culto ao deus pagão me lembrou o filme The Order com o Jean-Claude Van Damme. Gosto quando uma seita secreta está envolvida nas tretas da história e, sobretudo, quando é a vilã principal. Eu mesmo já fiz fic com personagens de seita...
 
E eu gosto muito do seu tipo de narração. Bem fluído... parecido com livro. Já pensou em publicar? Porque eu acho tão legal escritores que possuem uma mão boa pra fic de época, e eu não tenho!!! Tipo, eu tenho mais experiência com histórias de ação ou um suspense, mas assim de época eu sou meio ruim. Por isso estou lhe parabenizando.
 
E não entendo por que a sua história tem poucos comentários? Já pensou em divulgar na grupo do Nyah! no facebook? Eu tenho comentários nas minhas fanfics porque eu divulgo lá. Sinceramente não sei que frescura essa do Seiji de proibir propaganda de fanfics no site, se no Spirit é permitido...


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: De Jean-Claude Van Damme eu só vi chamadas dos filmes no SBT e olhe lá hahaha. Também fico com raivinha dessa regra besta de não poder divulgar livremente, não vejo mal algum. Bem, sobre o grupo no Facebook... a razão pela qual não divulgo é porque  simplesmente não tenho conta no Facebook. Eu fico nesse "vou ou não vou" já faz um tempo, é uma indecisão tremenda por um fator preocupante chamado plágio (como se aqui no site fosse super-seguro ou na internet de uma forma geral...). Mas de repente pode rolar. Reconheço a importância, acho que atrairia mais. Se até aqui não é 100% seguro, porque não assumir os riscos por lá né? É válido. Portanto, está reconsiderado. Posso voltar à me prender na indecisão de novo? Poder até posso, mas ando numa fase que quero seriamente romper uns paradigmas e restrições... me desafiar como autor, leitor e como pessoa também em vários campos da vida. Capuz Vermelho publicada em livro? Não sei bem ao certo... Ela tem essa toque literário que faz alguém pensar que o lugar dela é na forma de um livro porque é assim que normalmente escrevo, esse jeito perfeccionista é uma parte muito arraigada no meu eu autor, sempre com essa preocupaçãozinha de fazer algo bem feito e, claro, tomando sempre um cuidado de não exigir tanto de si. Valeu pelo feedback, Mestre Oji. Qualquer dúvida sobre a história é só perguntar ;) 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

05/11/2017 às 19:40 • Capítulo 02: A Herdeira Amaldiçoada
Deveras uma carta emocionante deixada pelo pai de Rosie. Não imagino o que é ser órfão e, principalmente, oŕfao sem ao menos ter conhecido o pai. O tal Hector também... vira o pai sendo morto por um monstro...
 
Vi que começou a atualizar a temporada 3. Vi o tamanho dos capítulos, engoli em seco AHAUAHAUHA vamu cum carma, meu fi... se bem que eu me pergunto se pode escrever mais de 20 mil palavras. Nas regras de postagem não há nada proibindo, mas as moderadoras já comentaram uma vez que não pode acima de 20... então, neh.
 
A moça já iniciou a aventura (eu ainda não entendi pra que, de fato, ela precisa sair por aí visitando aldeias) com seu coleguinha. Já vestiu a capa com capuz vermelho... E mais uma vez está de parabéns pela narrativa.
 
Ps: stalkeei as outras temporadas,  vi um comentário de uma menina falando para diminuir o número de palavras dos capítulos. Eu não queria falar isso, mas me pareceu meio arrogante aquela sua resposta. Certo que  possuem livros com capítulos enormes, mas muita gente prefere livros físicos com páginas amareladas. É difícil ler num celular/tablet/pc um fucking capítulo de 18 mil palavras, por causa da vista, talvez. Eu mesmo fico com olhos lacrimejando, se eu ler por muito tempo... ENFIM, eu, euzinho, não tenho nada contra e leio de boa algo gigantesco, mas muita gente não consegue. Sobretudo quando se posta a história num site de fanfictions onde o público leitor é majoritariamente adolescente e ejaculação precoce. E sobre a sua resposta, não te achei arrogante por querer, mas muita gente que ler aquilo vai te interpretar de um jeito que vai te achar uma pessoa mal-caráter(a moça do comentário não comentou mais). Eu já testemunhei muito isso lá no grupo. De vez em quando precisamos parar de olhar para o próprio umbigo e aceitar sugestões, não acha, colega? 


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Bem, vamos por partes: 
 
1) Primeiramente, obrigado pelas impressões que tivera dos personagens. Pra ser franco, há dois dias eu dei uma atualizada na descrição de figurino da Rosie após uma relida e achei não muito crível, pouco verossímil digamos assim. Verá que é no capítulo 3 que algumas perguntas e respostas vão ser elucidadas e a partir daí segue o jogo perigoso com informações que vão dando contornos mais sólidos à trama. Eu, por exemplo, sei o que é crescer com pai ausente. Um traço de mim que acredito ter inserido na dupla protagonista automaticamente porque é fácil eu jogar algumas das minhas superações nas histórias. 
 
2) Pois é, atualizei justamente por me policiar quanto ao número de palavras. É desconfortável, foge muito do que eu esperava, mas foi inevitavelmente preciso, tive que engolir essa "arrogância" e pensar mais nos outros de modo que isso proporcione satisfação de ambos os lados. Analisando bem, é até melhor assim. Devia ter tido essa ideia antes, mas também não vou me culpar, muito menos tem como voltar atrás, o que está feito ficará como está. Aconteceu só agora nessa temporada. Na próxima as coisas vão mudar. Se acessar meu blog, vai ver lá na página inicial a postagem com o seguinte título "Capuz Vermelho e o problema da prolixidade", onde eu me dou um tapa na cara e me dou conta de que é hora de uma mudança séria. 
3) Relendo a resposta à autora America Chase: É, arrebitei um pouco o nariz ali, sem perceber mas foi. Acabei superestimando a série. Porém, vai saber se a garota que comentou realmente interpretou assim. E se assim interpretou, não ligo. Eu estaria errado em chutar o balde e decretar a série como sendo inviável por ser longa para um site como esse sem antes pensar numa maneira de solucionar o problema e é um erro tão condenável quanto excluir a fic por que não atraiu X leitores. Nesse caso, a luz no fim do túnel foi dividir em partes no fim da terceira temporada e se isso não for o bastante é só abandonar, o site é livre, todos são livres. Assumi essa vertente que ao meu ver é sensata. Por isso me preocupei com o fato de você ter dificuldade de ler textos enormossauros, na verdade eu nem ia citar Capuz Vermelho na MP, porém a sua respeitosa iniciativa me motivou. E também acreditei que passar da segunda temporada seria uma vitória pra se respirar fundo e com alívio pois eu entendo plenamente que leitura de textos longos na internet, enquanto narrativa, é um teste de paciência hercúleo para pessoas com veem dificuldades. Mas já que aceitou o desafio... então siga. Não me interprete mal, por favor, entendo sua crítica, até me espantei com esse adjetivo horroroso que de certa forma cabe a mim na resposta dada há mais de um ano. A maioria esmagadora só quer história de digestão fácil, como bem exemplificou a ótima história "Como se tornar um bom escritor". Eu sei que você pensa diferente, se não fosse por isso nem teria recomendado aquela fic. Desculpa se pareci rude, na primeira vista me senti meio ofendido porque julguei que arrogante é uma palavra forte demais pra ser direcionada a mim (tô longe de ser um santo, sou muito é chato rsrs), mas fui lá conferir o tom da resposta e concordei. É que procuro tratar com seriedade críticas negativas, sabendo lidar com elas e entender os pontos que as justificam. Outra coisa que explica essa minha reação é o fato de não ser acostumado a estar diante de um público que lê o que escrevo. Desculpa pela resposta longa também. A season 1 tá dentro da tolerância, como pode ver. Caso não lhe seja possível passar do final da segunda ou sequer chegar a metade dela, eu vou entender. Encerro com a pergunta de um milhão: Se acima de 20 mil é "proibido", então porque diabos é possível escrever até 25 mil? Explicarem isso que é bom nada. 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

07/11/2017 às 13:15 • Capítulo 03: Uma visita ao colecionador
Esse capítulo foi o mais tenso dos demais que eu li. Avisa pra esses dois que mordomo já é sinônimo de morte e encrenca. Viu um cara todo esquisitão, andando de modo esquisito, falando coisas sem sentido algum e andando desconfiado, pode ter certeza que aquele mordomo é do diabo.
 
 
É uma mistura de aventura com triller de suspense. Eles querendo informações no livro me lembrou aquele filme do Nicolas Cage. Além do fato que aparecerão os lobos, e um apareceu logo atrás da Rosie (essa cena me lembrou um episódio de Smallville na segunda temporada).
 
O ritmo da história está legal, não achei atropelo algum. Me agradou muito.


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Acho que o filme que você fala é A Lenda do Tesouro Perdido. Me corrija se estiver errado rs. Colocar mordomo e diabo numa mesma frase me faz lembrar automaticamente do anime Kuroshitsuji, onde há um mordomo chamado Sebastian que é literalmente um demônio. Não sei se já assistiu, mais foi a primeira coisa que pensei. Sobre a história, de fato é exatamente essa definição. Nesse ponto tudo ainda permanece com os pés no chão, Rosie e Hector ainda estão conhecendo um ao outro e descobrindo suas diferenças mais marcantes e progressivamente as coisas vão tomar um rumo bem mais sobrenatural. Grato pelo feedback ^^ 


Silas Moreira

16/08/2015 às 15:28 • Capítulo 04: As bestas que não se deve encarar
O que acha que precisa ser melhorado?

O desenvolvimento parece um tanto atropelado



O que mais gostou no capítulo?

O enrendo e a ideia da história



Estou adorando! Não pare, ok? aushuahsu


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Opa, valeu cara! :)
Certamente ficará melhor, não perca. Fico feliz que tenha gostado ^^


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

08/11/2017 às 00:30 • Capítulo 04: As bestas que não se deve encarar
O que mais gostou no capítulo?
Tudo. Gostei e estranhei. Pensei que fosse maior. Tomara que a jornada da Rosie continue assim pelo lado sombrio.

Num mundo dominado por Saga Crepúsculo e Teen Wolf, sua história aparece para resgatar o velho lobisomem clássico. Sabe aqueles que apareciam nos filmes de terror e deixavam todo mundo com o c* na mão? Pois aquilo foi trocado por um rapagote adolescente que vira lobo e namora uma garota tipicamente americana. Sabe aqueles zumbis mortos-vivos de George Romero? Pois esqueça, estamos na Era dos Infectados. Sabe a bruxa verde, do nariz grande, verruga e feiosa? Hoje as bruxas são mais bonitas que a Gisele Bündchen e mais peitudas que Inês Brasil. E tem o agravante que hoje vivemos na era das fujoshis, aí, meu camaradinha, já vimos que serão raras as histórias (como a sua) que não só aborda peito, priquito e piroca.
 
Ps: o pior que é o dreamcast que fazem lá no grupo, com os homens lobos iguais ao Zac Efron ou as bruxas iguais a Megan Fox. Ai ai (risos)
 
 
 


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Posso soltar aqui uma opinião sincerona sobre o dreamcast? Então lá vai: Sei que há quem goste/ame/adore, não quero julgar quem é adepto, mas, em meu ver, acho um caminho um tanto preguiçoso no que diz respeito a descrição de personagens. O máximo que faço pra facilitar é o dubcast, esse pra mim é o limite e o resto eu me viro pra construir fisicamente meus personagens sem que eles se espelhem em pessoas reais. Em suma, é uma opção desnecessária, pelo menos pra quem quer se desafiar como autor e tornar seus personagens convincentes através de sua própria capacidade de montar uma fisionomia, de "desenhar" seu personagem. Eu continuo tentando e me esforçando desde que comecei a escrever a série lá no comecinho de 2015 (Wow! Janeiro que vem fará 3 anos e eu aqui ainda sentindo que 2016 acabou ontem). Não vou julgar, mas também não acho lá muito correto. 
Por mais aficionado que eu seja por lobisomens, Teen Wolf não me desce. Não sei como chegou a uma sexta (e última) temporada. Sou meio "old school" mesmo hahah, completamente desapegado dessas formas atualizadas de retratar seres sobrenaturais. Comigo vampiro taca a mordida sem dó e queima no sol à luz do dia e não brilha nem é romântico piegas. Lobisomem pra mim não fica se exibindo com corpitcho sarado e abdômen trincado e quando se transforma nem parece tão ameaçador e quando deve ser um monstro implacável acaba sendo mais dócil que um chihuahua. Toda a essência dessas criaturas sofreu toda uma carga de deturpação e uma amenizada no modo de se portarem. Tudo que por natureza é brutal e sanguinolento ficou mais leve e muito romantizado (salvo exceções). Reflexo dos novos tempos, de fato. 
Obrigado mais uma vez pela review ;) 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

08/11/2017 às 20:54 • Capítulo 05: Coletando informações
E eu pensava que as pessoas olhavam para a lua e viravam lobos. Essa de um cientista maluco bancando o Mengele é sensacional. Gosto quando colocam esses cientistas malucos nas histórias. E olha que falamos de quê? 1938? Esse estava aprendendo a cartilha nazista direitinho.
 
Não gostei da Rosie de piti. Poxa, Rosie! Vamos dar uma chance para o Hector. Daqui a pouco vai parar de raspar o suvaco e dizer: meu corpo e minhas regras. heueheuehe.
 
Gostei da Alexia, gostei do capítulo. Indo ao próximo.


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Hahahahah Esse modo revolts da Rosie vai receber um indício de explicação lá no final da temporada, aguarde. E esse desentendimento entre os dois não foi nada planejado, fui desenvolvendo conforme o texto fluía, deixei rolar naturalmente e saiu a primeira DR da dupla heheh. E sim, não deixei claro, os Red Wolfs (tirando o Richard) eram simpatizantes do que viria a se tornar o nazismo (Hitler, Stalin e outras personalidades de destaque da II Guerra Mundial existem nesse universo). 
Valeu, fico feliz que tenha gostado ;)  
 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

09/11/2017 às 17:47 • Capítulo 06: Interrogatório na masmorra
Eu sabia que esse Robert cheirava a encrenca. Esse é o mesmo cara que a Rosie e o Hector visitaram pela primeira vez e a mansão foi invadida por lobos, não é? Já tava na cara, pois tanto ele quanto o mordomo simplesmente sumiram.
 
Será que esse desejo de ódio que a Rosie sentiu é algo a ver com a capa vermelha, ou algo quer tomar conta do seu corpo? Essas coisas me lembra a possessão de deuses que possuíam humanos e guardavam os seus verdadeiros corpos. Se você assistiu aos Cavaleiros do Zodíaco quando o Shun é possuído por Hades, saberá o que estou falando.
 
A explicação sobre o retorno do Abamanu foi legal, mas achei um pouco forçado, pois o Robert, pra mim, entregou o doce fácil demais. Se eu fosse líder de algo, não revelaria tão facilmente os paranauês e tal.
Indo ao próximo.


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Primeiramente: Foi mal não ter respondido logo, estava com probleminhas no meu PC. Não posso garantir nada, então se a coisa piorar e persistir eu vou ter que te deixar no vácuo, mas quero responder tudo no melhor tempo possível.
Muito mais à frente você saberá que se trata de algo mais profundo. Mas você sacou bem o lance de possessão divina. Robert, como um sujeito que faz bom uso de sua soberba, é extremamente confiante, realmente acreditou que Hector não seria salvo por Rosie (por ninguém, na verdade) por conta do teor da discussão que à sua visão abalou com o relacionamento deles de modo que ele pensasse que Rosie seguiria sua própria fuga assumindo sua independência. Portanto, a revelação tem muito mais a ver com a auto-confiança exacerbada dele, de achar que nada vai abater os planos e que seus atos mantém tudo sob controle. Ele vai pagar bem caro por ter subestimado a filha do herege, aguarde rs. 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

10/12/2017 às 19:12 • Capítulo 07: A alcateia se reúne
Pois é. Regras existem para serem quebradas, e eu quebro muitas delas; inclui aí o floop zero.
Até que enfim voltei a ler esta história. Como havia dito na mp, eu estou sem internet e veio logo em seguida a procrastinação. Juro que quando começo a procrastinar, eu fico mais lesado que um Snorlax.
 
Gostei dessa união com esses caras. Será uma força a mais contra a seita secreta lá. Hum... nada mais a comentar hahaha.


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Achei que fosse uma ilusão quando desci rápido a página. Daí voltei... e pude gritar mentalmente com um sorriso no rosto: ELE VOLTOU! Hahahah, sei como é retornar de um longo hiato (eu devia receber uma medalha, algum prêmio por essa modalidade super honrosa da qual sou craque), às vezes me vem uma sensação de reaprendizagem, em voltar a se acostumar, me reabituar... é bem por aí. Obrigado pelo feedback e bem-vindo de volta :) 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

12/12/2017 às 03:43 • Capítulo 08: Profanação
Curti a Rosie treinar e ficar mais forte. Mocinha em perigo está fora de moda. E notei aí um leve interesse por parte do Hector no corpo sensual da protagonista. Olhe olhe, rapaz!
 
Esse final foi a parte mais interessantr. Loub tem muitas cartas na manga, e essa criatura será um problemaço. Eu me lembrei do filme A Experiêcia. Sei lá. Me veio à mente agora. E esse lance de quimera parece aquele ... argh... daquele nojento do Full Metal Alchemist que trasformou a própria filha em quimera. Ainda tenho pesadelo com aquilo, slc.
 
Bom, comentário da madrugada. Aos poucos vou terminando de ler. Vou concluindo o floop zero. Já podemos dizer que esta fanfic não está flopada, não é mesmo?


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Fullmetal foi de grande importância pra rolar aquela inspiração básica. Pois é, espelhei o Loub meio que superficialmente ao Shou Tucker, aquele FDP que mereceu o fim que teve (particularmente, acho a cena mais forte do anime, a da descoberta dos irmãos que aquela garotinha meiga e adorável e seu cão fofinho se tornaram meras ferramentas de um homem perturbadamente egoísta). E falando no personagem (o Loub), acabo de lembrar que preciso terminar uma minissérie (um prelúdio, sendo exato) em cinco capítulos sobre os Red Wolfs lá no meu blog (logo mais estará sendo postada aqui). Faltam 3 e eu dando hiato sem razão. 
Valeu pelo comentário e concordo sobre o status da história :) 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

16/12/2017 às 21:44 • Capítulo 09: Reunião na cabana e plano de ataque
 Up. Olha eu aqui de novo. E já vou ao ponto. Pode perceber que demorei uns dias desde a última vez que comentei até hoje. Isso é porque eu simplesmente não consigo ler tudo de uma vez. Tem gente que lê capítulos seguido de capítulos, mas eu simplesmente não consigo. Eu tenho que dar uma pausa. Tipo quando a gente vê um seriado na TV 1 vez por semana. Minha síndrome de Martin (autor de GoF)
 
Depois do esclarecimento, o review propriamente dito. Mollock é o Abamanu ou o verdadeiro Abamanu ainda vai aparecer? E os Red Wolfs vão capturar a Rosie? Pergunto isso porque a trama deu uma desviada. Tipo, começou forte com a questão da seita, do pai de Rosie e do fato dela estar em perigo de ser sacrificada. Depois deu uma andada para o núcleo dos "caçadores" versus licantropos. Resumindo: a Rosie perdeu o protagonismo. Eu sou muito conservador no que diz respeito a personagens principais. Eu prefiro dar 90% da atenção neles e os coadjuvantes os 10%. E quando a protagonista usa o capuz vermelho que é o NOME DA HISTÓRIA, fico mais desconfortável com o eclipse que Hector fez com a Rosie. Ou era para ser desde o início o co-protagonismo? Ou você tem ou teve alguma dificuldade em construir uma protagonista mulher?


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Respondendo às dúvidas: 
1) Não, Mollock não é o deus em sua forma e essência, ele possui uma conexão com ele como parte da profecia diz, mas coisas bem esclarecedoras a respeito dela e do próprio Mollock são exploradas na segunda temporada que é onde ele é escalado à vilão principal. Mas sobre a aparição de Abamanu... sim, ela vai ocorrer, mas ainda não nessa temporada (convenhamos que é bem cedo rs). 
2) O Hector, na verdade, É o co-protagonista e já notei muitas vezes esse desequilíbrio de foco entre os dois (tô tentando melhorar isso agora na quarta temporada, inclusive). No finalzinho da temporada, você verá a Rosie ganhar as atenções novamente, só espera hahah. 
3) Dificuldades para compor a personagem Rosie Campbell... não, não tive, só que na época em que escrevia a temporada (2015) praticamente não percebia que o Hector tinha potencial para ofusca-la e eu meio que deixava rolar sem saber direito que a garota do capuz poderia ser propensa a ter menos destaque em determinados momentos. Queria uma protagonista forte e aí está, na medida que me foi possível criar, mas realmente tem esse desequilíbrio de focos e a Rosie é o lado da corda que arrebenta. Como disso, estou tentando mudar esse quadro, colocando cada um no seu devido papel/lugar. No fim das contas, o que importa é sempre a Rosie. Ela é o fio condutor e a história, geralmente nos finais, vai girar em torno de algum conflito que tenha ela como estrela. 
4) Não, Rosie não será capturada. Mas ela terá sérias consequências. Há um plano bem mais velado por trás disso. Aliás, planos, no plural mesmo, de dois lados, mundano e sobrenatural. 
Obrigado pelo feedback, até o próximo! :) 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

28/01/2018 às 04:06 • Capítulo 10: Lua de Sangue
Achei esse encontro do Loub com o Hector parecido com o do Batman e Coringa. Faltou uns socos no rosto do velho. E como assim os policiais não viram a masmorra? Não entendi. Será que tem algo guardado lá de grande importância?
 
Outro filme que me veio a mente é o Retorno da Múmia quando os Medjais Lutam contra o exército de Anúbis. E putz, em pleno século XX os policiais acreditavam ainda em alquimistas? Difícil de acreditar. Só espero que eles vençam os licantropos de uma vez por todas.
 
(Demorei a ler... segue o bonde)


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Se não estivesse tão apressado com certeza o Hector faria isso hahah
Sobre as masmorras, eles viram sim, apenas não conseguiram entrar por estar bloqueada, estratégia que Loub usou para que cárcere privado não fosse incluído na sua ficha (evidências de experimentos falhos que eram jogados nas celas para morrerem). Então restou o último local subterrâneo que presumiram ser onde Loub estaria e foi onde o vilão, em pleno desespero, julgou ser o melhor refúgio e ele não contava com os explosivos, ou seja, subestimou legal a polícia, mesmo apontando a arma pois considerava a possibilidade de arrombarem na força bruta e aí ele disparar com tudo feito um louco. Quando o policial fala "pois este foi o único lugar que restou para investigarmos!" está querendo dizer que foi o último possível pra entrada, investigação e saída sem dificuldades. 
E os alquimistas... Nesse universo são bem comuns, a alquimia é uma ciência ainda em prática mas não tão difundida ou reconhecida pela massa. 
Fico feliz que esses dois ótimos filmes tenham sido lembrados durante a leitura heheheh! Valeu pelo feedback. E demore o quanto quiser, sem pressa, afinal de contas eu demorava pra c***** a postar no meu blog (isso se intensificou na terceira temporada), então não sou ninguém pra obrigar os outros a lerem mais rápido, é justo :) 
 


Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic

13/02/2018 às 12:37 • Capítulo 11: Confiança Perdida
 Saí do mundo dos mortos mais outra vez para comentar a tua fic.
 
Caramba, Hector. Isso não se faz, garoto. A menina linda Rose praticamente dando pra ele, e ele com esse cu doce de passado sombrio, chantageado, querendo proteger a família e blá blá blá ... Mas eu já estava com o pé atrás. Uma dica pra quem está sendo caçado: nunca confie num protetor.
 
E espero que Alexia chegue logo ao local e esclareça essa visão. Rumo ao último capítulo.


Resposta do Autor [L R Rodrigues]: Hahahahaha rindo horrores aqui com "praticamente dando pra ele". Garota esperta como a Rosie é, jamais esse papo ia colar com ela. Acredita que realmente cogitei tornar Hector vilão depois desse plot twist? Abandonei a ideia por achar meio desvantajoso para a trajetória do personagem que conseguiria certa importância para o futuro como mocinho e um caminho redentor ia demandar uns bons capítulos, talvez uma temporada inteira. Então optei por fazer ele continuar sendo do bem procurando ao máximo se livrar da culpa. 
Obrigado pelo feddback! ;)