09/11/2018 às 21:10

Para todos os leitores que já amei

Eles chegam as vezes como quem não quer nada, começam lendo uma história ou duas. Você responde os comentários, aguardando ansiosa quando publica um novo capítulo, esperando a notificação que, quando chega, te faz vidrar os olhos na tela ao ler minunciosamente cada detalhe do comentário.

Quando você vê, está trocando mensagens de madrugada sobre o que está por vir na sua história, compartilhando ideias, pedindo sugestão. A pessoa do outro lado da tela se torna sua amiga ou amigo, confidente, beta (desculpe por abusar da boa vontade), fonte de estimulação inesgotável e a pessoa que vai por a mão no seu ombro (virtualmente) e falar “vai escrever”.

As vezes o leitor desaparece, vai embora, some das nossas vidas. Nós, autores, sentimos essa dor mais do que se pode imaginar. É tudo virtual, sim, mas os sentimentos são reais.

Cada conversa, cada sorriso imaginado, cada comentário desesperado ou engraçado. Tudo nos move, para bem e para o mal. As vezes conhecemos leitores que conseguem nos por para baixo. Mas eu digo uma coisa a vocês, cada crítica me fortalece. E a cada dia que passa, vou aprendendo a lidar com o que recebo e o que fazer com essas críticas? Vai me inspirar aprender mais, crescer e nunca desistir. Pois se tem uma coisa que os anos 90/2000 me ensinaram, foi não desistir. Se hoje ter leitores é difícil, agora pensa antes dos sites de fanfics existirem? rsrs

Tem leitores que passam a fazer parte de nossa vida, não apenas no plano virtual, mas fisicamente. Abraçar e conversar, olhar nos olhos e rir da expressão que substitui o meme. Nada mais contagiante do que uma roda de conversa sobre qual foi a melhor treta num certo grupo de fanfic. E mesmo que não tenha tido a oportunidade de estar pessoalmente com quem a gente convive diariamente, virtualmente, não deixe que diminuam a amizade que o Nyah! Fanfiction uniu.

Aos leitores que compartilho cada pedacinho da minha vasta imaginação, eu os agradeço por dividirem comigo os minutos do dia lendo, comentando, recomendando minhas histórias. Pois, quando estou aqui do outro lado da tela, meia noite (após um longo dia de trabalho e estudo), estou também pensando em como irão receber o novo capítulo, o que vão gostar ou odiar.

Essa troca devia ser uma via de mão dupla, ida e volta, as vezes precisamos espantar os fantasmas, é verdade. Contudo, ainda que uma, duas, ou ninguém apareça, eu fico aqui na expectativa de conhecer um novo leitor, fazer uma nova amizade virtual, que pode se materializar aqui do lado de fora dessa vasta internet. Se ainda não conheceu seus leitores, não desanime, eles estão aí. E se você ainda não disse ao seu autor favorito que ele é o seu favorito, aproveite a chance e diga isso.

Para todos os leitores que eu já amei, eu desejo que continuem fazendo o que fazem de melhor, tornar nossas vidas mais felizes a cada “Amei” e “Continua”.

 

Kori Hime

 

 

editado: A ideia do texto não  é promover ranking de quantidade de comentários, vem para exaltar os laços de amizade que criei a partir do momento que disponibilizei minhas histórias online, coisa que nos anos 90 era complicadíssimo. Ao longo dos meus 20 anos escrevendo, hoje posso alcançar milhares de pessoas e interagir, compartilhar ideias, e isso me anima muito e me enche de expectativas.



Comentários

Maria Vicente Carvalho

11/12/2018 às 14:22

Que lindo!

Eu sou muito grata a cada leitor e autor que conheci, o Nyah! me salvou de uma pior e se hoje estou aqui publicando minhas fanfics, lendo minhas favoritas e tendo forças a encarar as situações ruins da minha foi por intermédio desse site, do grupo no Facebook. Foi como um estender de mão e assim eu agarrei essa nova chance de recomeçar.

Belas palavras e Nyah! obrigada por tudo, hoje minha vida tem mais sentido e aquele cinza que enxergava tornou-se colorido quando me deparei com esse site, obrigada! ♥ 

Daniela Lopes

11/12/2018 às 14:10

Bem falado!

Quem escreve, coloca um pouco de si no texto, um pouco de sua alma na história. Se o ditado diz " Somos o que comemos", ouso dizer que também "Somos o que escrevemos". Por isso temos que ter todo o cuidado, respeito e carinho com o que registramos para que outras pessoas leiam. 

Que ama ler ou escrever vive em outro patamar de existência. Precisamos ter orgulho de fazer parte desse universo, não nos envergonharmos de gostar de qualquer gênero literário, seja ele de que forma vier.

E o leitor é um motivo à mais para quem escreve, pois queremos dividir nossas impressões, nossas idéias e emoções com ele e queremos sua opinião, uma pista, um conselho e a indicação que estamos no caminho certo. É uma troca justa e necessária. 

Parabéns aos escritores. Obrigada aos nossos leitores.

 

 

 

Manuca

10/12/2018 às 15:28

Tem um olho na minha lágrima...

thata_tenshi

09/12/2018 às 02:19

Eu também passo por isso e sinto tanto por não ser mais ativa. Mas sinceramente não leio nada a tanto tempo. 

Eu amo esse mundo das fanfics. O Nyah me abriu a chance de ser a escritora que eu amo ser. E acima de tudo me deu a pessoa que eu amo. Por um comentário. Ela lendo minha fic. Hoje minha noiva. 

 

Encontrei o amor da minha vida por um desses comentários e estamos juntas a 6 anos. 

 

 

Natasha Rogers

07/12/2018 às 21:08

Parabéns! A essa hora da noite, numa sexta-feira pré-férias, na qual eu deveria estar me preparando para as provas finais da faculdade, cá estou eu lendo esse texto da senhorita, que por sinal me fez chorar rios de lágrimas.
Ser leitor (a) é padecer no paraíso. E como escritor (a) é imensamente gratificante saber que foi você que construiu esse paraíso para quem acompanha suas histórias, seja em fanfics ou livros físicos mesmo. Foi aqui, neste site, que surgi tanto como leitora quanto como escritora. Escrevo desde os meus 15 anos, e minha primeira fanfic, que inclusive foi postada aqui, foi um verdadeiro fiasco uifhweiufhweuifhwef eu escrevia HORRIVELMENTE! Até apaguei uishfueiwfheuhf porque era MUITO ruim. Mas, mesmo assim, com todos os erros grotescos de ortografia e linha de tempo da história, eu recebia inúmeros comentários, favoritos e até mesmo recomendações. Na época, eu me sentia A ESCRITORA wiuefhuwefhufh mas, com o passar dos anos, fui evoluindo. Fui lendo fanfics aqui, fanfics ali, e tanta leitura de fanfic me fez partir para os livros. O Nyah! me ensinou muito sobre o mundo da leitura, e é por isso que sou e serei eternamente grata a esse site 
Por experiência própria, sei o quão maravilhoso é receber leitores novos em suas fanfics. E, por experiência própria, também sei o quão vazio fica nossos corações quando estes mesmos leitores vão embora, do nada. Simplesmente somem. E você fica se perguntando em que errou, se a fanfic ficou chata, se a sua ideia não teve nexo ou se os seus leitores simplesmente cansaram da sua escrita. São milhões de perguntas para zero de respostas. Muitos desanimam. E eu já fui parte desses muitos. Há momentos em que ainda sou, mas daí eu me lembro daquele primeiro grupinho. Aquele primeiro grupinho que começou com um e chegou ao máximo de cinco leitores. E que, aos poucos, foi fazendo esse grupinho se tornar vinte ou trinta. E é justamente por este grupinho, os de cinco, que sempre estiveram do meu lado, é que continuo a escrever.
Então, assim como você disse, para todos os leitores que já amei, sou eternamente grata a cada comentário, favorito, recomendação, acompanhamento, visualização, mensagens por redes sociais, risos, ideias, conversas. Sou eternamente grata a cada amizade virtual que tenha sido mais próxima e mais sintonizada do que minhas próprias amizades particulares. A todos os leitores que já amei, sou eternamente grata por terem me tornado quem nasci para ser: uma escritora ❤

Lyse Darcy

06/12/2018 às 21:13

O texto é realmente muito real a vida de quem vive de plataforma em plataforma postando suas fics e esperando ansiosa por um comentário uma pessoa que acompanhe teu projeto e te incentive ... Aqui no Nyah não tive ainda esse privilégio a sensação única de receber um afago em forma de review ... talvez seja porque não saiba interagir de modo efetivo com a ferramenta ... as vezes me sinto isolada ... e que mais ninguém possa ler e interagir comigo ... bom desculpa eu me empolguei no desabafo ... rsrsrs ...

Voltando ao seu texto gostei muito dele ... e pelo pouco que experimentei senti uma escritora sensível e talentosa ... espero ler mais coisas suas por aqui ...

Beijos de caramelo

Utsugi

25/11/2018 às 14:06

Que texto lindo. Sim, eu também escrevo e em muitos casos fanfics só chegaram ao fim devido ao incentivo dos leitores. Ah claro também os leitores que nós colocam pra baixo, que criticam nossas obras de forma gratuita, sem apontar pontos fracos, dizendo apenas "isso ta ruim" o que entristece. Nunca fiz amizade fisica com meus leitores, mas tenha alguns amigos virtuais e a gente se diverte muito trocando mensagens de vez em quando rsrs.

As vezes escrevo um capitulo novo, uma reviravolta na história, e veem alguem e diz que não gostou, a gente entende, afinal gosto é gosto, mas fica até meio mal por "decepcionar" o leitor. Ver um comentário novo sempre anima meu dia, adoro quando alguem comenta rindo de alguma situação engraçada da história, ou que acha muito fofo um dos casais que eu criei. Sempre tem algum leitor que, naquele triangulo amoroso, torce para que seu casal preferido ficar junto.

Enfim, minha vida como autor é como uma vida a parte de minha vida normal. Uma vida que, em geral me permite criar mundos novos e mostra-los ao mundo. E fico muito feliz quando meus leitores mostram a mesma empolgação que eu com esse universo criado!

Ótimo texto, parabéns!

Kaline Bogard

20/11/2018 às 08:48

Meus melhores amigos vieram desse mundo ♥ o mundo das fanfics. E eu lembro bem do começo... quando a unica forma de postar não dava espaço para reviews. No máximo colocavam o endereço de email do autor.

Uma vez recebi um email de um leitor e foi uma das coisas mais bacanas que já me aconteceu!

Srta Daenerys

18/11/2018 às 20:15

Gostei muito do texto, ele reflete o sinto e já passei com meus leitores.  ❤

Barbara Gordon

17/11/2018 às 09:50

Muito bacana o que você escreveu. Acho que não custa nada retornarmos a gentileza a pessoa que doa seu tempo escrevendo história divertidas, interessantes, emocionantes...