O ódio contra ataca

Autor(es): Vegeto Sparda


Sinopse

Já havia se passado 3 meses desde a ultima guerra ninja, há muito tempo que não se sentia a sensação de paz em konoha, tudo estava como antigamente, a academia ninja estava funcionando normalmente, as missões que os ninjas recebiam raramente superava o nível B, a vila estava finalmente em paz consigo mesma e melhor ainda com seus novos aliados.

No entanto, no mundo shinobi, nada dura para sempre, nem mesmo a paz. Orochimaru ainda estava a solta e agora com um novo plano malígino. Um plano para a criação de um novo monstro. Mas esse monstro não é como suas experiências antigas. Orochimaru coletou secretamente o máximo de células possíveis durante toda a sua vida de batalha e tentava de todas as maneiras científicas implantar essas células em corpos humanos, no entanto o resultado sempre era o mesmo para essas pessoas. A morte.

Porém um dia , quando todas as suas esperanças já haviam sido perdidas, orochimaru conseguiu finalmente o resultado que esperou, através do corpo de um fraco menino, que o lembrava muito seu antigo discípulo , Uchiha Sasuke. Porém isso o surpreendeu pois o corpo daquele menino não aparentava nada demais a não ser um corpo fraco e inútil, mas como as esperanças já haviam sido perdidas, foi como um tiro no escuro e finalmente ele acertou. Nasce um novo monstro e uma nova ameaça.

Como será que o herói do mundo ninja Naruto e seus amigos irão conseguir derrotar a nova máquina de orochimaru?



Notas da história
A historia e os personagens de naruto não me pertencem, apenas alguns personagens que estão na fanfic que são originais meus. Espero que gostem.



(Cap. 7) Sakura, obrigado ...

Notas do capítulo
Desculpe a demora pessoal, estava viajando e o hotel que eu tava não tinha net, então tá né? hahaha. Mais um capítulo ai!!

 

O céu estava azul, limpo, com um sol radiante que iluminava toda a vila, estava no começo da manhã e todos os membros de Konoha já estavam de pé começando os seus trabalhos. Alguns ninjas da vila partiam para missões enquanto outros chegavam de volta de uma longa jornada. Os sorrisos de todos os habitantes mostravam qual era o sentimento de paz e alegria que dominava o local. Porém esse sentimento não fazia parte de todos os moradores.

Uchiha Sasuke havia acabado de abrir os olhos, a janela fechada com a cortina meio aberta fez com que o sol batesse em seu rosto o obrigando a acordar. Os sons dos pássaros que cantavam eu seu jardim o ajudaram a despertar de vez, o Uchiha se levantava com dificuldade pois seu corpo estava muito dolorido do último treino. Com pouco esforço Sasuke foi até o banheiro e lavou o rosto, ao se deparar com sua imagem refletida no espelho viu o quanto ele estava pegando pesado consigo mesmo. Seu corpo estava com muitas marcas de trabalho pesado e mostrava no que a sua vida havia se transformado. Acordar, treinar até o fim do dia e voltar para a sua casa e ficar nisso até uma missão chegar. Nem todos que estavam na vila eram a favor dele ficar em Konoha, o que fazia com que ele mal saísse de casa. Contudo Sasuke se sentia em casa por estar perto de seus amigos novamente, e uma de suas ambições atuais era fazer com que a vila o reconhecesse como um membro fiel novamente.

Depois de um longo banho, Sasuke se arrumou e desceu as escadas para preparar o café da manhã e correr para treinar. Abriu a geladeira e pegou alguns ovos para cozinha-los. Era algo que Itachi sempre fazia para seu irmão quando eram mais novos, assim Sasuke acabou aprendendo a fazer para o seu próprio gosto. Após o preparo Sasuke arrumou a mesa e se já estava preparado para comer, quando a campainha de sua porta tocou.

— Naruto? – Perguntou Sasuke para sí mesmo, porém se fosse o loiro provavelmente estaria gritando que nem um louco.

Sasuke se levantou da cadeira, foi até a porte e acabou por se surpreender ao notar quem era. O cabelo rosado de olhos verdes e expressão um pouco quanto tímida. Sakura segurava consigo algumas sacolas de compras que acabara de fazer no mercado, o uchiha ficou sem entender aquilo, mas ao mesmo tempo tudo parecia bem óbvio.

— Bom dia, Sasuke-kun ...

O rosto de Sakura estava sério e preocupado ao mesmo tempo temendo a sua reação.

— Sakura, o que é isso? – Perguntou se referindo a visita e as sacolas que ela trazia.

O rosto da rosada corou de leve enquanto ela se esforçava para encara-lo, mesmo com a volta do seu amado para a vila, foi muito tempo sem vê-lo. Ela sentia uma forte necessidade de pergunta-lo como ele se sentia por estar de volta e tentava compreende-lo, mas havia uma distância entre ambos a impedindo de se aproximar.

— Bom, eu .. Comprei algumas coisas para você, eu soube que mal está saindo de casa hoje em dia nem para fazer compras, está apenas treinando e treinando. Então quis ver como você está e aproveitei para comprar algumas coisas também.

 Sasuke fechou os olhos e bufou

— Eu já estou me arrumando para treinar, então pode colocar as coisas ali na mesa enquanto eu me arrumo.

— Ah, tudo bem

De primeira Sakura ficou até feliz por ele não ter fechado a porta na cara dela, contudo era óbvio que Sasuke a tratava com indiferença, nem com raiva como era no passado, nem com alegria, era algo bem vazio como se nunca tivessem sido amigos. Ao entrar na casa ela olhou vários retratos dos pais de Sasuke e de seu irmão. Ela olhava para as fotos e tentava entender sem sucesso a dor que ele havia passado e até o compreendia pelo caminho que ele havia tentado recorrer de tanto ódio. Sakura colocou as sacolas na mesa e quando olhou para atrás Sasuke já estava pronto para sair.

— Espere Sasuke-kun ...

Sasuke já estava de costas indo em direção a porta de saída, porém as palavras de Sakura o fizeram parar e virar parte de seu rosto para escuta-la. Sua expressão era vazia demonstrando um pouco de tristeza, ao entrar na casa Sakura sentiu o ar de solidão que ele deveria ficar todos os dias ali dentro. Talvez por isso ele devesse ficar tantos dias treinando sem parar para evitar de ficar aqui.

— Eu ... Eu sei que você deve está sofrendo demais, ficando aqui nessa casa onde morava com sua família, mas não pense que essa solidão se resume a sua vida atual, você está de volta e tem seus velhos amigos com você, tem Naruto, Kakashi sensei, tem seus amigos da Taka ... Tem ... a mim ... – Comentou Sakura em um tom fraco querendo chamar sua atenção, enquanto aquelas palavras saíam de sua boca pequenas lagrimas começavam a surgir em seus olhos em que a rosada se recusava a derramar.

Sasuke se virou novamente de costas, mas sem dar nenhum passo à frente, seus olhos se fecharam e abriram devagar enquanto ele se perdia em pensamentos. Sim agora ele estava de volta e não estava mais sozinho, mas isso não era a única coisa que o estava incomodando.

— Eu sei disso ...

Sakura ouviu e se surpreendeu com a resposta, mas sua cabeça ficou ainda mais confusa, pois era de se notar que Sasuke não parecia estar feliz.

— Eu sei que estou novamente em Konoha, onde meus amigos estão e também fui muito bem recebido se levar em conta o que eu fiz. Mas também é verdade que não sinto que eu mereça estar aqui, não me sinto um membro dessa vila e mesmo me esforçando para ajudá-la, só de ver os outros moradores da vila olharem para mim, me faz pensar se eu realmente deveria ter voltado ...

— Mas ... – Sakura deu um passo à frente e tentou alcança-lo para responde-lo, mas o Uchiha já estava de saída.

— Estou indo treinar

Sasuke se negou a ouvir a resposta de Sakura e rapidamente saiu para o campo de treinamento que treinava na época do time 7. Sakura ficou de cabeça baixa, e então algumas lagrimas caíram de seu rosto, lágrimas que em questão de segundos se tornarem uma expressão séria e raivosa. Com os punhos e dentes serrados a rosada secou as lagrimas e saiu correndo da casa do Uchiha.

Sasuke pulava de árvore em árvore pensando na conversa que acabou de ter com a Haruno, várias ideias se passavam na sua cabeça, mas uma que não parava de cutucar a sua mente, era sobre a possibilidade de deixar a vila novamente. Sim deixar a vila poderia ser a melhor escolha para um recomeço e tentar apagar os próprios pecados que ele havia cometido.

Finalmente ele tinha chegado no campo de treinamento, tudo estava calmo e sem ninguém por perto, não tinha tempo a perder, por mais que seu corpo estivesse machucado dos treinamentos anteriores, ele sabia que tinha necessidade de dar o máximo de si em mais um dia. Primeiro se sentou próximo ao tronco de onde Naruto ficou amarrado da última vez e começou a concentrar seu chakra, enquanto se concentrava ele tentava ignorar a dor de seu corpo que de certa forma era algo que o estava atrapalhando, porém não o impedia de chegar a um bom nível de esforço para tentar aperfeiçoar seus jutsus. Sasuke se levantou ativou seu chidori, que estava ainda mais forte de quando havia lutado com Naruto da última vez, prova de que seu treino estava dando resultado.

— Chidorii! – Sasuke correu em direção ao lago e após um longo pulo em direção ao céu atingiu uma velocidade enorme que ia em direção a água, o som dos mil pássaros que saiam de seu chidori ecoavam junto com o choque da água que separou o lago em dois por uns 10 segundos.

— Ainda dá para melhorar ... Se eu sair da vila precisarei ficar mais forte.

A idéia de ir embora e correr até uma jornada para redimir seus pecados estava começando a ficar mais clara em sua mente, era isso que Sasuke realmente queria, não somente ser reconhecido novamente como membro da vila, mas se sentir bem consigo mesmo, e para isso ele precisaria ver o mundo com os próprios olhos para tentar buscar uma reconciliação própria.

— Mas uma vez – Sasuke estava prestes a usar seu Chidori novamente dessa vez mais forte que o último.

Quando estava se preparando pra correr ouviu um som de um galho se quebrando e com alguns passos de alguém se aproximando, quando olhou para atrás notou que havia sido seguido por alguém. E adivinha, lá estava ela novamente, Sakura, porém trazia consigo uma expressão séria que Sasuke nunca tinha visto antes quando ela estava perto dele.

— Sakura? – Perguntou Sasuke estranhando vê-la daquele jeito

Sakura se aproximou e serrou os punhos, enquanto caminhava não tirava os olhos fixos de Sasuke, demonstrando que não estava ali para uma simples conversa.

— Então é isso que você quer? A solidão novamente!? Já não basta passar anos longe de sua verdadeira casa?

— Sakura, isso não tem nada haver com você, isso é pessoal meu!

— Não irei lhe impedir, se é isso que você realmente quer eu cederei novamente! Mas não irei permitir que se destrua por dentro de novo, irei mostrar não importa o que você faça você nunca estará sozinho.

— O que quer dizer? – Perguntou o Uchiha ficando sério, já esperando uma resposta nada amigável

— Irei ajudar a treina-lo Sasuke-kun, lute comigo!

Os olhos de Sasuke se arregalaram, nunca esperava ouvir isso de Sakura, após a proposta ele notou que o chakra dela havia mudado, estava mais agressivo e em seus punhos era notável a quantidade de chakra que estava saindo, ela realmente queria uma luta séria com ele.

— Você está brincando? Você sabe que não pode me vencer

— E você não faz ideia do treinamento que tive com Tsunade-sama, estou mais forte do que você jamais viu. E não irei facilitar pra você!

— . . .

— Shanaroo!

Sakura avançou para cima de Sasuke que desviou facilmente do primeiro golpe, contudo o golpe da rosada atingiu o chão e fez com que o solo rachasse completamente fazendo com que Sasuke perdesse o equilíbrio. Sakura aproveitou a oportunidade e tentou mais uma vez atingir o Uchiha que se defendeu com os braços, porém o soco da garota era tão forte que fez com que ele fosse jogado longe em direção a uma árvore batendo forte as suas costas.

Sasuke caído, olhou para Sakura com uma expressão séria que logo ficou acompanhado de um pequeno sorriso de canto em seu rosto.

— Está querendo levar isso realmente a sério, não é? – Disse o Uchiha se levantando.

— Se o único jeito de mostrar que todos aqui se preocupam com você é a base da força, darei o meu melhor para demonstrar isso a você Sasuke kun ...

Sakura novamente avançou, mas dessa vez não conseguiu acertar o Uchiha que sumiu de sua vista, olhou para todos os lados e viu que duas shurikens estavam vindo em sua direção. Sakura não teve problema para escapar delas, mas quando desviou de uma terceira shuriken, Sasuke estava atrás dela que só teve tempo para defender de um chute que a jogou longe.

Sakura se levantou e calculou o próximo movimento, atacar corpo a corpo era uma péssima ideia devido a velocidade do Uchiha, então a rosada se lembrou de um de seus treinamentos com Kakashi e lembrou o que tinha que fazer. Com o punho direito exalando um enorme Chakra, Sakura socou o chão fazendo com que uma rachadura enorme se fizesse no solo. Sasuke se desequilibrou novamente e Sakura atirou várias kunais explosivas em direção a ele causando uma enorme explosão.

Sakura sabia que aquilo não era o suficiente para vencê-lo e após a fumaça se dissipar, não havia nenhum Sinal de Sasuke por ali. Mas uma vez ele havia escapado. Sakura olhou para os lados e nada do Uchiha, um som esquisito saiu da água e uma espada saiu de dentro da água. Era a espada de Sasuke, saindo da água e atingindo o chão. Sakura estranhou aquilo, mas vindo de Sasuke aquilo significava alguma coisa. E sim ela estava certa, pois uma onda elétrica começou a sair da espada, e atingir o solo, essa corrente vinha em direção da rosada que teve que pular em direção a um tronco para não ser atingida. Sasuke saiu da água e correu em direção a Sakura par uma luta corpo a corpo.

Primeiro Sasuke começou atacando e Sakura se defendendo, com um rápido contra-ataque da garota que era defendido pelo Uchiha. Nenhum ataque estava surtindo efeito, até que uma dor no corpo de Sasuke fez com que ele abaixasse sua guarda e Sakura aproveitou para acertar um belo soco em seu rosto o fazendo cair de costas em uma árvore.

Sasuke abriu os olhos e se levantou, dessa vez estranhamente com uma expressão mais calma. Sakura sabia que ele estava tramando alguma coisa, mas até mesmo seu corpo já estava ficando cansando, sua respiração estava ficando mais intensa então se ela quisesse vencer ela tinha que acabar com isso logo.

Sasuke fechou os olhos e começou a concentrar novamente seu chakra, assim como Sakura seu corpo já estava começando a sofrer com essa luta, principalmente por seu corpo já está bem mais desgastado do que deveria pelos treinamentos anteriores. Haruno estava se preparando para dar o golpe final. Sem encostar no chão e correndo em direção a uma árvore, ela pegou impulso com o tronco e se preparou para dar o último golpe para acabar com essa luta. O que ela não esperava é que ao abrir os olhos o Sharingan de Sasuke havia se despertado, fazendo com que Sakura caísse em um genjutsu.

O céu estava avermelhado com cor de sangue, que aos poucos ia mudando para uma cor mais escura, Sakura já não estava mais no campo de treinamento e sim nos portões de Konoha, estava de noite, com uma brisa fria. A lua cheia estava brilhando as ruas da vila. Aquilo era o genjutsu em que Sasuke havia colocado ela, mas ela ainda não entendia o que estava acontecendo ali.

Após alguns minutos sem entender nada, ela avistou alguém chegando e se encaminhando para a saída de Konoha. Era Sasuke! Que estava indo embora da vila, porém era um Sasuke mais novo, na época em que ele realmente fugiu da vila. Junto com ele Estava Sakura que estava tentando pará-lo a todo custo. Finalmente ela havia entendido, ela estava novamente naquele dia. O dia em que Sasuke fugiu.

— Eu te amo com todo o meu coração! – diz a pequena Sakura para o pequeno Sasuke

— Sakura, Obrigado ...

Uma mudança estava ocorrendo naquele momento, Sasuke se virou e foi em direção a Sakura que estava chorando, e mal conseguia levantar a cabeça. A verdadeira Sakura só podia observar sem fazer nada, onde ela mal podia dar um passo, ela parecia literalmente paralisada graças ao genjutsu.

— Chidori!

O pequenho Sasuke usou seu Chidori em Sakura e o verdadeiro Sasuke na verdadeira. Naquele momento, Sakura desmaiou no campo de treinamento e a luta havia chegado ao fim. Vitória do Uchiha, que graças ao seu sharingan conseguiu vencer a luta.

 

 

 

 

Algumas horas depois ...

Sakura finalmente desperta, ela está em uma cama de hospital, ao abrir lentamente os olhos ela observa que está em umas das salas VIP do hospital de Konoha, seu corpo estava machucado e dolorido, ela olhou para os lados e procurou Sasuke por todos os lados, mas não viu nenhum sinal dele. Ao lembrar sobre a idéia de sair da vila, Sakura se levantou rapidamente, mas ao abrir a porta foi impedida por uma enfermeira.

— Boa noite senhora Haruno, mas não pode se levantar agora ... – disse a enfermeira a levando de volta para a cama.

— Mas eu preciso ir ver o Sasuke-kun, tenho que impedi-lo de sair da vila, por favor me deixe ir!

— Está falando de Uchiha Sasuke? Ele que trouxe você aqui e está até pagando pelo seu atendimento VIP.

Sakura arregalou os olhos, e ficou sem palavras por um momento, era algo difícil de acreditar. Porém mesmo assim insistiu para a enfermeira para sair e procura-lo. Novamente a rosada foi repreendida e foi forçada a voltar a cama. A enfermeira passou um remédio para a garota que foi obrigada a tomar. Sakura não tinha escolha e voltou a cama se deitando e virando de lado. Após alguns minutos a enfermeira saiu e a deixou sozinha. Sakura tentava fechar os olhos, mas não conseguia, estava preocupada se Sasuke poderia fugir enquanto ela estava acamada, ela respirou fundo e não pensou duas vezes, mesmo acamada e com as roupas do hospital, ela se levantou e foi até a janela para fugir.

— Aonde pensa que esta indo?

Sakura tremeu ao ouvir aquela voz, parecia que alguém a estava vigiando, quando ela se virou suando frio, conseguiu ver a figura que estava a sua frente. Uchiha Sasuke.

— Mas, Sasuke kun?! Achei que você ia ...

— Shh ... já passou da hora da visita, não podem saber que estou aqui – Disse Sasuke colocando o dedo indicador sobre a boca de Sakura.

— Por favor, não vá embora de novo ...

— Sakura ...

Sasuke se aproximou da rosada e ao olhar o quão perto o garoto estava, Sakura corou e seu coração começou a disparar. Sasuke se aproximou, e ambos chegaram a ficar com os rostos a centímetros de distância, e então Sasuke cutucou a testa da rosada ...

— Obrigado ...

E um sorriso sincero e feliz surgiu no rosto do Uchiha, o que fez com que Sakura ficasse ainda mais corada, aquele sorriso era algo que ela nunca tinha visto, e fez com que ela derramasse lágrimas novamente, e dessa vez lágrimas de felicidade. Ela soube naquele momento que Sasuke ficaria na vila e sem mesmo ela notar, O uchiha já havia saído pela janela. Ao escutar o choro da garota a enfermeira voltou ao quarto assustada.

— Oque houve!? Está sentindo alguma coisa senhora Haruno?

Sakura sorriu e respondeu ...

— Me sinto finalmente muito feliz!

Notas finais do capítulo
Comentem se possível! muito obrigado aos novos leitores =D. Até a proximaaaa




Todas as histórias são de responsabilidade de seus respectivos autores. Não nos responsabilizamos pelo material postado.
História arquivada em https://fanfiction.com.br/historia/603525/O_odio_contra_ataca/