P.s.: Eu Te Amo

Autor(es): Dreamy


Sinopse

Ele é Grifinório... Ela é Sonserira... Ele tem muitos amigos... Ela apenas três... Ela deu o primeiro beijo no terceiro ano... Ele teve a primeira vez no terceiro ano... Compartilham um amor em comum... Mas será que o amor vai superar a ambição?


Notas da história
Todos os personagens, pertencem a J. K. Rowling, assim como toda a história e o mundo de Harry Potter. A mim cabe apenas alguns personagens e o enredo.



(Cap. 1) Capítulo 1

Capitulo 1 –

03/06/2022 23h59min

Meu nome é Hestia Sammer, sou uma bruxa, estudo em Hogwarts no sétimo ano. Sou Slytherin...

Ate hoje é um mistério para mim o motivo por que vim parar na casa da cobra, sendo eu uma mestiça.

Meu pai é trouxa e minha mãe bruxa.

A família do meu pai não faz ideia da verdadeira natureza minha ou de minha mãe. Eles são os trouxas mais chatos que eu já vi na vida. A família da minha mãe é toda magica e todos, desde que eu me lembre, foram para a casa do leão.

Lembro-me que assim que o chapéu seletor anunciou minha casa levei a maior surpresa e tive vontade de gritar com aquele chapéu idiota. Minha mãe é claro ficou em choque por ter uma filha Slytherin, meu avô me uma “bronca” de quase meia hora no natal seguinte a minha seleção e a partir dai, prefiro passar o natal em Hogwarts.

Hoje tenho orgulho do meu uniforme verde e prateado. Eu com toda a certeza sou uma Slytherin. Se você me perguntar sou capaz de passar horas falando sobre as grandezas de Salazar Slytherin e dos grandes nomes que passaram por aqui. É claro que tiveram bruxos das trevas, mas até esses foram grandiosos. Não que eu concorde com as atitudes que bruxos como Voldemort tomaram, mas temos que admitir que apesar de erradas foram grandes.

Um amigo sempre me disse que eu era uma cobra, não sei se ele dizia isso como um elogio ou como uma critica, mas independente disso eu concordo plenamente com ele. Foi esse amigo que há dois anos me deu esse diário.

–É pra você contar seus segredos a ele como se tivesse contando a mim. - ele disse ao me entregar o embrulho.

Eu levei dois anos, mas finalmente estou contando meus segredos a esse caderno estupido, com capa vermelha e com o meu nome cravado na ultima folha.

O porquê somente agora resolvi escrever eu não sei, talvez seja solidão, talvez medo de me abrir com outra pessoa, medo de me julgarem ou talvez, apenas talvez o que eu realmente quisesse era contar tudo a pessoa que me presenteou com esse diário.

P.S.: Eu sinto sua falta...

§§§

04/06/2022

Eu acordei atrasada por ter ficado ate tarde escrevendo no caderno vermelho, se não fosse por Amy eu provavelmente teria perdido a aula de feitiços. Estávamos na reta final e eu não tinha tempo nem para comer direito, mas em vez de me ocupar com as revisões de herbologia, transfiguração, feitiços e as tantas outras matérias eu fui escrever em um diário. Eu era realmente uma estupida.

–Por que você foi dormir tão tarde ontem?- perguntou Amy, quando já estávamos na metade da aula.

–Deveres de transfiguração. - menti, pois aquela altura do campeonato nenhum professor estava passando deveres, só revisando todos os conteúdos, mas como ela não tem aula de transfiguração nem pareceu perceber.

–Já sabe com quem vai ao baile de formatura?- tornou a perguntar.

–Amy o baile é só daqui a...

–Duas semanas minha querida. - disse ela me interrompendo de forma irônica. - Caso você não tenha percebido a semana de provas começa na próxima segunda e o nosso baile e na semana após as provas finais.

Duas semanas... Meu Merlin! Eu não tinha notado que faltava tão pouco para acabar.

– Nossa eu... Eu acho que eu me distrai. - disse respondendo ao olhar acusador de Amy.

–E melhor você acordar Hestia, acordar enquanto tem tempo. - disse ela chegando perto do assunto que eu mais vinha evitando nos últimos meses. - você sabe oque eu acho. Você e o...

–Cala a boca. - disse exasperada. - Cala a droga da sua boca Ammelyne. Isso não é da sua conta, então vê se me deixa em paz e não se mete.

Nos não voltamos a nos falar o resto do dia depois disso. Ela me evitou e na hora do almoço se sentou o mais longe possível de mim. À tarde eu tinha um tempo livre que eu usava para estudar, mas naquele dia eu fui ate os jardins e comecei a escrever no diário.

§§§

04/06/2022 15h41min

Eu estou sufocada. Sempre tive tanto medo da solidão e aqui estou eu sozinha escrevendo na merda de um diário. Parece que eu tenho o dom de estragar tudo a minha volta.

Eu briguei com a Amy. E ela é minha melhor amiga desde... Minha nossa desde sempre. Desde que eu cheguei a Hogwarts pelo menos. Ela aguenta meus chiliques e minhas maluquices, mas eu estou perdida e desse jeito nem mesmo Amy me suportou.

Eu estou sentindo a brisa e acabo de me lembrar do meu primeiro dia nessa escola...

“Era o primeiro dia de aula e eu estava pontualmente sentada na primeira fila da primeira aula que teria em Hogwarts. Eu tinha, na noite anterior, prometido a mim mesma ser a melhor na turma, e não decepcionaria ainda mais minha mãe.

Já bastava ter ido parar na Slytherin, quando toda a minha família fora Gryffindor. Amy estava do meu lado, quieta e arrogante, porque ate mesmo o silencio de Amy é arrogante. Foi quando o vi, não pela primeira vez, mas quando o vi mais de perto.

O professor fez um sorteio e escolheu as duplas, eu por azar ou sorte – depende do ponto de vista – fiz dupla logo com você. Sinceramente, no começo eu achei você um menino tão idiota e metido, mas depois por incrível que pareça viramos amigos.”

Ah, James como eu me arrependo de ter rido das suas piadas naquela aula. Talvez se eu tivesse feito dupla com outo Slytherin ou qualquer outro Gryffindor, hoje eu não teria brigado com minha melhor amiga e estaria nesse momento estudando para os N.I.E.M.s.

Talvez se você não fosse tão engraçado hoje eu não estivesse sentindo tanto a sua falta...

P.S.: Eu te odeio James Sirius Potter...

§§§

02/09/ 2016 Primeiro ano

–Oi.- disse o menino ao meu lado. – Meu é James Potter e o seu?

–Hestia Sammer. – respondi, e ao olha-lo reparei no uniforme Gryffindor.

–Hei, você é Slytherin né?

–Sou.

–Ah, você sabe o que uma cobra disse para outra? – perguntou James, já sorrindo pela própria piada.

–Não. – disse desconfiada.

–A cobra diz a outra:
– Será que eu sou muito venenosa?
– Não sei, acho que sim por quê?
– Porque eu acabei de morder a língua!!

–Essa é a piada mais sem graça que eu já ouvi na vida. - eu falei.

–Ah, foi boa.

–Não, não foi. É uma piada idiota.

James passou a aula toda me contando piadas idiotas de cobras e eu no final da aula já tinha admitido que algumas eram ate engraçadinhas...

§§§

04/06/2022 Sétimo ano Mesmo dia

Na hora do jantar eu preferi ir para o salão comunal estudar e esperar Amy para conversar. Nas aulas seguintes a de feitiços ela me ignorou completamente, ela estava certa, por que eu no lugar dela faria a mesma coisa. Uns quarenta minutos depois que eu cheguei ao salão comunal Amy apareceu acompanhada por Ian; ele me cumprimentou, mas Amy para variar me ignorou.

–Amy eu quero falar com você. - eu disse firme.

Ela parou olhou para mim e continuou subindo para os dormitórios. Eu a segui e as outras meninas que dividiam o quarto conosco pareceram se tocar, pois ficaram por ali mesmo.

–Eu não deveria ter falado daquele jeito com você na aula de feitiços. Eu fui rude e mal educada. E eu queria que você esquecesse o que eu disse.

–Isso não é exatamente um pedido de desculpas é?- Amy perguntou me encarando.

–Ok, tudo bem. É isso que você quer? Então tá: Me desculpe por... por ser uma Slytherin.

–Você é uma idiota. – e dizendo isso Amy pegou suas roupas e foi para o banheiro. – E nos só somos amigas por que os opostos se atraem, não é assim que os trouxas dizem?

Eu comecei a rir enquanto ela entrava no banheiro e fechava a porta.

Notas finais do capítulo
Comentários são sempre bem vindos!!!




Todas as histórias são de responsabilidade de seus respectivos autores. Não nos responsabilizamos pelo material postado.
História arquivada em https://fanfiction.com.br/historia/395597/Ps_Eu_Te_Amo/