The Shield

Autor(es): MahSpoladorMoreira, Sandy


Sinopse

UM babá, uma mãe, uma criança, um culpado, um amor.
Certamente palavras que não faziam sentido algum para Edward, até aquele momento.


Notas da história
- Os personagens pertencem a Stephenie Meyer;
- O enredo é totalmente meu, Sandy e da Máh Spolador. Portanto, nenhum tipo de cópia parcial ou integral é permitido.



(Cap. 3) Capítulo 2 : O Outro Lado Da Moeda...

Notas do capítulo
ana_candeo obrigada pela recomendação agradecemos do fundinho de nosso coração. Obrigada tmm aos oito comentários. Vcs são nossa maior força. *-* Beijos Máh e Sandy

Triiiiiiiim, triiiiiiiiiim

Quem é o idiota que liga para um cara solteiro, que teve uma noite regada de sexo selvagem? Às sete da manhã? Que absurdo...

–Alô?

Edward Cullen?

–É ele - disse ainda com a voz rouca pelo sono.

Bem, aqui é Isabella Swan, teria um tempo para me encontrar agora?

–Claro, só preciso de vinte minutos tudo bem?

Tudo bem, acho que liguei muito cedo.

–Não, eu já iria me levantar mesmo. Vinte minutos no mesmo lugar de ontem pode ser?

OK, estou a sua espera.

*-*-*-*-*-*

–Bem, analisei toda a sua vida, e considerei o melhor histórico, apesar de ser homem...

–Quer dizer que “vocês” mulheres podem fazer de tudo, inclusive serviços em indústrias, e só por que sou homem quer dizer que eu não possa ser UM babá?

–Bem, senhor Cullen. Continuando... Eu realmente gostei de seu histórico, tem um senso de humor elevado pelo que pude perceber, então gostaria de lhe dizer: Bem vindo.

–Quer dizer que o emprego é meu?

–Claro... Bem, espero não me arrepender.

–Não irá, eu prometo.

– Então aqui está a ficha

NOME: Elisabeth Swan

IDADE: Cinco anos

ALERGIAS: Soja

HORARIOS/ATIVIDADES

07:00 às 11:00

Lisa deverá estar na escola sem atrasos, e deverá buscá-la sem atrasos também. Neste tempo você estará livre para suas possíveis lições.

11:30 às 12:30

Terá que almoçar, e descansar.

13:00 às 17:30

Este é o tempo para dedicar-se a escola e deveres que ela possa vir a ter.

14:45 às 17:15

Este tempo é para ela tomar banho, café da tarde, passear, brincar e se divertir.

– Estes horários são de segunda a sexta-feira. Nos fins de semana que eu estiver em casa você terá folga, isso ocorre de quinze em quinze dias. E eu prefiro que você more em minha casa. Assim estarei mais ciente, e menos preocupada. – tipo... Eu vou ter que morar na casa dela? Isso é uma exigência por acaso? Bom... Ela parece estressada. Melhor nem perguntar...

– Tudo bem, quando eu começo?

– Agora. Alguma dúvida?

– Depois das 17:30 quem toma conta dela?

– Bem, eu chego as 17:00, este horário é caso eu venha a me atrasar, caso contrário terá um tempo para se arrumar e chegar a faculdade com tranquilidade.

– No tempo que ela tem para ser criança, podemos fazer o que ela quiser?

– Sim, sempre deixarei dinheiro com a minha governanta é só pedir. Mas Elisabeth também sempre terá. Tem carta de habilitação?

– Sim.

– Ótimo, tem um carro só para você levar Elisabeth a aula e buscá-la, se divertirem e ir a sua faculdade. Alguma reclamação, pergunta?

–Não. – ah, eu gostaria de falar tantas coisas...

–Bem, por enquanto é isso. Venha comigo, irei te apresentar a ela. – ela saiu andando cheia de pose, fui correndo como cachorrinho atrás, não queria perder meu emprego logo de cara – Era para ela estar na escola, mas, achei melhor deixá-la em casa para que vocês se conhecessem...

– Me parece ótimo... – murmurei.

Que corredor mais comprido hein? Por Deus... A mulher era rica demais, organizada demais, e tinha quadris... Que realmente eram demais. Aquele balançar de quando ela andava era viciante. Mas, era chata demais pro meu gosto...

– Lisa? – chamou com a voz doce – Pode vir até aqui?

Escutei passinhos tímidos nas escadas, e logo a garotinha apareceu na porta. Era baixinha, tinha cabelos castanhos como os da mãe, e olhos num tom azul profundo. É... Ela é até bonitinha...

– Oi. – falou baixinho. Que coisa mais meiga. Meiga agora, quero só ver quando começar a ‘botar suas asinhas’ para fora...

– Lisa, esse é Edward, seu babá. – falou Isabella.

– Olá senhor Edward. – falou toda certinha. Que isso? É uma criança mesmo?

– Me chame só de Edward garota... – falei alto o suficiente para que ela me ouvisse.

– Mamãe?

– Sim meu anjo? – Isabella se abaixou para pegá-la no colo.

– Não era para ele ser menina? – pronto, começou...

– E porque querida?

– Babás são meninas não são? – perguntou.

– São, mas ele é seu babá. Especial como você... – sorriram uma para a outra de forma melosa. – Querida, mamãe vai trabalhar, Edward ficará com você.

– Tudo bem. – ela sorriu e desceu do colo da mãe.

– Até de noite meu tesouro. – ela deu um beijo na testa da menina.

– Isabella? – chamei antes que saísse – Quantos anos têm? – perguntei curioso.

– Não que você tenha algo haver com minha vida pessoal, mas tenho 22. – ela deu mais um passo e voltou – E me chame de Bella, por favor.

Espere aí... Ela é mais nova que eu? Mais nova? Que loucura é essa? Meu Deus, estou humilhado...

– Não vai me dar bom dia garota? – uma voz masculina falou brava e eu me virei imediatamente.

– Bom dia Jake. – Elisabeth falou baixo, amuada, assustada talvez.

– Bom dia. – ele falou grosso e se virou, me encarando. – E quem é você?

– Edward... Cullen.

– E daí?

– É minha babá. – falou Elisabeth correndo para o meu lado.

– Babá? – o homem riu – Prazer, Jacob Black, pai dessa gracinha.

– Não é meu papai. – falou ela baixinho.

– Sabe que sou Lisa. – ele sorriu falsamente – Vou trabalhar, até logo...

Ótimo. Agora além de achar a patroa antipática, odiei o marido dela...





Todas as histórias são de responsabilidade de seus respectivos autores. Não nos responsabilizamos pelo material postado.
História arquivada em https://fanfiction.com.br/historia/144893/The_Shield/