This Is My Gang! escrita por Metal_Will


Capítulo 91
Capítulo 91




Capítulo 91 - Ano letivo suado

- E aqui estão as redações corrigidas - disse nossa sempre "simpática" e "radiante" professora de português Dona Margarida - Vou chamar pela ordem e calem a boca para poderem escutar o nome de vocês

 E assim ela distribui as redações. Quando recebi a minha, respirei aliviado de ter conseguido pelo menos um sete. Isso via ajudar na nota da minha prova que, provavelmente, não será das melhores, mas com essa nota já ajuda bastante.

- Sete, Daniel? - perguntou Wilson, assim que retornei ao meu lugar - Está dentro do que você esperava?

- Tá sim - respondi - O importante é conseguir passar na prova.

- É verdade. As provas já são na semana que vem - falou ele. Obviamente estava despreocupado (tinha tirado dez na maioria das provas e simplesmente já havia fechado o ano. Se quisesse podia zerar todas as provas do último bimestre. Repito: não sei se esse cara é um louco ou um gênio, mas deve ser os dois).

- Em Português eu consigo me virar...o meu maior problema é...

- É?

- É Matemática - respondi. Infelizmente, Matemática nunca foi minha especialidade.  Talvez porque seja preciso fazer muitos exercícios e mesmo quando você está a fim de fazer esses exercícios, eles simplesmente não saem. Eu tenho que pensar neles. Droga. Tem coisas mais interessantes para ficar pensando como...como passar naquela maldita fase do game que estou jogando.

- Matemática? Não é muito difícil! Vai cair até equação de primeiro grau, não é?

- É algo como achar o x - respondi. Não era algo tão difícil, olhando a teoria por cima, mas os problemas eram complicados de entender.

- Entendo - respondeu Wilson - Não quer aquele aparelho para auxílio de estudos?

- Está falando daqueles óculos que aumentam o volume de músicas ruins sempre que você erra uma conta? (*) 

- Eles mesmos! Funcionaram da última vez, não funcionaram?

- Mas não vai ajudar agora - respondi - Eles servem para treinar cálculos rápidos, mas não ajudam a interpretar problemas de equação. Vou ter que ficar a semana inteira resolvendo exercícios. Tsc

- Isso é mal. Não vai poder jogar online essa semana.

- Ah, é. É verdade - lamentei, deixando cair minha cabeça sobre a mesa - Terei que passar o fim de semana estudando. Que triste!

- Mas olhe pelo lado bom...depois dessa semana de provas, estaremos de férias! Quer dizer, bom entre aspas...

- Como assim entre aspas? O que pode ter de ruim nas férias?

- Ficaremos longe da escola por muito tempo. Perderemos chances de fazer nossa gangue subir ao topo.

- Ainda assim prefiro as férias...

- Em compensação, terei muito tempo para planejar formas de nos tornar populares aqui! Ano que vem vamos detonar tudo!

- Isso me consola muito...

 É verdade. O ano já estava acabando. Já? Eu disse já? Devo estar ficando meio sentimental com minha depressão de notas baixas em Matemática. Sabe-se lá como eu sobrevivi no meu sétimo ano do Fundamental dentro da Megatec. Minhas férias são mais do que merecidas. O problema...o único problema que me separa das férias é a Matemática. Vou ter que estudar muito para superar essa prova.

- O que foi, Daniel? Já está fazendo contas? - perguntou Wilson.

- Estou vendo quanto preciso tirar na prova para poder passar de ano sem recuperação - respondi. Fazer recuperação era a última coisa que eu queria naquele momento, mas os deuses da Matemática não pareciam estar muito ao meu favor - Oh...isso é mal.

- Quanto é?

 Mostrei seis dedos para ele, ainda com a minha cabeça abaixada.

- Seis? Que sorte! Não é muito!

- Fala isso por você, né?! - exclamei - Vou ter que passar o fim de semana inteiro devorando os livros...que infortúnio.

- Que infortúnio - foi o que Karina comentou, assim que contei as novidades para ela, quando chegamos no intervalo - Realmente...vai precisar se esforçar um pouco.

- Um pouco? Fala isso porque foi bem em Matemática, não é?

- Bom, como pretendo trabalhar com programação, preciso ir bem nessa matéria.

 Ah, sim. Tinha me esquecido. Karinha pretendia trabalhar com programação de computadores, mesmo tendo grande talento para Literatura e Ciências Humanas. Vai entender. De qualquer forma, ela era boa em Matemática.

- Tsc. Isso vai ser complicado.

- Relaxe - Wilson tentou confortar - Como eu disse...só será até a semana que vem.\

- Também não sou aquela maravilha em Matemática - comentou Jorjão, enquanto devorava seu salgado de lanche - Mas sempre ia melhor quando associava os problemas com comida. 

- Com comida?

- Sim. Por exemplo, tenho trinta salgadinhos numa bandeija. Depois de um tempo, eu saio da sala e volto para a cozinha, mas vejo só vinte e dois. Quantos salgadinhos sumiram?

- Hmmm...é...talvez ajude - falei - Mas os problemas dos livros são bem mais difíceis.

- Ei, desculpem mudar de assunto, mas cadê a Demi? - perguntou Wilson.

- Oi, gente - disse a própria, chegando meio devagar - Desculpem a demora...estava conversando com o professor de Matemática.

- Que coincidência. Estávamos falando justamente de Matemática - falou Wilson.

- Ai, até aqui...estou ferrada nessa matéria! - disse ela - Preciso tirar seis na próxima prova se quiser passar sem recuperação, mas não sei nem se consigo uns quatro.

- Você também? - perguntei - Quer dizer...também precisa tirar seis para passar direto?

- Você também, Daniel? - perguntou ela - Achei que fosse a única burra aqui.

 Sinceridade é o que torna a amizade das pessoas cada vez mais forte, não é?

- Pois é...eu também sou burro - falei, meio contrariado.

- Ops. Desculpe. Não quis parecer rude. Eu quis dizer...não sou a única que tem dificuldade na matéria. Hihi!

- Calma, calma, nenhum de vocês é burro - falou Wilson - Apenas estão passando por uma fase difícil.

- Se os dois estão com problemas, talvez fique mais fácil de resolver - disse Karina.

- Hã? Como assim, Ká? - perguntou Demi, curiosa.

- Estudem juntos.

- Juntos? - falei em uníssono com Demi. Essa parecia ser uma ideia boa. Na verdade, eu diria que parece ser uma ideia excelente. Estudar junto com a Demi? Por que não pensei nisso antes?

- Sim - continuou Karina - Se um ajudar o outro, talvez entendam melhor. É importante estudar sozinho, mas muitas dúvidas são tiradas mais facilmente quando estudadas em grupo.

- Que boa ideia! - sorriu Demi - Você pode estudar na minha casa, Daniel? Podemos ir hoje depois da aula.

  Estudar na casa dela? Só eu e a Demi? Demais! Aliás, muito bom para ser verdade! Talvez o destino esteja mesmo querendo me dar uma compensada por todos os perrengues que passei esse ano. Só essa notícia já valeu o ano inteiro. Claro que a minha resposta foi sim. Ah, finalmente uma oportunidade feliz na minha vida! Já estava mais do que na hora, não é? Beleza. Eu faço esse sacríficio...obrigado, Karina. Muito obrigado, mesmo!

(*) = ver capítulo 33



Notas finais do capítulo

Finalmente alguma coisa boa, heim, Daniel? Será que muda alguma coisa na relação deles? Bem, veremos no próximo capítulo (e último da temporada).
Até lá!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "This Is My Gang!" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.