Simple Love escrita por Katy Clearwater


Capítulo 7
Capítulo seis


Notas iniciais do capítulo

Ouçam a música do capítulo, please.




Capitulo seis:

Jacob

- Ai Jake, mas porque vocês não vão? – Lee estava totalmente irritada por eu e Bella não irmos para boate.

- Porque tivemos uns problemas e não tem ninguém para ficar com Josh.

- Esses problemas têm haver com uma branquela maldita do inferno? – suspirei fundo antes de responder.

- Sim. Tem haver com a Nessie.

- Porque não jogou a maldita pela janela? – eu ri, mas a idéia não era má.

- Porque eu iria preso. – ela acabou rindo também com a minha resposta.

- Poxa! Eu queria que vocês fossem.

- Eu também queria ir.

- A gente se vê no escritório.

- Tudo bem Lee. Divirtam-se.

    Desliguei o telefone enquanto Bella entrava na cozinha com a caixa da pizza na mão.

- A pizza chegou. – ela gritou. Josh veio correndo atrás dela brincando com um carrinho da minha coleção. – Josh larga isso! Não é brinquedo, e é do Jake. – o menino fez bico de choro quando Bella brigou com ele.

- Isso é brinquedo sim, mas eu junto tudo. Uma coleção! Já teve uma Josh? – peguei o carrinho da mão da Bella e o menino balançou a cabeça fazendo que não. – Eu tenho esse repetido, então vai ser o primeiro da sua coleção. Toma, para você. – peguei sua mão e coloquei o carrinho nela. O sorriso que ele abriu de orelha a orelha me fez sorrir também.

- Olha mãe. Meu primeiro presente. – ele mostrou o carrinho para Bella todo feliz.

- Obrigada. – ela sussurrou para mim e eu apenas sorri em resposta. – É lindo filho. – ela passou a mão na cabeça de Josh, mas ele estava distraído fazendo o armário da cozinha de pista de corrida. – Jake você deveria ir sair com a Leah e o pessoal do escritório. – Bella não me encarou a falar, mas a voz parecia triste.

- Eu só iria se você fosse. – ela me encarou surpresa, mas logo desviou o olhar.

- Mãe eu sou grande. Eu fico sozinho para você passear com o Jake. – notei que Josh não estava tão distraído com o carrinho como eu imaginava.

- Nada disso! – Bella disse irritada e uma gargalhada escapou de mim. – Você ri né? – ela tentou brigar comigo, mas também estava rindo.

- Sim. – respondi abrindo a caixa da pizza e pegando uma fatia com a mão. – E é bom você não estar com sono. – eu disse de boca cheia e Josh riu.

- E é bom você ter lavado a mão senão a mamãe vai deixar você sem televisão. –Bella cobriu o rosto para Josh não a ver rindo, mas seu rosto vermelho já a delatava.

- Eu lavei a mão. – sussurrei no ouvido de Bella e sai da cozinha a deixando ainda mais vermelha que antes.

2AM Club – Worry about you

Bella

     Ai era só o que me faltava! Me apaixonar pelo meu chefe, que estupidez.

- Tudo bem! Nós temos Shrek, Poltergeist 2 e... Mais nada que o Josh possa ver. – eu franzi o cenho quando Jake jogou alguns DVDs longe.

- Poltergeist! – Josh começou a pular no sofá e eu o puxei para sentar.

- Garoto! Que coisa feia. – eu odiava brigar com ele, mas ele estava animado demais com o Jake e eu estava com muito medo do quanto ele ia sofrer quando isso acabasse.

- A mamãe num está de bom humor. –  Jake fez uma careta passando a mão no pescoço como se fosse uma faca e Josh começou a rir.

- Você deixa ele a vontade demais. – eu briguei com Jake e ele imitou o bico do Josh.

- Mimimi. Desculpa. – eu tentei ficar séria, mas esse lado descontraído dele estava me matando de rir.

- Eu fui derrotada né? Estou sentindo. – dessa vez eu imitei o bico.

- Ahh tadinha! Josh, abraço duplo na mamãe. – Josh me abraçou pelas costas e o Jake veio me abraçar pela frente. Achei que meu coração fosse sair pela boca quando ele fez isso. – Melhor? – fechei os olhos ouvindo o sussurro dele no meu ouvido e concordei com a cabeça.

- Filme agora então. – Josh se soltou de mim e começou a pular no sofá de novo.

- Temos que respeitar o direito das crianças! Filme agora. – Jake deu um sorriso amarelo e eu revirei os olhos derrotada pelos dois.

- Eu pego a pipoca. – sai da sala e deixei os dois fazendo bagunça.

    O Josh ficou o tempo todo cantando uma música que ele tinha aprendido na escola e pulando no sofá enquanto o Jake arrumava o DVD. O problema é que ele só sabia o refrão da música então ficava repetindo ininterruptamente. Isso às vezes me irritava e eu tinha que contar de um até dez para não gritar. Pensando nisso me apressei a voltar para sala, mas me deparei com uma cena diferente da que eu esperava.

   Enquanto Josh pulava e cantava, Jake acompanhava com a cabeça e chegou uma hora onde eles já estavam cantando juntos. Cruzes, eles eram péssimos juntos.

- Pipoca pronta! – entrei na sala interrompendo a cantoria.

- Filme só esperando o play! – Jake pegou o controle e sentou de um lado do sofá.

- Mãe senta no meio para quando o Jake ficar com medo você pegar na mão dele também. – Josh abriu espaço para eu sentar entre os dois.

- Eu não mordo. – Jake disse a me ver hesitar.

- Eu sei. – fiquei sem graça e sentei no meio dos dois tentando não surtar com a proximidade com Jake.

    Assim que o filme começou tudo correu bem, mas quando um velhinho (vilão do filme) começou a aparecer Josh se encolhia cada vez mais perto de mim. O filme era ridículo e eu e Jake riamos da maior parte das cenas, mas Josh se assustava cada vez mais. Quando o filme acabou ele não quis me soltar de jeito nenhum.

- Filho está na hora de dormir. – eu disse alisando seu braço e ele quase chorou.

- Não mãe. Não tô com sono ainda. – seu bocejo revelava a mentira e o jeito que ele me segurava seu medo.

- Vamos fazer um trato? – o Jake perguntou sentando no braço do sofá ao lado de Josh – Eu te levo para cama e te conto uma historia. Se você ainda não estiver com sono à gente faz uma festa de doce a madrugada toda.

- O que? – quase gritei com a proposta absurda.

- Tá bom. – Josh levantou num pulo e se jogou no colo do Jake que sorriu amarelo para mim e o levou para o quarto.

   Segui os dois pelo corredor, mas fiquei de longe apenas ouvindo o que falavam.

- Escovou o dente já? – a voz de Jake soava espantada com a rapidez de Josh.

- Já! – Josh estava mentindo, eu já conhecia.

- Hum! Pois eu ainda estou ouvindo.

- Ouvindo o que? – fiquei preocupada com o medo na voz do Josh, mas resolvi esperar mais um pouco.

- Os bichinhos que devoram os dentes das crianças que não escovam eles antes de dormir. Eles estão conversando bem aí dentro da sua boca. – coloquei a mão na boca para abafar o riso quando ouvi os passos apressados de Josh de volta para banheiro do quarto.

    Depois de alguns minutos ele voltou correndo para o quarto de novo.

- Tô limpo! – ele disse ao Jake e os dois ficaram quietos por alguns segundos. – Jake? – Josh chamou.

- Fala.

- Você vai ser namorado da minha mãe agora? No lugar do meu pai.

- Você queria que eu fosse? – Jake responder a pergunta de Josh com outra não só me surpreendeu como me deixou mais curiosa.

- Sim. Gosto mais de você do que do meu pai. E você não bate na minha mãe. – senti as lágrimas caindo por meu rosto quando ouvi meu filho falar desse jeito.

- Sabe o que a minha avó sempre me dizia? – Jake perguntou com um sorriso na voz.

- Não.

- Ela dizia que quando você deseja muito uma coisa ela sempre acontece e que tudo estava escrito nas estrelas antes da gente nascer.

- Então eu vou desejar muito que você namore com ela. – Josh falou tão animado que me doeu mais ainda.

- Boa noite Josh.

- Boa noite Jake.

     Ouvi os passos do Jake vindo para o corredor e voltei correndo para sala. A luz da sala estava apagada, mas mesmo assim sentei no escuro e comecei a chorar.

- Porque está chorando? – a voz do Jake me fez pular de susto no sofá.

- Por nada. Eu choro a toa. – limpei o rosto com as mãos escondendo as lágrimas que ainda insistiam em cair.

- Seu choro me aborrece. – ele disse se sentando a minha frente.

- Desculpe. – sussurrei envergonhada.

- Na verdade sua tristeza me aborrece. – ele puxou meu rosto pelo queixo e me olhou nos olhos. – Eu não te olhei direito quando nos conhecemos. Você é linda. – seu toque fez todo meu corpo se arrepiar e eu abri a boca para suspirar.

- Jake, eu...

- Acredita no destino? – ele perguntou me olhando nos olhos enquanto acariciava meu rosto.

- Não muito. – dei com os ombros e ele sorriu.

- Se eu não tivesse ficado noivo da Nessie há cinco anos eu teria ido para Europa e nunca montaria o escritório. – ele deu um sorriso triste e seu olhar ficou vago por alguns instantes. – Eu nunca teria conhecido você. – ele disse me encarando novamente.

- Se Josh não tivesse nascido provavelmente eu também não estaria aqui agora. – disse com a voz fraca enquanto ele aproximava o rosto do meu.

- Então eu acho que algo divino armou para juntar a gente. – quando Jake disse isso seus lábios já estavam quase encostados ao meu e meu coração batia tanto que parecia que ia explodir.

     Quando finalmente sua boca tocou a minha foi como num sonho. Eu podia sentir uma onda de felicidade explodindo do encontro das nossas línguas até meu peito, o que fazia meu coração pular como uma bola.

     Jake me puxou pela cintura me apertando a seu corpo o que me fez arfar entre o beijo. Eu estava sentada de frente para ele com uma perna de cada lado do seu corpo e nosso beijo se tornava cada vez mais intenso, intimo e apaixonado.

- Sai de cima do meu noivo sua piranha! – senti uma mão puxando meu cabelo e uma bofetada forte no meu rosto antes de poder me situar.

- Você ficou louca? – a voz irritada do Jake me fez acordar mais.

     Levantei do chão, onde tinha caído sentada depois do puxão, e tirei o cabelo do rosto para ver quem gritava como louca.

- Uma amiga não é seu safado? Você beija desse jeito aquela escrava idiota?

- A Lee não é escrava, a Bella não é piranha e é bom você abaixar esse seu tom de voz. – eu nunca tinha visto o Jake usar um tom tão ameaçador quanto agora.

- Eu uso o tom que eu quiser. Vou ser sua esposa e tenho todo direito de tirar essas vadias de cima do MEU noivo. – o ódio no olhar que a noiva do Jake me lançou era de congelar o sangue.

- Se o que te dá o direito de gritar é o fato de ser minha noiva resolvemos isso agora. – Jake tirou a aliança e jogou em cima da garota. – Agora me dá a chave do meu apartamento, sai daqui e da minha vida. – a voz do Jake foi tão fria que até eu me assustei.

- Você vai me largar por uma indigente? – apesar da tristeza, o tom dela parecia mais de ódio do que de qualquer outra coisa.

- Não. Eu estou te largando porque nossa relação está acabada não é de hoje e porque seu jeito só veio piorando tudo com o tempo. Estou te largando porque eu não te amo. – quando Jake disse isso uma única lágrima caiu de um olho dela.

- Você vai me pagar. Você e essa mendiga que você pensa que vai colocar no meu lugar. – ela me lançou mais um olhar de ódio e saiu batendo a porta.

- Mãe. – Josh veio correndo e chorando para perto de mim.

- Calma, meu amor. Já passou. – o peguei no colo e o abracei o mais apertado que pude.

- Eu devia ter terminado com ela antes. Desculpe por isso tudo. – Jake veio para perto de mim e passou a mão sobre a bochecha onde ela bateu. – Droga! Olha o seu rosto. – ele acariciou minha bochecha com a maior delicadeza.

- Eu vou ficar bem.

- Vem campeão. – Jake pegou Josh do meu colo com uma mão e com a outra me puxou para perto de si.

      Ele voltou conosco até o quarto e colocou Josh na cama.

- Jake ela vai voltar? – Josh perguntou assustado.

- Não. – Jake respondeu sério e apagou a luz.

- Fica aqui. – Josh pediu chorando.

- Amor, o Jake tem que dormir. – eu tentei ser o mais doce possível, mas acabei brigando com ele assim mesmo.

- Tudo bem. Eu fico. – Jake tirou os sapatos e o cinto, depois se aproximou da cama e deitou deixando Josh no meio. – Agora dorme. – ele deu um beijo no rosto do Josh, coisa que o Mike nunca tinha feito, e fechou os olhos.

- Vem mãe. – Josh me chamou e eu engoli o choro que queria sair.

     Também tirei os sapatos e as meias e deitei do outro lado do Josh. Senti a mão do Jake acariciando a minha enquanto Josh se acomodava no meio de nós dois. Eu nunca me imaginei apaixonada de novo, não depois do Mike e agora aqui estava eu suspirando apaixonada por algo totalmente errado para mim.



Notas finais do capítulo

N/A: Ahhhh que eu quase morri para escrever essa pi*&¨% batendo na Bella! Mas eu consegui (quase me matando), mas consegui!...rsrsrs.
Espero que estejam gostando da fic ^^. Amantes da Nessie não se choquem se eu resolver matar ela no fim, pq ela deu um tapa na Bella e ainda gritou com o Jake! Tá merecendo....rsrsrsrs
Obrigada pelos reviews: LeeLowen, Maayh, Bella__Black, raquelzinha, Nica, Jeska, mary_Twilighter, neuri, malululu11, MandyBlackk, thaisbf, aryane, JULIANALUANOVA, ritinha_cr, Michele-Volturi, May Black, MissLuna, heri, lana_blackwater, Sully, Michelle Cullen, DiCullen, Agatha21, madu, Fabiolakaizer, taliria, Nez, Rafa_tayna, simovi, brunacvsousa, raruiva, pqnakelly, gracita, juallevato, kahblack, crisbel86, mari_jb, lulu_fanfics, crisdias e jdre.
E pelos recomendações: madu, raruiva, gracita, heri, mary_Twilighter, ieda e Michele-Volturi.
Bjks Katy Clearwater
N/B: Alguém me segura que eu vou dar uma na cara dessa biscate FDP!!!! O primeiro beijo deles, e a maldita conseguiu estragar... Que ódioooo! P*rra Jake porque você não deu uma bifa nessa desgraça? Tudo bem, eu sei que você é perfeito, um homem muito bom (bota booom nisso) mas a Nessie você pode porque ela nem conta como pessoa!kkkkk
Ai Katy, assim não dá! Desse jeito você estraga minha vida amorosa! Com um Jake desse, meu padrão de escolha sobe, ai eu não acho nenhum homem que se enquadra nele e vou morrer sozinha! Kkkkkk
Cada vez mais gamada no Jake! Ele está merecendo muitos reviews então capricha pessoal!
Beijão
Alemorais