Di Nascosto escrita por Katy Clearwater


Capítulo 2
Capítulo dois





"Inveja é um sentimento de aversão ao que o outro tem e a própria pessoa não tem. Este sentimento gera o desejo de ter exatamente o que a outra pessoa tem (pode ser tanto coisas materias como qualidades inerentes ao ser)e de tirar essa mesma coisa da pessoa, fazendo com que ela fique sem. É um sentimento gerado pelo egocentrismo e pela soberbade querer ser maior e melhor que todos, não podendo suportar que outrem seja melhor."

Wikipédia


Capitulo dois:


         Bella se sentia cada vez pior consigo mesma. Todo dia que o sol raiava, ela era a mesma enquanto Nessie mês a mês se tornava uma linda mulher. Isso a consumia. Ela era sua filha afinal das contas e ela deveria estar feliz. Mas a felicidade passava longe dos sentimentos de Bella.

– Mãe? – a menina chamou do alto da escada com um sorriso brilhante nos lábios.

– Oi querida. – subindo degrau por degrau como uma humana normal faria Bella atendeu o chamado da filha.

– Vem me ajudar a escolher meu vestido. – a inocência brilhava em todos os atos de Rennesme fazendo a culpa brilhar ainda mais na aura de Bella.

– Claro. – ainda forçando os sentimentos a mãe acompanhou a filha até seu enorme quarto.

– Olha, a Tia Alice mandou esse, mas a Tia Rose me deu esse. – ela apontou dois vestidos em cabides distintos e Bella apenas sorriu sentando-se na cama da filha. – Esse foi a Vó Esme que mandou, mas a Sue tinha me dado esse. – então num rompante a menina veio saltitante com um quinto cabide e um vestido azul com uma linda fita branca na cintura. Apesar de o modelo parecer infantil o vestido tinha um decote em V que indicava a forma sensual que moldaria seu corpo. – Esse foi a Leah que me deu. – a menina disse sorridente.

– A Leah? – Bella pode quase sentir seu coração morto bater devido à surpresa.

– Sim. – a menina sorriu ainda mais feliz consigo mesma. Ela sabia que Leah não gostava de ninguém e ganhar um presente dela, o qual no ato da entrega foi dado com carinho, era um feito magnífico.

– Surpreendente. Acho que deveria usar ele. – Bella tentou não demonstrar quanto trincava os dentes tamanha era sua raiva. Até mesmo Leah amava sua adorável e perfeita filha. – Qual seria a ocasião?

– O Jake vai me levar para jantar. Nosso primeiro encontro como namorados de verdade. – Nessie sorriu até as bochechas doerem tamanha alegria que sentia.

– O que? - a vampira sentada em sua cama tomou um tom ameaçador fazendo o coração semimorto da menina gelar.

– O papai deixou. – a menina soluçou num quase choro e viu sua adorada, a mais adorada companhia, sair de seu quarto sem nem olhar para trás.

   Bella sabia que havia agido de forma errada com sua filha, mas o ódio consumiu seus pensamentos quando ela disse “namorados”. Mesmo sem precisar de ar saiu para o bosque e correu inflando os pulmões e deixando que o sol fizesse sua pele reluzir. Sentia o que quer que fosse que corresse por suas veias corroer sua alma naquele momento. Porque ela?

     No momento tudo que Bella desejava era que Jacob tivesse ficado longe. Que jamais tivesse posto os olhos na sua menina e que nunca, NUNCA esse sentimento latente por ele ficasse gritando em sua mente agora. Eu sabia que o amava quando me casei, mas decidi amar mais Edward, ela repetiu isso para si mesma dezenas de vezes nos últimos meses, mas as coisas não pareciam melhorar.

     Correu mais um pouco até a cascata que ficava nos arredores de Forks. Um banho a faria bem, assim decidiu. Chegando a cascata embriagou-se com o cheiro deixado pela natureza ao redor da fonte natural que se formava em meio às pedras. A casa dos Cullens, La Push, sua vida era tão distante dali que nada importava e sua cabeça esvaziou.

     Tirou lentamente suas roupas se sentindo livre dos pesos que escolheu carregar e entrou na água tão gelada quanto seu corpo. O cheiro era indescritível e mesmo enquanto ouvia suas passadas longe poderia senti-lo. Ela teve tempo para pensar em se vestir ou não. E decididamente quis o não se acomodando entre as pedras.

– Você poderia ter se vestido. – Jacob disse com os olhos baixos saindo detrás de uma árvore.

– Eu sei. – ela disse com prazer e seus olhos luxuriosos subiam e desciam pela silhueta do rapaz.

– O que houve entre você e a Nessie? Eu cheguei à sua casa e ela estava chorando dizendo que você está brava com ela. – Jacob tentava controlar os olhos, mas mesmo sobre a água ele podia enxergar o corpo reluzente de Bella.

– O nome dela é Rennesme e não estou brava com ela. – nem ela própria acreditou na última parte.

– Você sempre mentiu mal. Isso foi algo que não mudou. – Jacob disse passando a mão no cabelo e desviando o olhar.

– Muita coisa não mudou. – assim que respondeu Bella saiu da água e caminhou até Jacob.

       As coisas não deveriam ser assim difíceis para ele. Mas sendo Jacob Black não era de se admirar que algo fosse errado ou extremamente complicado, como seu imprinting por Nessie. Até para ele mesmo era difícil aceitar o fato de estar namorando a filha do seu grande amor. Ele não podia negar que mesmo sendo em outra vida que não a pertencia mais, Bella era seu amor. Era! E agora o lugar dela era ocupado pela Nessie, sua filha. O estômago de Jake dava voltas quando ele imaginava que se tudo tivesse saído como ele planejou essa menina que mudou sua vida poderia ser simplesmente sua filha.

     Tudo já estava bem confuso e ruim quando Jake vislumbrou o corpo de Bella deixando a água. Completamente desnuda de roupas e pudor ela se aproximava dele fazendo com que seus olhos brilhassem de um jeito que ele sabia que além de indecoroso era imperdoável. Ela agora era sua sogra e a Nessie era seu imprinting. Imprinting era a palavra a ser frisada. A menina era seu imprinting, mas ele não a via como sua mulher não como a mulher nua que continuava a caminhar em sua direção.

– O que você... O que você está fazendo? – ele perguntou nervoso e sentiu as mãos começarem a suar excessivamente.

– Saindo da água. – ela respondeu com a voz carregada de malicia.

– É melhor se vestir. – ele disse com a voz pesada.

– Jake...

– Fala Bells.

– Lembra quando você me disse que estaria lá para mim? – seus olhos estavam cravados nele e evitando o contato com o corpo feminino Jake ergueu os olhos e a encarou.

– Isso foi antes. – seu murmúrio foi calado pela aproximação repentina dela.

– Antes de eu morrer, ou antes, do imprinting? – seus lábios quase tocaram os dele durante a pergunta.

– Bella você não está morta. – ele disse segurando seus ombros gelados e os olhos dourados morreram por um segundo.

– Estou sim. Presa e congelada assim. – pela voz embargada ele sabia que se ainda fosse sua Bells estaria chorando.

– Se arrependeu? – a pergunta dele carregava mais esperança do que ele queria.

– Não sei. – os olhos se cruzaram de forma estranha naquele momento.

      As responsabilidades e culpas e tudo mais recaia sobre os ombros de ambos, mas naquele exato momento nada importava e uma bola se criou entre os dois. Um mundo onde a realidade não pesava e onde suas peles, gelada e quente, não faziam contraste.



Notas finais do capítulo

N/A: Amores mais um cap ^^. Fic curtinha att rapinho, olha a vantagem...rssrsrs. Táparey. Reviews? Bjks