Paraíso Proibido escrita por renatatwifan


Capítulo 16
Caindo na Real.




- Será que deixei de amar o Jacob?. 


Tive um dia cheio no hospital, por isso sobrou pouco tempo para pensar em Jacob, Nahuel,Papai e todos os outros problemas.

Graça a Deus.
Cheguei em casa exausta, deitei e dormi. No dia seguinte acordei bem cedo.Estava estranhamente animada. Tomei um bom banho, parei em frente ao espelho emeu olhar foi direto para meu pulso. A tatuagem com o nome dele. Nos últimos anos,pensei em removê-la várias vezes.

Não por arrependimento do ato em se. Mas porque toda vez que eu tentava esquecer, bastava um pequeno deslize e lá estava ela.
Lembrando-me. As vezes parecia que minha pulsação a fazia se mover, doer, latejar.Além de muitas sessões de esteticista e eu precisaria de algumas sessões psiquiátricas também.

Mas acabei não fazendo nenhuma coisa nem outra. Apesar de que ainda preciso de um terapeuta!.Me arrumei rapidamente, uma das vantagens de ser médica...você não tem que combinar cores!. No final o jaléco cobre tudo mesmo.


Tomei café, e fui para Lau Push. Cuidar dos meus paciêntes preferidos. 


-Bom dia Claire... Hoje não era a Rach que vinha?

-Bom dia Ness! Fico feliz em vê-la também. Ah Rachel me pediu para substituí-la,parece que a pequena Sarah estava meio adoentada.


-Ah sério? Mas é coisa grave, o Nahuel estava aqui ontem né?. Ela trouxe a menina?

-Sim o Dr. Nahuel esteve aqui ontem, mas a Rachel prefiriu esperar até que você estivesse aqui.
-Não acredito ela poderia ter ligado pelo menos.

-Não deve ser nada grave, sabe como todos são super protetores com a Sarinha se fosse pode crer estariam na sua porta!. 
-Bem...se você diz. Passo lá depois que acabar aqui. - eu sorri.

-Pode não ser tão cedo Drª  tem bastante gente hoje!.

-Então vamos começar!.

E Claire tinha razão. Acho que algum tipo de virose está atacando por ai. Muitas crianças com sintômas de febre e vômito. Não tive tempo nem de almoçar. Depois de atender mais uma criança. Resolvi tomar um café.
Ao sair da minha sala dei de cara com Nahuel.


-Ness - ele sorriu.

-Nahuel, o que faz por aqui no seu dia de folga? - perguntei.

-O que você acha? Vim aqui ver se não está trabalhando de mais.
-Esse barco já está furado faz tempo! - eu sorri.

-Eu sei.

-Claire tem mais alguém? 

-Por enquanto não - ela olhava com cara feia para Nahuel. Ela sempre foi uma Team Jacob.


-Ok se chegar alguém.

-Eu chamo! - ela 
Entrei na sala e Nahuel me seguiu. 

-Então... - ele 

-Então...?

-Vou ser direto ao ponto. Como está com a volta dele?.

-Bem. Quero dizer...não sei. Não muda nada. - falei nervosa.

-Não muda Ness?

-Ah quero dizer que... não ah nada entende?. Não é como se fossemos retomar o que foi interrompidoah sete anos.
-Você não quer? Ou não sabe se quer?.

-Não sei nem se ele quer - falei.

-Mas se ele quisesse?

-Onde está querendo chegar Nahuel.

-Não é óbvio?. Eu quero saber se a mulher que amo, vai ficar com o cara que ela amou a sete anos atrás e que a abandonou, e que se tornou um verdadeiro fantasma em nossas vidas!.

-Jacob não é um fantasma ele é real.

-É esse meu problema!.
-Olha sabe que eu não gosto de mentiras. Não temos mais nada, nós. Mas também não temos mais nada, eu e ele. Então acho que vai continuar assim.

-Enquanto ele estava longe eu ainda tinha esperanças.

-Não posso dizer para não ter, mas também não posso dizer para alimentá-las. 
-Você ainda o ama não é?

-Não ficou óbvio durante todos esses anos?.

-Na verdade sim, ficou. Mas sabe como é, quando agente gosta...sempre tem esperanças.

-Sinceramente nem sei porque estamos tendo essa conversa...eu e ele... não estamos juntos.


-Tudo bem vou deixá-la em paz. Até amanhã! - ele se levantou e saiu rapidamente.


Ótimo - eu pensei. Mais essa agora.


-Claire...eu vou até a casa da Rachel ok? Se não chegar mais ninguém pode fechar e ir,você merece descanço. E caso chegue alguém me liga.

-Tudo bem amiga, mande lembranças para Rachel e melhoras para a Sarinha.

-Eu digo sim, tchau amiga!.


Estacionei o carro e respirei fundo. Agora as probalidades de dar de cara com Jacob,aqui é bem maior então é bom estar preparada.
Bati na porta e senti um alívio ao ver a Rach vir abrir.

-Oi amiga, que bom ver você!

 -Bom ver você também, fiquei preocupada quando a Claire disse que a Sarah estava doente!.
-Pois é ela está com febre e super desanimada. Mas eu não quis encomodar você,se ela não melhorasse iria levá-la até o posto. 
-Ah  Rachel sabe que não me encomodaria. Onde ela está?

-Lá em cima no meu quarto, sobe lá eu vou pegar uma sopinha para ela.

-Tudo bem.


Subi as escadas e fui direto para o quarto de Rachel.

-Olá...é aqui que tem uma princesinha doente? - falei entrando no quarto.

-Tia Ness - ela sorriu.

-Oi bonequinha - fui até a cama e só aí percebi que Jacob estava sentado, do outro ladodo quarto.
Ele sorriu e eu perdi a fala. Como consegue ser tão irritantemente lindo?!.


-Oi Nessie - ele disse arqueando a sombracelha, o que é isso mais um artifício de sedução?.

-Ah...Olá Jake - porque eu estou tão sem jeito?. Que isso Renesmee você não tem mais 18 anos!.

-Tia Nessie você veio cuidar de mim? 
-Sim! - já tinha até esquecido o motivo de estar aqui - agora me diga o que está sentindo ok?.


Enquanto eu examinava a Sarah Jacob me olhava atentamente, o que estava me deixando envergonhada. 


-Bem mocinha, parece que você está com a mesma virose de quase todas as crianças que atendi hoje. A tia Nessie vai passar um remédinho para você tá?
-Só se for uma com gostinho de morango.

-Hum...esta bem!.
-Você leva jeito com crianças - ele disse

-É. - não sabia bem o que dizer diante daquele comentário.
-Ei eu quero contar uma história para vocês! - Sarah

-Uma história? - me surpreendi ela nunca fez isso.

-Sim!. Senta aqui do meu lado tia e você também tio Jacob!. - ele veio e sentou-se.

-Que história você vai contar bonequinha? - Jake.
-Ah é uma história de amor verdadeiro.

-Você não é muito nova, para falar de amor verdadeiro? - perguntei.

-Tenho 5 anos e meio tia Ness! - ela disse indignada.
-Oh me desculpe, você tem toda a razão!.

- Sentei-me ao seu lado, como ela é pequena Jacob e eu ficamos cara a cara. Quem diria que estaríamos dividindo a mesma cama.


-Era uma vez...uma linda Princesa chamada Renesmee! - ela me olhou e sorriu - que vivia em um belo apê em Seattle. 
-Espera ai princesas não moram em castelos? - perguntei

-Tia Nessie por favor...
-Tudo bem, me desculpe...a princesa morava em um belo apê em Seattle...

-A Princesa adorava ficar na janela para ver as pessoas passando na rua, até que em um belo dia. Ela estava lá entediada como sempre, e viu o seu príncipe encantado passar. Ele era um gato. E estava em uma bela moto!. Seu nome era Jacob Black!. Mas gostava de ser chamado de Jake. Os dois se apaixonaram perdidamente ao primeiro olhar que trocaram. Foi tudo muito rápido sabe, como nos romances da TV.Os dois viveram dias maravilhosos juntos, e a cada dia se amavam mais e mais.Mas como em toda história de amor, alguém tinha que atrapalhar. A Família da Princesanão achava que o Príncipe Jake era o cara certo para a Princesa. Mas ela não ligou para nada disso, ele podia até não ter vindo em um cavalo branco. Mas para ela, ele era 'o cara'. Mesmo lutando com todas suas forças os dois não conseguiram ter o seu felizes para sempre. Eles se separaram. Mas algo mágico aconteceu! - ela ficou de pé em cima da cama -a força do amor dos dois fez com que nascessem duas marcas em seus corpos!. E eles ficaram marcados pelo amor. Para que um dia, mesmo depois de muito tempo...os dois pudessem se reconhecer e continuar seu amor!.


Ela nos encarou sorridente e sapeca.Quem foi que contou essa história para ela? Jacob? Rachel?.


-O que acharam da história? 

-Eu adorei. A história mais linda que eu já ouvi - Jacob.

-Eu queria saber, onde a senhorita aprendeu a ser tão espertinha? - eu perguntei

-É de família - Jacob.
-Foi uma linda história princesinha. Agora eu já vou.

-Já vai? Nós nem conversamos ainda - Rachel entrou no quarto.
-Eu passo aqui outra hora.

-Jake pode dar a sopa da Sarah? -Claro.
-Obrigada. Sarah come tudo!. 

-Tá mamãe. Tia Nessie?

-Oi?

-Você tem uma marca do amor, aí pertinho da sua mão!. Você tem sorte!.Igual ao tio Jake. Dois sortudos. 


-Mas do que ela está falando?- Rachel

-Porque você contou a ela a minha história com o Jake?

-Não contei nada. Então foi aquele descarado!.
-Do que está falando Nessie?

-Esquece deixa para lá. O que você queria falar comigo?

-Só queria saber como você está. Primeiro o Jake aparece depois seu pai, e eu soube que o Nahuel também esteve na sua casa!.
-E eu estou bem - sorri sem um pingo de alegria.

-Ei - ela tocou meu ombro - eu sei que não está. Te conheço e sei quando está triste.


-Não quero te encher com meus problemas. Minha cabeça está uma bagunça Rach, não sei qual é a do Jacob. Sabe que eu nunca superei ele...todo esse tempo. Será que a nossahistória terminou? - eu já estava chorando, sou tão fraca.


-Não se depender dele! Garanto. Tudo que ele quer é reconquistar você.

-Eu não sei se quero ser reconquistada Rachel. Porque eu não suportaria viver o melhor e depois ser jogada no abismo novamente!. 

 -Não vai acontecer Nessie, não ah motivos!. Agora você é uma mulher independente, ninguém além de você pode decidir o que é melhor para você. 
-Eu sei. Preciso ir não quero que ele me veja assim. Te ligo depois ok?

-Me liga mesmo. 

-Deixei a receita do remédio da Sarah lá em cima, tem no posto você pode pegar lá.

Porque tudo tem que ser tão difícil, tão dramático.As vezes me dá vontade de gritar e me jogar no chão como uma criança mimada.Só pra ver se assim consigo que alguém faça as minhas vontades.


Eu olho os outros casais e tudo é tão simples e fácil para eles. Se encontram, se apaixonam e pronto. Fica juntos para sempre dividindo uma vida,construindo uma família. 


Sofro mais que a Maria do Bairro!.

No dia seguinte.


-Posso entrar?

-Ah claro entra Nahuel.

-Vim te fazer um convite - ele sentou-se sorridente

-Que convite?

-Vamos jantar em Port Angeles?

-Jantar? em Port Angeles? - fiz uma careta-

Eu já imaginava essa careta aí! Por isso eu tenho uma segunda proposta. Eu vou para sua casa e levo comigo comida chinesa e o documetário do Médicos sem fronteiras que você tanto quer ver!.


-Médicos sem fronteiras? 

-É para conseguir um pouquinho de atenção da Drª Renesmee das duas uma; ou eu tenho que estár moribundo ou ter algo que ela queira muito!.
-Oh não seja dramático!. Eu não sou assim..sou?

-Um pouco - ele sorriu.

-Tudo bem vamos prorrogar a decisão sobre o programa até depois do expediente pode ser?

-Claro. - ele lavantou-se e foi em direção á porta.

-Nahuel! - eu me levantei e fui até ele abraçá-lo 

-Ora ora então valeu a pena - ele sorriu-

Obrigada por tudo que faz por mim.

-Não é nada demais. Não para a mulher que eu amo. 

Eu me afastei dele e ele segurou meu rosto entre suas mãos. 

-Nessie? - ouvi a voz de Jake, ou será alucinações?.

Ele entrou na sala e sua fisionomia não foi das melhores ao me ver abraçada a Nahuel.
-Desculpe...não queria interromper - ele disse com o maxilar travado.

-Não está interrompendo nada - eu me apressei para explicar-me.

-Agente se vê a noite na sua casa - Nahuel

-Combinamos mais tarde - eu o lembrei.

-Até...até Jacob.


Jacob não o respondeu apenas ficou lá parado me observando com aquele olhar furioso. Qualquer um em sã consciencia não o provacaria.Mas quem disse que eu estou sã?. 


-Então Jacob está passando mal?

-Não!

 -Tem certeza sua cara não é das melhores!

-Eu vim aqui apenas...buscar o remédio da Sarah! - eu olhei para a receita em sua mão, ou pelo menos o que foi um dia uma receita.Ele amassou o papel!.
-Precisa da receita? - ele perguntou mal humorado.

-Não, eu sei o que prescrevi - falei.

- A Sarah está melhor?

-Ela está ótima...não tão bem quanto você é claro!.


Parei o que eu estava fazendo e o olhei severamente.
-O que quer dizer com isso?
-Nada! alias pode me dar logo o remédio para que eu não atrapalhe mais seus planos com o seu namoradinho! - ele estava realmente muito irritado.
-Qual o seu problema Jacob?

 -Você, você é meu problema!.

-Eu não sou seu problema, alias deixei de ser a sete anos!.
-Você pensa que só você tem coração né Renesmee? Que só você sofreu todo esse tempo! Pois deixa eu te dizer uma coisa. Eu sofri tanto ou até mais do que você!
-Foi você que foi embora! - eu gritei.

-Exatamente fui Eu. Caramba, eu que deixei a pessoa que eu mais amava!. Eu deixei minha vida para trás, fui eu que tive que ignorar suas lágrimas e súplicas mesmo quando isso me causava tanta dor mas tanta dor que eu pensei que fosse morrer. Você não sabia onde eu estava...mas eu sábia.Eu sábia exatamente onde te encontrar...e por tantas vezes eu me vi indo até vocêe jogando tudo pro ar!. 


-E porque não fez isso?


-Por você! Olha para você Nessie! Eu fiz porque era o que tinha que ser feito!.Para que você realizasse seus sonhos. Tem uma grande diferença em ser deixada, e ter que deixar alguém... pode ter certeza que o meu papel doeu muito mais.


Ele se virou e saiu porta á fora como um furacão. 


-Jake! Jake volta aqui! - tarde de mais.


Agora eu me sentia péssima. Tudo que ele disse realmente faz sentido, eu tenho sido tão egoísta. A última coisa que eu queria era magoá-lo. 
Porque tudo o que eu quero é tê-lo novamente. Isso e mais nada.E eu já sei o que vou fazer.