Lua Minguante escrita por Mandy Blanche


Capítulo 8
Capítulo Sete


Notas iniciais do capítulo

Oii pessoal!Desculpem a demora de verdade, lá em baixo eu darei algumas explicações.Não deixem de ler porque eu tenho que fazer alguns comunicados para vocês.Beijoos e aproveitem o capítulo.




Bella POV.

– Nós estamos em Los Angeles? – perguntei praticamente gritando

– Estamos, e fale baixo Bella, desse jeito parece uma turista pirada – disse como se não houvesse gritado a alguns segundos.Depois eu é que sou a turista pirada.

– Vamos chamar um taxi? – perguntei, olhando em volta e vendo como o aeroporto de Los Angeles era bonito.

– Não, eu já mandei deixarem meu bebê aqui no estacionamento – disse sorrindo.

– Seu bebê? – indaguei, segurando a risada enquanto andávamos.

– Sim, e não ria senhorita Isabella – disse, fingindo estar irritado – Quero respeito com meu carro.

– Sem problemas senhor Salvatore – disse sorrindo.

Andamos pelo estacionamento - que era enorme - somente curtindo a brisa quente e olhando as luzes da cidade e das estrelas em silencio. O silencio para nós nunca era desconfortável, não precisávamos de palavras para entendermos um ao outro.

Parei de andar quando vi Damon correr e acariciar uma coisa vermelha e berrante. Por Deus! Pensei que meu amigo era mais discreto.

– Vamos Bella? – perguntou ele, com um sorriso enorme.

– Meu Deus Damon, o que é isso? – disse de olhos arregalados.

– Como, o que é isso? – perguntou irônico – É uma Ferrari não esta vendo?

– É claro que estou vendo. Não me diga que esse é o seu bebê? – perguntei.

– Se você não quer que eu diga, eu não digo! – disse divertido.

– Será que você não podia ter um carro menos chamativo? – perguntei. Afinal não gostava de andar em uma coisa que parece um sinal de sinalização ambulante.

Hey! Entre no carro e não reclame, você já ofendeu muito meu bebe hoje – disse fingindo estar bravo.

Tirei o casaco, pois estava calor.Apesar de Mystic Falls ter uma temperatura bem melhor do que a de Forks, ainda não era tão quente como a de Los Angeles.Assim que entrei no carro, Damon e eu abrimos os vidros e voltamos a apreciar a brisa gelada que entrava.

– Vamos para um hotel? – perguntei calma.

– Hotel? Não, vamos para minha casa – disse sorrindo relaxado.

– Casa? Você já morou aqui? – perguntei surpresa.

– Já sim. Apesar de muitas vezes o calor ser infernal, aqui é muito bom – garantiu ele – Minha casa fica em Santa Monica, é só a vinte minutos de Los Angeles, é um bom lugar.

– Legal – disse sem saber o que dizer. Damon percepbendo isso riu e ligou o radio.

Começou tocar uma musica da Taylor Swift e ele disse:

– Agora você vai ver um dos porquês de eu ser tão irresistível – disse rindo e começou a cantar - You're on the phone with your girlfriend, she’s upset she’s going off about something that that you said...

Ai meu Deus Damon! Não acredito que você esta cantando “You belong with me” – disse rindo enquanto ele continuava a cantar.

– Vamos Izzie, canta tambem – pediu ele um pouco antes de começar o refrão.

But she wears short skirts I wear t-shirts, she's cheer captain, and I'm on the bleachers, dreaming about the day when you wake up and find, that what you're looking for has been here the whole time – antes que eu percebesse, já estava cantando e dando muitas risadas com ele.


–x-

– Viu! Não foi ruim – disse Damon rindo.

Depois de cantarmos, Taylor Swift, ainda cantamos, “Alejandro” da Lady Gaga, “Baby” do Justin Bieber e “Single Ladies” da Beyonce.

– Ok, ok ate que não foi ruim – disse rindo com ele.

– Chegamos! – exclamou

Olhei pela janela e uma casa de dois andares cercada por autos muros e com um portão de bronze como os de antigas manssões. Conforme fomos entrando eu pude ver a grande piscina e os jardins bem cuidados e eu podia ouvir o barulho das ondas, o que significava que apesar de não ser visível a praia estava bem próxima.

Damon estacionou o carro e pegou nossas pequenas malas, para nós entrarmos. A entrada tinha algumas poucas escadas de pedras cor de marfim que eram cercadas por finos corrimãos enfeitados por algumas plantas a porta era de madeira branca.

Ao entrar percebi que a sala também tinha uma decoração bem clara.Damon foi em direção a um sofá e se jogou nele.

– Amanha nós vamos sair para fazer compras, acho que minha geladeira esta vazia e temos que comprar roupas também – disse ele.

– Tudo bem – eu disse.

Pelo visto eu não era a única que estava cansada. Damon apesar de ser vampiro não era imune ao cansaço.

– Acho melhor nos irmos descansar – falei para ele

– É uma boa idéia – concordou ele enquanto se levantava e pegava sua mala.

Peguei a minha e comecei a subir as escadas o seguindo. Nós entramos em um corredor, no final tinha duas portas, uma virada para outra.

– Você fica nesse quarto aqui – disse ele abrindo a porta do lado esquerdo – Tem um banheiro e você pode tomar banho

– Ok. Obrigada D – disse sorrindo e o abraçando – Boa noite.

– Boa noite Izzie – disse ele, retribuindo o abraço – Durma bem pequena.

– Você também

O quarto era muito bonito. Peguei minha nécessaire um pijama – resultado de varias compras com Elena - e roupa intima e entrei no banheiro.Depois de já estar vestida, deitei na cama e percebi o quanto estava cansada, mas incrivelmente eu não conseguia dormir, parecia que faltava algo... ou alguém.Ótimo!Era só o que faltava!Desde quando eu não conseguia dormir sozinha?


Damon POV.

Estava no meu quarto deitado na cama resistindo ao impulso de ir dormir junto com Bella. Era estranho, depois de ter ficado pronto para dormir e deitado na cama percebi que não conseguia dormir sem ela por perto, parecia que faltava algo, mas não podia incomodá-la, ela devia estar cansada.

Ouvi batidas na porta.

– Entra – disse.

Damm – disse Bella com alivio parecendo constrangida.

– Algum problema Bella? – perguntei.

– Bem, mais ou menos – disse corando e olhando para o chão.

– O que houve? – perguntei preocupado e curioso.

– É que... – então ela respirou fundo, mordeu os lábios e me fitou com aqueles grandes olhos chocolate resplandecentes – Posso dormir com você?

Então o alivio me inundou junto com uma grande satisfação. Eu não era o único que necessitava dela, ela também precisava de mim.

– Claro- disse dando espaço para ela.

Bella correu e pulou debaixo das cobertas que eu levantava para ela. Eu em automático a puxei para meu peito e a abracei e respirei no seu cabelo sentindo seu cheiro de morango, frésias e lavanda.

– Obrigada Damon – disse ela – Eu não estava conseguindo dormir sem você

– De nada Bella – disse quase fechando os olhos – Acho que entendo...

Não demorou muito para eu fechar os olhos e dormir. Afinal, agora não faltava nada.

–x-

Acordei com alguém fazendo carinhos nos meus cabelos, e eu sabia muito bem quem era esse alguém. Era uma sensação boa demais acordar com Bella, principalmente sentindo suas mãozinhas se embrenhando nos meus cabelos e me fazendo carinho.

– Bom dia Best – disse percebendo que eu estava acordado

– Bom dia Bells - disse abrindo os olhos e dando de cara com aquela imensidão chocolate me olhando fixamente – Está com fome?

– Não... – a barriga dela roncou – Talvez pouco – disse constrangida enquanto eu ria.

– Vamos então – disse enquanto me levantava.

– Ok – disse ela fazendo o mesmo e foi ai que eu olhei para ela.

Eu sempre tive consciência do quanto Bella era bonita e também sabia do quanto ela nem tinha idéia do quanto era apelativa.Isso não era problema para mim, afinal eu nunca a tinha visto desse modo, eu sempre a via como minha melhor amiga.Bem... pelo menos ate agora.

Mas agora com os poucos raios de só que entravam pela janela e a iluminavam, ela estava mais linda do que nunca e eu podia jurar que ela era a coisa mais linda que eu já havia visto.

Poucos raios de sol entravam pela janela faziam mechas avermelhadas aparecerem em seus cabelos castanhos e iluminavam sua pele cor de marfim. De repente tive o súbito e insano desejo de embrenhar minha mão naqueles cabelos, beijá-la e não parar nunca.

“O que é isso?” pensei “Você esta ficando louco?” meu cérebro gritou para mim.

– Algum problema Damon? – perguntou Bella. Notei que ela estava corada, acho que a encarei demais.

– Gostei do pijama – disse sem pensar. O amarelo nunca foi tão lindo afinal.

– Obrigada – disse ela corando mais ainda.

– Vamos tomar café – mudei de assunto vendo que ela estava constrangida.

– É, vamos – disse andando em direção a cozinha.

Nós não tínhamos muitas opções para o café da manha e menos ainda para o almoço e jantar, então comemos cereais com leite e anotei mentalmente que não podia esquecer de passar no mercado.

– O que nós vamos fazer agora? – perguntou Bella, andando pela cozinha

– Compras – disse simplesmente, implorando com os olhos para que ela não criasse dificuldades.

– Para que mais? – disse soltando um gemido de desgosto – Elena já fez uma limpa no meu guarda-roupa e o renovou completamente, tem coisa lá que eu acho que nunca vou usar – disse ela me fazendo rir com o jeito desesperado e insatisfeito que ela falava.

– Porque você pode ter muitas roupas, mas você trouxe muito pouco, não vai durar nem metade da viagem, sem contar que você vai precisar de roupas mais quentes para o outro lugar que nós vamos – expliquei fazendo uma carinha de cachorro que caiu da mudança – Por isso não seja difícil.

Bella bufou e assentiu. Ela parecia que se lembrava de algo pela sua expressão, algo que provavelmente não era algo feliz.

– Bella? – perguntei suavemente querendo tirar aquele sofrimento dos olhos dela – O que houve?

– Não é nada – disse mordendo o lábio inferior e abaixando os olhos.

– Você é uma péssima mentirosa – disse me aproximando dela esperando que ela me contasse o que a estava machucando.

Bella POV.

Saudades... Isso era o que eu sentia.

O jeito que Damon conseguia me convencer a fazer tudo o que ele queria sem precisar manipular a minha mente me lembrava uma outra pessoa pequena e saltitante que tinha o dobro desse poder de persuasão: Alice

Com a ida de... dele eu não havia perdido somente o amor da minha eternidade, mas também a minha melhor amiga.Eu ainda não podia acreditar que ela havia ido sem se despedir, não só ela mas todos os outro Cullens.

Mas apesar disso, assim como eu amava ele eu também ainda amava Alice.Ela era minha melhor amiga.

– É só seu jeito de me convencer que me lembra alguém – disse com um sorriso triste.

– Eu te lembro dele? – disse parecendo chateado.

– Não, você me lembra Alice – disse me lembrando da minha fadinha e vendo Damon arregalar os olhos.

– Eu te lembro uma garota?! – perguntou indignado me fazendo rir.

– Não, só sua capacidade de persuasão me lembra ela, de resto vocês são bem diferentes – disse rindo .

– Ok. Quer falar sobre isso? – perguntou Damon

Olhei para Damon e senti meus olhos se enchendo de lagrimas. Mesmo não gostando dos Cullen ele estava disposto a me ouvir falar deles.

– Não – respondi contendo as lagrimas – Não quero falar deles! Não na nossa viagem! – disse segura

Então eu olhei nos olhos dele e vi. Vi a faísca de preocupação e magoa naqueles olhos normalmente frios que costumavam esconder tudo, incendiar e virar uma felicidade sem tamanho. Aquela chama nos olhos dele queimava, mas eu não estava ligando para isso.Eu queria isso.

Então ele sorriu.Sim, ele sorriu. Não aqueles sorrisos que eu estava acostumada a ver. A maioria dos sorrisos de Damon eram sarcásticos, e os poucos sorrisos de verdadeiros que ele dava para mim eram meio sorrisos. Esse não. Era um sorriso enorme, resplandecente, que mostrava todos os dentes. E se eu achava que Damon não podia ficar mais bonito eu percebia agora o quanto eu estava errada.

– Vamos sair então – disse animado.

– Vamos – disse sorrindo também – Eu só vou me trocar.

– Sim eu também – disse subindo junto comigo.


Damon POV.

Eu estava feliz. Como não me sentia a muito tempo.

O fato de Bella resolver esquecer dos vampiros made in Paraguai pela nossa viagem me deixava estranhamente feliz.

Isso estava estranho, eu não deveria me sentir assim. É claro que eu queria que ela esquecesse eles, eu ficaria feliz por ela.Bella é minha amiga eu não queria a ver sofrendo, mas só o fato de que a nossa viagem fosse mais importante do que ter um MNSVF (momento de nostalgia sobre os vampiro fajutos) me deixava esfuziante. Tão esfuziante que eu poderia ate começar a cantar Britney Spears!

E isso seria uma coisa que ninguém ia querer ver.

Me troquei rapidamente e desci para a sala e comecei a esperar Bella.Ela desceu alguns minutos depois. E estava linda.

– Você está linda Bella – disse sem pensar

– Obrigada – disse corando

– Vamos indo então – disse sorrindo

O shopping não era muito longe, então não demorou muito para chegarmos. Passamos pelo menos mais de uma hora no super mercado que havia lá dentro, e não porque estávamos comprando muita coisa, mas sim porque Bella resolveu mudar meus hábitos alimentares mesmo sabendo que eu posso muito bem sobreviver sem comida humana.

Mas na hora de compra roupas ela não pode reclamar, afinal ela havia prometido. Então eu me diverti fazendo ela em entrar em todos os tipos de lojas de marca. Confesso que eu estava me vingando um pouco por ela não ter deixado eu comprar minhas “porcarias”, como ela mesmo gostava de dizer, mas mesmo assim nós não deixamos de nos divertir. Eu até a estava ensinando a andar de salto agulha e acho que o aproveitamento foi bom, no fim ela não saiu com nenhuma perna quebrada como alegava que ia sair.

Acho que quem saiu se dando mal nisso foi eu.Ela podia não perceber mais ficava extremamente sedutora em cima dos saltos com suas bochechas coradas, era uma imagem que dificilmente ia sair da minha cabeça.

– Tenho que confessar que não foi tão ruim assim – admitiu sorrindo.

Estávamos em restaurante italiano, tínhamos feito uma parada para poder almoçar.Não qu8e eu precisasse ou estivesse com fome, mas a barriga de Bella estava roncou me alertando que ela estava com muita fome.

– Eu sei que não – disse revirando os olhos mais ainda sim sorrindo – Nada em que eu estou incluído é ruim.

– Convencido – disse fingindo uma tosse.

– Eu posso – disse piscando para ela.

Bella ia retrucar quando a garçonete veio para nos atender. Acho que Bella realmente estava com fome, ela pediu um prato gigante de macarronada. Eu sempre soube que aqueles cereais não sustentavam nada.

– Serio que você vai só comer isso? – perguntou franzindo as sobrancelhas olhando para as minhas fatias de pão de alho?

– Sim. Eu não sou como certa garota, uma esfomeada – insinuei sarcástico.

– Engraçadinho – disse enquanto voltava a comer.

Então começamos uma conversa calma e relaxada.Não citando seu ex namorado e sua família, Bella me contou como eram alguns de seus amigos de Forks. Falou mais de duas em questão, que eu logo percebi que era as que ela era mais próxima.

Descobri que Jessica Stanley era uma fofoqueira, a qual eu carinhosamente apelidei de Gossip Girl, o que fez Bella dar boas risadas. E que Angela Webber era uma raridade.

– Ela lembra bastante Elena quando não está animada – disse sorrindo.

– Isso é bom – concordei.

Elena apesar de não ser a minha maior fã é uma ótima amiga, isso é algo que eu não posso negar. Eu vejo que amizade de Bella com ela é calma e bem profunda, Elena não fica rondando Bella para saber de tudo o que acontece com ela, mas Bella sabe que Elena sempre vai estar ali para ela quando precisar.

– E você Damon? – perguntou Bella curiosa.

– Eu o que? – perguntei não tendo idéia do motivo de sua curiosidade.

– Seus amigos... Você tem cento e cinqüenta anos, deve ter algum amigo – disse Bella.

– Hum... Eu tenho, não são muitos, mas são amigos de verdade – disse pensativo me lembrando de alguns deles.

– Onde eles estão? – perguntou Bella.

– Não sei, nós nos vemos de tempos em tempos

– Tempos em tempos, Damon Salvatore? – perguntou uma voz muito conhecida por mim – Só se for porque nós te procuramos, você nunca da noticias!

– Olá para você Lara – disse irônico – Também senti saudades.

– Pode enganar sua amiga com esse seu teatrinho de amigo magoado, mas a mim você não engana – disse rindo.

– Eu realmente senti sua falta – disse olhando para ela.

– Eu faço falta para muita gente – atestou vindo me abraçar.

Eu realmente senti falta de Lara, antes de Bella nunca havia conhecido alguém que me entendesse tão bem como Lara.

– Não vai me apresentar a ela, Damon? – perguntou Lara com a curiosidade ardendo em seus olhos.

– Vou sim – me virei para Bella que também estava com um olhar super curioso em seu rosto – Bella, está é Lara.

– Oi – disse Bella meio tímida

– Lara, está é Bella – terminei de apresentá-las.

– É um prazer conhecê-la Bella – disse Lara com um sorriso enorme indo abraçá-la.

– Igualmente – disse Bella sorrindo.

– O que fazem por aqui Damon? – pergunto Lara sorrindo enquanto se sentava conosco.

– Eu e Bella estamos aproveitando o feriado – respondi sorrindo – E você?

– Eu estou morando aqui – disse com um sorriso exultante

– Você? Fazendo estadia permanente em um lugar só? – perguntei duvidoso.

– Eu sei, eu sei... Eu não costumo fazer isso. – então se virou explicando para Bella – É que eu não costumo ficar muito tempo em um lugar só, mas também nos lugares por onde passo não fico nas sombras.

– Sombras? – perguntou Bella confusa.

– É, saindo só para caçar, não que eu faça isso, é claro – explicou rapidamente me fazendo rodar os olhos - Eu sempre aproveito o que cada lugar pode me oferecer – disse sorrindo.

– Entendi - disse Bella sorrindo – Como uma nômade, não é?

– Isso! Você entendeu a idéia – disse piscando para ela.

– E qual é esse motivo tão especial? – perguntei, ficando surpreso ao ver ela ficar constrangida.

– Eu estou namorando – agora quem tinha ficado surpreso era eu.Lara não costumava se prender as pessoas.

– Vou no banheiro – avisou Bella. Acho que ela quis nos dar privacidade.

– Namorando? – perguntei não conseguindo esconder minha incredulidade nisso.

– É, eu sei que é estranho se tratando de mim, mas... foi totalmente inesperado e eu não tive como fugir – disse parecendo realmente feliz.

E se ela estava feliz, eu também estava. Lara é minha amiga a muito tempo e eu a conhecia muito bem que apesar de aparentar animação constantemente eram poucos os momentos que realmente estava feliz.

– Como ele é? - perguntei

– Ele é maravilhoso – disse sonhadora – É humano.

– Humano? Como o conheceu? – perguntei curioso.

– Eu esbarrei nele enquanto andava pelos corredores da faculdade. Ele me convidou para tomar um café, depois descobrimos que fazíamos algumas aulas juntos e assim foi indo - contou ela.

– Está fazendo faculdade do que? – perguntei.

– Moda – disse contente.

– Que bom, você tem talento – disse a ela me lembrando das inúmeras roupas que eu já havia visto ela desenhar.

– Obrigada – disse ela, então parecendo subitamente curiosa perguntou – E você?

– Eu o que? – perguntei, totalmente confuso.

– Não se faça de idiota – disse, com uma expressão maliciosa – Como conheceu sua namorada?

Eu engasguei com a comida. Comecei a tossir tanto que Lara teve que dar tapinhas nas minhas costas.

– Bella não é minha namorada – declarei.

Mas esta declaração veio com uma tristeza completamente desconhecida por mim. Eu não tinha motivos nenhum para ficar triste. Essa era a verdade afinal.

– Não são? – perguntou duvidosa.

– Não! – respondi sem hesitar, mas eu ainda sentia em mim mesmo aquela tristeza sem razão.

– Que estranho! – disse Lara – Vocês parecem um daqueles casais que passam naqueles filmes de sessão de sábado.

A encarei chocado. Eu e Bella éramos melhores amigos, mas eu não sabia como nosso carinho era encarado de fora da nossa bolha. Na verdade eu não me importava nem um pouco com isso. Será que todos nos viam desse jeito? Pelo jeito que Lara falou, provavelmente sim.Então eu fiquei chocado.

O meu choque não foi por perceber que eu não me incomodava com isso, dos dois jeitos.Eu não me incomodava com o que eles pensavam e não me incomodava com a idéia de Bella ser minha namorada realmente. Eu gostava da idéia de todos a verem como minha e dela realmente ser.

Percebi Lara analisando meu rosto chocado com olhos arregalados. Então em uma voz sem nenhuma duvida ela declarou o que eu me negava a aceitar.

– Você gosta dela.

.

N/A: Oii, Amores!

Quero me desculpar novamente pela demora e explicar o porquê dela. Em alguns reviews que eu respondi eu disse que iria postar em uma semana, que seria em uma semana de outubro. O capítulo sete já estava praticamente pronto, só que quando eu o li ele não me agradou nem um pouco.Então eu passei a escrever e apagar varias vezes só que algo continuava faltando. Foi só em novembro que eu percebi o que faltava e passei a formar um rascunho.

Mas como todos sabem, novembro é final de ano e é durante essa época que somos atormentados com as malditas provas e eu tive que estudar.Depois das provas veio meu aniversário, aniversário do meu avô, da minha avó.Então veio dezembro com o Natal e mais um monte de aniversário, depois o Ano Novo... Mas durante esse tempo eu continuei escrevendo. Não só LM, mas também Destinada, Lua Azul e algumas das minhas outras fics que eu ainda não postei.O capitulo ia ser maior mas então eu resolvi postar essa parte e fazer da outra o capitulo oito mesmo.

Então vocês gostaram? Vocês viram que Damon já está começando a notar que seus sentimentos por Bella? É pessoal não vai demorar muito para ele perceber o quão apaixonado por ela ele está e então veremos se ele vai aceitar esses sentimentos tão facilmente. E a nossa querida Lara vai tentar abrir os olhos deles.A Lara é demais, eu me tornaria amiga dela facilmente, nos próximos capítulos vocês irão ver o quão legal ela é.

Aaah! Antes que eu me esqueça vou passar para vocês o endereço do meu blog. Lá eu vou soltar spoilers, comentar alguns capítulos, avisar das postagens e colocar sinopses de algumas futuras fanfics. Inclusive se vocês quiserem eu solto uma sinopse ainda esse final de semana!

Blog: http://mandifanfics-naro26.blogspot.com/

É só isso amores. Quero agradecer por todos os reviews que vocês me mandam, eu os amo de paixão e fico incrivelmente feliz com elas.

Beijoos, até o próximo.

Ass: Amanda Ishi – Naro26