Lua Minguante escrita por Mandy Blanche


Capítulo 6
Capítulo Cinco


Notas iniciais do capítulo

Oii!
Ocapitulo saiu antes do que eu esperava,espero que vocês gostem!
Passem na minha nova fic: Deadly Love,postei o primeiro capitulo a pouco tempo.
Aproveitem
Beijos e até a proxima.




Duas semanas depois

Damon POV

Que maravilha!Não se pode nem mais tomar um drinque sem ser atacado nessa casa. Quando Pearl disse que os vampiros haviam saído da tumba, não imaginei que eles estivessem querendo se vingar de mim e de meu irmão. E isso me lembra que eu ainda não contei ao meu irmão do acordo que eu fui forçado a aceitar, quando Pearl e Anna vieram aqui.

– Eu conheço esses dois – disse Stefan ofegando enquanto massageava o lugar onde tinha sido estacado por uma vampira que invadiu a casa – De 1864

– Sobre isso, eu tenho uma coisa para falar – eu disse, enquanto queimava o corpo da vampira que havia atacado meu irmão. O outro teve mais sorte e fugiu.

– O que? – disse Stefan

– Pearl veio aqui a alguns dias falar que esta morando em uma fazenda afastada daqui com os vampiros da tumba – disse para ele

– Todos? – perguntou ele preocupado

– Parece que a maioria – disse para ele

– Mas a avó de Bonnie não tinha fechado a tumba? – indagou

– Parece que ela errou o feitiço – disse sarcástico – Mas o nosso problema é que ela e os seus moradores querem se estabelecer de novo na cidade. Então eu e Pearl fizemos um acordo, bem na verdade ela fez um acordo comigo – disse com irritação

– Não acredito Damon! Você sabe o que aquele bando de vampiros pode fazer com essa cidade? Se as coisas fugirem do controle isso daqui vai virar um banho de sangue – disse ele nervoso

– O que você queria que eu fizesse?Já está feito Stefan. Não me fale isso como se a culpa fosse minha – disse nervoso enquanto ele me olhava acusadoramente

– Claro que não Damon. Nada nunca é sua culpa – disse ele com raiva

– Que saber, eu não sou obrigado a aguentar tudo. – disse saindo de casa

– Para onde você vai Damon? – gritou Stefan

– Não é da sua conta irmãozinho – disse irritado.

Então me virei e corri. Não sabia direito para qual lugar estava indo só notei quando cheguei perto. Era a casa da Bella. Eu gosto muito de Bella. Ela era diferente das garotas que eu via por ai, mais corajosa do que muitas delas. Ela tinha virado minha amiga nessas duas semanas. Ela era para mim a única coisa que me mantinha. Era incrível como ela sempre me entendia e nunca me julgava. Impressionante como que uma garota tão doce e humana tinha virado tão importante para mim. Bella era meu anjo particular, não sei se normalmente vampiros tem anjos, mas tenho certeza de que Bella era o meu.

Eu já estava em frente à janela dela. Só fiz o que tinha que fazer.


Bella POV

Estava lendo um livro. Já era quase meia noite quando ouço minha janela abrindo e Damon pulando para dentro do meu quarto. Eu e Damon viramos amigos nessas duas semanas. Apesar de considerar Elena uma irmã eu não conseguia conversar com ela como conversava com Damon. Era diferente. Fácil como respirar.

Mesmo o conhecendo há pouco tempo, e apesar dele matar pessoas e gostar disso, eu não conseguia julgá-lo, ele era como um melhor amigo,e eu já o amava imensamente, e me importava muito com ele.

– O que faz aqui? – perguntei falando baixo

– Vim te fazer uma visitinha – disse com aquele meio sorriso de sempre

Não pude deixar de lembrar, como Edward costumava subir pala minha janela. E ao contrario do que eu pensei, eu não senti dor ao me lembrar disso. Só senti... saudade.

– Desde quando você costuma visitar as pessoas a noite? – perguntei para ele arqueando as sobrancelhas

– Ok, ok. Vim aqui porque eu não agüentava mais a ladainha do meu irmão – disse irritado

– O que aconteceu? – perguntei já preocupada

As brigas constantes de Damon com Stefan era algo que preocupava não só a mim, mas Elena também. Eu não achava certo os dois ficarem brigados, eles eram irmãos, deveriam ser amigos.

– Nada que você tenha que se preocupar pequena – disse ele se sentando na minha cama, me chamando por um dos muitos apelidos que havia me dado.

– Mas mesmo assim me preocupo. Agora me diga logo Damm o que aconteceu? – perguntei autoritária. Só vi ele se deitar na cama de casal sorrir e bater no espaço a lado dele indicando para eu me deitar lá. Não hesitei e deitei.

Estar com Damon era confortável. Apesar do seu olhar gelado que sempre costumava assustar as pessoas, a mim só fazia eu me sentir aquecida e congelada ao mesmo tempo. Apesar de ser uma sensação estranha, era muito boa. Apesar de considerar o D só como amigo, não queria dizer que eu não percebia algumas coisas.

Uma delas era que Damon apesar de demonstrar ser frio e intimidador, eu percebia que na verdade ele era quente e envolvente. Era impossível não ver o fogo que queimava em seus olhos toda vez que ficava com raiva ou quando raramente demonstrava carinho como agora.O que eu quero dizer é que só por ser sua amiga, não quer dizer que eu não percebia que Damon é paixão pura.E eu sabia que a mulher que ele amasse de verdade ia ser a mais feliz de todas.E eu realmente torcia para ele achar alguém que o merecesse de verdade.

O estranho era só a dor que eu sentia ao pensar nisso.

– Me conta agora – disse me aconchegando nos seus braços debaixo da coberta.

– Lembra que eu te contei que os vampiros da tumba estão soltos, e daquele acordo que Pearl me fez aceitar? – disse ele enquanto acariciava meus cabelos

– Lembro – disse para ele calma

Damon havia me contado isso naquele mesmo dia que nós contamos tudo um para o outro. Eu disse que ele devia contar a Stefan para que nós pudéssemos resolver essa confusão, e ele disse que contaria.

– Dois invadiram a casa e tentaram nos matar hoje – ele disse isso como se dissesse que estava indo ao mercado. Eu arregalei os olhos com a onda de preocupação que me tomou

– Você esta bem? – perguntei soando meio histérica e ele riu

– Calma B! Eu estou bem não se preocupe – disse ele – O único problema foi quando eu contei a Stefan tudo

–Ele ficou muito irritado – disse parecendo estar divertido

– Eu imagino – disse calma – Acha que eles vão causar muitos problemas? – perguntei preocupada

– Provavelmente. Temos que tomar cuidado, principalmente agora que o conselho esta em alerta – disse demonstrando estar entediado, mas não conseguindo esconder o nervosismo

– Relaxa Damm – disse tentando acalmá-lo – Amanha nós pensamos no que vamos fazer. Tudo vai ficar bem

– Desde quando você virou otimista? –perguntou ele divertido

– Aah Damm! Vamos lá, temos que ver a vida pelo lado positivo! – disse tentando demonstrar entusiasmo – O amanha é incerto então temos que olhar o hoje! - continuei

– Ah! Por diabos, pare com isso Izzie! – exclamou rindo do meu falso entusiasmo e eu o acompanhei.

Então começamos a conversar sobre temas mais leves. Damon me falou dos lugares por onde já tinha passado, e aonde gostaria de ir. Pude perceber que ele parecia realmente muito feliz quando falava em viajar pelo mundo. Era como se esse você seu verdadeiro sonho.

– E você Bells? Para onde gostaria de ir? – perguntou ele

– Não sei direito Damm. São muitos lugares no mundo para explorar... Mas sempre tive vontade de ir para o Reino Unido – disse me lembrando que quando era mais nova adorava olhar as fotos e sempre dizia que um dia iria para lá.

– Um dia vou te levar para lá – garantiu ele me fazendo rir – Afinal que tipo de vampiro eu seria se não realizasse um desejo da minha “melhor amiga para sempre” – disse fingindo estar ultrajado com ele mesmo

– Continuaria sendo o Damon. Meu melhor amigo para sempre – disse com carinho

– Que seja!No futuro você vai rodar o mundo junto comigo – finalizou o assunto.

“Ele fala como se eu também fosse viver para sempre“ pensei espantada. Apesar de isso ser impossível, a idéia de que Damon me queria em seu futuro e já me incluía no seu para sempre, me deixou totalmente emocionada. ”Como Katherine pode deixá-lo?” me perguntei, afinal ele era simplesmente perfeito!

– Damm você sabe isso é realmente impossível. Não é como se eu fosse viver para sempre – disse brincando. Apesar de estar triste por não poder estar para sempre com ele ainda estava muito emocionada para demonstrar tristeza.

– Não precisa ser impossível – disse ele serio me encarando com intensidade

Eu o olhei tentando entender o que ele havia acabado de dizer. Então quando entendi fiquei esperando por aquele seu comum meio sorriso, ou que ele desse risada mas isso não aconteceu.Ele parecia estar falando realmente serio.

– Damon isso é serio? – perguntei olhando em seus olhos, pois sabia que eles nunca mentiam para mim.

– Bella viajar pelo mundo sempre foi meu sonho. Eu queria fazer isso com Katherine, mas não deu. De todo jeito eu passei todos esses anos preso a ela tentando libertá-la. Mas agora acabou – disse ele demonstrando dor e alivio – E apesar de você não ser minha namorada, você é realmente a única coisa que me importa de verdade. E a idéia de não ficar mais sozinho para sempre tem parecido melhor para mim quando eu penso em ter sua companhia para o resto da minha existência – disse com carinho

Ele estava me oferecendo a eternidade. Comecei a tentar imaginar minha vida rodando o mundo ao lado de Damon, e não foi difícil ou estranho. Nó iríamos viajar por todos os lugares, sempre guardando lembranças. Íamos ser para toda a eternidade os melhores amigos para sempre.

– Não precisa responder agora. Nós ainda temos tempo – disse ele – Mas eu cuidaria de você, e te ensinaria tudo o que eu sei e a sobreviver no nosso meio.Você não precisaria matar ninguém – disse ele apressado – Eu sei que você não gosta da idéia.Você poderia viver das bolsas de sangue do hospital ou virar uma vampira fajuta – disse ele divertido e eu ri da sua animação – Apesar de ser fajuta você continuaria sendo a Bella – disse me fazendo rir mais

– Ah Damon! Só você mesmo – disse rindo

– Não precisa dizer. Eu sei que sou único – disse ele convencido

– Metido – disse de brincadeira

– Eu posso – disse me fazendo rir

– Promete que vai pensar? – perguntou ele depois que eu parei de rir.

– Prometo Damm – prometi dando um bocejo

– Acho melhor você dormir – disse também dando um bocejo – Você se importa de eu dormir aqui com você?

– Não. Só não deixe tia Jenna ou qualquer um ver você aqui, não quero ser culpada por eles terem um ataque do coração – disse rindo

– Ok. Eu saio ante deles acordarem – disse rindo – Mas por precaução... – disse ele levantando rapidamente e trancando a porta

Então ele se deitou ao meu lado e abraçou minha cintura. Eu me aconcheguei melhor entre seus braços e deitei a cabeça em seu peito.

– Boa Noite Damon – disse sentindo o sono me envolver

– Boa noite Bells – ouvi ele dizer.

Então eu dormi.

Damon POV

Eu havia proposto vida eterna a Bella. Não sabia se ela iria aceitar o não, mas a idéia de perdê-la, de um dia eu não ter mais ninguém para conversar e me entender era sufocante.

Nunca pensei em ter uma companhia que não fosse Katherine para a eternidade. Mas agora quando eu penso em companhia a primeira pessoa que me vem a cabeça é Bella. Eu podia imaginar eu e ela conhecendo o mundo todo.

Se ela aceitasse, eu a transformaria. Ela seria uma vampira incrível. Ela é forte e corajosa, parece que foi feita para essa vida. Ela não precisaria nem matar para viver, eu sabia que esse era o maior problema dela em relação a virar o que eu sou.

Um dia ela encontraria alguém que ela amaria de verdade para toda a eternidade. Ela merecia alguém que a amasse, nada menos que isso. Eu conseguia imaginar que esse cara iria fazer seus olhos chocolates brilharem intensamente e fazer seu sorriso lindo nunca sair de seu rosto.

Eu entenderia quando ela quisesse seguir em frente sem mim. Nós continuaríamos a ser amigos. Isso não iria mudar

Eu não entendia, mas a idéia dela estar com outro me fazia sentir uma dor estranha. Devia ser pelo fato de ter que dividi-la com outro, eu nunca gostei muito disso, mas teria que aceitar. Ela podia ser minha melhor amiga e a mulher de outro ao mesmo tempo. Eu não ia perdê-la mesmo.

Foi com esses pensamentos que eu peguei no sono.


Acordei com os primeiros raios de sol entrando na janela. Sorri ao ver Bella ao meu lado. Me levantei vesti meu casaco e meus sapatos.

Olhei para Bella, ela estava tão bonitinha dormindo, isso é um elogio de verdade, afinal eu não costumo elogiar as pessoas. Não iria acordá-la, ela parecia estar tendo um sonho realmente bom. E isso é raro já que ela sempre tem pesadelos. Então resolvi que era melhor deixar um bilhete dizendo que eu já fui. Bom não necessariamente que eu já fui afinal ela não é retardada, iria perceber isso quando acordasse.

Então pulei a janela e segui para casa.


Bella POV

Não precisei olhar para o lado para saber que Damon já havia ido, eu podia sentir isso, apesar de eu ainda poder sentir o cheiro do perfume dele pelo quarto. Me espreguicei e senti uma folinha de papel na cama.Curiosa abri e li.

Eu pensei em acordar você para dizer que eu estava indo, mas você estava dormindo em um sono tão calmo que eu não tive coragem.

Venha para cá junto com Elena mais tarde, então depois que eu agüentar o ataque de fúria dela nós podemos sair um pouco, você esta precisando de diversão e eu tenho uma ótima idéia sobre o que podemos fazer.

Faça uma mala pequena Bells, sei que não gosta de exageros, mas nós dois não vamos ficar em um lugar só nesses dias,a sim esqueci de te falar o tempo não é? nós vamos passar o fim de semana e o feriado fora,eu vou falar com Jenna (Não se preocupe, eu não pretendo manipular a mente dela para convencê-la),ela não vai se opor já que Elena e Stefan também vão viajar.

Sei que não tem vontade de viajar, mas acredite quando eu digo que vai ser legal.Você precisa conhecer o lado bom da vida afinal!

Beijos

Ass: Seu melhor amigo para sempre

PS: Ainda acho que devíamos nos dar um titulo melhor, melhor amigo para sempre é muito brega para minha própria e curta paciência.

Terminei de ler o bilhete aos risos, só Damon mesmo. Diversão... a quanto tempo eu não sabia o que era isso.

Fui tirada dos meus pensamentos com uma batida na porta.

– Bella, sou eu Elena – disse ela

Fui correndo abrir a porta e dei de cara com uma Elena com um sorriso enorme.

– Acordou de bom humor é? – perguntei

– Estou animada para esse fim de semana e feriado, eu Stefan precisamos nós afastar um pouco de tudo – disse sorrindo

– Precisam mesmo! – disse feliz por minha prima ter encontrado alguém que a ame de verdade

– Bem eu vim aqui te avisar que estou indo para casa do Stefan, ele me ligou disse que precisa conversar – disse preocupada – Eu queria saber se você quer ir junto?

– Eu vou sim, pode esperar eu me trocar? – perguntei

– Claro – disse sorrindo

Vesti um jeans uma regata azul-marinho e um casaquinho creme assim como meu all star. Conviver com Elena me obrigava a ter senso de moda.

Desci a escada meio ansiosa porque algo me dizia que essa viagem que eu faria tinha guardada muitas surpresas.