Lua Minguante escrita por Mandy Blanche


Capítulo 11
Capítulo Dez





- Capítulo Dez -

Something New

Damon POV.

Lara era o ser mais irritante da terra. Fato.

Ela estava enchendo meus ouvidos com a mesma ladainha, só que agora de um jeito mil vezes pior. Ela havia visto o beijo.

- Oh pelos Deuses! Você não pode ser tão cego! – exclamou irritada.

- Eu não sou cego Lara, não é meu problema que você veja coisas onde não existem. – falei já sem nenhuma paciência.

Lara bufou e eu suspirei. Ela era impossível.

- Ok! Vou parar por agora, mas não pense que eu desisti! – falou exaltada. E então como era bem a sua cara ela mudou de assunto. – A que hora nós vamos nos encontrar aqui na praia?

- Bella já está se arrumando então acredito que em no máximo uma hora nós nos encontramos com vocês. – disse.

- Combinado, nós estamos esperando! – então desligou. Ela tinha desligado na minha cara.

Eu bufei. Não podia reclamar, ela havia pego essa mania de mim.

Como já estava pronto desci as escadas e fui esperar a Bella na sala e em menos de cinco minutos ela desceu visivelmente encabulada por causa do shorts curto, da pequena blusa que mostrava uma boa parte de sua barriga e do provável pequeno biquíni que estava embaixo daquelas roupas. 

Segurei um rosnado imaginando a quantidade de atenção masculina que ela ia atrair vestindo aqueles pedaços de pano. Eu definitivamente ia matar Lara.

Fazia dois dias que eu e Bella havíamos “feito as pazes” e no dia seguinte para comemorar eu a levei para comer pizza e a inseri no mundo da tecnologia lhe dando um celular e um MacBook, o que não foi exatamente uma boa idéia já que eu a consegui a deixar excessivamente irritada, mas que depois de meia hora comigo citando vários motivos necessários pelos quais ela devia aceitar os presentes ela acabou aceitando com um olhar conformado.

Lara rapidamente descobriu do celular e ficava trocando mensagens com Bella e a orientando sobre o que vestir nas horas mais inesperadas, e Bella com suspiros irritados acabava aceitando. O que era irritante. O que era maravilhoso.

Era maravilhoso porque Bella estava largando aqueles moletons e calças jeans largas que ofendiam sua beleza, maravilhoso porque ela estava mais vaidosa e tinha começado a se enxergar com clareza, como ela realmente era, era maravilhoso porque apesar disso, ela ainda era a Bella, a prova disso estava nos dois All Stars novos que ela havia comprado ontem.

Era irritante porque os homens em geral não conseguiam tirar os olhos dela. Inclusive eu.

Bufei com isso.

- O que houve? – perguntou.

- Nada. – respondi rapidamente.

Ela só revirou os olhos mostrando que não havia acreditado nem um pouco minha resposta esquiva.

- Vamos? – perguntei

- Sim, já estou pronta – concordou

O caminho até praia estava silencioso, mas não desconfortável. Esses momentos de silencio nunca eram estranhos com ela. Bella tinha sua cabeça encostada no banco do carro aproveitando os raios do sol quente de Los Angeles.

Sabia que Bella apesar de seu tom de pele leitoso adorava o sol, descobri isso logo quando ela chegou em Mystic Falls. Aquela cidade apesar do clima ameno o sol na maioria dos dias estava sempre presente, muito diferente da antiga cidade em que ela morava que tinha um dos maiores índices pluviométricos do país.

Forks.

Mas não importava o quanto ela amasse o sol, seus sonhos desses últimos dias deixavam claro o quanto ela estava com saudades de seu pai e até mesmo daquela cidade em que só se via verde e chuva.

- O que acha de irmos visitar seu pai? – soltei

Bella arregalou os olhos e ficou pensativa por um momento. Podia ver o medo, a incerteza e a saudade duelando dentro dela. Eu me chutei mentalmente. Bella podia estar com saudades mas a intenção de vir para Mystic Falls era justamente para ela se afastar das lembranças que aquela cidade lhe trazia então era claro que ela não ia querer voltar para lá.

- Acho que pode ser uma boa idéia. – respondeu mordendo os lábios incerta e me surpreendendo.

- Nós teríamos que partir ainda hoje, passamos uns três dias por lá e depois voltamos para Mystic Falls -  falei.

- Tudo bem. Eu estou com saudades de Charlie. – concordou abrindo um sorriso que eu retribui de imediato.

(...)

- Não acredito que vocês dois vão embora hoje! – choramingou Lara formando um biquinho e fazendo todos nós sorrirmos.

- Eu quero levar Bella para visitar o pai dela antes de voltarmos para Mystic Falls – expliquei para ela.

- Entendo! Mas agora sei onde você mora Damon Salvatore! Nem pense que vai fugir de mim e passar mais uma década sem dar noticias – disse ameaçadoramente.

- Pode deixar que eu cuido disso, Lara. Vou cuidar para que ele te ligue sempre. – Bella disse sorrindo para ela

- Minhas preces foram ouvidas! Não sabe a quanto tempo eu esperava uma mulher que colocaria Damon na linha – Lara não conseguia esconder sua diversão.

Eu bufei, mas continuei sorrindo.

Bella tirou o shorts e a blusa e esticou em uma cadeira que estava entre mim e Lara aproveitando os raios solares, seus olhos estavam fechados e sua face completamente relaxada, em seus lábios era possível ver um sorriso discreto.  Ela era uma visão que não podia ser ignorada. Desviei o olhar agradecendo por ela estar de olhos fechados seria constrangedor se ela me pegasse a observando desse modo.

Desviei meu olhar que se encontrou imediatamente com os azuis de Lara que me observava com um sorriso malicioso nos lábios e um brilho travesso nos olhos e pela primeira vez em anos eu me senti constrangido.

A tarde passou rápido e quando percebemos já estava na hora de voltarmos para casa e começarmos a arrumar nossas malas. Combinamos com Lara de ela nos encontrar no aeroporto para se despedir.

Bella havia pegado um bronze e sua pele estava dom tom levemente dourado. Agradeci por ela ter se lembrado do protetor solar, não gostaria de pensar no que aconteceria se ela não houvesse passado.

- Acho que vou precisar de mais malas – Bella falou dobrando suas roupas.

- Não se preocupe eu tenho algumas guardadas. Vou busca-las para você.

Fui ao meu quarto e tirei uma mala de viagem bem grande e outra menor. Voltei ao quarto e vi Bella ainda organizando suas roupas e tudo que havia ganhado.

- Ta bom essas? – perguntei

- Estão ótimas. Obrigada Damon – agradeceu

- Por nada

Bella guardava tudo na mala meticulosamente. Guardou os presentes que ela mesma havia comprado na pequena mala onde havia trago suas roupas e também uma pequena bolsinha com artigos pessoais de higiene. A mala era pequena o suficiente para ser usada como mala de mão, só era um pouco mais alta que o usual.

Na maior mala que eu havia dado a ela, Bella colocava as roupas e na menor os calçados.  Mais rápido do que imaginávamos a mala estava pronta.

Bella suspirou.

- Não tenho idéia de aonde eu vou usar tantas roupas. Droga Damon, estou com muita vergonha de ter aceitado tudo isso. – ela choramingou.

- Ei, não precisa ter vergonha! – falei – Veja isso como um favor que você me fez, eu tinha todo esse dinheiro e você me ajudou a gastar um pouquinho dele.

- Muito difícil isso. – ela ironizou e segurei o riso. – Você pode precisar dele um dia, Damon.

- Oh, Bella! Usar com o que? Não vou ao hospital, não compro comida, já tenho casas de sobra, já fiz faculdade, mais de uma devo frisar e não é como se eu tivesse que pagar um seguro de vida. Alem disso se eu tivesse o apetite de um gordo, quisesse comprar uma mansão em cada país do mundo, fosse fazer faculdade em Oxford e visitasse o hospital com a mesma freqüência que você, ainda teria dinheiro para eu fazer isso mais quantas vezes eu quisesse.

- Ok Damon eu entendi. Mas ainda não estou feliz com isso. – resmungou

- Se não está feliz, eu estou. Não sabe como foi divertido ver você tropeçando em seus próprios pés enquanto eu te ensinava a andar de salto.

Bella corou irritada e com uma carinha emburrada fofa me deu um tapa no peito enquanto eu gargalhava.

- Isso não é educado Damon Salvatore! – Bella ralhou, mas podia ver que aquilo também a estava divertindo.

- Oh! – coloquei as mãos no peito fazendo drama – Assim você me ofende senhorita Swan, sou um cavalheiro do sul.

 Peguei sua mão e a beijei delicadamente. Bella corou furiosamente.

- Então se comporte como tal senhor Salvatore. – ela disse encabulada não tirando sua mão da minha.

Seus olhos escuros brilhantes se conectaram com os meus e eu me senti automaticamente aquecido com sensações desconhecidas. O carinho e a confiança contido naquele olhar era tão bom, doce, tentador, era... Bella.

Aquelas sensações quentes e ternas eram todas Bella. Só ela fazia eu me sentir daquele jeito, como se fosse aquele jovem sonhador e aventureiro novamente e ao mesmo tempo o homem que eu sempre quis ser.

O jovem que sonhava com a gloria, que tinha esperança. Que tinha sonhos. E o homem que o jovem sempre quis ser, alguém que havia vencido desafios, superado expectativas. O mais incrível de tudo era que eu não era mais aquele jovem, perecia que eu o havia perdido a muito tempo, e eu também estava muito longe de ser o homem que eu já havia sonhado em ser.

Eu era Damon Salvatore, o vampiro. Mas quando Bella me olhava com seus olhos castanhos que pareciam enxergar minha alma e fazia eu me sentir querido e amado, alguém que merecesse confiança, amor e orgulho como o homem que eu queria ser mereceria, fazia eu me sentir ansioso e com o coração batendo rápido como o jovem que eu fui se sentiria, mas mais do que tudo isso ela fazia parecer que eu não precisava ser nem o homem nem o jovem para ter isso dela. Ela queria o Damon.  Ela se orgulharia, confiaria e me amaria de qualquer modo. Ela amaria o jovem, o homem, o vampiro desalmado. Ela amaria qualquer Damon que eu fui ou que eu me tornasse. Ela amaria a mim por inteiro.

Seus olhos não se desviaram dos meus nem por um instante e eu senti lentamente nossos rostos se encontrando e logo foram nossos lábios, que se tocaram e se abriram ao mesmo tempo em que nossos olhos se fecharam.

Chupei seu lábio inferior antes de adentrar em seus lábios enquanto a sentia adentrar na minha. Nossas línguas se acariciavam lentamente como se estivéssemos conhecendo o desconhecido. Não era apenas um beijo. Nunca um beijo foi tão doce, terno e cheio de confiança. Era sentimentos e emoções conhecidas e desconhecidas. Era intenso. Era uma aceitação.

Aos poucos nós fomos parando, mas não nos separamos. Sentia sua respiração acelerado em meu rosto e seus lábios ainda nos meus. Aos poucos senti nossas respirações se normalizarem, mas não fiz nenhum movimento para me separar dela e ela também não.

- Deus, o que é isso? – ela perguntou sussurrando.

- Eu não sei... – meus olhos ainda estavam fechados e meus lábios ainda estavam nos dela – É tão bom...

- Eu sei – ela murmurou.

Senti seus lábios macios saírem dos meus, mas ela não se afastou, seus braços me envolveram me apertando com força e grudando todo seu corpo ao meu. Bella suspirou encostando sua cabeça em meu peito.

- Eu quero Damon. Eu quero tanto... mas ao mesmo tempo eu sinto tanto medo e também que não estou preparada – senti ela me apertar mais forte – Tenho medo de não estar pronta e perder tudo que nós temos.

Eu suspirei e beijei seus cabelos sentido seu cheiro de morango, lavanda e frésias.

Sabia exatamente o porquê de seu medo. Nós não havíamos superado. Estávamos com medo de começarmos isso e nunca superarmos ferindo um ao outro.

- Vamos devagar, não precisamos ter pressa, não vamos rotular – nos separamos minimamente para nos olharmos – Vamos conhecer nossos limites, conhecer isso que nós temos, deixar acontecer. Se der certo vai ser a melhor coisa que poderia ter me acontecido. Se não der... – olhei para sua face e dei um sorriso divertido – Pelo menos eu vou saber que minha melhor amiga é uma ótima beijadora.

Belle riu e em seguida encostou seus lábios nos meus novamente me dando um beijo lento e profundo.

- Bem senhor Salvatore, agora a ótima beijadora tem que terminar de arrumar as malas – disse brincalhona.

Eu sorri.

- Então arrume as malas rápido senhorita Swan, porque depois eu vou querer mais beijos. – falei.

Bella riu selando seus lábios nos meus e em seguida saindo dos meus braços e voltando a colocar as roupas nas malas.

Eu sai do quarto pegando minha toalha e roupa entrando no banheiro. Eu tomei meu banho e me arrumei. Olhei-me no espelho surpreso, um sorriso bobo e feliz estava estampado em minha face, ele não havia saído de meus lábios desde o momento em que os lábios de Bella saíram dos meus.

~*~

Estava de noite, mas mesmo assim acredito que o ar condicionado do meu carro e agora o do aeroporto que impediam que Bella suasse como uma torneira. Ela já estava vestida para o frio com calça, uma blusa de manga comprida e mais um sobretudo quente. Não questionei sua escolha, havíamos acabado de sair do inverno, mas mesmo assim acredito que a temperatura de Los Angeles ou Virginia, Mystic Falls estavam bem diferentes em relação a Forks. Por isso mesmo que não sentisse frio na mesma intensidade que humanos sentiam e por precisar manter as aparências alem de estar vestido com minha sagrada jaqueta de couro pedi a Bella que colocasse um suéter de inverno preto e com gola alta na mala de mão.

- Lara já chegou? – Bella perguntou logo após desligar o telefone.

Enquanto eu despachava as malas Bella foi fazer uma ligação para Elena para perguntar como ia a viagem e falar da surpresa que estávamos indo fazer para seu pai.

- Não, ela me disse que ia ligar assim que chegasse – respondi – Como está Elena e meu irmãozinho?

Bella revirou os olhos e respondeu:

- Estão bem, mas como poderiam não estar. Estão sozinhos na cidade do amor sem ninguém para atrapalhar – falou sorrindo – Elem mandaram um oi para você.

- Bem, acho que eles estão bem mesmo. Estava esperando um “espero que não esteja fazendo nada estúpido, Damon”, - falei imitando Stefan – é, acho que um oi está ótimo.

Bella riu.

- Ele é seu irmão Damon, se preocupa com você – ela disse suave e eu só revirei os olhos – E também temos que admitir que você não é o mais inteligente as vezes... – Bella paralisou e sua respiração travou, seus olhos estavam fixos em algo e quando seus olhos ficaram molhados e seu rosto ficou pálido eu comecei a ficar seriamente preocupado.

Segui seu olhar e vi que o algo em que estava preso era na verdade um casal a pouquíssimos metros de nós. Eram pálidos a mulher era uma loira alta e com um corpo de curvas esbeltas que humanos normais considerariam de parar um quarteirão, suas feições eram mesmo extremamente belas e seus olhos dourados observavam Bella com evidente surpresa e desdém. Com isso meus sentimentos por ela se tornaram de antipatia imediata. O outro era enorme, parecia uma muralha de músculos, mas ao contrario de seu corpo que parecia ter um alerta de mantenha distancia seu rosto tinha covinhas como os de uma criança e exibiam uma expressão amigável de saudade e carinho.

Eles agora vinham em nossa direção e Bella que antes estava paralisada e inexpressiva havia grudado em mim como se fosse desmoronar a qualquer momento e se segurava em mim como se eu fosse seu alicerce, sua expressão estava cheia de saudade ao mesmo tempo em que ela parecia incerta e temerosa.

Eu olhei para ela preocupado enquanto a segurava firmemente em meus braços. Logo o casal estava a nossa frente e depois de nos analisar rapidamente.

O grandalhão deu um passo a frente abrindo um enorme sorriso fazendo suas covinhas ficarem ainda mais evidenciadas. Percebi Bella segurar um sorriso e seus olhos ficarem molhados.

- E ai Bella? – ele falou com sua voz grave e retumbante.

Os lábios de Bella antes tensos formaram um sorriso doce automaticamente a saudação do grandalhão.

- Emmett – ela murmurou feliz se aproximando um dele.

“Emmett?” Perguntei a mim mesmo. Eu já havia a ouvido mencionar esse nome antes, mas não lembrava quando.

Nesse meio tempo de questionamento o grandalhão, digo Emmett, pegou Bella em um abraço de urso dando uma grande risada em que Bella o acompanhou. Ele logo a botou no chão e Bella virou seu olhar para loira que estava claramente insatisfeita.

- Olá Rosalie – Bella cumprimentou tímida e educadamente.

- Oi – a loira disse bruscamente, me deixando irritado e fazendo com que eu me aproximasse de Bella novamente. Os dois automaticamente viraram seus olhos para mim.

- Oi – o grandalhão disse incerto, mas ainda com um sorriso – Prazer, sou Emmett Cullen.

Me senti ficando tenso e me pareceu que Bella sentiu também porque apertou minha mão levemente para me acalmar como também para pedir que eu me controlasse e pedisse para eu não fazer nada estúpido. Grande novidade. Apertei a dela como resposta pedindo para que ela também ficasse calma.

- Prazer, sou Damon Salvatore – falei calmo, ou pelo menos parecendo calmo.

O grandalhão e a loira olharam para nossas mãos unidas. Emmett pareceu incerto e um pouco chateado e a loira so levantou a sobrancelha como se questionasse algo e logo abriu um pequeno sorriso malicioso ainda com um olhar de desdém. Senti que Bella ficou nervosa e eu já estava achando que ela iria soltar minha mão. Fiquei surpreso quando ela não soltou. Feliz também.

- Viajando? – Emmett perguntou.

- Sim – Bella respondeu um pouco mais leve – Passamos uns seis por aqui agora vamos passar uns dias em Forks antes de voltarmos.

- Voltarmos? – perguntou surpreso

- Ah sim – Bella disse um pouco nervosa, ela havia esquecido que eles não sabiam que ela não estava mais morando em Forks. Eles não estavam lá para saber afinal.

Eles ainda esperavam uma resposta e como Bella mais nervosa eu respondi.

- Sim, para Mystic Falls – eu falei.

O grandalhão virou seus olhos para Bella parecendo estar se sentindo triste e culpado por algo, como se estivesse começando entender os danos que ele e o resto de sua família, principalmente seu irmão haviam causado quando a haviam a abandonado.

- Se mudou de Forks? – perguntou como para que confirmar tudo o que havia entendido.

Bella que agora estava abraçada a mim com toda a força respirou fundo e respondeu.

- Sim

Emmett balançou a cabeça tristemente e a loira arrogante como se sentisse sua tristeza se aproximou do companheiro. Ele olhou para Bella, agora não mais sorrindo.

- Foi bom ver você Bella – falou suavemente.

- Foi bom ver você também, Emmett – ela respondeu dando um pequeno sorriso para ele que automaticamente retribuiu – Você também Rosalie.

A loira somente assentiu pela primeira ver sem aquela expressão superior no rosto.

Nós já havíamos nos virado começando a seguir nossos caminhos quando a voz do grandalhão nos paralisou novamente.

- Eu sinto muito Bella. Sinto muito mesmo – ele falou.

- Emmett – a loira parecia repreendê-lo, parecia tentar fazê-lo parar de falar - Já é o suficiente.

- Você só precisa saber que nós sentimos sua falta. Nós todos sentimos sua falta – ele falou.

Bella se virou minimamente para olhar para ele. Ela conectou seu olhar com o dele e somente acenou que havia entendido. Em seguida olhou para mim rapidamente murmurando que ia ao banheiro.

Eu a olhei até perdê-la de vista em seguida me virei para Emmett e Rosalie que ainda estavam ali olhando na mesma direção que eu estava antes. Eles olharam para mim e franziram a testa. Eu me xinguei mentalmente. Eles eram vampiros e eu também! Agora que Bella não estava mais comigo eles com certeza estavam notando algo de diferente, como por exemplo, o fato de meu sangue não ser nem um pouco apelativo para eles.

- Bem, foi bom conhecer vocês! – falei indo em direção ao banheiro esperar por ela.

- Espere – o grandalhão pediu.

- Sim – eu falei

- Ela está bem? – segurei meu alivio e também a minha raiva.

Minha vontade era dizer: Não, ela não está bem seu imbecil! Vocês a abandonaram. Seu irmão a quebrou por completo e eu não tenho a menor idéia se um dia ela conseguirá juntar seus pedaços.

Imaginei que eles soubessem de algo sobre o que aconteceu e não tudo. Foi por isso que eu decidi somente dizer:

- Ela está vivendo.

Ela esta vivendo, eu pensei, e se depender de mim nada nunca vai a machucar novamente. 


N/A: Hey Babies!

Como vocês puderam ver, eu voltei e agora para ficar!

Fiz uma grande analise de LM e percebi que a história será repartida em duas fases, não por ela ser muito grande, vai ser simplesmente um marco que vai acontecer na história e me pareceu certo a dividir em duas. A primeira fase vai acabar lá pelo capítulo 21 ou 22  sem contar o epilogo da primeira fase. Então se preparem porque muita agua ainda vai rolar.

Obrigada pelo reviews, amores! Peço desculpas pelos reviews ainda não respondidos, aos poquinhos eu vou respondedo, ok?

Espero que tenham gostado do capítulo é nele que podemos ver o inicio do relacionamento dos dois e conforme vocês vão ver, vai ser tudo muito natural.

Sim, sim! Emmett e Rosalie apareceram nesse capítulo. Foi muito difícil escolher qual dos Cullens Bella iria encontrar, mas no fim eu não tive duvidas quanto aos dois.

Espero que tenham gostado amores!

Não se esqueçam dos reviews!

Próximo Post: 28/05

Beijinhoos

– Amanda Ishi