Noites em Runetown - Kaynkali escrita por NeptuneGnam


Capítulo 2
Ato 2 - Como se não houvesse amanhã




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/811913/chapter/2

O sol despontava no horizonte com toda a sua majestosidade, os raios solares iluminavam as ondas do rio Amai, uma brisa passageira fazia os cabelos rebeldes de Akali voarem até o meu rosto, ela ria baixinho e eu só sabia apreciar toda aquela beleza; da vista e da minha linda namorada sorrindo.

Os outros estavam no mesmo clima romântico, Garen segurava a mão de Katarina, girando o anel de compromisso com um sorriso pintado no rosto. Acredito que ele pensa em Kat da mesma forma que penso em Akali: somos sortudos por termos essas mulheres em nossas vidas. A ruiva estava com a cabeça encostada no ombro direito de Garen e tinha um sorriso satisfeito em sua feição. Voltei minha atenção para Yone e Eve, os dois compartilhavam uma lata de Coca-Cola e ficavam espiando um ao outro de vez em quando, Evelynn ainda estava brava pelo moreno tê-la largado no chão na nossa corrida, mas é questão de tempo para eles voltarem ao grude que são. Seraphine ainda fazia cafuné na Jinx. Rakan e Xayah ficavam se observando ao invés de olhar o nascer do sol, era engraçado e até mesmo fofo. Ezreal havia pedido para Kai'sa parar de brincar com os dedos dele, mas ela parece tê-lo ignorado, o relacionamento deles é baseado em provocações desse tipo. Acredito que Settrigh e Ahri dormiram na grama, abraçados.

O clima era de total plenitude e cumplicidade entre nós, o "Club 16". Isso até Syndra – que estava bebendo água com gás – soltar um arroto que fez todo mundo rir.

— Meu Deus, amor! — Zed gargalhava.

— Parem de rir! A culpa é do gás! — Synd começou a bater no namorado e foi aí que rimos mais ainda.

— Gente, olha pra eles, que fofura! — Katarina apontava para Sett e Ahri adormecidos.

— Até dormindo esses dois são tumblr! — Evelynn tirou fotos do casal de todos os ângulos possíveis — Nossa, pior que ficaram ótimas!

— Preciso achar meu anel! — Jinx resmungava.

— Você não se machucou quando caiu, né? — Seraphine pergunta, sendo a namorada atenciosa de sempre.

— Meu joelho tá um pouco ralado, mas vou sobreviver. — a azulada dá de ombros.

— Vamos indo, gente? — Akali se levanta e eu a acompanho. Todos começaram a se levantar, é claro, somente os dois trapaceiros vulpinos ficaram deitados por terem dormido.

— Eu tive uma ideia. — murmurei para Akali.

— Kayn teve uma ideia gente, calma! — ela chamou a atenção do grupo.

— Alguém ainda tem bebida sobrando? — questiono, Syndra levanta a garrafinha de água que a fez arrotar, tinha um pouco ali — O que acham de acordarmos os princesos?

— Quero! — Jinx foi a primeira a concordar com a ideia.

— A gente vai ter que correr muito deles. Assim não dá pra achar seu anel! — Seraphine censura e a azulada reclama, batendo o pé no gramado.

— Vão lá procurar primeiro, se eles não acordarem até lá, a gente faz! — Zed sugere e todos concordaram.

Largamos as raposas adormecidas ali e voltamos um pouco pelo percurso que seguimos anteriormente na "corrida Naruto", não foi muito difícil encontrar a aliança de Jinx, estava no mesmo lugar onde ela acabou caindo no meio da disputa. Sorrimos travessos quando percebemos que nem Sett e nem Ahri fizeram menção de que acordariam sozinhos, eles realmente pegaram no sono.

— Preparem-se pra fugir da gumiho furiosa! — Evelynn sussurra — Sett vai acabar sem entender o que aconteceu.

— Verdade, Ahri pode ser assustadora quando quer! — disse Xayah no mesmo tom que Eve.

Rakan ficou encarregado de jogar a água no casal enquanto o restante do nosso grupo se afastava, Akali, Ezreal e Yone se prontificaram de filmar tudo. Assim que ficou perto o suficiente, Rakan virou a garrafa com tudo para baixo e a água atingiu primeiro a morena, depois seu namorado. Ahri ergueu o corpo numa velocidade desesperada e Settrigh soltou um gritinho ao sentir a água gelada no rosto, se contorcendo na grama. Todos nós gargalhamos com a cena, Ahri se virou para nós, e como Eve e Xayah previram, ela tinha um olhar assassino.

— CORRAM, SEUS DESGRAÇADOS, CORRAM! — gritou, se levantando num pulo e correndo na nossa direção.

— CORRE GALERA! — Kai'sa foi a primeira a fugir da fúria da vastaya de nove caudas, todos obedecemos a seu veredito e fugimos, aos risos, é claro.

Eu senti uma adrenalina sem igual no meu corpo enquanto fugia de mãos dadas com Akali, de uma Ahri “virada no Jiraya”. Sett parecia que também fugia da própria namorada conosco e a situação não poderia ser mais cômica. Era sábado de manhã e muito provavelmente todos retornariam para suas casas para dormir e só acordariam pelo período da tarde. Mas, naquele momento, nunca me senti tão bem.

As testemunhas da nossa loucura juvenil? Apenas nós mesmos e o ambiente ao nosso redor. Tínhamos que aproveitar a beleza da juventude, e eu tinha certeza de que, ao lado dos meus amigos e da pessoa que amo, eu teria uma das melhores fases da minha vida.

Estávamos correndo para o futuro, nunca para o passado, mas sempre seríamos os oito jovens casais que badernam as ruas de Runetown durante a madrugada, na base do refrigerante e da água com gás.

Por mais que eu pensasse que Ahri seria capaz de nos matar antes dos adultos acordarem.

Então, era melhor corrermos pelas nossas vidas, como se não houvesse amanhã.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Noites em Runetown - Kaynkali" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.