Reflexões daqui e de lá... escrita por Paloma Her


Capítulo 29
29. Instinto animal


Notas iniciais do capítulo

Já o homem têm apenas uns 4 milhões de anos neste planeta. Nasceram quando espíritos angelicais, vindos dos confins do universo, chegaram aqui na Terra, escolheram o bicho mais semelhante a eles, e penetraram nos embriões, na barriga das macacas. Foi a primeira vez que a onda compartilhou um corpo com um espírito angelical.
Então, os homens teriam na sua essência a “alma” herdada dos anjos, e a “onda” que traz consigo todas as vivencias do passado, quando nascera como bichos da Terra.



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/810350/chapter/29

 

Existem duas evoluções, a evolução dos animais e a evolução humana. Pois, antes do homem aparecer sobre a Terra, existiam somente os animaizinhos. E eles foram espécies diferentes através das eras.

Os primeiros seres vivos que brotaram na Terra foram às pedras, as rochas, que pela sua vez são filhas do magma interno do planeta. E como tal, elas viveram milhões de anos, e algumas podem ter morrido como pedras por causa de um meteorito, ou, porque voltaram para o magma através de uma catástrofe de vulcão. Nas vidas subsequentes as rochas que morreram e se transformaram em seres voláteis, evoluíram para vergéis. Mato selvagem, que foi responsável pela produção de ozônio e a mudança do clima do planeta. Finalmente, as matas que morriam, evoluíam e nasciam como formigas, ou caracóis, minhocas, e como tais vivenciaram milhares de existências variadas.

Hélio Couto nas suas palestras fala que antes de nascermos na vida material somos ONDAS. Ou, energia côsmica. E quando a onda nasce e morre como formiga, demora uns 45.000 anos, mais ou menos, para deixar de ser formiga e subir de patamar. Ou seja, e evolução dos animais teria a idade da Terra. Uns 4,54 bilhões de anos. E vida após vida, os animaizinhos foram de tudo que existe, pois a onda já foi peixe, serpente, dinossauro, e todas as espécies que desapareceram. E o conjunto vivente de todas essas ondas, que nascem e morrem como bichos, é incalculável, quem sabe maior que o número das estrelas no universo.

Já o homem têm apenas uns 4 milhões de anos neste planeta. Nasceram quando espíritos angelicais, vindos dos confins do universo, chegaram aqui na Terra, escolheram o bicho mais semelhante a eles, e penetraram nos embriões, na barriga das macacas. Foi a primeira vez que a onda compartilhou um corpo com um espírito angelical.

Então, os homens teriam na sua essência a “alma” herdada dos anjos, e a “onda” que traz consigo todas as vivencias do passado, quando nascera como bichos da Terra. E é ali que a coisa se complica, pois os homens herdaram dos anjos o amor e a fraternidade, e da bicharada tudo os demais. Das formigas ele carrega o gosto pelo trabalho. Todos amam ter uma profissão, trabalhar em algo que seja legal, e depois da aposentadoria continuar fazendo algo, plantar flores no jardim, ou trabalhar ocasionalmente em qualquer coisa. Dos pássaros foi herdado o amor por viajar, andar de avião, conhecer outros lugares do mundo, e o gosto pela liberdade. Odiamos os governos ditatoriais, que convertem os homens em escravos modernos. Enfim.

Mas, tem os animaizinhos muito peçonhentos. E o que eles deram como aprendizados? De cobra herdou-se a sabedoria de ficar quieto e não atacar, enquanto ninguém provoque. Pois se tem um homem na frente ameaçando, deve-se dar um chute entre as pernas, assim que ele se descuidar. Ou, atacá-lo antes dele chegar muito perto.

E se um dia se era lobo? Ou, tigre dentes de sabre? Hienas? Águias? Tubarões?

Bem, todos os bichos são melhores que os homens, sejam eles quem for. Basta olhar uma gata cuidando dos filhos para ver como são superiores a todas as mulheres da terra.  Não esqueçamos que se matam 25.000.000 de bebes no vente das damas, antes de nascerem, todos os anos.

Um bicho mata por causa de território? Sim, mas o faz a patadas e mordidas. Já os soldados modernos estão matando milhares de pessoas, por causa de território, com mísseis de longo alcance. Basta ver na televisão as guerras deste ano 2023.

Então, se herdamos coisas boas da bicharada e dos anjos, porque é que somos tão maldosos? Tão ruins? E não vamos culpar o “demônio”, pois esse sujeito não existe.

Na verdade, eu acreditava que o “instinto animal” era o culpado de nossas más ações. Mas, aparece que estou totalmente errada. E que essa pergunta ainda não tem resposta.

FIM


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Um bicho mata por causa de território? Sim, mas o faz a patadas e mordidas. Já os soldados modernos estão matando milhares de pessoas, por causa de território, com mísseis de longo alcance. Basta ver na televisão as guerras deste ano 2023.
Então, se herdamos coisas boas da bicharada e dos anjos, porque é que somos tão maldosos? Tão ruins? E não vamos culpar o “demônio”, pois esse sujeito não existe.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Reflexões daqui e de lá..." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.