A Insegurança de Luotto escrita por Luísa Monteiro


Capítulo 4
A Culpa e o Conselho




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/809077/chapter/4

Luísa Narrando -Cheguei em casa ,entrei pro meu lugar preferido o meu escritório,e comecei a chorar,a culpa pelo beijo em outra pessoa que não fosse meu falecido marido.Nunca nenhum outro homem tinha me tocado a não ser Marcelo Pessoa,ele me pediu que eu amasse novamente,mas eu não quero cumprir essa promessa.Quero que ele continue sendo o único homem da minha vida.Enquanto pensava em tudo isso, automaticamente lembrava do beijo com o Otto, será que o Marcelo estava certo? Eu preciso amar novamente e permitir ser amada? Não! Não!Isso não pode estar acontecendo na minha vida,eu nunca tive dúvidas do que eu queria fazer na minha vida,mas eu não posso,ele é meu chefe,não! Continuei chorando quando duas pessoas entram no escritório.

—Lu!-O quê houve?-Pergunta Joana acompanhada da Claudia
—Nada!
—Não,Luísa !-Nada não!-O quê você têm?-Saudade do Marcelo?-Clau pergunta e eu volto a chorar
—Fala Lu!-Jô insiste
—Eu não sei como dizer,nem sei por onde começar -Respondo
—Que tal começar pelo começo?-E como você vai falar,fala pela boca -Clau fala tirando um sorriso do meu rosto
—A Poliana me chamou na casa dela para eu ajudá-la com um dever de matemática
—E você ajudou?
—Não tinha dever nenhum,ela queria que a Tânia a namorada do Otto me visse lá e ficasse com ciúmes
—Mas por quê?
—Ela não confia na Tânia
—E a Tânia?-Estava lá?-Ela sentiu ciúmes?
—Ela chegou depois, sentiu muito ciúmes,o Otto chegou depois terminou o namoro com ela e....
—E????-Clau questiona impaciente
—Disse que a culpa era minha porque ele não conseguia me esquecer desde o dia no parque
—Nossa Lu!-Vai continua -Jô fala
—Depois ele me beijou,e eu sair me sentindo muito culpada,e também confusa
—Meninas!-Quê babado!-A Cláudia fala
—Mas por quê culpada?
—Eu nunca fui de nenhum outro homem jô,eu sempre fui do Marcelo,e agora eu volto para o Brasil e o que me acontece?-Me envolvo com meu patrão, não isso tá errado
—Luísa!-Você não planejou isso,essas coisas acontecem
—Mas não podem acontecer
—Eu vou pedir demissão, amanhã mesmo
—Não Lu!-Não faça isso, você precimais clima sa pagar as suas contas
—Eu sei Clau,mas não tem mais clima
—Quando a fatura do seu cartão chegar,e seus boletos,a você arruma clima,pode ter certeza -Claudia fala me fazendo repensar
—Você está gostando dele Lu?
—Eu não sei!-Ele é incrível,mas eu tenho tanto medo de me machucar,de perder novamente uma pessoa ,que eu tento me blindar,o que qui faço?
—Se permita!-Se dê certo deu,se não dê, paciência!-Jô fala
—Verdade!
—Meninas!-Não contém pra ninguém por favor
—Está bem!

Enquanto Isso....

Poliana Narrando -O meu pai estava muito triste,sentei perto dele e o questionei sobre o motivo de estar tão cabisbaixo.

—Pai!-O quê você têm?
—Não tenho nada filha!
—Eu sou sua filha há 11anos!-Fala por favor
—Eu terminei com a Tânia!-Ele disse
—Mas isso é motivo pra se alegrar, você nem gostava tanto dela,pelo menos não tanto quanto você gostou da mamãe,ou gosta da Luísa -Eu falo e ele fica vermelho
—Quem disse que eu gosto dela?
—Da Luisa?-São seus olhos que ficam brilhando,igual os das adolescentes que se apaixona
—E você por acaso já é uma adolescente para saber sobre isso?
—Quase!-Mas falando sério eu acho que você pode investir na Luísa
—Você tem toda razão filha!-Eu vou investir nela sim, obrigado mocinha -Ele diz me abraçando.


 

Continua....

 


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Insegurança de Luotto" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.