A Insegurança de Luotto escrita por Luísa Monteiro


Capítulo 20
Luísa faz escolha e irrita a filha




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/809077/chapter/20

Luísa Narrando -O Tiago saiu da minha casa, enquanto o Otto veio dizer que não gostou da postura do rapaz.

—Você está fazendo isso para me provocar né Luisa?
—Eu?-Te provocar?-Nunca!-Eu só estou tentando me realizar
—Mas você já trabalha na galeria
—Quer saber Otto?-Você é meu marido e não meu dono,eu faço o que quiser e na hora que eu quiser!-Com licença -Eu  falo pegando um copo d'água e saindo

Semanas Depois...

Otto Narrando -Eu e a Luísa nos afastamos muito por tudo que tinha acontecido,e isso já estava afetando a Poliana em casa e na escola.

Ligação ONN-
—Oi Ruth!
—Otto eu preciso que você ou a Luísa venha na escola
—A Luísa está no trabalho,eu vou!

Escola Ruth Goulart

A Poliana estava na sala da Helô sentindo falta de ar,pois a crise de ansiedade voltou.
—Filha!-O quê foi?
—Não tô conseguindo respirar direito!
—João!-Leva a Poliana para tomar um água enquanto eu converso com o Otto
—Vamos Poli!
—Então Helô,o quê aconteceu?
—Aconteceu que essa falta de ar da Poliana tem nome,medo!
—Medo de quê?
—Medo de quê você e a Luísa briguem novamente depois que vejam isso -Ela diz me entregando o boletim da Poli
—Tem certeza que esse é o boletim da Poliana?
—Sim!-E eu fiquei muito surpresa,ela sempre demonstrou dificuldade em matemática,mas sempre ficava nos 7,7,5 agora história, português,aulas extras curriculares ela sempre ficava entre os 9,10 e agora está entre os seis e sete,as notas dela estão muito baixa Otto
—É eu sei!-Eu já tinha percebido que ela não estava muito bem,mas ela dizia que era coisa da adolescência e não me contava,e nem contava para a mãe
—Você e a Luísa tem que sentar junto com ela e tentar entender o que ela está sentindo
—É eu sei!-Mas a minha comunicação com a Luísa não está lá essas coisas
—Mas pelo bem da Poliana vocês terão que dar um jeito
—Okay!-Posso levá-la pra casa mais cedo?
—Claro!
—Com licença

Luísa Narrando -Cheguei em casa mais cedo,e fiquei preocupada com o recado da Sara.
—Oi Sara!
—Oi Dona Luísa!-O seu Otto não está
—Eu não perguntei!-Eu falo tirando minha sandália e deitando no sofá,afinal conciliar dois trabalhos não está sendo fácil
—Dona Luísa!-O seu Otto foi chamado na escola da Poliana
—Quê?
—E por quê não me disse isso antes?
—Por quê a senhora não quis saber
—Mas quando for algo relacionado a Poliana eu exijo saber imediatamente
—Está anotado!
—Mãaaaaeee!!!-Poli vem me abraçar
—Minha filha!-O quê você está fazendo em casa cedo?
—O papai foi me buscar,eu estava com falta de ar
—E já melhorou?
—Sim!-Vai pro quarto,toma um banho quente que eu já vou lá!
—Sim mamãe!-Poli fala pegando a mochila e saindo
—O que aconteceu com a Poliana,Otto?
—E você se interessa?-Ele questiona me ofendendo
—Claro que me interesso ela é minha filha,minha enteada e minha sobrinha
—Ah pensei que tivesse esquecido das suas obrigações,desde que começou a trabalhar com o tal Tiago , você abandonou a sua família
—Isso não é verdade!-E você?-Não vai me contar o que aconteceu?
—O que aconteceu Luísa é que a Poliana estava com medo da gente ir para a reunião de pais e mestres
—Ué?-Por quê?
—Por causa disso!-Otto me entrega o boletim da Poli,que sento no sofá espantada com o que vejo,e minhas lágrimas cai silenciosa
—Esse não pode ser o boletim da Poliana,por quê essas notas?
—Por causa das nossas brigas,ela estava sofrendo calada-OTTO DIZ ,EU LEVANTO E PEGO NA MÃO DELE
—Você me perdoa pelo que eu fiz?-A culpa foi minha,eu não devia ter começado a sentir ciúmes de você,eu acabei me perdendo, desculpa!
—Não foi só você quem errou,eu também errei!-Eu errei quando eu não te apoiei nas suas escolhas!-Me perdoa também meu amor-Ele fala e nos beijamos apaixonadamente,ele me coloca em seu colo e eu puxo assunto
—Eu sei como dar mais atenção a Poliana
—Como?
—Eu vou sair dos meus dois empregos!
—Não precisa meu amor,você ama trabalhar!
—Mas eu amo mais a minha filha e o meu marido,com a sua mãe eu posso voltar a trabalhar quando a nossa filha estiver melhor
—Tem certeza Luísa?-Depois eu não quero você triste
—Eu não vou ficar!-A nossa filha,a nossa família é mais importante que qualquer emprego,eu vou conversar com o Tiago e com a sua mãe
—Espero que ele entenda,a minha mãe vai entender
—O Tiago também Otto!
—Sei...

Poliana Narrando -Eu fui até a sala e os meus pais estavam no maior Love eu gostei,até que a mamãe me deu uma notícia que não foi muito bem aceita por mim.

—Nossa!-Olha quem fez às pazes
—Está melhor?
—Sim!
—O seu pai me mostrou o seu boletim,por quê você não me pediu ajuda Poli?
—Eu não queria incomodar,mas eu vou recuperar
—Você vai sim,eu vou te ajudar
—Mas e seus empregos?-Você vai chegar cansada mamãe
—Eu mandei um e-mail para o Tiago e sua vó falando que eu não vou mais trabalhar esse ano, porquê a minha prioridade é ficar com a minha filha
—Você quer me vigiar?
—Claro que não filha!
—Valeu pela sua intenção,mas eu não quero e nem preciso de babá
—Poliana!-Não é assim que se fala com a sua mãe
—Eu agradeço sua preocupação,mas eu não quero!
—Isso não está em discussão Poliana!
—Saco!-Eu falo saindo

 

Glória Narrando -Fui convidada para jantar na casa do meu filho para ficar mais perto da família dele.

—Glória!-Quê bom que você chegou
—Obrigada pelo convite Luísa!-Então o e-mail é sério?
—Sim!-A Poliana precisa de mim
—Eu não preciso que você fique de minha babá,já tenho os seguranças para onde quer que eu vá
—Mas eles não são sua mãe!-E minha decisão está tomada
—Pai!-Você vai concordar com isso?
—A sua mãe é bem grandinho para tomar as decisões dela filha
—Você está concordando só para a mamãe não ficar fora de casa
—Nada ver filha!-Eu que tive essa ideia
—Então as brigas que você teve com o papai nas últimas semanas foi só por orgulho
—Brigas?-Quê brigas?-Eu pergunto
—Não sabia Vó?-Esses dois que estavam brigando que nem cão e gato,ainda mais depois do que a mamãe fez,ou a sra.não sabia que a mamãe ameaçou a Adriana para ela não chegar perto do papai?
—É verdade isso Luísa?-Questiono surpresa
—É!-Eu fiquei muito arrependida,mas o Otto já me perdoou,mas pelo visto a minha filha não
—Com licença!
—Não fiquem assim a minha neta só quer chamar atenção,eu vou falar com ela
—Eu não sei se ela vai te escutar
—Eu vou tentar

Continua....

 


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Insegurança de Luotto" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.