A Insegurança de Luotto escrita por Luísa Monteiro


Capítulo 2
Poliana pede ajuda aos amigos




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/809077/chapter/2

Poliana Narrando -Fui para a escola e contei aos meus amigos que tinha conhecido uma moça muito linda,e que lembrava a minha mãe.

—Oi pessoal!-Disse sorridente
—Oi Poli!-Nossa que carinha sorridente,o que aconteceu bichinha?-Diz João com seu sotaque nordestino
—Ontem no parque eu conheci uma moça tão legal e bonita assim como a mamãe -Falei emocionada
—Deve ser legal e bonita mesmo!-Olha como você está!
—O meu pai ficou babando nela!
—Mas o seu pai não namora a Tânia?-A escritora!-Luigi pergunta
—Sim!-Ainda!-Eles vão terminar,e com nossa ajuda o papai vai ficar com a Luísa
—Nossa ajuda?-O quê você está pensando em fazer Poli?
—A Tânia,ficou mordida de ciúmes da Luísa,é só mostrarmos a ela,o quanto ela tá sobrando na vida do meu pai,e aí?-Topam me ajudar?
—Claro!-Sim!-Pode contar comigo!-Com certeza -Todos foram falando
—E você já tem alguma ideia?
—Não!-Me ajudem a pensar -Eu peço
—Eu já pensei!-João fala surpreendendo à todos
—Fala logo João!
—A gente pode provocar uma crise de ciúmes na Tânia
—Boa ideia!-E como a gente faz isso?
—A gente pode marcar um jantar com eles,e depois mandar uma foto deles jantando para a Tânia
—Boa João!
—Será que isso não é muita maldade?-Pergunto repensando
—Sim!-Mas se não for assim,seu pai e a Tânia nunca vão terminar Poli!-Bento se manifesta
—Tudo bem!-A gente se encontra na sala de teatro
—Okay!

Enquanto Isso....

Luísa Narrando -Eu me candidatei à uma vaga de emprego na Onze,o salário é bom ,e o horário é flexível além de poder me dedicar a minha verdadeira vocação a arte.
—Oi meninas!
—Lu!-O quê você faz aqui?
—Eu me candidatei a uma vaga de administradora e fui chamada para a entrevista
—Boa sorte amiga!-Hoje quem está fazendo as entrevistas é o próprio dono da Onze
—E ele é muito rígido?
—Um pouco!-Mas é uma boa pessoa e honesta também
—Proximo!-Diz a moça
—É você Lu!-Boa sorte!
—Obrigada Clau
Toc Toc
—Pode entrar....
—Você?-Eu e Otto perguntamos juntos
—Sim!-Com licença
—Então quer dizer você fez MBA em Nova York,e é administradora e fala três línguas além do Português
—Sim!-Falo Alemão,espanhol,e Inglês
—Você está contratada,afinal os seus concorrentes não tem um currículo assim -Ele fala terminando de olhar o meu currículo
—Obrigada!
—Eu vou mandar seu contrato para o RH e depois você ensina,seu nome completo é?
—Luísa D'Vila Pessoa -Eu falo e ele engasga
—Está tudo bem Otto?-Você ficou pálido!-Tem algum problema com meu sobrenome?
—Não,nenhum!-Só foi uma falta de ar mesmo!-Pode começar amanhã mesmo
—Obrigada!-Com licença

















Continua....

 


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Insegurança de Luotto" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.